SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
NOBS 01/96
e
NOAS 01/01
Componentes
Amanda Amate
Ana Paula Moraes
Camila Pimentel
Magda Pires
Michael Ferraz
Juliana Rodrigues
Ana Ruth
NOB-SUS 01/96
Gestão com responsabilidade pela
saúde do cidadão
Instituida pela Portaria do Ministério da
Saúde, nº 2.203, de 06 de novembro de
1996
Propõe-se a reformular e aperfeiçoar a
gestão do SUS
Gestão Plena de Atenção
Básica
Credencia o gestor municipal para
responder pelas ações básicas de saúde ,
com funções como :
Elaborar a programação municipal dos
serviços básicos, inclusive os domiciliares e
comunitarios;
introduzir a pratica de cadastramento
nacional de usuarios do SUS;
Gestão Plena de Atenção
Básica
 Operar o sistema de informação
laboratorial (SAI/SUS ); autorizar as
internações hospitalares e os
procedimentos laboratoriais
autorizados
Gestão Plena do
Sistema Municipal
Prestar serviços ambulatórias e hospitalares
para todos os casos de referencias internos ou
externos do municipio e normalizar e operar
as centrais de procedimentos, e além de
contratar , controlar, auditar e pagar os
prestadores deste serviços; operar o sistema
de operação hospitalar(SIH ) e sistema de
informação ambulatórial.
Gestão Avançada do Sistema
Estadual e
Gestão Plena do Sistema Estadual
Exercer a gestão do SUS,no âmbito
estadual promovendo condições para que
o poder municipal assuma a gestão da
atenção integral da saúde de seus
municipios, promovendo a integração e a
mordenização dos sistemas municipais ,
compondo assim o SUS estadual
NOB –SUS/96
Transferência regular e automatica
fundo a fundo
PAB
FAE
AIH
PPI
NOAS SUS 01/2001
Editado em 26 de janeiro de 2001 pela
portaria nº 95
Promover maior equidade na alocação de
recursos eno acesso da população ás ações e
serviço de saúde em todos os niveis de
atenção
Oganizou-se em 3 principios
Regionalização e Organização
da Assistência
Estabeleceu para as secretárias estaduais de saúde e o
destrito federal as competencias de :
Elaborar o plano diretor de regionalização
Ampliar o acesso e a qualidade de atenção básica
Qualificar as microregioes na assistência a saúde
Organizar os serviços de media complexidade
Programar a politica de atenção de alta
complexidade/ custo pro SUS
Fortalecimento da Capacidade
da Gestão no SUS
Processo de programação da assistência
Responsabilidades de cada nivel de
governo na garantia de acesso da
população referenciada
O processo de controle , avaliação e
regulação da assistencia
Atualização de Critério de
Habilitação de Estado e Municipio
Estado Gestão Avançada do Sistema Estadual
Gestão Plena do Sistema Estadual
Município Gestão Plena da Atenção do Sistema Estadual
Gestão Plena do Sistema Municipal
NOBS 01/96 e NOAS 01/01

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoFlavio Salomao-Miranda
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaJarquineide Silva
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do capsAdriana Emidio
 
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptx
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptxPOLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptx
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptxLucianaSousa469679
 
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8Als Motta
 
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUS
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUSAula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUS
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUSGhiordanno Bruno
 
Lei nº 8.142
Lei nº 8.142Lei nº 8.142
Lei nº 8.142dantispam
 
Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaRuth Milhomem
 
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZ
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZSlides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZ
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZANTONIO INACIO FERRAZ
 
Rede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à SaúdeRede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à Saúdeferaps
 
Princípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susPrincípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susMarcos Nery
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familiakarensuelen
 

Mais procurados (20)

NOAS 01/2001
NOAS 01/2001NOAS 01/2001
NOAS 01/2001
 
01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes
 
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
 
Programa de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSFPrograma de Saúde da Família (PSF
Programa de Saúde da Família (PSF
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básica
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do caps
 
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptx
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptxPOLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptx
POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO BASICA- PNAB atualizada.pptx
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde
 
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8
Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990 aula 8
 
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUS
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUSAula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUS
Aula 01 - Sistemas de informação em saúde para gestão do SUS
 
Lei nº 8.142
Lei nº 8.142Lei nº 8.142
Lei nº 8.142
 
Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da família
 
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZ
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZSlides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZ
Slides principios e diretrizes do sus-ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Modelo de atenção à saúde
Modelo de atenção à saúdeModelo de atenção à saúde
Modelo de atenção à saúde
 
Rede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à SaúdeRede de Atenção à Saúde
Rede de Atenção à Saúde
 
Princípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susPrincípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do sus
 
Historico sus
Historico susHistorico sus
Historico sus
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 
Pnab
PnabPnab
Pnab
 
PACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDEPACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDE
 

Destaque

Aula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e OrganizacionaisAula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e OrganizacionaisRogério de Mesquita Spínola
 
Apresentação sus
Apresentação susApresentação sus
Apresentação susismar26
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeLuanapqt
 
Apresentacao grupo7
Apresentacao grupo7Apresentacao grupo7
Apresentacao grupo7Marcos Nery
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeLuanapqt
 
Tuberculosis in renal transplant recipients
Tuberculosis in renal transplant recipientsTuberculosis in renal transplant recipients
Tuberculosis in renal transplant recipientsAmanda Amate
 
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013redehumanizasus
 
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penal
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penalCorrelação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penal
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penalEudmar nunes bastos
 
Abordagem da fármaco dependência em atenção primaria
Abordagem da fármaco dependência em  atenção primariaAbordagem da fármaco dependência em  atenção primaria
Abordagem da fármaco dependência em atenção primariaRenanMF
 
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogas
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogasA politica do ministério da saúde sobre álcool e drogas
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogasAlinebrauna Brauna
 

Destaque (20)

Noas
NoasNoas
Noas
 
Aula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e OrganizacionaisAula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
Aula - SUS Princípios Doutrinários e Organizacionais
 
Slides sus
Slides susSlides sus
Slides sus
 
Apresentação sus
Apresentação susApresentação sus
Apresentação sus
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
 
Aula 3 - SUS
Aula 3 - SUSAula 3 - SUS
Aula 3 - SUS
 
Resumo Lei 8080 para Concursos
Resumo Lei 8080 para ConcursosResumo Lei 8080 para Concursos
Resumo Lei 8080 para Concursos
 
Apresentacao grupo7
Apresentacao grupo7Apresentacao grupo7
Apresentacao grupo7
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
 
Tuberculosis in renal transplant recipients
Tuberculosis in renal transplant recipientsTuberculosis in renal transplant recipients
Tuberculosis in renal transplant recipients
 
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013
Apresentação seminário pnh 20 e 21 junho 2013
 
Pit
PitPit
Pit
 
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penal
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penalCorrelação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penal
Correlação do que diz o código de ética do psicólogo e o código penal
 
Abordagem da fármaco dependência em atenção primaria
Abordagem da fármaco dependência em  atenção primariaAbordagem da fármaco dependência em  atenção primaria
Abordagem da fármaco dependência em atenção primaria
 
Técnico de enfermagem caps i
Técnico de enfermagem   caps iTécnico de enfermagem   caps i
Técnico de enfermagem caps i
 
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogas
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogasA politica do ministério da saúde sobre álcool e drogas
A politica do ministério da saúde sobre álcool e drogas
 
Plano de Ensino
Plano de EnsinoPlano de Ensino
Plano de Ensino
 
Caps slide
Caps slideCaps slide
Caps slide
 
Caps governo
Caps governoCaps governo
Caps governo
 

Semelhante a NOBS 01/96 e NOAS 01/01

Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoBSeminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoBWladimir Crippa
 
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]Luiz Fernandes
 
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do msOrientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do mscomunidadedepraticas
 
administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalarbiblisaocamilo
 
Plano municipal de saúde 2010 2013
Plano municipal de saúde 2010 2013Plano municipal de saúde 2010 2013
Plano municipal de saúde 2010 2013Iranildo Ribeiro
 
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Emilio Viegas
 
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Emilio Viegas
 
Relatório de atividades (saúde)
Relatório de atividades (saúde)Relatório de atividades (saúde)
Relatório de atividades (saúde)Cicero Coutinho
 
Aula 3 organização do financiamento em saude
Aula 3   organização do financiamento em saudeAula 3   organização do financiamento em saude
Aula 3 organização do financiamento em saudeEduardo Kühr
 
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxTECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxssuser51d27c1
 
Contratualização serviços de saúde
Contratualização serviços de saúdeContratualização serviços de saúde
Contratualização serviços de saúdeDomenico Feliciello
 
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfaulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfNaiaraMendes13
 
Aula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeAula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeFernando Moura
 
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdfEspecialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdfMarcellaBetat2
 
Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01Leonardo Lima
 

Semelhante a NOBS 01/96 e NOAS 01/01 (20)

Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoBSeminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
 
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]
Pmaq manual-instrutivo-[165-040412-ses-mt]
 
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do msOrientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
Orientações para cadastro das PICs nos sistemas de informação do ms
 
administração hospitalar
administração hospitalaradministração hospitalar
administração hospitalar
 
Plano municipal de saúde 2010 2013
Plano municipal de saúde 2010 2013Plano municipal de saúde 2010 2013
Plano municipal de saúde 2010 2013
 
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
 
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
Anexo i termo_de_referencia_tecnica_2017-11-30_17_10_16
 
Manual regulacao ambulatorial2_20140606
Manual regulacao ambulatorial2_20140606Manual regulacao ambulatorial2_20140606
Manual regulacao ambulatorial2_20140606
 
Cadastramento e-SUS
Cadastramento e-SUSCadastramento e-SUS
Cadastramento e-SUS
 
Relatório de atividades (saúde)
Relatório de atividades (saúde)Relatório de atividades (saúde)
Relatório de atividades (saúde)
 
Aula 3 organização do financiamento em saude
Aula 3   organização do financiamento em saudeAula 3   organização do financiamento em saude
Aula 3 organização do financiamento em saude
 
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxTECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
 
Contratualização serviços de saúde
Contratualização serviços de saúdeContratualização serviços de saúde
Contratualização serviços de saúde
 
Modelos assistenciais
Modelos assistenciaisModelos assistenciais
Modelos assistenciais
 
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfaulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
 
Arq life
Arq lifeArq life
Arq life
 
Aula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeAula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúde
 
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdfEspecialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
Especialização em Gestão em Enfermagem e Saúde avalia-a-e-controle-aula-3.pdf
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
 
Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01
 

Mais de Amanda Amate

Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica
Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica
Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica Amanda Amate
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilizaçãoAmanda Amate
 
Anemia Megaloblástica
Anemia MegaloblásticaAnemia Megaloblástica
Anemia MegaloblásticaAmanda Amate
 
A responsabilidade ético legal do enfermeiro
A responsabilidade ético legal do enfermeiroA responsabilidade ético legal do enfermeiro
A responsabilidade ético legal do enfermeiroAmanda Amate
 
Sistema urinário 12.09
Sistema urinário   12.09Sistema urinário   12.09
Sistema urinário 12.09Amanda Amate
 
Ida jean orlando pelletier
Ida jean orlando pelletierIda jean orlando pelletier
Ida jean orlando pelletierAmanda Amate
 

Mais de Amanda Amate (7)

Anti-helmínticos
Anti-helmínticosAnti-helmínticos
Anti-helmínticos
 
Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica
Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica
Avaliação Global da pessoa idosa na Atenção Básica
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
 
Anemia Megaloblástica
Anemia MegaloblásticaAnemia Megaloblástica
Anemia Megaloblástica
 
A responsabilidade ético legal do enfermeiro
A responsabilidade ético legal do enfermeiroA responsabilidade ético legal do enfermeiro
A responsabilidade ético legal do enfermeiro
 
Sistema urinário 12.09
Sistema urinário   12.09Sistema urinário   12.09
Sistema urinário 12.09
 
Ida jean orlando pelletier
Ida jean orlando pelletierIda jean orlando pelletier
Ida jean orlando pelletier
 

Último

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

NOBS 01/96 e NOAS 01/01

  • 2. Componentes Amanda Amate Ana Paula Moraes Camila Pimentel Magda Pires Michael Ferraz Juliana Rodrigues Ana Ruth
  • 3. NOB-SUS 01/96 Gestão com responsabilidade pela saúde do cidadão Instituida pela Portaria do Ministério da Saúde, nº 2.203, de 06 de novembro de 1996 Propõe-se a reformular e aperfeiçoar a gestão do SUS
  • 4. Gestão Plena de Atenção Básica Credencia o gestor municipal para responder pelas ações básicas de saúde , com funções como : Elaborar a programação municipal dos serviços básicos, inclusive os domiciliares e comunitarios; introduzir a pratica de cadastramento nacional de usuarios do SUS;
  • 5. Gestão Plena de Atenção Básica  Operar o sistema de informação laboratorial (SAI/SUS ); autorizar as internações hospitalares e os procedimentos laboratoriais autorizados
  • 6. Gestão Plena do Sistema Municipal Prestar serviços ambulatórias e hospitalares para todos os casos de referencias internos ou externos do municipio e normalizar e operar as centrais de procedimentos, e além de contratar , controlar, auditar e pagar os prestadores deste serviços; operar o sistema de operação hospitalar(SIH ) e sistema de informação ambulatórial.
  • 7. Gestão Avançada do Sistema Estadual e Gestão Plena do Sistema Estadual Exercer a gestão do SUS,no âmbito estadual promovendo condições para que o poder municipal assuma a gestão da atenção integral da saúde de seus municipios, promovendo a integração e a mordenização dos sistemas municipais , compondo assim o SUS estadual
  • 8. NOB –SUS/96 Transferência regular e automatica fundo a fundo PAB FAE AIH PPI
  • 9. NOAS SUS 01/2001 Editado em 26 de janeiro de 2001 pela portaria nº 95 Promover maior equidade na alocação de recursos eno acesso da população ás ações e serviço de saúde em todos os niveis de atenção Oganizou-se em 3 principios
  • 10. Regionalização e Organização da Assistência Estabeleceu para as secretárias estaduais de saúde e o destrito federal as competencias de : Elaborar o plano diretor de regionalização Ampliar o acesso e a qualidade de atenção básica Qualificar as microregioes na assistência a saúde Organizar os serviços de media complexidade Programar a politica de atenção de alta complexidade/ custo pro SUS
  • 11. Fortalecimento da Capacidade da Gestão no SUS Processo de programação da assistência Responsabilidades de cada nivel de governo na garantia de acesso da população referenciada O processo de controle , avaliação e regulação da assistencia
  • 12. Atualização de Critério de Habilitação de Estado e Municipio Estado Gestão Avançada do Sistema Estadual Gestão Plena do Sistema Estadual Município Gestão Plena da Atenção do Sistema Estadual Gestão Plena do Sistema Municipal