Planejamento em Logística

35 visualizações

Publicada em

Logística - Legado do Transporte

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
35
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento em Logística

  1. 1. Olimpíadas e o Legado no Transporte de Ônibus no Rio de Janeiro 25/ Abril /2016 Eunice Horácio
  2. 2. Que Tipo de Cidade Queremos? Mudanças em Nossas Cidades As vias foram inicialmente construídas para os pedestres Posteriormente, compartilhavam com charretes e cavalos
  3. 3. Cidades do Século XXI Nos últimos 80 anos construímos as cidades mais para os veículos do que para os pedestres.
  4. 4. Cidades que queremos Ciclovias Ruas de Pedestre OrganizaçãoInformações Organização
  5. 5. Expectativas para 2025 • 60% da população mundial viverá em áreas urbanas; • No Brasil 85% da população já vive nas cidades; • As viagens diárias aumentarão em 50% em áreas urbanas; • As cidades terão 80% da produção econômica (reforço da economia); Investir em um bom planejamento urbano e no sistema de transporte público será essencial para alcançar benefícios econômicos, ambientais e sociais Cidades do Século XXI
  6. 6. Quanto mais espaço criamos para os carros… • Mais a cidade se espraia • Mais motivos para usar o carro • Menos investimos no transporte coletivo • E mais espaço e infraestrutura precisamos criar para os carros DEMANDA INDUZIDA Transporte e Mobilidade Urbana Fonte: ITDP
  7. 7. Transformações • Bilhete Único • Licitação/ Compromissos Legais/ Consórcios de empresas • Reorganização das linhas de ônibus/ melhorias de processos • Novas tecnologias • BRS • Informação ao usuário • BRT
  8. 8. Integração Tarifária Bilhete Único Intermunicipal (BU) Tarifa Social • Redução da quantidade de tarifas intermunicipais diferentes: de 74 para 12; • Redução da tarifa máxima: de R$ 17,30 para R$ 7,15 (na época); • Limitação tarifária: R$ 4,40 (2010) e R$ 6,50 (2016) TARIFA 2016 (R$) 3,50 3,70 4,00 4,75 5,40 6,05 6,50 7,40 7,85 8,30 8,90 10,506,50
  9. 9. Projetos – Licitação Município do Rio de Janeiro 8 empresas 209 linhas e serviços 2.133 veículos 18 empresas 145 linhas e serviços 2.119 veículos 11 empresas 134 linhas e serviços 1.875 veículos 20 empresas 291 linhas e serviços 2.649 veículos Consórcios
  10. 10.  Implantação de faixas preferenciais para ônibus;  Aumento da ocupação dos ônibus;  Escalonamento dos pontos de paradas;  Controle de acesso dos veículos particulares por meio de câmeras;  Melhoria da informação nos pontos de parada. BRS – BUS RAPID SERVICE Premissas
  11. 11.  Melhora a velocidade operacional do transporte público.  Permite melhor fluidez na circulação viária para o transporte público.  Permite redução do consumo de combustíveis e de emissões de poluentes nos corredores viários.  Custo de implantação baixo. BRS – BUS RAPID SERVICE Vantagens
  12. 12. BRS – BUS RAPID SERVICE Infraestrutura - Sinalização
  13. 13. BRS – BUS RAPID SERVICE Infraestrutura – Fiscalização eletrônica
  14. 14. BRS – BUS RAPID SERVICE Comunicação – Pontos de ônibus
  15. 15. BRS – BUS RAPID SERVICE Comunicação – Pontos de ônibus
  16. 16. 3 - Menores custos por km x maior rede implantada Com US$ 1 Bilhão é possível construir: Escolha Modal para Sistemas de Alta Capacidade Fonte: ITDP
  17. 17. Uma lição do Brasil para o mundo Criado em Curitiba nos anos 70 + 203 cidades com 416 corredores AMÉRICA DO NORTE • 2 países • 28 cidades • 47 corredores • 1,04 M pax/dia AMÉRICA LATINA • 13 países • 66 cidades • 205 corredores • 20,46 M pax/dia EUROPA • 14 países • 58 cidades • 71 corredores • 2,02 M pax/dia ÁSIA • 11 países • 42 cidades • 81 corredores • 9,29 M pax/dia OCEANIA • 2 países • 6 cidades • 8 corredores • 0,43 M pax/dia AFRICA • 2 países • 3 cidades • 4 corredores • 0,26 M pax/dia Fonte: BRT Data.org
  18. 18. Constituição de uma rede hierarquizada e integrada de transporte público Transoeste Transbrasil Transolímpica Transcarioca Rio de Janeiro – Rede de BRTs - Olimpíadas
  19. 19. • 52 km de extensão • 55 estações e 2 terminais • 190 mil pass/dia • 143 ônibus articulados + 14 •  40% tempo de viagem Campo Grande Santa Cruz Barra da Tijuca 39 km de extensão 47 estações e 5 terminais 220 mil pass/dia 165 ônibus articulados  60% tempo de viagem GIG Barra da Tijuca BRT - Realidade
  20. 20. • 25 km de extensão • 13 estações • 70 mil pass/dia • 60 ônibus articulados •  60% tempo de viagem Prevista para 2016 Futuro... Deodoro Recreio dos Bandeirantes Deodoro centro Prevista para 2016 28 km de extensão 33 estações 500 mil pass/dia 400 ônibus articulados  40% tempo de viagem BRT - Futuro Lote Zero
  21. 21. BRT – Solução de Mobilidade Características Gerais
  22. 22.  Centralização no planejamento e controle da operação;  Controles de partidas, tempos de viagem, indicadores e relatórios;  Mapas sinóticos com alertas de comboio, adiantamentos e atrasos;  Painéis com tempos de chegada e avisos de partidas nas estações  Comunicação em tempo real entre CCO e motoristas. Centro de Controle Operacional - CCO
  23. 23.  Estrutura pré-fabricada  Ventilação inovadora  Informação em tempo real aos usuários  Dispositivos automáticos que permitem a abertura das portas  Venda de cartões pré-carregados em bilheterias e recarga em máquinas ATM  Profissionais orientando o público Estações
  24. 24. Passarelas, semáforos para pedestres, gradis e faixas de pedestres Melhores condições de acessibilidade Rampas, piso tátil e embarque em nível Estações
  25. 25. Estações  Maior segurança  Maior proteção ao usuário  Proteção contra intempéries  Conforto térmico  Iluminação noturna  Ambiente fechado  Integração ao ambiente
  26. 26.  Entre estações e terminais do BRT  Entre alimentadoras e BRT  Entre terminais intermodais e BRT  Passarelas para desnível com o fluxo de veículos  Em nível: protegidos por gradis, semáforos para pedestres e faixas de pedestres Integração com segurança
  27. 27. O Contexto Carioca O Rio de Janeiro vem caminhando nessa direção…  Estruturando uma rede ampla e integrada de transportes de massa  Efetivando leis de uso do solo no entorno desses transportes * Fonte: O Dia (online), http://s0.ejesa.ig.com.br/infograficos/15/08/31-transportes.jpg, acessado em 29/09/2015.
  28. 28. Obrigada! mobilidade@fetranspor.com.br

×