Logística Empresarial

60 visualizações

Publicada em

Logística

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
60
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Logística Empresarial

  1. 1. LOGÍSTICA EMPRESARIAL CADEIA DE SUPRIMENTO – SUPPLY CHAIN FONTES FORNECE- DORES PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DORES VAREJISTAS CONSUMI- DORES INFORMAÇÕES RECURSOS MATERIAIS MP PP PA + SUPRIMENTO ADM. DE MATERIAIS DISTRIBUIÇÃO ARMAZENAGEM E TRANSPORTES L O G Í S T I C A E M P R E S A R I A L
  2. 2. FUNDAMENTOS DA LOGÍSTICA EMPRESARIAL CADEIA DE SUPRIMENTO – SUPPLY CHAIN FONTES FORNECE- DORES PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DORES VAREJISTAS CONSUMI- DORES INFORMAÇÕES RECURSOS MATERIAIS MP PP PA OBJETIVOS CONFLITANTES  MARKETING: RECEITA ALTA / DISPONIBILIDADE DE PRODUTOS ALTA / ESTOQUES ALTOS  PRODUÇÃO: CUSTOS DE PRODUÇÃO BAIXOS / NÍVEL DE PRODUÇÃO ALTO LOTES DE PRODUÇÃO GRANDES / ESTOQUES ALTOS  FINANÇAS: INVESTIMENTOS E CUSTOS BAIXOS / CUSTOS FIXOS MENORES / ESTOQUES BAIXOS
  3. 3. FUNDAMENTOS DA LOGÍSTICA EMPRESARIAL CADEIA DE SUPRIMENTO – SUPPLY CHAIN FONTES FORNECE- DORES PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DORES VAREJISTAS CONSUMI- DORES INFORMAÇÕES RECURSOS MATERIAIS MP PP PA  NOVOS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO  CLIENTES MAIS EXIGENTES  CICLO DE VIDA DE PRODUTOS MAIS CURTOS  COMPETIÇÃO EXTERNA  DEMANDAS POR PARCERIAS  CONFLITOS ENTRE DEPARTAMENTOS  NOVAS TECNOLOGIAS DE GESTÃO
  4. 4. FUNDAMENTOS DA LOGÍSTICA EMPRESARIAL CADEIA DE SUPRIMENTO – SUPPLY CHAIN FONTES FORNECE- DORES PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DORES VAREJISTAS CONSUMI- DORES INFORMAÇÕES RECURSOS MATERIAIS MP PP PA INTEGRAÇÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTO: AGREGA + VALOR AO CLIENTE  ATUAÇÃO CONJUNTA: FORNECEDOR / EMPRESA / CLIENTE  TEMPO DE RESPOSTA MENOR / MELHOR ATENDIMENTO  OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS E DE GESTÃO / FLEXIBILIDADE (Maior resiliência)  + QUALIDADE / PREÇO JUSTO / + DISPONIBILIDADE DE PRODUTOS (menos Rupturas)
  5. 5. FUNDAMENTOS DA LOGÍSTICA EMPRESARIAL CADEIA DE SUPRIMENTO – SUPPLY CHAIN FONTES FORNECE- DORES PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DORES VAREJISTAS CONSUMI- DORES INFORMAÇÕES RECURSOS MATERIAIS ESTRATÉGIA EMPRESARIAL - A EMPRESA NO FUTURO  ESTABELECER UMA VISÃO DE SUA CADEIA LOGÍSTICA  IDENTIFICAR POSSÍVEIS PONTOS DE IMPACTOS FUTUROS EM SEU NEGÓCIO  DEFINIR SEU PAPEL COMO AGENTE DE CRIAÇÃO DE VALOR AO CLIENTE  DEFINIR AS AÇÕES NECESSÁRIAS PARA INFLUENCIAR SUA CADEIA LOGÍSTICA NA DIREÇÃO DESSA VISÃO +++ NOVOS NEGÓCIOS / LUCRATIVIDADE / PRODUTIVIDADE / CRESCIMENTO
  6. 6. FUNDAMENTOS DA LOGÍSTICA EMPRESARIAL REDE DE SUPRIMENTO – SUPPLY NETWORK FONTE 2 FORNECE- DOR 1 PROCESSA- DORES DISTRIBUI- DOR 1 VAREJISTA 2 CONSUMI- DORES FORNECE- DOR 2 FONTE 1 FONTE 3 DISTRIBUI- DOR 2 VAREJISTA 1 VAREJISTA 3 UMA CADEIA DE SUPRIMENTO NÃO É UMA CADEIA DE NEGÓCIOS COM RELACIONAMENTOS UM A UM, MAS UMA REDE DE TRABALHO (NETWORK) COM MÚLTIPLOS NEGÓCIOS E RELACIONAMENTOS!
  7. 7. INTERMEDIÁRIO?
  8. 8. Modelo de Distribuição SEM intermediário 09 transações comerciais. Empresa 1 Grupo de Consumidor 1 Empresa 2 Grupo de Consumidor 2 Empresa 3 Grupo de Consumidor 3
  9. 9. Modelo de Distribuição COM intermediário 06 transações comerciais. Empresa 1 Grupo de Consumidor 1 Empresa 2 Grupo de Consumidor 2 Empresa 3 Grupo de Consumidor 3 Intermediário
  10. 10. • O QUE É NÍVEL DE SERVIÇO DO PONTO DE VISTA DO CLIENTE?
  11. 11. IMAGINE UM COMPUTADOR 2 MIL VEZES MAIS LENTO QUE O SEU, COM A MESMA CAPACIDADE DE PROCESSAMENTO DE UMA CALCULADORA DIGITAL.
  12. 12. E ELE É A SUA ÚNICA AJUDA PARA POUSAR NA LUA.
  13. 13. Em Julho de 1969, mais de i bilhão de pessoas assistiam a um dos momentos mais importantes da história da humanidade: “ a chegada do homem a Lua.”
  14. 14. • Para fazer isso, os astronautas da Apollo 11 contavam com um computador extremamente avançado para a época, mas com a mesma capacidade de processamento de uma calculadora de bolso atual. Por causa de uma falha, o alarme do computador começou a disparar. Além disso, ele colocou o módulo lunar na direção de um campo rochoso, ao lado de uma enorme cratera.
  15. 15. • Neil Armstrong: um experiente piloto, decidiu não correr nenhum risco e pousar longe dali. Mas teria que fazer isso sem a ajuda do computador. • Então, a poucos metros do solo, ele assumiu completamente o controle manual da nave e voou para longe dali, passando sobre enormes crateras e rochas. Armstrong fez um pouso perfeito, com apenas 20 segundos de combustível sobrando no tanque.
  16. 16. • O resto.....bem....o resto é história. Um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade. • A prova de que mesmo a mais avançada tecnologia não significa nada sem o conhecimento humano.
  17. 17. 2 – Cadeia de suprimentos orientada para a demanda 4 – Uso de uma linguagem comum 6 – A reciclagem é chave VISÃO DOS PROCESSOS
  18. 18. Quais os mais importantes itens de Serviço ao Cliente ? Disponibilidade de Produtos Tempo de Entrega Freqüência de Entrega Flexibilidade Sistemas de Informação Sistema de Remediação de Falhas Apoio na Entrega Física Apoio Pós-Entrega Cumprimento do Prazo 2o Ordem de importância 1o 3o 4o 5o 6o 7o 8o 9o Maisimportantes Todas as Classes de Produtos
  19. 19. MAPEAMENTO E ANÁLISE DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS
  20. 20. Fluxo de Compra- Supermercado Verificar produtos em estoque Definir necessidades de compra Fazer Lista de Compra Definir Dia de Compra Definir Forma de Pagamento Fazer Pesquisa de Preço Definir Local de Compra Deslocar-se p/ local de Compra Verificar Disponibilidade de produtos e Colocar no Carrinho Anotar Produtos em Falta Verificar possibilidade de Substituição dos produtos em Falta por Similares Comprar Produto Substituto Anotar Faltas Efetivas
  21. 21. Estratégia Logística Redução de custos • Minimizar os custos de transporte e armazenagem; • Manter o nível de serviço; • Maximização do lucro. Melhoria no nível de serviço • Receitas dependem do nível de serviço; • Maximizar a lucratividade, mesmo que aumentem os custos; Redução do Capital • Minimizar o investimento do sistema logístico.
  22. 22. RELAÇÃO ENTRE PRODUÇÃO E DEMANDA
  23. 23. ANÁLISE DO DESEMPENHO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS: DETECTAR TRADE-OFFS
  24. 24. QUALIDADE NO SERVIÇO LOGÍSTICO CICLO PDCA
  25. 25. COMO SERÁ A CADEIA DE SUPRIMENTO NO FUTURO? RFID
  26. 26. EFEITO CHICOTE – CHICOTEAMENTO EM CADEIAS DE SUPRIMENTOS

×