SlideShare uma empresa Scribd logo

Cop11 Comissão Paulista de Biodiversidade

Participação da SMA na COP-11, na Índia, e principais decisões tomadas na Conferência.

1 de 22
Baixar para ler offline
Convenção sobre Diversidade
     Biológica - CDB


         O QUE É
      COMO FUNCIONA
     PRINCIPAIS TEMAS
          COP 11
Convenção sobre Diversidade Biológica
 Assinada pelo Brasil durante a Conferência das Nações
  Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, em
                       05.06.1992;
        CDB vigente internamente desde 1998;

  Conta hoje com 193 Partes (192 países membros e a
  União Européia). Os EUA embora tenham assinado a
        CDB, não a ratificaram até o momento.
CDB

 Objetivos:
   Conservação da biodiversidade
   Utilização sustentável de seus componentes
    Repartição justa e eqüitativa dos benefícios
  decorrentes do uso dos recursos genéticos
 Soberania nacional sobre os recursos genéticos
 Proteção dos conhecimentos tradicionais
  associados
                                      www.cbd.int
CDB

 Estrutura:
   Secretaria Executiva
   Bureau
   Grupos de Trabalho
   Grupo Assessor Técnico/Científico
  Conferências das Partes
 Programas Temáticos
 Temas Transversais
Programas Temáticos: Biodiversidade...
                agrícola
     de Terras Áridas e Subúmidas
              de Florestas
         de Águas Continentais
                de Ilhas
          Marinha e Costeira
             de Montanhas
Temas Transversais

    Plano Estratégico para Biodiversidade: 2011-2020
 Acesso a Recursos Genéticos e Repartição de Benefícios
         Biodiversidade para Desenvolvimento
          Mudança Climática e Biodiversidade
   Comunicação, Educação e Conscientização Pública
      Economia, Comércio e Medidas de Incentivo
               Abordagem Ecossistêmica
     Estratégia Global para Conservação de Plantas
              Iniciativa Taxonômica Global
Anúncio

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rio 20 com chegamos ate aqui.
Rio 20 com chegamos ate aqui.Rio 20 com chegamos ate aqui.
Rio 20 com chegamos ate aqui.PopAraujo
 
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...Myris Silva
 
Protocolos do Meio Ambiente
Protocolos do Meio AmbienteProtocolos do Meio Ambiente
Protocolos do Meio AmbienteKelmmany Wesley
 
As Conferências Internacionais sobre Questões Ambientais
As Conferências Internacionais sobre Questões AmbientaisAs Conferências Internacionais sobre Questões Ambientais
As Conferências Internacionais sobre Questões Ambientaisprofessordelamare
 
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, população
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, populaçãoAula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, população
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, populaçãoGerson Coppes
 
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...Isabela Espíndola
 
4.ii conferências do meio ambiente
4.ii conferências do meio ambiente4.ii conferências do meio ambiente
4.ii conferências do meio ambienteRoney Gusmão
 
Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientaisArtur Lara
 
Apres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisApres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisAlbano Novaes
 
Conferências internacionais
Conferências internacionaisConferências internacionais
Conferências internacionaisiracemap
 
Conferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambienteConferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambienteDelamare De Oliveira Filho
 
Legislação turismo 06
Legislação turismo 06Legislação turismo 06
Legislação turismo 06Ivan Furmann
 
Conferencias ambientais
Conferencias ambientaisConferencias ambientais
Conferencias ambientaisrsaloes
 
Encontros ambientais mundiais
Encontros ambientais mundiaisEncontros ambientais mundiais
Encontros ambientais mundiaisStephanyChaiben
 
As conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambienteAs conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambienteAna Paula Bezerra
 

Mais procurados (17)

Rio 20 com chegamos ate aqui.
Rio 20 com chegamos ate aqui.Rio 20 com chegamos ate aqui.
Rio 20 com chegamos ate aqui.
 
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...
A ConvençãO Sobre Diversidade BiolóGica (Cdb) E O Regime Internacional De Ace...
 
Protocolos do Meio Ambiente
Protocolos do Meio AmbienteProtocolos do Meio Ambiente
Protocolos do Meio Ambiente
 
As Conferências Internacionais sobre Questões Ambientais
As Conferências Internacionais sobre Questões AmbientaisAs Conferências Internacionais sobre Questões Ambientais
As Conferências Internacionais sobre Questões Ambientais
 
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, população
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, populaçãoAula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, população
Aula 8 - Conferências do meio ambiente, capitalismo, população
 
Conferências sobre meio ambiente
Conferências sobre meio ambienteConferências sobre meio ambiente
Conferências sobre meio ambiente
 
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...
A tutela jurídica da biodiversidade no Brasil e na Colômbia pós 1992 – Consi...
 
4.ii conferências do meio ambiente
4.ii conferências do meio ambiente4.ii conferências do meio ambiente
4.ii conferências do meio ambiente
 
Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
 
Apres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientaisApres.conferencias.ambientais
Apres.conferencias.ambientais
 
Conferências internacionais
Conferências internacionaisConferências internacionais
Conferências internacionais
 
conferências
conferênciasconferências
conferências
 
Conferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambienteConferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambiente
 
Legislação turismo 06
Legislação turismo 06Legislação turismo 06
Legislação turismo 06
 
Conferencias ambientais
Conferencias ambientaisConferencias ambientais
Conferencias ambientais
 
Encontros ambientais mundiais
Encontros ambientais mundiaisEncontros ambientais mundiais
Encontros ambientais mundiais
 
As conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambienteAs conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambiente
 

Semelhante a Cop11 Comissão Paulista de Biodiversidade

Desenvolvimento sustentavel rgtsd
Desenvolvimento sustentavel  rgtsdDesenvolvimento sustentavel  rgtsd
Desenvolvimento sustentavel rgtsdIlda Bicacro
 
Relatorio cop 10 biodiversidade
Relatorio cop 10 biodiversidadeRelatorio cop 10 biodiversidade
Relatorio cop 10 biodiversidadevfalcao
 
Introdução a Educação Ambiental.pdf
Introdução a Educação Ambiental.pdfIntrodução a Educação Ambiental.pdf
Introdução a Educação Ambiental.pdfRafaelSchirmer3
 
Diretrizes gerais ano internacional da biodiversidade - 2010
Diretrizes gerais   ano internacional da biodiversidade - 2010Diretrizes gerais   ano internacional da biodiversidade - 2010
Diretrizes gerais ano internacional da biodiversidade - 2010prevencaonline
 
Anuário da Mata Atlântica
Anuário da Mata AtlânticaAnuário da Mata Atlântica
Anuário da Mata AtlânticaRobson Peixoto
 
História, Princípios e Compromissos
História, Princípios e CompromissosHistória, Princípios e Compromissos
História, Princípios e CompromissosCES FGV
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - EspecialRicardo Baldini
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - EspecialAdri Baldini
 
Apêndice B Unidades de significado - governança - autodiagnóstico
Apêndice B  Unidades de significado - governança - autodiagnósticoApêndice B  Unidades de significado - governança - autodiagnóstico
Apêndice B Unidades de significado - governança - autodiagnósticoOuvidoria do Mar
 
Biodiversidade e Cooperação na União Europeia
Biodiversidade e Cooperação na União EuropeiaBiodiversidade e Cooperação na União Europeia
Biodiversidade e Cooperação na União EuropeiaPaula Lopes da Silva
 
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92Van Acosta
 
As grandes conferências internacionais
As grandes conferências internacionaisAs grandes conferências internacionais
As grandes conferências internacionaisAlmir
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambientepirscila
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...História Pensante
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentveljaneibe
 
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...institutoethos
 

Semelhante a Cop11 Comissão Paulista de Biodiversidade (20)

Livro verde da_biodiversidade_2011_1
Livro verde da_biodiversidade_2011_1Livro verde da_biodiversidade_2011_1
Livro verde da_biodiversidade_2011_1
 
Desenvolvimento sustentavel rgtsd
Desenvolvimento sustentavel  rgtsdDesenvolvimento sustentavel  rgtsd
Desenvolvimento sustentavel rgtsd
 
Relatorio cop 10 biodiversidade
Relatorio cop 10 biodiversidadeRelatorio cop 10 biodiversidade
Relatorio cop 10 biodiversidade
 
Introdução a Educação Ambiental.pdf
Introdução a Educação Ambiental.pdfIntrodução a Educação Ambiental.pdf
Introdução a Educação Ambiental.pdf
 
Diretrizes gerais ano internacional da biodiversidade - 2010
Diretrizes gerais   ano internacional da biodiversidade - 2010Diretrizes gerais   ano internacional da biodiversidade - 2010
Diretrizes gerais ano internacional da biodiversidade - 2010
 
Anuário da Mata Atlântica
Anuário da Mata AtlânticaAnuário da Mata Atlântica
Anuário da Mata Atlântica
 
História, Princípios e Compromissos
História, Princípios e CompromissosHistória, Princípios e Compromissos
História, Princípios e Compromissos
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP 8 MOP 3 da ONU - Especial
 
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - EspecialRQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
RQS 2006 - Balanço Sobre a COP8 MOP3 da ONU - Especial
 
Apêndice B Unidades de significado - governança - autodiagnóstico
Apêndice B  Unidades de significado - governança - autodiagnósticoApêndice B  Unidades de significado - governança - autodiagnóstico
Apêndice B Unidades de significado - governança - autodiagnóstico
 
Biodiversidade e Cooperação na União Europeia
Biodiversidade e Cooperação na União EuropeiaBiodiversidade e Cooperação na União Europeia
Biodiversidade e Cooperação na União Europeia
 
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92
PPT DE FONTES DE INFORMAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ..ECO92
 
As grandes conferências internacionais
As grandes conferências internacionaisAs grandes conferências internacionais
As grandes conferências internacionais
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Políticas publicas-em-biodiversidade-agenda-21-2
Políticas publicas-em-biodiversidade-agenda-21-2Políticas publicas-em-biodiversidade-agenda-21-2
Políticas publicas-em-biodiversidade-agenda-21-2
 
Eco rio 92
Eco rio 92Eco rio 92
Eco rio 92
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...Meio ambiente e desenvolvimento sustentável   conhecimentos gerais - história...
Meio ambiente e desenvolvimento sustentável conhecimentos gerais - história...
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
 
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...
Diálogo 4Fs Brasil na visão do Instituto Ethos, Fibria, Bracelpa e Diálogo Fl...
 
Rio+20, economia verde
Rio+20, economia verdeRio+20, economia verde
Rio+20, economia verde
 

Mais de Sistema Ambiental Paulista

Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - finalCbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - finalSistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo Sistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais e índices de qualidade de ág...
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais  e índices de qualidade de ág...IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais  e índices de qualidade de ág...
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais e índices de qualidade de ág...Sistema Ambiental Paulista
 
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes ContinentaisPlanos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes ContinentaisSistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...Sistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas Continentais
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas ContinentaisIV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas Continentais
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas ContinentaisSistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...Sistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticasIV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticasSistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permanente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermanenteIV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permanente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermanenteSistema Ambiental Paulista
 
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...Sistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permamente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermamenteIV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permamente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermamenteSistema Ambiental Paulista
 
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no Paraná
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no ParanáIV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no Paraná
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no ParanáSistema Ambiental Paulista
 
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas Gerais
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas GeraisIV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas Gerais
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas GeraisSistema Ambiental Paulista
 

Mais de Sistema Ambiental Paulista (15)

Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - finalCbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
 
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo
IV EPBio - Conservação da Biodiversidade e a Pesca no Estado de São Paulo
 
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais e índices de qualidade de ág...
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais  e índices de qualidade de ág...IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais  e índices de qualidade de ág...
IV EPBio - Biodiversidade de águas continentais e índices de qualidade de ág...
 
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes ContinentaisPlanos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
 
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...
IV EPBio - A preservação de áquas continentais como instrumento para conectiv...
 
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas Continentais
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas ContinentaisIV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas Continentais
IV EPBio - Ameaças à Biodiversidade de Águas Continentais
 
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
IV EPBio - Proteção das Águas Continentais - Convenções: Ramsar e sobre Diver...
 
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticasIV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
 
IV EPBIO - Gestão da Madeira
IV EPBIO - Gestão da MadeiraIV EPBIO - Gestão da Madeira
IV EPBIO - Gestão da Madeira
 
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permanente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermanenteIV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permanente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permanente
 
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...
Gestão da Madeira - Avaliação da implementação da Lei 12.651/12 (Novo Código ...
 
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permamente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação PermamenteIV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permamente
IV EPBio - Reserva Legal e Área de Preservação Permamente
 
IV EPBio - Mercados de Ativos Ambientais
IV EPBio - Mercados de Ativos AmbientaisIV EPBio - Mercados de Ativos Ambientais
IV EPBio - Mercados de Ativos Ambientais
 
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no Paraná
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no ParanáIV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no Paraná
IV-EPBio - Programa de Regularização Ambiental no Paraná
 
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas Gerais
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas GeraisIV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas Gerais
IV EPBio - Ações de Proteção à Biodiversidade em Minas Gerais
 

Cop11 Comissão Paulista de Biodiversidade

  • 1. Convenção sobre Diversidade Biológica - CDB O QUE É COMO FUNCIONA PRINCIPAIS TEMAS COP 11
  • 2. Convenção sobre Diversidade Biológica  Assinada pelo Brasil durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, em 05.06.1992;  CDB vigente internamente desde 1998;  Conta hoje com 193 Partes (192 países membros e a União Européia). Os EUA embora tenham assinado a CDB, não a ratificaram até o momento.
  • 3. CDB  Objetivos: Conservação da biodiversidade Utilização sustentável de seus componentes Repartição justa e eqüitativa dos benefícios decorrentes do uso dos recursos genéticos  Soberania nacional sobre os recursos genéticos  Proteção dos conhecimentos tradicionais associados www.cbd.int
  • 4. CDB  Estrutura: Secretaria Executiva Bureau Grupos de Trabalho Grupo Assessor Técnico/Científico Conferências das Partes  Programas Temáticos  Temas Transversais
  • 5. Programas Temáticos: Biodiversidade... agrícola de Terras Áridas e Subúmidas de Florestas de Águas Continentais de Ilhas Marinha e Costeira de Montanhas
  • 6. Temas Transversais  Plano Estratégico para Biodiversidade: 2011-2020  Acesso a Recursos Genéticos e Repartição de Benefícios  Biodiversidade para Desenvolvimento  Mudança Climática e Biodiversidade  Comunicação, Educação e Conscientização Pública  Economia, Comércio e Medidas de Incentivo  Abordagem Ecossistêmica  Estratégia Global para Conservação de Plantas  Iniciativa Taxonômica Global
  • 7. Temas Transversais ...  Avaliação de Impacto  Turismo e Biodiversidade  Transferência de Tecnologia e Cooperação  Identificação, Monitoramento, Indicadores e Avaliação  Espécies Exóticas Invasoras  Responsabilidades financeiras - Art. 14(2)  Conhecimento Tradicional – Art 8(j)
  • 8. COP 10 – Japão Importantes decisões para a próxima década:  Decisão X/1 Adotar o Protocolo de Nagoia - objetivo: garantir repartição de benefícios; escopo: recursos genéticos e conhecimentos tradicionais associados;  Decisão X/2 Plano Estratégico para Biodiversidade 2010- 2020: Metas de Aichi: 20 metas reunidas em 5 Objetivos
  • 9.  Protocolo  Recursos genéticos em regiões fronteiriças;  Recursos genéticos para alimentação e agricultura - interface com a FAO (Sistema Multilateral específico)  Estabelece Comitê Intergovernamental: já se reuniu 2 vezes; ponto focal – MRE/DEMA  Prevê certificado reconhecido internacionalmente;  Protocolo entrará em vigor 90 dias após a 50ª ratificação: Até o momento: 92 assinaturas e 8 ratificações
  • 10. Importantes Decisões 33 ao todo XI/1: Situação do Protocolo de Nagoia: Solicita uma Consulta ampla sobre mecanismo multilateral para repartição de benefícios e promoção de grupo de especialistas para analisar o resultado da consulta (Anexo I com 9+20 questões);
  • 11. Importantes Decisões 33 ao todo XI/3: Monitoramento do progresso na implementação do Plano Estratégico 2011-2020 e das Metas de Aichi: Anexo com sugestão de indicadores para cada Meta
  • 12. Importantes Decisões 33 ao todo XI/4: Países desenvolvidos dobrarão o aporte financeiro aos países menos desenvolvidos para o alcance das Metas de Aichi, até 2015, com base na média aportada entre 2006 e 2010; Índia e Secretário da CDB lançaram Programa “Hyderabad call for Biodiversity Champions” ao qual as Partes aderem para destinar recursos extras
  • 13. You can make a difference - adopt a target! Make a pledge to support the achievement of the Aichi Biodiversity Targets.  This pledge can: Support one or more Aichi Biodiversity Targets  Cover a particular region or sub-region  Include financial, technical, or other forms of support  Be time-bound India destinou USD 50 milhões
  • 14. Importantes Decisões 33 ao todo XI/8: Engajamento de Outros Atores: Cidades e Regiões, Jovens, Trabalhadores; XI/11 : Temas novos com impacto potencial sobre conservação da biodiversidade: técnicas de biologia sintética (solicita estudos e ressalta às Partes a necessidade de adotar o Princípio da Precaução)
  • 15. Importantes Decisões 33 ao todo XI/16: Restauração Ecológica: instrumento crucial para o alcande das Metas; promover workshops regionais de capacitação; reforço a Meta 15: restauração de 15% das áreas degradadas, com apoio das Convenções do Clima e do Combate à desertificação. Evento Paralelo: “Restoration Day” promovido pela CDB e SER – Society for Ecological Restoration – Pacto da Mata Atlântica foi apresentado
  • 16. Importantes Decisões 33 ao todo XI/17: Biodiversidade Marinha e Costeira: Áreas ecologica ou biologicamente significantes (EBSAs): CDB tem o papel de assessorar tecnicmente a Assembléia Geral da ONU com relação à conservação da biodiversidade em áreas além da jurisdição nacional. Anexo lista áreas segundo os critérios: raridade; importância para evolução; importância para habitats ou espécies ameaçadas; vulnerabilidade ou baixa resiliência; produtividade e diversidade biológica;
  • 17.  Exemplos dessas áreas: Mar de Sargassos; Arquipélago de Tonga; Cadeias do nordeste do Brasil e Fernando de Noronha; Banco de Abrolhos; Área do Uchui à Santa Catarina  Outras decisões sobre biodiversidade marinha XI/18: pesquisas sobre o impacto de ruídos e lixo; desafio em minimizar o impacto mudança climática sobre corais (acidificação dos oceanos); impacto da pesca.
  • 19. Importantes Decisões 33 ao todo XI/20: Geoengenharia relacionada à clima: Reconhece que pode incluir qualquer tecnologia que reduz insolação solar em grande escala, podendo afetar a biodiversidade; qualquer manipulação do ambiente planetário em grande escala; reconhece que há lacunas no conhecimento sobre o impacto que pode causar; reafirma o princípio da precaução especialemente com relação à fertilização de oceanos;
  • 20. Importantes Decisões 33 ao todo XI/23: Biodiversidade de Águas Interiores: Reitera a necessidade de a CDB e a Convenção de Áreas Úmidas (RAMSAR) atuarem em consonância; 2013 será o Ano da Cooperação das Águas; Meta 11 deve incluir os ecossistemas aquáticos;
  • 21. Importantes Decisões 33 ao todo XI/28: Espécies Exóticas Invasoras: Partes devem realizar análise de risco antes de introduzir espécies, incluindo animais de estimação; aquários e terrários; Evento paralelo: Lançamento da Parceria Global para Informação referente a EEI (Meta 9) “Global Invasive Allien Partenrship”
  • 22. Importantes Decisões 33 ao todo Por fim.. Em 2014: XI/32: COP 12 será na República da Coréia Desafios: - Recursos e comprometimento para implementação das Metas de Aichi e do Protocolo de Nagoia