1ª parte da tarefa – 2.ª Sessão/unidade
              Conhecimento na área                                                ...
Conhecimento na área                                                              Biblioteca escolar
                     ...
Conhecimento na área                                                               Biblioteca escolar
                    ...
Conhecimento na área                                                           Biblioteca escolar
                        ...
Conhecimento na área                                                                 Biblioteca escolar
                  ...
Conhecimento na área                                                                     Biblioteca escolar
              ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

MAFpmavdrec3sessao2tarefa1

199 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

MAFpmavdrec3sessao2tarefa1

  1. 1. 1ª parte da tarefa – 2.ª Sessão/unidade Conhecimento na área Biblioteca escolare Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Competências do Os autores identificam A professora Alguma inibição no Reconhecimen Dificuldades O PB tem de, através de professor como aspectos críticos, bibliotecária, com trabalho to institucional do formação e de investigação, bibliotecário nesta fase de mudança das base no Plano de colaborativo com do papel do PB entendimen interiorizar a necessidade BEs do séc. XXI, a Actividades da BE, docentes ; e reforço do to pelos de mudança, da BE – lugar necessidade de ser aprovado em dificuldade em fazer seu papel docentes e de informação para a BE – entendido pelos professores Conselho passar a mensagem junto dos comunidad espaço de construção de bibliotecários, direcção e Pedagógico, de que a articulação vários órgãos e escolar conhecimento. comunidade escolar, o novo organiza as com a BE é normal; de direcção e das funções O PB deve ter uma visão papel das mesmas. A actividades de dificuldade em fazer de gestão actuais das clara do novo papel que as capacidade de liderança do forma articulada a articulação com os intermédia. BEs e BEs assumem e PB é essencial para a com os docentes das Reforço do dificuldades planificarem as suas acções compreensão dessa Departamentos disciplinas Cur. não- papel de dos PBs na de acordo com isso, mudança que se corporiza (incluindo 1.º CEB e disciplinares (ideais liderança dos liderança tendo em atenção os nos seguintes aspectos: a BE JI) Cons. dos DT, para trabalhar professores dessa resultados das já não é só um repositório Núcleo de A.E. e competências bibliotecários, mudança. aprendizagens curriculares de informação, mas sim um disciplinas Cur. não- transversais) por com a sua e, para isso, recolherem espaço de construção de disciplinares, nãos estarem intervenção evidências de forma conhecimento; à privilegiando a reunidos em nos vários sistemática através de importância da colecção discussão, nenhuma estrutura órgãos em que instrumentos de recolha de alia-se a necessidade de planeamento e no Agrupamento; está presente. informação. interacções para a avaliação das dificuldade em fazer construção do actividades em entender as conhecimento; a recolha de Conselho mudanças de papel evidências sobre o Pedagógico das BEs, desempenho dos alunos e A BE tem uma acção preconizadas pelos resultados da aprendizagem efectiva na autores da literatura é fundamental para a organização de indicada. avaliação, tornando as BEs actividades em
  2. 2. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolare conjunto com docentes, para as turmas, nomeadamente para a aquisição de competências transversais de sustentáveis . “literacia da informação” e utilização autónoma dos recursos e na produção e difusão de materiais. A BE, numa perspectiva de Razoável Procurar mais mudança, além da equipamento formação em informação que detém, da informático, e TIC. Dificuldade sua organização e facilidade audio-visual. Envolver prof.s Planificar, negociar, propor Formação em TIC a em envolver de acesso, tem de estar Integração no Plano e alunos nas e desenvolver actividades Organização e necessitar de todos nas bem equipada em TIC e a Anual de actividades da que caminhem para a Gestão da BE desenvolvimento e actividades sua acção deve incidir no Actividades de BE e no aproximação os objectivos aprofundamento. propostas desenvolvimento de planificação de processo de de mudança da BE. pela BE. competências dos alunos no acções para a boa construção do sentido de “construção do utilização da BE e próprio próprio conhecimento”. dos seus recursos. conhecimento. Gestão da Colecção Mais importante que a Realização de Dificuldade de Aproximar a BE Correr o Reforçar o papel de colecção é a partilha de actividades, em concretização das dos risco de liderança do PB e do novo conhecimento e o articulação com as actividades professores e pensarem papel da BE nas desenvolvimento de várias disciplinas, propostas, por alunos e fazer que se aprendizagens e no actividades que levem os para utilização dos constrangimentos entender a estão a contributo de todos para o Actividade 1 Formada(o) Maria Amélia Figueiredo
  3. 3. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolare recursos que mais interessam às mesmas e visando o alunos, através da desenvolvimento de informação disponível, a competências construir o conhecimento e transversais. a realizar as suas invadir Auscultação de aprendizagens curriculares de funcionamento mudança da “competênc enriquecimento da todos para e outras, dando ênfase aos da Escola. mesma. ias” de colecção. constituição de processos e não só aos outros. fundos conteúdos. diversificados, Introdução nas colecções de nomeadamente de fundos virtuais. acesso aos conhecimento on- line. A BE como espaço de Novo papel do PB e das BEs, Reuniões trimestrais Constrangimentos Reforçar o Dificuldade Reforço da acção da BE, conhecimento e baseado na articulação com todos os de horários e falta papel e a na nomeadamente junto dos aprendizagem. curricular e trabalho Departamentos para de disponibilidade importância da percepção órgão de direcção e de Trabalho colaborativo. articulação para trabalho BE nas do novo gestão intermédia. Recolha colaborativo e Concretização desse curricular. colaborativo de aprendizagens papel da BE e divulgação de evidências articulado com trabalho através de Participação no parte dos docentes. dos alunos. e do seu que comprovem esse papel Departamentos e actividades cooperativas Conselho Demonstrar impacto nas e a sua importância para o docentes. que habilitam os pedagógico e através das aprendizage desenvolvimento das utilizadores para a agendamento dos evidências ns. aprendizagens curricular e “construção do temas em questão. recolhidas o de competências conhecimento”. Desenvolvimento de papel das BEs transversais. Recolha de evidências que actividades em nas demonstram os resultados conjunto com aprendizagens desse trabalho e o seu professores para dos alunos. impacto na melhoria das desenvolvimento de Actividade 1 Formada(o) Maria Amélia Figueiredo
  4. 4. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolare competências transversais, valorizando o processo de aprendizagem, nomeadamente aprendizagens. através do trabalho de pesquisa. Evidências através de instrumentos de recolha de informação. Formação para a Desenvolvimento de As actividades de Nem todas as Reforçar a O não Avaliação com base na leitura e para as actividades para o formação para a turmas “passam” cooperação reconhecim recolha de evidências e sua literacias desenvolvimento de leitura e para as pela BE em com os ento da apresentação e discussão competências de leitura e competências formação. professores e importância em Conselho Pedagógico e de formação em TIC. literácicas já se vêm promover a da estruturas pedagógicas Abordagem através de desenvolvendo, em formação para formação intermédias. princípios de aprendizagem conjunto com os DT as literacias, nestes activos. e em Área de com as domínios. Projecto ou Estudo evidências que Acompanhado. comprovam a Desenvolvemos melhorias das projectos aprendizagens. específicos de promoção da leitura e desenvolvimento de competências nesse domínio em todas as turmas, do Actividade 1 Formada(o) Maria Amélia Figueiredo
  5. 5. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolare pré-escolar ao 9.º ano. Dificuldades reais e imaginárias na A BE do séc. XXI tem de utilização disponibilizar informação de em todas as formas, ambientes Razoável incluindo em ambientes digitais equipamento e digitais. O equipamento Formação incipiente pelos promoção de informático e de projecção de muitos prof.s, Promover e adultos. Promover a sua utilização BE/ PTE e os novos aprendizagens para é essencial. A BE deve incluindo a Equipa realizar mais Facilidade por todos. Realizar ambientes digitais. a utilização das TIC e promover a sua boa da BE, na utilização formação. em perder formação neste domínio. trabalho de utilização e aprendizagens de TIC. tempo com pesquisa utilizando nas literacias da o que é ambientes digitais. informação, sempre na acessório perspectiva do “saber em fazer”. detrimento do que é essencial pelos alunos. Gestão de Essencial para demonstrar São já utilizados Continuamos com Aprofundar os Não Continuar a aprofundar o evidências/ que a BE é central na vários instrumentos dificuldade em lidar conhecimentos conseguir tema. avaliação. aquisição de competências de recolha de com o conceito , através de passar a pelos alunos e o seu informação e feita a “evidências”. investigação e mensagem Actividade 1 Formada(o) Maria Amélia Figueiredo
  6. 6. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar impacto nas aprendizagens e, assim, garantir a sua sobrevivência numa época em que a informação está reflexão sobre a nível disponível com facilidade avaliação os conceitos e interno em todo o lado. as práticas A apresentação aos dirigentes e pares é de extrema relevância. Gestão da mudança Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias SÍNTESE Face aos novos papéis das BE do séc. XXI, o PB e a Equipa têm de assumir um papel de liderança Reuniões de trabalho com os pares, e ganhando estes, na mudança e, através do Empenho do PB e da Equipa, A percepção que muitos continuam a ter de a desenvolvimento de actividades com os alunos. trabalho com os alunos, com as Formação, capacidade de BE ser apenas um lugar onde se procura a Formação para uma melhor compreensão da BE do séc. estruturas pedagógicas de topo negociação de liderança. informação e que esse chega. XXI e intermédias e com os docentes realizar actividades nesse sentido. Actividade 1 Formada(o) Maria Amélia Figueiredo

×