SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Baixar para ler offline
Governança
Corporativa
AMANDA SOUZA SANTOS – TIA: 71370633
AVANIR WALLINY MARQUES– TIA: 71370471
CAIO CESAR DE CASTRO – TIA: 71370609
JONATAN GULLIFORD PEREIRA – TIA: 71370390
RONALDO FELICIO – TIA: 71370544
07.04.2014
Governança Corporativa
Um sistema de gestão pelo
qual as organizações são
dirigidas e controladas de
modo a garantir informações
precisas e a perpetuação de
sua existência.
Governança Corporativa
Os 4 grupos da Governança Corporativa
Guardião de Direitos: são as partes com interesses em
jogo nas empresas.
Sistema de Relações: pelo qual as sociedade são
dirigidas e monitoradas.
Estrutura de Poder: que se observa no interior das
corporações.
Sistema Normativo: rege as relações internas e
externas das companhias.
Fairness: Senso de justiça, equidade no
tratamento dos acionistas.
Disclosure: Transparência das informações.
Accountability: Prestação responsável de contas.
Compliance: Conformidade e cumprimento de
normas.
Valores
•Sistema normativo:
•Conduta ética,
integridade,
competividade,
responsabilidade.
•Estrutura de poder:
•Direcionamento
estratégico,
definição de papeis,
decisões.
•Sistema de
relações:
•Sistema que dirige,
monitora,
relacionamento.
•Guardião de
direitos de partes
interessadas:
•Shareholders e
outros
stakeholders.
Fairness:
senso de
justiça,
equidade
Disclosure:
transparência
Complice:
conformidade
Accountability:
prestação
responsável de
contas
Ligação dos grupos com os valores
Propriedade: Atributo fundamental, diferenciação;
Princípios: diretrizes e políticas corporativa;
Propósitos: maximização do retorno e conciliação de
interesses;
Papéis: clareza na separação de papeis;
Poder: estrutura de poder, definição, planejamento;
Práticas: constituição e empowerment, direcionamento,
homologação, monitoria, estratégias, acompanhamento de
riscos, gestão de conflitos, custos e relacionamento;
Perenidade: objetivo ultimo das organizações;
Pessoas: são a sustentação de todo esse sistema.
8 “P”s da Governança Corporativa
Antes da existir a lei sarbanes-oxley, o processo de
Governança teve inicio com 4 grandes marcos;
O ativismo de Robert Monks
O Relatório de CadBury
Princípios da OCDE
Lei Sarbanes-Oxley
Lei Sarbanes-Oxley
Prestação de contas (Accountability)
Responsabilidade Corporativa
Problemas de Agência
Princípios Básicos
Transparência
Cumprimento das Leis
Equidade
Principais Modelos
Outsider System
Em cada país, as melhores práticas de Governança
Corporativa são instituídas de acordo com o seu ambiente
social, econômico, corporativo e regulatório.
Insider System
O modelo brasileiro de
Governança Corporativa
Governança em Organizações não
Empresariais
Apesar de terem sido primeiramente
desenvolvidos para empresas, os princípios
e práticas de Governança também podem
ser adotados e trazer benefícios para
organizações não empresariais, por meio do
alinhamento de interesses em busca de
contribuir para o sucesso da organização e
para sua longevidade.
Governança em Organizações não
Empresariais
 Bem comum entre todos os agentes desse sistema
(cooperados, administradores, funcionários e a sociedade).
 Governança corporativa para cooperativas – redução de
conflitos e riscos inerentes ao tipo de organização.
 Necessidade de maior organização para que se mantenha a
contribuição e participação dos cooperados.
 As boas práticas de governança representam ferramentas
para preservar a participação igualitária, a gestão
eficiente e responsável e a consequente perenidade das
cooperativas.
Cooperativas
Organizações sem fins lucrativos que buscam
contribuir para uma sociedade melhor e mais
justa.
Criadas e mantidas pela ênfase na participação voluntaria
praticas da caridade, da filantropia e do mercenato;
Governança corporativa para terceiro setor:
• Confiabilidade
• Credibilidade
• Divulgação da imagem institucional.
Terceiro Setor
Governança corporativa em
empresas familiares
Governança corporativa em
empresas familiares
• Comando único e centralizado;
• Estrutura administrativa e operacional enxuta;
• Relações comunitárias e comerciais decorrentes de um
nome respeitado;
• Organização interna leal e dedicada;
• Valorização da confiança;
• Grupo interessado e unido;
• Sensibilidade em relação ao bem estar dos empregados e
da comunidade onde atua;
• Continuidade e integridade das diretrizes administrativas e
focos de atenção da empresa.
Vantagens:
Governança corporativa em
empresas familiares
• Processos sucessórios;
• Conceito de família, propriedade e empresa;
• Postura de autoritarismo do fundador;
• Exigência de dedicação exclusiva dos familiares para o
sucesso do negocio;
• Laços afetivos;
• Antiguidade versus eficácia ou competência;
• Submissão sufocando criatividade (no polo dos
empregados);
• Jogos de poder e interesse da família versus empresa como
um todo.
Desvantagens:
• Conselho de Administração - atuação voltada para a
própria organização empresarial;
• Conselho Familiar - esta associada à atuação da família na
empresa;
• O enfoque da governança corporativa é incentivar a
existência de um Conselho de Administração, eliminando
da companhia a concentração do poder em apenas um
indivíduo.
Conselho de Administração X
Conselho Familiar
Remuneração
De acordo com o Código Brasileiro das Melhores Práticas de
Governança Corporativa, a remuneração da diretoria deve
estar vinculada a resultados, para que seu desempenho
coincida com o que seja melhor para os sócios e para a
sociedade.
Remuneração da Diretoria
Participação nos lucros
Remuneração por resultados
Existem dois tipos de remuneração variável:
As principais formas de remuneração variável são:
Remuneração da Diretoria
Gain Sharing
Profit Sharing:
Stock Options
Pay-for-Performance
Skill-based-Pay
É estratégico para a empresa a definição da
remuneração do presidente da diretoria executiva,
do gerente geral, do executivo financeiro e dos
conselheiros.
O conselheiro deve receber na mesma base do
valor da hora de trabalho do executivo principal
(CEO), inclusive bônus e benefícios proporcionais
ao tempo efetivamente dedicado à função.
Remuneração da Diretoria Executiva e
dos Conselheiros
A Remuneração dos Executivos
de Eike Batista
A Remuneração dos Executivos
de Eike Batista
Linha do Tempo
Mundo X Brasil
Mundo
Crise Financeira que
atingiu vários países
O fundador da Satyam,
admitiu ter manipulado os
balanços da empresa
O caso de Steve Jobs faz
ressurgir debates sobre
planejamento de sucessão
A CVM lança a instrução
480
Facebook abre capital
em ações
Divulgada a lei nº 12.527
ampliando a transparência
Lançado o código de
melhores práticas de GC
O IBGC lança a Carta
Diretriz 1
Ações da Lojas Renner
1º Prêmio IBGC
Brasil
2005
2009
2011
2012
2008
Lançado o comitê de
Aquisições e Fusões (CAF)
Oque aconteceu?
X
Conselhos
Independentes
Externos
Internos
Reunião dos conselheiros independentes e externos
Avaliação do Conselho e do Conselheiros
Qualificação do Conselheiro
Composição do Conselho
Conselheiros
Avaliação da Diretoria Executiva
Auditoria independente
Gerenciamento de riscos
Divulgação da responsabilidade corporativa
O Conselho de Administração
Conselho de Administração
Conselho Consultivo
Missão do Conselho de Administração
Competências
Conselhos
Conselho Passivo
Conselho Certificador
Conselho Envolvido
Conselho Interventor
Conselho Operativo
Tipos de Conselhos de
Administração
- Governança Corporativa - sistema pelo qual as sociedades são
dirigidas e monitoradas, envolvendo os relacionamentos entre
acionistas / cotistas, conselhos de administração, diretoria,
auditoria independente e conselho fiscal (IBGC);
- Governança corporativa = ética empresarial;
- Começou a ser utilizado nos Estados Unidos no final dos anos 80;
- No Brasil, surge a partir das privatizações e abertura do mercado
nacional nos anos 1990;
- 1999 - lançamento do Código Brasileiro das Melhores Práticas de
Governança Corporativa, pelo IBGC;
- Lei Sarbanes Oxley – lei americana promulgada em 06/2002 em
resposta a escândalos em demonstrativos financeiros. Visa
aperfeiçoar os controles financeiros das empresas e apresentar
eficiência na governança corporativa;
Conclusão
Conclusão
- Transparência (informação), equidade (tratamento igualitário),
accountability (prestação de contas) como principais princípios da
GC;
- Modelos Outsider System e Insider System – descentralização de
comando anglo-saxão (EUA e Reino Unido) e estrutura de
propriedade centralizada (Europa Continental, Japão e Brasil);
- Atuação da governança corporativa em organizações não
empresariais – aspectos e particularidades de entidades sem fins
lucrativos e como a GC é possível em empresas familiares;
- Tipos de remuneração executiva - atrelada a resultados
alcançados;
- Principais personagens e suas funções dentro do sistema;
- Tipos de conselho administrativo, diferenças e principais
atribuições.
“As boas práticas de Governança
Corporativa têm a finalidade de
aumentar o valor da sociedade, facilitar
seu acesso ao capital e contribuir para a
sua perenidade”.
• FRENTROP, Paul. A history of corporate governance: 1602-2002. Amsterdam:
Deminor, 2002.
• IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Código das Melhores
Práticas de Governança Corporativa, 4ª edição, São Paulo: IBGC, 2009.
• ROSSETTI, José Paschoal; ANDRADE Adriana. Governança Corporativa.
Fundamentos, desenvolvimento e tendências, 5ª Edição, São Paulo: Editora Atlas
S.A, 2011.
• SILVA, André Luiz Carvalhal. Governança Corporativa e Sucesso Empresarial:
melhores práticas para aumentar o valor da firma. São Paulo: Saraiva, 2006.
• COLLIN, James C.& PORRAS, Jerry I., Feitas Para Durar – Práticas bem
sucedidas de empresas visionários e de Gestão. Rio de Janeiro: Rocco;
• COLLINS, Jim, GOOD TO GREAT – Empresas feitas para vencer – Por que
apenas algumas empresas brilham. 12ª. Ed. Rio de Janeiro: Campus;
• http://jus.com.br/artigos/22915/governanca-corporativa-em-empresas-familiares
acesso 19/03/2014 22:19
• http://www.ibgc.org.br/inter.php?id=18161 acesso 09/03/14 13:40
• http://pt.slideshare.net/sbonfantti2010/governana-corporativa-
trabalhoconclusomba2006 acesso 27/03/2014 23:00
Referencias Bibliográficas
Governança
Corporativa
Obrigado!
07.04.2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de FayolTeoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de FayolJulyana Ju
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de PessoasLuis Cunha
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Andrey Martins
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppticbianchi
 
Introdução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da AdministraçãoIntrodução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da AdministraçãoRubens Vinicius Conte
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controleRodrigo Ribeiro
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoLemos1960
 
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)pdrohfa
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalMichel Moreira
 
04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica04. Teoria Clássica
04. Teoria ClássicaDebora Miceli
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da AdministraçãoDivino Fredson
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoMarcos Alves
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoGerisval Pessoa
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposMatheus Inácio
 

Mais procurados (20)

Teoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de FayolTeoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de Fayol
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 
Teoria da Burocracia
Teoria da BurocraciaTeoria da Burocracia
Teoria da Burocracia
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
 
Introdução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da AdministraçãoIntrodução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da Administração
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
 
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
 
04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- Introdução
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
 
GOVERNANÇA CORPORATIVA
GOVERNANÇA CORPORATIVAGOVERNANÇA CORPORATIVA
GOVERNANÇA CORPORATIVA
 
Teoria da contingência 2012_01
Teoria da contingência 2012_01Teoria da contingência 2012_01
Teoria da contingência 2012_01
 

Destaque

Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...HSCE Ltda.
 
Navidad En Mexico
Navidad En MexicoNavidad En Mexico
Navidad En Mexicochucho1943
 
Ud 5 la herencia biologica
Ud 5 la herencia biologicaUd 5 la herencia biologica
Ud 5 la herencia biologicajuliomsanjuan
 
Clases de testamentos
Clases de testamentosClases de testamentos
Clases de testamentosAlex Castaño
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...SlideShare
 
Cell block and liquid based cytology
Cell block and liquid based cytologyCell block and liquid based cytology
Cell block and liquid based cytologyDr Neha Mahajan
 
GMAT Math Flashcards
GMAT Math FlashcardsGMAT Math Flashcards
GMAT Math FlashcardsGMAT Prep Now
 
Apresentação ibgc – governança corporativa
Apresentação ibgc – governança corporativaApresentação ibgc – governança corporativa
Apresentação ibgc – governança corporativammxriweb
 
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing Content
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing ContentThe Ultimate Guide to Creating Visually Appealing Content
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing ContentNeil Patel
 
Dear NSA, let me take care of your slides.
Dear NSA, let me take care of your slides.Dear NSA, let me take care of your slides.
Dear NSA, let me take care of your slides.Emiland
 
What I Carry: 10 Tools for Success
What I Carry: 10 Tools for SuccessWhat I Carry: 10 Tools for Success
What I Carry: 10 Tools for SuccessJonathon Colman
 
Modelos de otorgamiento de crédito
Modelos de otorgamiento de créditoModelos de otorgamiento de crédito
Modelos de otorgamiento de créditoAIS
 
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensive
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensivebbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensive
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensivehc voigt
 
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...kalaidos-gesundheit
 

Destaque (20)

As Boas Práticas de Governança Corporativa
As Boas Práticas de Governança CorporativaAs Boas Práticas de Governança Corporativa
As Boas Práticas de Governança Corporativa
 
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
 
Navidad En Mexico
Navidad En MexicoNavidad En Mexico
Navidad En Mexico
 
Ud 5 la herencia biologica
Ud 5 la herencia biologicaUd 5 la herencia biologica
Ud 5 la herencia biologica
 
Clases de testamentos
Clases de testamentosClases de testamentos
Clases de testamentos
 
Hojas sueltas
Hojas sueltasHojas sueltas
Hojas sueltas
 
Cadera
Cadera Cadera
Cadera
 
Teorias Eticas
Teorias EticasTeorias Eticas
Teorias Eticas
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
 
Cell block and liquid based cytology
Cell block and liquid based cytologyCell block and liquid based cytology
Cell block and liquid based cytology
 
100 esl-games
100 esl-games100 esl-games
100 esl-games
 
GMAT Math Flashcards
GMAT Math FlashcardsGMAT Math Flashcards
GMAT Math Flashcards
 
Apresentação ibgc – governança corporativa
Apresentação ibgc – governança corporativaApresentação ibgc – governança corporativa
Apresentação ibgc – governança corporativa
 
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing Content
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing ContentThe Ultimate Guide to Creating Visually Appealing Content
The Ultimate Guide to Creating Visually Appealing Content
 
Dear NSA, let me take care of your slides.
Dear NSA, let me take care of your slides.Dear NSA, let me take care of your slides.
Dear NSA, let me take care of your slides.
 
What I Carry: 10 Tools for Success
What I Carry: 10 Tools for SuccessWhat I Carry: 10 Tools for Success
What I Carry: 10 Tools for Success
 
Modelos de otorgamiento de crédito
Modelos de otorgamiento de créditoModelos de otorgamiento de crédito
Modelos de otorgamiento de crédito
 
Caderno 5º ano
Caderno 5º anoCaderno 5º ano
Caderno 5º ano
 
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensive
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensivebbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensive
bbk10: Bilanz von 3 Jahren BlogOffensive
 
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...
Medikamenten-Nonadhärenz bei Adoleszenten nach Herztransplantation, Yvonne Li...
 

Semelhante a Governança Corporativa_Pós Mackenzie

GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdf
GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdfGOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdf
GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdfGlauce Trevisan
 
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosGovernança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosKarla Carioca
 
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...Airton Guardini
 
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salviAdriano Salvi
 
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativa
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativaBb tecnologia e serviços e sua governança corporativa
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativaFrederico Minervino
 
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacionalGovernança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacionalTR Consulting
 
Governança Corporativa para Supermercado
Governança Corporativa para SupermercadoGovernança Corporativa para Supermercado
Governança Corporativa para SupermercadoLuciano Castro
 
Sobre Governança
Sobre GovernançaSobre Governança
Sobre GovernançaFUCAPI
 
Corporate governance
Corporate governanceCorporate governance
Corporate governancebcf36
 
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptx
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptxGovernança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptx
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptxhenriquefgcgamer
 
Planejamento sucessório
Planejamento sucessórioPlanejamento sucessório
Planejamento sucessórioRobson Zanetti
 
Governança corporativa
Governança corporativaGovernança corporativa
Governança corporativaalemartins10
 
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...HSCE Ltda.
 
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.Valter Faria
 

Semelhante a Governança Corporativa_Pós Mackenzie (20)

GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdf
GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdfGOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdf
GOVERNANCA-CORPORATIVA-Prof-Horacio-Forte.pdf
 
Apresentação gc cw7 - vs 1 de 22.012018
Apresentação gc   cw7 - vs 1 de 22.012018Apresentação gc   cw7 - vs 1 de 22.012018
Apresentação gc cw7 - vs 1 de 22.012018
 
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosGovernança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
 
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...
Cartilha governanca corp_aplicada_a_peq_e_media_empr_01_07_11x (deleted c8156...
 
Governança de TI - Aula02 - Conceitos em Governanca corporativa
Governança de TI - Aula02 - Conceitos em Governanca corporativaGovernança de TI - Aula02 - Conceitos em Governanca corporativa
Governança de TI - Aula02 - Conceitos em Governanca corporativa
 
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi
26o cearh workshop governança corporativa adriano_salvi
 
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativa
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativaBb tecnologia e serviços e sua governança corporativa
Bb tecnologia e serviços e sua governança corporativa
 
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacionalGovernança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
 
Governança Corporativa para Supermercado
Governança Corporativa para SupermercadoGovernança Corporativa para Supermercado
Governança Corporativa para Supermercado
 
Sobre Governança
Sobre GovernançaSobre Governança
Sobre Governança
 
Corporate governance
Corporate governanceCorporate governance
Corporate governance
 
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptx
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptxGovernança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptx
Governança CorporativaDWDWDFSCVDFWD.pptx
 
Planejamento sucessório
Planejamento sucessórioPlanejamento sucessório
Planejamento sucessório
 
Governança corporativa
Governança corporativaGovernança corporativa
Governança corporativa
 
Governança Corporativa 2014
Governança Corporativa 2014Governança Corporativa 2014
Governança Corporativa 2014
 
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
 
Governança Corporativa na 4ª Revolução Industrial: o que os Administradores p...
Governança Corporativa na 4ª Revolução Industrial: o que os Administradores p...Governança Corporativa na 4ª Revolução Industrial: o que os Administradores p...
Governança Corporativa na 4ª Revolução Industrial: o que os Administradores p...
 
20160404-GC Estatais-Olinda
20160404-GC Estatais-Olinda20160404-GC Estatais-Olinda
20160404-GC Estatais-Olinda
 
Jornada Administrativa 2015 - Edição Especial Encoad 2015
Jornada Administrativa 2015 - Edição Especial Encoad 2015Jornada Administrativa 2015 - Edição Especial Encoad 2015
Jornada Administrativa 2015 - Edição Especial Encoad 2015
 
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.
Consciência e Maturidade: Pilares para a Governança Corporativa.
 

Último

FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 

Último (20)

FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 

Governança Corporativa_Pós Mackenzie

  • 1. Governança Corporativa AMANDA SOUZA SANTOS – TIA: 71370633 AVANIR WALLINY MARQUES– TIA: 71370471 CAIO CESAR DE CASTRO – TIA: 71370609 JONATAN GULLIFORD PEREIRA – TIA: 71370390 RONALDO FELICIO – TIA: 71370544 07.04.2014
  • 3. Um sistema de gestão pelo qual as organizações são dirigidas e controladas de modo a garantir informações precisas e a perpetuação de sua existência. Governança Corporativa
  • 4. Os 4 grupos da Governança Corporativa Guardião de Direitos: são as partes com interesses em jogo nas empresas. Sistema de Relações: pelo qual as sociedade são dirigidas e monitoradas. Estrutura de Poder: que se observa no interior das corporações. Sistema Normativo: rege as relações internas e externas das companhias.
  • 5. Fairness: Senso de justiça, equidade no tratamento dos acionistas. Disclosure: Transparência das informações. Accountability: Prestação responsável de contas. Compliance: Conformidade e cumprimento de normas. Valores
  • 6. •Sistema normativo: •Conduta ética, integridade, competividade, responsabilidade. •Estrutura de poder: •Direcionamento estratégico, definição de papeis, decisões. •Sistema de relações: •Sistema que dirige, monitora, relacionamento. •Guardião de direitos de partes interessadas: •Shareholders e outros stakeholders. Fairness: senso de justiça, equidade Disclosure: transparência Complice: conformidade Accountability: prestação responsável de contas Ligação dos grupos com os valores
  • 7. Propriedade: Atributo fundamental, diferenciação; Princípios: diretrizes e políticas corporativa; Propósitos: maximização do retorno e conciliação de interesses; Papéis: clareza na separação de papeis; Poder: estrutura de poder, definição, planejamento; Práticas: constituição e empowerment, direcionamento, homologação, monitoria, estratégias, acompanhamento de riscos, gestão de conflitos, custos e relacionamento; Perenidade: objetivo ultimo das organizações; Pessoas: são a sustentação de todo esse sistema. 8 “P”s da Governança Corporativa
  • 8. Antes da existir a lei sarbanes-oxley, o processo de Governança teve inicio com 4 grandes marcos; O ativismo de Robert Monks O Relatório de CadBury Princípios da OCDE Lei Sarbanes-Oxley Lei Sarbanes-Oxley
  • 9. Prestação de contas (Accountability) Responsabilidade Corporativa Problemas de Agência Princípios Básicos Transparência Cumprimento das Leis Equidade
  • 10. Principais Modelos Outsider System Em cada país, as melhores práticas de Governança Corporativa são instituídas de acordo com o seu ambiente social, econômico, corporativo e regulatório. Insider System O modelo brasileiro de Governança Corporativa
  • 11. Governança em Organizações não Empresariais
  • 12. Apesar de terem sido primeiramente desenvolvidos para empresas, os princípios e práticas de Governança também podem ser adotados e trazer benefícios para organizações não empresariais, por meio do alinhamento de interesses em busca de contribuir para o sucesso da organização e para sua longevidade. Governança em Organizações não Empresariais
  • 13.  Bem comum entre todos os agentes desse sistema (cooperados, administradores, funcionários e a sociedade).  Governança corporativa para cooperativas – redução de conflitos e riscos inerentes ao tipo de organização.  Necessidade de maior organização para que se mantenha a contribuição e participação dos cooperados.  As boas práticas de governança representam ferramentas para preservar a participação igualitária, a gestão eficiente e responsável e a consequente perenidade das cooperativas. Cooperativas
  • 14. Organizações sem fins lucrativos que buscam contribuir para uma sociedade melhor e mais justa. Criadas e mantidas pela ênfase na participação voluntaria praticas da caridade, da filantropia e do mercenato; Governança corporativa para terceiro setor: • Confiabilidade • Credibilidade • Divulgação da imagem institucional. Terceiro Setor
  • 16. Governança corporativa em empresas familiares • Comando único e centralizado; • Estrutura administrativa e operacional enxuta; • Relações comunitárias e comerciais decorrentes de um nome respeitado; • Organização interna leal e dedicada; • Valorização da confiança; • Grupo interessado e unido; • Sensibilidade em relação ao bem estar dos empregados e da comunidade onde atua; • Continuidade e integridade das diretrizes administrativas e focos de atenção da empresa. Vantagens:
  • 17. Governança corporativa em empresas familiares • Processos sucessórios; • Conceito de família, propriedade e empresa; • Postura de autoritarismo do fundador; • Exigência de dedicação exclusiva dos familiares para o sucesso do negocio; • Laços afetivos; • Antiguidade versus eficácia ou competência; • Submissão sufocando criatividade (no polo dos empregados); • Jogos de poder e interesse da família versus empresa como um todo. Desvantagens:
  • 18. • Conselho de Administração - atuação voltada para a própria organização empresarial; • Conselho Familiar - esta associada à atuação da família na empresa; • O enfoque da governança corporativa é incentivar a existência de um Conselho de Administração, eliminando da companhia a concentração do poder em apenas um indivíduo. Conselho de Administração X Conselho Familiar
  • 20. De acordo com o Código Brasileiro das Melhores Práticas de Governança Corporativa, a remuneração da diretoria deve estar vinculada a resultados, para que seu desempenho coincida com o que seja melhor para os sócios e para a sociedade. Remuneração da Diretoria Participação nos lucros Remuneração por resultados Existem dois tipos de remuneração variável:
  • 21. As principais formas de remuneração variável são: Remuneração da Diretoria Gain Sharing Profit Sharing: Stock Options Pay-for-Performance Skill-based-Pay
  • 22. É estratégico para a empresa a definição da remuneração do presidente da diretoria executiva, do gerente geral, do executivo financeiro e dos conselheiros. O conselheiro deve receber na mesma base do valor da hora de trabalho do executivo principal (CEO), inclusive bônus e benefícios proporcionais ao tempo efetivamente dedicado à função. Remuneração da Diretoria Executiva e dos Conselheiros
  • 23. A Remuneração dos Executivos de Eike Batista
  • 24. A Remuneração dos Executivos de Eike Batista
  • 26. Mundo Crise Financeira que atingiu vários países O fundador da Satyam, admitiu ter manipulado os balanços da empresa O caso de Steve Jobs faz ressurgir debates sobre planejamento de sucessão A CVM lança a instrução 480 Facebook abre capital em ações Divulgada a lei nº 12.527 ampliando a transparência Lançado o código de melhores práticas de GC O IBGC lança a Carta Diretriz 1 Ações da Lojas Renner 1º Prêmio IBGC Brasil 2005 2009 2011 2012 2008 Lançado o comitê de Aquisições e Fusões (CAF) Oque aconteceu? X
  • 28. Independentes Externos Internos Reunião dos conselheiros independentes e externos Avaliação do Conselho e do Conselheiros Qualificação do Conselheiro Composição do Conselho Conselheiros
  • 29. Avaliação da Diretoria Executiva Auditoria independente Gerenciamento de riscos Divulgação da responsabilidade corporativa O Conselho de Administração
  • 30. Conselho de Administração Conselho Consultivo Missão do Conselho de Administração Competências Conselhos
  • 31. Conselho Passivo Conselho Certificador Conselho Envolvido Conselho Interventor Conselho Operativo Tipos de Conselhos de Administração
  • 32. - Governança Corporativa - sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas, envolvendo os relacionamentos entre acionistas / cotistas, conselhos de administração, diretoria, auditoria independente e conselho fiscal (IBGC); - Governança corporativa = ética empresarial; - Começou a ser utilizado nos Estados Unidos no final dos anos 80; - No Brasil, surge a partir das privatizações e abertura do mercado nacional nos anos 1990; - 1999 - lançamento do Código Brasileiro das Melhores Práticas de Governança Corporativa, pelo IBGC; - Lei Sarbanes Oxley – lei americana promulgada em 06/2002 em resposta a escândalos em demonstrativos financeiros. Visa aperfeiçoar os controles financeiros das empresas e apresentar eficiência na governança corporativa; Conclusão
  • 33. Conclusão - Transparência (informação), equidade (tratamento igualitário), accountability (prestação de contas) como principais princípios da GC; - Modelos Outsider System e Insider System – descentralização de comando anglo-saxão (EUA e Reino Unido) e estrutura de propriedade centralizada (Europa Continental, Japão e Brasil); - Atuação da governança corporativa em organizações não empresariais – aspectos e particularidades de entidades sem fins lucrativos e como a GC é possível em empresas familiares; - Tipos de remuneração executiva - atrelada a resultados alcançados; - Principais personagens e suas funções dentro do sistema; - Tipos de conselho administrativo, diferenças e principais atribuições.
  • 34. “As boas práticas de Governança Corporativa têm a finalidade de aumentar o valor da sociedade, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua perenidade”.
  • 35. • FRENTROP, Paul. A history of corporate governance: 1602-2002. Amsterdam: Deminor, 2002. • IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Código das Melhores Práticas de Governança Corporativa, 4ª edição, São Paulo: IBGC, 2009. • ROSSETTI, José Paschoal; ANDRADE Adriana. Governança Corporativa. Fundamentos, desenvolvimento e tendências, 5ª Edição, São Paulo: Editora Atlas S.A, 2011. • SILVA, André Luiz Carvalhal. Governança Corporativa e Sucesso Empresarial: melhores práticas para aumentar o valor da firma. São Paulo: Saraiva, 2006. • COLLIN, James C.& PORRAS, Jerry I., Feitas Para Durar – Práticas bem sucedidas de empresas visionários e de Gestão. Rio de Janeiro: Rocco; • COLLINS, Jim, GOOD TO GREAT – Empresas feitas para vencer – Por que apenas algumas empresas brilham. 12ª. Ed. Rio de Janeiro: Campus; • http://jus.com.br/artigos/22915/governanca-corporativa-em-empresas-familiares acesso 19/03/2014 22:19 • http://www.ibgc.org.br/inter.php?id=18161 acesso 09/03/14 13:40 • http://pt.slideshare.net/sbonfantti2010/governana-corporativa- trabalhoconclusomba2006 acesso 27/03/2014 23:00 Referencias Bibliográficas