ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – Robbins; Judge; sobral (2010)
CONCEITO
Forma como as tarefas no trabalho são formalmente dividi...
 queexecutivosdevemparticipardessasdecisões,pelomenosatéaquelesquedevemserconsultadospreviamente;e
 que executivos devem...
Tipos de Estrutura Organizacional
 Estrutura Linear
 Estrutura Funcional
 Estrutura Linha-Staff
 Estrutura Matricial
...
Características da Estrutura Funcional:
 autoridade funcional e dividida
 linhas diretas de comunicação
 descentralizaç...
Desvantagens:
 As sugestões, às vezes, confundem-se com as ordens ou entram em conflitos com estas.
 O staff tende a usu...
Características da Estrutura Tipo Comissões/Colegiadas
 a tomada de decisões pertence ao grupo;
 a responsabilidade da e...
 Valores Essenciais: valores básicos ou dominantes compartilhados por toda a organização.
DESDOBRAMENTOS DA CULTURA ORGAN...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estrutura Organizacional

126 visualizações

Publicada em

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Publicada em: Recrutamento e RH
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura Organizacional

  1. 1. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – Robbins; Judge; sobral (2010) CONCEITO Forma como as tarefas no trabalho são formalmente divididas, agrupadas e coordenadas. Conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões das unidades organizacionais de uma empresa. ELEMENTOS DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 1- Especialização do Trabalho: grau em que as funções na organização são subdivididas em tarefas separadas. 2- Departamentalização: base para o agrupamento das tarefas em uma organização. Condição para a coordenação de atividades comuns. 3- Cadeia de Comando: linha única de autoridade que vai do topo da organização até o escalão mais baixo, determinando quem se reporta a quem na empresa. 3.1- Autoridade: direitos inerentes a uma posição administrativa para dar ordens e esperar que elas sejam obedecidas. 3.2- Unidade de Comando: ideia de que cada subordinado deve ter apenas um superior a quem se reportar diretamente. 4- Amplitude de Controle: número de subordinados que um gestor pode dirigir de forma eficiente e eficaz. 5-Centralização eDescentralização: grauem queoprocessodecisórioestá concentrado em umúnico pontodaorganização. 6- Formalização: grau em que as tarefas na organização são padronizadas. COMPONENTES DA ESTRUTURA 1- Sistema de Responsabilidade  Refere-se à obrigação que uma pessoa tem de fazer alguma coisa para outrem.  Ao assumir determinada obrigação, deve-se prestar contas à pessoa que lhe atribuiu a responsabilidade. 2- Sistema de Autoridade  É o direito para fazer alguma coisa: tomar decisões, dar ordens e requerer obediência, ou o direito de desempenhar um trabalho que foi designado.  A autoridade formal representa a delegada pelo superior hierárquico.  A Informal é uma espécie de “autoridade adquirida” desenvolvida por meio das relações informais entre as pessoas da empresa. 3-Sistema de Comunicações  Formal:éconscientementeplanejado,facilitadoecontrolado.Segueacorrentedecomandonumaescalahierárquica  Informal: surge espontaneamente na empresa, em reação às necessidades de seus membros. 4- Sistema de Decisões  quedecisõessãonecessáriasparaoalcancedosobjetivos;dequeespécieeemqueníveldaempresadevemsertomadas.  que atividades elas acarretam ou afetam;
  2. 2.  queexecutivosdevemparticipardessasdecisões,pelomenosatéaquelesquedevemserconsultadospreviamente;e  que executivos devem ser informados, depois de tomadas as decisões. NÍVEIS DE INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA Nível Estratégico  Planejamento Estratégico Nível Tático  Planejamento Tático Nível Operacional  Planejamento Operacional MODELOS ORGANIZACIONAIS MAIS COMUNS 1- Estrutura Simples: caracterizada pelo baixo grau de departamentalização, grande amplitude de controle, autoridade centralizada em uma única pessoa e pouca formalização. 2- Burocracia: modelo de elevada especialização e formalização, na qual as tarefas são agrupadas em departamentos funcionais, a autoridade é centralizada, a amplitude de controle é reduzida e o processo decisório acompanha a cadeia de comando. 3- Estrutura Matricial: funciona com dupla linha de autoridade. Combina dois tipos de departamentalização (funcional e a por produto). NOVOS DESENHOS ESTRUTURAIS 1- Organização Virtual: organização pequena que terceiriza a maior parte das funções de seu negócio. 2- Organização sem Fronteiras: busca eliminar a cadeia de comando, ter amplitude ilimitada de controle e substituir os departamentos por equipes autônomas. 3- Organização Enxuta – Downsizing: esforço sistemático para tornar a organização mais viável por meio da venda de unidades de negócios, fechamento de filiais ou redução de pessoal. DIFERENÇAS ENTRE AS ESTRUTURAS 1- Modelo Mecanicista: extensa departamentalização, elevada formalização e centralização. 2- Modelo Orgânico: utiliza equipes multifuncionais, tem uma reduzida formalização e estimula a participação de todos no processo decisório. CAUSAS QUE DETERMINAM AS ESTRUTURAS 1- Estratégia: mudança na estratégia exige alteração na estrutura para acomodar e apoiar a mudança. 1.1- Estratégia de Inovação: enfatiza a introdução de novos produtos ou serviços. 1.2- Estratégia de Minimização de Custos: enfatiza o rígido controle dos custos e evita despesas desnecessárias com inovações e marketing. 1.3-Estratégia deImitação: lançar produtos ouingressar emnovos mercados apenas depois de suaviabilidade comprovada. 2- Tamanho da Organização: empresas com mais funcionários, têm mais especialização, maior departamentalização, mais níveis verticais e mais regras e regulamentos do que empresas com menos trabalhadores. 3- Tecnologia: meios pelos quais uma empresa transforma insumos em resultados. 4- Ambiente: conjunto de instituições ou forças externas que têm o potencial de afetar o desempenho da organização.
  3. 3. Tipos de Estrutura Organizacional  Estrutura Linear  Estrutura Funcional  Estrutura Linha-Staff  Estrutura Matricial  Estrutura Tipo Colegiada ou Comissões Estrutura Linear o Militar: é uma estrutura baseada na organização do exército, tendo como característica uma única chefia como fonte de autoridade. Características da Estrutura Linear:  autoridade única  linhas formais de comunicação  centralização das decisões Vantagens:  aplicação simples  fácil transmissão de ordens e recebimento de dados  definição clara dos deveres e responsabilidades Desvantagens:  organização autocrática, reforça a chefia e o comando  não favorece o espírito de equipe e de cooperação  excessiva centralização dificulta a substituição do chefe 2- Estrutura Funcional: é baseada na autoridade do especialista que tem o conhecimento técnico, mas não o comando de decisão.
  4. 4. Características da Estrutura Funcional:  autoridade funcional e dividida  linhas diretas de comunicação  descentralização das decisões Vantagens:  especialização das chefias;  comunicações diretas e rápidas sem intermediações;  As decisões passam ser tomada sem demora e por quem está envolvido; Desvantagens:  ordens diferentes e contraditórias,causando confusão  conflito na organização  difícil controle da cúpula da organização 3- Estrutura Linha-Staff: é a estrutura que reúne as vantagens da estrutura linear e da funcional.  Orgão de linha: autoridade de comando, decisão e ação.  Orgão de staff : autoridade que trasmite aconselhamento, parecer técnico, recomendações, consultoria e etc… Vantagens:  Facilita a participação de especialistas em qualquer ponto da linha hierárquica;  Possibilita melhor controle da quantidade e qualidade;  Favorece a execução do trabalho das unidades de linha;  Promover maior eficiência.
  5. 5. Desvantagens:  As sugestões, às vezes, confundem-se com as ordens ou entram em conflitos com estas.  O staff tende a usurpar a autoridades dos chefes de linha  Órgãos de execução reagem contra sugestões da assessoria 4- Estrutura Matricial: Combinação de departamentalização por funções e de departamentalização por produtos, permitindo que a empresa se especialize nos produtos sem deixar de lado a departamentalização. Vantagens:  Enfatiza as funções da empresa e o produtos  Integração entre funções e produtos facilita a inovação na empresa Desvantagens:  Provoca duplicidade de autoridade (funcional+produto)  conflito na organização 5- Estrutura Tipo Comissões ou Colegiadas: Caracteriza-se pela chefia colegiada pela tomada de decisões políticas e estratégicas da empresa e pela divisão de responsabilidade. E podem ser denominadas junta, comissão, conselho.
  6. 6. Características da Estrutura Tipo Comissões/Colegiadas  a tomada de decisões pertence ao grupo;  a responsabilidade da execução é impessoal;  poderes restritos dos membros;  situa-se em nível hierárquico superior;  As ordens partem de um grupo para cada empregado, mas cada empregado só tem um chefe imediato; Vantagens:  facilitar a participação de especialistas;  julgamento impessoal;  pontos de vista mais gerais. Desvantagens:  fraqueza na direção de operações quotidianas;  decisões mais demoradas;  responsabilidade mais diluída. CULTURA ORGANIZACIONAL Sistema de valores compartilhados pelos membros de uma organização que a diferencia das outras. Características Básicas da C.O.  Inovação: Grau em que os funcionários são estimulados a ser inovadores e assumir riscos.  AtençãoaosDetalhes:Grauemqueseesperaqueosfuncionáriosdemonstremprecisão,análiseeatençãoaosdetalhes  Orientação para os Resultados: Grau em que os dirigentes focam mais os resultados do que as técnicas e os processos usados para seu alcance.  Foco na Pessoa: grau em que as decisões dos dirigentes levam em consideração o efeito dos resultados sobre as pessoas na empresa.  FoconaEquipe:grauemqueasatividadesdetrabalhosãomaisorganizadasemtornodeequipedoquedeindivíduos.  Agressividade: Grau em que as pessoas são competitivas e agressivas, em vez de tranquilas  Estabilidade:grauemqueasatividadesorganizacionaisenfatizamamanutençãodo statusquo emvezdocrescimento. AS (DES) UNIFORMIDADES DAS CULTURAS  Cultura Dominante: Expressa os valores essenciais compartilhados pela maioria dos membros da organização.  Subculturas: culturas manifestas na organização que expressam valores compartilhados por alguns grupos da organização.
  7. 7.  Valores Essenciais: valores básicos ou dominantes compartilhados por toda a organização. DESDOBRAMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL  Cultura Forte: cultura na qual os valores essenciais são intensamente acatados e compartilhados de maneira ampla.  Clima Organizacional: percepções compartilhadas que os membros da organização têm sobre ela e o ambiente de trabalho.  Institucionalização: condição que ocorre quando uma organização adquire vida própria, distante de qualquer um de seus membros, e se torna imortal.

×