Remediação de ÁreasContaminadas – Solose Águas SubterrâneasProfa. Andrea Sell DyminskiUFPR2008Ref. Bibl. Básica: Boscov, M...
Classificação dastécnicas de remediação   In situ: Tratamento do contaminante no próprio      situ:   solo (sem movimentaç...
Destinação do Contaminanteem cada técnicaFreqüência de Utilização dasTécnicas no Estado de SP             OBS: Contaminant...
Técnicas de Remediação  Encapsulamento Geotécnico (Imobilização – In  situ)  situ)    Consiste no confinamento de um local...
Barreiras Verticais  Impedem o fluxo horizontal de  água contaminada  Em geral, construídas em todo  o perímetro da área  ...
Parede Diafragma                                                           Fonte:                                         ...
Barreira de estacasescavadasBombeamento e Tratamentoda água (pump-and-treat) Objetivo: capturar a pluma de contaminação, t...
Bombeamentopump-and-treat     Fonte: www.gec.jp/.../SOIL/SOIL_2/html/Doc_599_2.html                                       ...
pump- and-treatFonte:http://www.heraldtribune.com/assets/jpg/SH950369.JPG Remoção de tratamento do solo (Ex situ)        E...
Barreira Hidráulica  Objetivo: impedir o avanço da pluma de  contaminação, evitando sua chegada a  rios e nascentes  Consi...
Extração de Vapores  Utilizada para retirar compostos orgânciso  voláteis (Volatile Organic Compound – VOC)  da zona não s...
Barreiras reativasBarreiras reativas                     12
Barreira reativaFonte: http://soil.environmental-expert.com/technology.aspx?idproducttype=2&cmp=1&level=58&idcategory=1412...
Biorremediação          Utiliza microorganismos (como fungos e          bactérias) para degradar e transformar          su...
Biorremediação  In Situ – Consiste em:               Ex Situ: Consiste em:     Estimular e aumentar a               Escava...
Atenuação Natural  Resposta natural à contaminação  Envolve processos destrutivos  (biorremediação) e não-destrutivos  (so...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Remedia contaminac

1.109 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.109
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
306
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Remedia contaminac

  1. 1. Remediação de ÁreasContaminadas – Solose Águas SubterrâneasProfa. Andrea Sell DyminskiUFPR2008Ref. Bibl. Básica: Boscov, M.E. (2008), “Geotecnia Ambiental”, Ed. Ed.Oficina de LetrasEtapas do gerenciamentode áreas contaminadas: Definição da região de interesse; Identificação de áreas potencialmente contaminadas; Avaliação preliminar; Investigação confirmatória (caso ainda não haja certeza da contaminação); Avaliação de risco; Investigação para remediação; Projeto de remediação; Remediação propriamente dita; e Monitoramento. 1
  2. 2. Classificação dastécnicas de remediação In situ: Tratamento do contaminante no próprio situ: solo (sem movimentação do solo) OBS: são preferíveis, pois não envolvem deslocamento de material contaminado Ex situ: Remoção do material contaminado situ: (escavação do solo e bombeamento de água subterrânea). Ex situ (mas on site): O material conaminado é site): removido, mas tratado em estações instaladas no localClassificação dastecnologiasderemediação 2
  3. 3. Destinação do Contaminanteem cada técnicaFreqüência de Utilização dasTécnicas no Estado de SP OBS: Contaminantes mais encontrados: Solventes aromáticos e combustíveis líquidos (63%), PAHs (Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos) e metais (25%) 3
  4. 4. Técnicas de Remediação Encapsulamento Geotécnico (Imobilização – In situ) situ) Consiste no confinamento de um local contaminado usando barrreiras de baixa permeabilidade, que podem ser: Coberturas Barreiras Verticais Barreiras Horizontais Em geral, é associado a outras técnicas para contenção da pluma de contaminaçãoCoberturas Camadas de baixa permeabilidade, que impedem a entrada de chuva no material confinado, bem como o escape de gases e o acesso de animais e águas superficiais Em geral, construídas com solos, misturas solo-aditivo e geossintéticos Idem a coberturas de aterros sanitários 4
  5. 5. Barreiras Verticais Impedem o fluxo horizontal de água contaminada Em geral, construídas em todo o perímetro da área contaminada, podendo ser engastadas em camada (natural) de baixa permeabilidade já existente Ou podem ser executadas somente à jusante da direção de fluxo subterrâneo, ou à montante, evitando entrada de água limpa no local contaminado Alguns tipos de barreiras verticais Parede diafragma – Etapas construtivasTrincheira preenchida de bentonita 5
  6. 6. Parede Diafragma Fonte: http://www.geodactha.com.br/obras/im_o bra/enplanta2/6_rocio080703.jpgFonte:http://www.ishikawaengenharia.com.br/santorini/foto_santorini.htm?n=5Barreiras horizontais 6
  7. 7. Barreira de estacasescavadasBombeamento e Tratamentoda água (pump-and-treat) Objetivo: capturar a pluma de contaminação, tratando as águas subterrâneas, para espois descartá-las ou reintroduzí-las no aqüífero. descartá- reintroduzí- O tipo de tratamento da água dependerá dos contaminantes: Compostos orgânicos: oxidação ou adsorção em carvão granular ativado Orgânicos voláteis: captura com ar (air stripping) Metais: Precipitação por ajuste de pH O bombeamento em geral não “limpa” totalmente o solo. A remediação é considerada finalizada quando as concentrações dos contaminantes atinguem níveis aceitáveis pela legislação. 7
  8. 8. Bombeamentopump-and-treat Fonte: www.gec.jp/.../SOIL/SOIL_2/html/Doc_599_2.html 8
  9. 9. pump- and-treatFonte:http://www.heraldtribune.com/assets/jpg/SH950369.JPG Remoção de tratamento do solo (Ex situ) Em geral, este tipo de técnica é indicada para solos de baixa permeabilidade, invibializando o uso de outras alternativas Principais técnicas: Desorção Térmica Incineração Lavagem do solo Solidificação Inertização Biorremediação, etc. 9
  10. 10. Barreira Hidráulica Objetivo: impedir o avanço da pluma de contaminação, evitando sua chegada a rios e nascentes Consiste em executar poços ou trincheiras no caminho do fluxo e bombear a água subterrânea contaminada, direcionando-a a tratamento. A água pode ser descartada ou devolvida ao aqüífero a posteriori.Barreira Hidráulica 10
  11. 11. Extração de Vapores Utilizada para retirar compostos orgânciso voláteis (Volatile Organic Compound – VOC) da zona não saturada do subsolo. Instalam-se poços na área contaminada com Instalam- aplicação de vácuo A técnica é eficiente em solos de permeabilidade relativamente alta. OBS: VOC: originados dos constituintes do petróleo e da fabricação de fabricação pesticidas, plásticos, tintas, produtos farmacêuticos, solventes e têxteis.Barreiras reativas O material reativo permeável é colocado dentro do aqüífero de modo a ser atravessado pela água contaminada, que se move pelo gradiente natural O “reator” fica no caminho da pluma de contaminação 11
  12. 12. Barreiras reativasBarreiras reativas 12
  13. 13. Barreira reativaFonte: http://soil.environmental-expert.com/technology.aspx?idproducttype=2&cmp=1&level=58&idcategory=1412Barreiras reativas – Dadosnecessários para projeto 13
  14. 14. Biorremediação Utiliza microorganismos (como fungos e bactérias) para degradar e transformar substâncias perigosas em outras menos tóxicas ou não tóxicas. Estes microorganismos podem ser nativos (indígenas (?) ou indógenos) ou exógenos, aplicados ao solo por inoculaçãoBiorremediaçãomicroorganisms from Fonte:decomposing PCBs http://www.alabastercorp.com/remediatio n.htm(polychlorinated biphenyls)Fonte:http://www.purdue.edu/UNS/html4ever/021104.Bolin.bioremediatn.html 14
  15. 15. Biorremediação In Situ – Consiste em: Ex Situ: Consiste em: Estimular e aumentar a Escavar o solo contaminado atividade de ou bombear a água microorganismos, através de subterrânea adição de mutrientes Levá-los a tratamento em Levá- (nitrogênio ou fósforo), reatores em batelada (slurry (slurry adequação de temperatura phase) ou em fase sólida phase) e/ou introdução de oxigênio, (landfarming, bioplihas e landfarming, que pode ser feito por: compostagem) Sistemas de tubos ou asperçores (sprinklers) ou (sprinklers) poços de injeção Bioventilação (bioventing) (bioventing) Arperção subaquática (air (air sparging) sparging)Landfarming 15
  16. 16. Atenuação Natural Resposta natural à contaminação Envolve processos destrutivos (biorremediação) e não-destrutivos (sorção, dispersão, diluição, etc.) dos contaminantes Se bem monitorada, pode ser uma alternativa de remediação!! 16

×