O Corpo das mulheres como matéria prima

250 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
250
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Corpo das mulheres como matéria prima

  1. 1. células tronco um campo petrolífero no corpo das mulheres
  2. 2. 28 de outubro de 2006   a, está em jogo um dos maiores tesouros da história da medicina H. T. Goranson cientista-chefe da Sirius-Beta Corp e foi cientista-sênior na Agência de Projetos de Pesquisa Avançados de Defesa dos EUA (Darpa). Artigo publicado na revista Valor Econômico
  3. 3. Pesquisas científicas são geralmente realizadas visando melhorar nossas vidas, mas constituem também um setor econômico , envolvendo enormes investimentos de governos e empresas . A última grande corrida científica desse tipo foi o esforço para mapear o genoma humano , que promete modificar radicalmente o futuro das vidas humanas . Esse estudo foi iniciado pelos EUA, que se valeram de descobertas desenvolvidas na esteira do lançamento das bombas atômicas no Japão para compreender a extensão de danos genéticos de longo prazo
  4. 4. As atuais iniciativas de pesquisas sobre células-tronco e seu potencial são igualmente espetaculares porque resultarão numa revolução radical na medicina. Uma célula-tronco é especial por ser capaz de reproduzir uma forma que é diferente de si mesma. Enquanto uma célula da pele ou do fígado, por exemplo, é capaz de reproduzir apenas mais pele ou fígado, as células-tronco, que se mostram mais vigorosas no início do desenvolvimento humano, são células "mestres". Quando um óvulo fertilizado transforma-se em um embrião, e depois num feto, essas células-tronco iniciais, de alguma maneira, ensinam suas células-filhas como tornarem-se pele, fígado, olho ou ossos. Precisamos saber como essa transformação é ativada. Esse conhecimento poderá resultar em progressos enormes e patenteáveis
  5. 5. A competição ganhou dramaticidade máxima depois que a principal força pesquisadora , os EUA, abandonou a corrida devido à influência da religião na política (embora a Califórnia tenha decidido não perder a oportunidade e aprovado subsídios de US$ 3 bilhões a pesquisas ). Pelo fato dessas recompensas serem tão grandes e o esforço científico não exigir infra-estrutura enorme,muitos países menores tentam aproveitar a ausência dos EUA. Qualquer centro competente em pesquisa médica pode entrar na corrida Seja quem for o vencedor , quando alcançar o objetivo poderá ter acrescentado o equivalente a um campo petrolífero saudita à sua economia.
  6. 6. os embriões não surgem do nada é aí que entram: a fertilização in vitro e os médicos e os biólogos e suas provetas
  7. 7. quem é que nunca aparece nessa história?
  8. 8. construção social da maternidade e da infertilidade a manipulação do desejo ou a obrigação de ser mãe a infertilidade por poluentes ou infecções por efeitos de métodos contraceptivos pela esterilização de causa psicológica também não se fala na
  9. 9. Passo a passo na FIV (Fertilização in vitro) 1 - Tratamento medicamentoso, para estimular vários óvulos a amadurecer • Agonistas GNRH para suprimir qualquer outra atividade hormonal (injeções/spray nasal durante (geralmente) duas semanas antes das gonadotrofinas e então, dependendo da resposta, mais 10-14 dias) • Gonadotrofinas para estimular o crescimento dos folículos e provocar a ovulação 2 - Monitoração do tratamento para medir o crescimento dos folículos, individualizar as doses do medicamento, e prevenir efeitos colaterais sérios • Através de ultra-som transvaginal (duas ou três vezes durante um ciclo de tratamento) • Algumas vezes pela dosagem de hormônios em uma amostra de sangue 3 - Coleta dos óvulos, geralmente sob anestesia local, levando entre 10 e 20 minutos • Orientada por ultra-som transvaginal • Coleta através da vagina (32-36 horas depois da última injeção de hormônio) 4 - Amostra de esperma, colhida no mesmo dia que a coleta dos óvulos 5 - Fertilização • Óvulos e espermatozóides preparados e mantidos juntos em cultura durante a noite. • Ovos examinados ao microscópio no dia seguinte. 6 - Transferência do embrião (geralmente dois a três dias depois da fertilização) • Transferência transvaginal de não mais que três embriões • Embriões colocados no útero • Embriões de reserva geralmente congelados 7 - Teste/monitoração da gravidez
  10. 10. Folha de São Paulo, quarta-feira, 21 de dezembro de 2005 CLONAGEM Coreano usou mais de 900 óvulos, afirma ex-colega Sung-Il Roh, diretor do Hospital Mizmedi, diz que o pesquisador utilizou mais de 900 óvulos na sua última pesquisa com clonagem humana, ao invés dos 185 declarados no artigo científico que Hwang e seus colaboradores publicaram na prestigiosa revista "Science" em maio deste ano. Roh diz que não conhece o paradeiro dos óvulos que "sobraram". “ Quanto ao comércio de óvulos, não seria a mesma coisa que ocorre hoje com transplante de órgãos? Não é mais fácil doar um óvulo do que um rim? Cada uma de nós pode se perguntar: você doaria um óvulo para ajudar alguém? Para salvar uma vida?” a guerreira da paz Mayana Zatz Estud. av. v.18 n.51  São Paulo  2004
  11. 11. RISCOS gravidezes múltiplas partos cesarianos falta pesquisa sobre efeitos a longo prazo dos hormônios usados nas TRCs falta pesquisa para estabelecer riscos de câncer x hormônios empregados nas TRCs porcentagem de crianças com baixo peso vai de 9% para únicos a 94% para triplos ou mais prematuridade/ 15% para únicos e 97% entre triplos informação da clínica Fertility Gravidez múltipla. A monitoração com ultra-som revelará se mais de três folículos estão se desenvolvendo até o ponto de maturação. Nesses casos o tratamento deve ser interrompido, já que o risco de uma gravidez múltipla fica bastante aumentado. Estudos mostram que gestações múltiplas estão associadas a um maior risco de aborto e de parto prematuro. http://www.fertility.com.br/monta_livro.asp?Cod_Livro=3#
  12. 12. qual será o nome da corrida científica para compreender a extensão dos danos dessa corrida científica?

×