Voce viu a chuva de ontem   à tarde?
Ela me fezpensar... 
 Na minha vida e           na sua.
Ontem foi mais um belodia de verão, decorado de luz, calor, cores...
Borboletas vadiavam porentre flores de todos os matizes e passarinhoscantarolavam, rasgando         os ares.
Mas, de repente, nuvensescuras borraram o azuldo céu e grossos pingos    de água surgiram dispostos a encerrar oespetáculo...
O ar se fez abafado, o solse perdeu nas nuvens, as  flores desbotaram nasombra, as borboletas se      esconderam...
Mas, curiosamente,estranhamente, notei que     os passarinhos,refugiados nas copas das  árvores, continuavam        cantan...
Quantas vezes, diante dos obstáculos naturais da existência,
nós nos estendemos em longas  lamentações
ou numdesânimo inút...
Ou nos perdemos a maldizer a vida,
a reclamar da sorte,a condenar a Deus?
Abafamos o calor do    nosso sorriso num   semblante marcado,triste, destrutivo e auto-         piedoso.
Esquecemos entre as nuvens     o sol da esperança,    desbotando a própria personalidade nas sombras          egoístas .
Porque comigo?
Quando deveríamosentender que estamos na    vida para vivê-la,  usufruindo das suas alegrias, mas também   passando por se...
Passando por eles,não estacionando neles!
Bom seria que encarássemos a vida comoas aves: percebendo os seusobstáculos como chuvas de           verão!
Entendendo que, mesmoescondido entre nuvensespessas, o sol radioso -   esperança de dias melhores - continua a   brilhar, ...
E que, mesmo que a  chuva abençoada das privações nos impeça,  por hora, os passeios habituais, convidando-nos à viagem pa...
Chuvas de verão
Chuvas de verão
Chuvas de verão
Chuvas de verão
Chuvas de verão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Chuvas de verão

563 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
563
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
172
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chuvas de verão

  1. 1. Voce viu a chuva de ontem à tarde?
Ela me fezpensar... 
 Na minha vida e na sua.
  2. 2. Ontem foi mais um belodia de verão, decorado de luz, calor, cores...
  3. 3. Borboletas vadiavam porentre flores de todos os matizes e passarinhoscantarolavam, rasgando os ares.
  4. 4. Mas, de repente, nuvensescuras borraram o azuldo céu e grossos pingos de água surgiram dispostos a encerrar oespetáculo da Natureza em festa.
  5. 5. O ar se fez abafado, o solse perdeu nas nuvens, as flores desbotaram nasombra, as borboletas se esconderam...
  6. 6. Mas, curiosamente,estranhamente, notei que os passarinhos,refugiados nas copas das árvores, continuavam cantando!
  7. 7. Quantas vezes, diante dos obstáculos naturais da existência,
nós nos estendemos em longas lamentações
ou numdesânimo inútil e nocivo?
  8. 8. Ou nos perdemos a maldizer a vida,
a reclamar da sorte,a condenar a Deus?
  9. 9. Abafamos o calor do nosso sorriso num semblante marcado,triste, destrutivo e auto- piedoso.
  10. 10. Esquecemos entre as nuvens o sol da esperança, desbotando a própria personalidade nas sombras egoístas .
  11. 11. Porque comigo?
  12. 12. Quando deveríamosentender que estamos na vida para vivê-la, usufruindo das suas alegrias, mas também passando por seus tropeços.
  13. 13. Passando por eles,não estacionando neles!
  14. 14. Bom seria que encarássemos a vida comoas aves: percebendo os seusobstáculos como chuvas de verão!
  15. 15. Entendendo que, mesmoescondido entre nuvensespessas, o sol radioso - esperança de dias melhores - continua a brilhar, inatingível!
  16. 16. E que, mesmo que a chuva abençoada das privações nos impeça, por hora, os passeios habituais, convidando-nos à viagem para dentro de nós próprios, maistarde tudo se modifica, o sol volta a reluzir, asborboletas ressurgem e a vida nos chama a vôos mais altos!

×