Articulacao entre frases

10.713 visualizações

Publicada em

1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.713
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7.055
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
177
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Articulacao entre frases

  1. 1. Dito e Feito, 6.º ano Articulação entre frasesPorto Editora
  2. 2. Dito e Feito, 6.º ano Frase simples e frase complexa Frase simples Frase em que existe um único verbo principal ou copulativo. Naquele dia, os alunos fizeram um trabalho interessante. Verbo principal A professora ficou satisfeita. Verbo copulativoPorto Editora
  3. 3. Dito e Feito, 6.º ano Frase simples e frase complexa Frase complexa Frase em que existe mais do que um verbo principal ou copulativo e, portanto, mais do que uma oração. Numa frase complexa podemos ter orações coordenadas e/ou subordinantes e subordinadas. Verbo copulativo Os alunos permaneceram ocupados durante a tarde porque a professora solicitou uma nova tarefa. Verbo principalPorto Editora
  4. 4. Dito e Feito, 6.º ano Oração Unidade de sentido constituída por um predicado e pelos elementos que com ele estabelecem relações gramaticais. Existem duas formas de ligação das orações nas frases: • a coordenação; • a subordinação.Porto Editora
  5. 5. Dito e Feito, 6.º ano Coordenação Consiste na junção de duas ou mais expressões ou orações com a mesma categoria ou função sintática. Oração coordenada é uma oração gramaticalmente independente, podendo facilmente ser transformada em frase simples. As orações coordenadas mantêm uma certa autonomia, apesar de, geralmente, estarem ligadas entre si por conjunções coordenativas ou por locuções conjuncionais de coordenação.Porto Editora
  6. 6. Dito e Feito, 6.º ano Coordenação Conjunções coordenativas e locuções conjuncionais de coordenação Copulativas e, nem, não só… mas também Adversativas mas, no entanto, apesar disso… Disjuntivas ou, ora… ora, quer… quer…Porto Editora
  7. 7. Dito e Feito, 6.º ano Coordenação Oração coordenada copulativa Acrescenta uma nova ideia/informação à oração com que se combina. Hoje de manhã bebi um copo de leite e comi um pastel de nata. Oração coordenada Conjunção coordenativa copulativa copulativa (estabelece a ligação entre as orações)Porto Editora
  8. 8. Dito e Feito, 6.º ano Coordenação Oração coordenada adversativa Transmite uma ideia de contraste, de oposição, relativamente à ideia expressa na oração com que se combina. A Arminda gosta de ir à praia, mas não aprecia o calor excessivo. Oração coordenada Conjunção coordenativa adversativa adversativa (estabelece a ligação entre as orações)Porto Editora
  9. 9. Dito e Feito, 6.º ano Coordenação Oração coordenada disjuntiva Exprime uma alternativa ao que é dito na oração com que se combina. Esta tarde, vou ao cinema ou dedico-me à leitura. Oração coordenada Conjunção coordenativa disjuntiva disjuntiva (estabelece a ligação entre as orações)Porto Editora
  10. 10. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Consiste na junção de duas ou mais orações, numa relação de dependência da(s) oração(ões) subordinada(s) em relação à oração subordinante. Oração subordinante é uma oração de que depende uma ou mais orações subordinadas. O elemento subordinante pode ser apenas uma palavra. Quando acabei de ler o livro, refleti sobre a história. Oração subordinada Oração subordinante (O seu sentido depende (Faz depender de si a oração subordinada) da oração subordinante)Porto Editora
  11. 11. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada é uma oração que, numa frase complexa, desempenha uma função sintática e que está dependente da oração subordinante, ligando-se a ela através de conjunções subordinativas, locuções conjuncionais de subordinação, pronomes relativos ou preposições. Fiquei contente, porque me identifiquei com o herói. Oração subordinada Oração subordinante (O seu sentido depende (Faz depender de si a oração subordinada) da oração subordinante)Porto Editora
  12. 12. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Conjunções subordinativas e locuções conjuncionais de subordinação Causais porque, porquanto, já que… Temporais quando, apenas, logo que… Finais que (=para que), para que… Condicionais se, desde que, salvo se… Comparativas como, conforme, bem como… Completivas que, sePorto Editora
  13. 13. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada causal Exprime a razão, o motivo, a causa do acontecimento apresentado na oração subordinante. Ontem não fui à escola, porque estive doente. Oração subordinante Conjunção subordinativa causal Oração subordinada causalPorto Editora
  14. 14. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada final Exprime o propósito, a intenção ou a finalidade da ideia apresentada na oração subordinante. O meu pai deu-me boleia, para que não me atrasasse. Oração subordinante Locução Oração subordinada final conjuncional subordinativa finalPorto Editora
  15. 15. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada temporal Refere uma circunstância de tempo relativamente à oração subordinante. A minha mãe já tinha preparado o lanche, quando cheguei da escola. Oração subordinante Conjunção Oração subordinada temporal subordinativa temporalPorto Editora
  16. 16. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada condicional Exprime a condição em que se verifica a ideia contida na oração subordinante. Oração subordinada condicional Se estivesse bom tempo, os três amigos iriam à praia. Conjunção subordinativa Oração subordinante condicionalPorto Editora
  17. 17. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada completiva Tem uma função semelhante à de um grupo nominal e completa o sentido de alguns verbos. Pode ser substituída por um pronome demonstrativo (isto, isso…) A Virgínia contou aos amigos que vai mudar de casa. Oração subordinante Conjunção subordinativa completiva Oração subordinada completivaPorto Editora
  18. 18. Dito e Feito, 6.º ano Subordinação Oração subordinada relativa É introduzida por pronomes relativos e tem o funcionamento de um adjetivo. O pronome que substitui elementos que o antecedem Antecedente do na frase. pronome relativo No fim de semana vi um filme, que era bastante divertido. Oração subordinante Pronome relativo Oração subordinadaPorto Editora relativa

×