UNIVERSIDADE UNIGRANRIO – COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL – NOTAS DE AULA (2)
ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO:
Administrador: Realiza ...
O comportamento organizacional recebe contribuições de, pelo menos, quatro disciplinas:
Psicologia
Busca medir, explicar e...
 Para a abordagem sistemática o comportamento não é aleatório.
 Há consistências para sustentar o comportamento das pess...
 O behaviorismo se fortalece com as contribuições de Ivan Pavlov.
Pavlov demonstrou por meio da representação simultânea ...
2- Abrir a torneira para regar o jardim percebendo a presença de um vizinho chato, elimina do ambiente um estímulo aversiv...
2- Abrir a torneira para regar o jardim percebendo a presença de um vizinho chato, elimina do ambiente um estímulo aversiv...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comportamento em geral

31 visualizações

Publicada em

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL - NOTAS DE AULA

Publicada em: Recrutamento e RH
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comportamento em geral

  1. 1. UNIVERSIDADE UNIGRANRIO – COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL – NOTAS DE AULA (2) ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO: Administrador: Realiza tarefas por meio de outras pessoas. Tomam decisões, usam os recursos e “dirigem” as atividades da empresa buscando o alcance de objetivos. Gestor: Responsáveis por setores da empresa que normalmente funcionam de maneira permanente para alcançar um ou mais objetivos. AS FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS Antes: Planejamento, organização, comando, coordenação e controle. (Fayol) Atualmente: Planejamento, organização, direção e controle. HABILIDADES DO ADMINISTRADOR Habilidades técnicas: A capacidade de aplicação de conhecimentos ou especialidades específicas. Habilidades humanas: A capacidade de trabalhar com outras pessoas, compreendendo-as e motivando-as, tanto individualmente como em grupos. Habilidades conceituais: A capacidade mental para analisar e diagnosticar situações complexas. Habilidades Interpessoais (*): Condições de lidar com outras pessoas de forma adequada às necessidades de cada um e às exigências de cada situação. (*http://rae.fgv.br/sites/rae.fgv.br/files/artigos/10.1590_S0034-75901981000200003.pdf) Pesquisa sobre Atividades Eficazes versus Atividades bem-sucedidas Questão Norteadora da Pesquisa: Os administradores que sobem mais rapidamente na organização executam as mesma atividades, e com a mesma ênfase, que aqueles que fazem o melhor trabalho? Pesquisados: 450 gestores realizam quatro tipos de atividades: 1- Gestão tradicional: Tomar decisões, planejar e controlar; 2- Comunicação: Trocar informações rotineiras e atividades burocráticas; 3- Gestão de RH: Motivação, disciplina, resolução de conflitos, recrutamento e seleção de pessoal e treinamento. 4- Networking: Socialização, comportamento político e interação com pessoas externas à organização. Resultados da Pesquisa: Alocação do tempo por atividades O gestor e o conteúdo técnico O conhecimento sobre a natureza humana e as habilidades interpessoais buscam conhecimento sobre conteúdos de outras ciências.
  2. 2. O comportamento organizacional recebe contribuições de, pelo menos, quatro disciplinas: Psicologia Busca medir, explicar e, algumas vezes, modificar o comportamento das pessoas e dos animais. Psicologia Social Mistura conceitos da psicologia e da sociologia para focar a influência de um indivíduo sobre o outro. Sociologia Estuda as pessoas em relação a seus ambientes sociais ou culturais. Antropologia Estuda as sociedades para compreender os seres humanos e suas atividades. COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura exercem sobre o comportamento das pessoas nas organizações, visando utilizar esse conhecimento para melhorar a eficácia organizacional. INTUIÇÃO E ESTUDO SISTEMÁTICO  Desde a infância as pessoas vêm observando e interpretando o comportamento das outras pessoas.  Essas interpretações certamente sustentaram o julgamento a respeito das pessoas e a previsão sobre o que elas fariam em determinadas situações.  Com fortes possibilidades essa prática pode produzir muitos erros.  Para melhorar a capacidade de previsão é importante substituir as opiniões intuitivas por uma abordagem sistemática.  A abordagem sistemática pode fornecer bases mais precisas para realizar previsões de comportamento.
  3. 3.  Para a abordagem sistemática o comportamento não é aleatório.  Há consistências para sustentar o comportamento das pessoas que podem ser identificadas e modificadas para refletir as diferenças individuais.  Essas consistências permitem a previsibilidade.  O comportamento é geralmente previsível. Estudo Sistemático: Estudos das relações entre variáveis na tentativa de atribuir causas e efeitos e basear conclusões em evidências científicas, por meio de dados colhidos em condições controladas, medidos e interpretadas de maneira rigorosa. Administração baseada em evidências: Método de administração que sustenta as decisões gerenciais na melhor evidência científica disponível.  Muitas decisões gerenciais ainda são tomadas as pressas, com pouco ou nenhum estudo sistemático.  Ao se tomar decisões por meio da intuição, é bem provável que se esteja utilizando informações incompletas.  Defende-se que não se deve abandonar por completo as coisas que se aprende de maneira não sistemática. (intuitiva) Intuição: Sensação ou instinto não necessariamente corroborado pela pesquisa.  Confiar na intuição pode produzir tendenciosidade pelo sentimento de se superestimar a exatidão daquilo que se acredita saber.  Não se recomenda refutar totalmente a intuição em lugar das pesquisas e das notícias da imprensa especializada.  Nem se afirma que a pesquisa esteja sempre certa. (pesquisadores tb erram)  Recomenda-se usar a evidência ao máximo para alimentar com novas informações a intuição e experiências acumuladas. A ESCOLA BEHAVIORISTA Introdução:  Inicia com John Watson em 1913 com o Manifesto Behaviorista.  O manifesto contribuiu com a Psicologia numa perspectiva sobre comportamento humano afetando as teorias da aprendizagem, da personalidade e os tratamentos psicológicos.  Pela observação e experimentação Watson conseguiu formular princípios que explicam o comportamento humano.  A Psicologia, antes de Watson, estudava a alma, a consciência, a mente.  O behaviorismo passa a ser aceito como ciência do comportamento humano.  Dá forte ênfase aos fatores ambientais e submete a hereditariedade a um campo de menos importância.  O ser humano é considerado como produto do ambiente.  Watson propôs que a psicologia estudasse o comportamento, por meio de atos observáveis de conduta explicados pelos estímulos e respostas.  O behaviorismo buscou transformar a psicologia numa ciência natural, afastando-se do estudo da consciência e priorizando o estudo do comportamento objetivo.  A 1ª geração do Behaviorismo situa-se entre os anos de 1913 a 1930.  Behaviorismo combate o Estruturalismo pelo emprego do método introspectivo.
  4. 4.  O behaviorismo se fortalece com as contribuições de Ivan Pavlov. Pavlov demonstrou por meio da representação simultânea de um estímulo não condicionado (carne), e de um estímulo condicionado (som do diapasão) que o estímulo condicionado, por consequência, produziria a resposta (salivação) que antes só podia ser produzida pelo estímulo não condicionado. Estímulo Condicionado e não condicionado (Pavlov)  Isso se tornou um meio de controlar o comportamento e evitar o perigo do subjetivismo.  Pensou-se que o reflexo da salivação tinha ficado de algum modo ligado ou condicionado a estímulos que antes estiveram associados ao alimento.  Dessa forma há aprendizagem ou condicionamento.  Um condicionamento só ocorre se o estimulo neutro for acompanhado pelo alimento muitas vezes.  O reforço (ser alimentado) é determinado e necessário para que a aprendizagem ocorra.  Antes o behaviorismo defendia como uma perspectiva funcionalista para a Psicologia que o comportamento era estudado como certas variáveis do meio.  Atualmente concebe como comportamento uma interação entre aquilo que o sujeito faz e o ambiente onde suas ações acontecem: interações entre o indivíduo e o ambiente, entre suas ações (respostas), e o ambiente (estimulações). Estímulos e Respostas São situações entendidas como: Metodológicas: Uso de procedimentos analíticos e experimentais. Históricas: adotado por ter uso generalizado. Considera o indivíduo como produto e produtor dessas interações. Behaviorismo radical (Skinner): Análise do comportamento operante. No behaviorismo o Reforço, ou reforçador, é a consequência de um comportamento que é capaz de modificar a frequência desse mesmo comportamento tornando-o mais provável. São estímulos que favorecem um determinado comportamento, em oposição à punição. Um reforço positivo aumenta a probabilidade de um comportamento pela presença (positividade) de uma recompensa (estímulo). Um reforço negativo também aumenta a probabilidade de um comportamento pela a ausência (retirada) de um estímulo aversivo (que cause desprazer) após o organismo apresentar o comportamento pretendido. A diferença é que um reforço positivo consiste em inserir um estímulo reforçador no ambiente e um reforço negativo consiste em retirar um estímulo aversivo. Por exemplo: 1- O comportamento de realizar horas extras de trabalho é reforçado pelo estímulo reforçador de aumentar o salário mensal. Dessa forma, o aumento de salário é um reforço positivo.
  5. 5. 2- Abrir a torneira para regar o jardim percebendo a presença de um vizinho chato, elimina do ambiente um estímulo aversivo, que é o vizinho chato. Assim, abrir a torneira é um reforço negativo.
  6. 6. 2- Abrir a torneira para regar o jardim percebendo a presença de um vizinho chato, elimina do ambiente um estímulo aversivo, que é o vizinho chato. Assim, abrir a torneira é um reforço negativo.

×