SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
A presentando uma sincera homenagem ao Dia dos Avós, 26 de julho, tem a honra de poder contar uma história real ! LIGUE O SOM... Dê ENTER
A Última Viagem de Táxi!
Houve um tempo em que eu ganhava a vida como motorista de táxi.  Os passageiros embarcavam totalmente anônimos. E, às vezes, me contavam episódios de suas vidas, suas alegrias e suas tristezas... Encontrei pessoas que me surpreenderam. Mas,  NENHUMA  como aquela da noite de 25 para 26 de julho do último ano em que trabalhei na praça!
Havia recebido já tarde da noite uma chamada vinda de um pequeno prédio de tijolinhos, em uma rua tranqüila do subúrbio de Belo Horizonte, capital das Minas Gerais.  Quando cheguei ouvia cachorros latindo longe. O prédio estava escuro, com exceção de uma única lâmpada acesa numa janela do térreo.
Nestas circunstâncias, outros teriam buzinado duas ou três vezes, esperariam só um pouco e, então, iriam embora. Mas, eu sabia que muitas pessoas dependiam de táxis como único meio de transporte a tal hora.  A não ser, portanto, que a situação fosse claramente perigosa, eu sempre esperava...
" Este passageiro pode ser alguém que  necessita de ajuda", pensei.  Assim,  fui até a porta e bati. "Um minutinho", respondeu uma voz débil e idosa.   Ouvi alguma coisa ser arrastada pelo chão...  Depois de uma pausa longa,  a porta abriu-se. Vi-me então diante de uma senhora bem idosa, pequenina e de frágil aparência!
Usava um vestido estampado e um chapéu bizarro daqueles usados pelas senhoras idosas nos filmes da década de 40! E se equilibrava numa bengala, enquanto segurava com dificuldade uma pequena mala... Dava para ver que a mobília estava toda coberta com lençóis.  Não haviam relógios, roupas ou adornos sobre os móveis. Num canto jazia uma caixa aberta com fotografias e vidros...
A velha senhora, esboçando então um tímido sorriso de quem havia já perdido todos os dentes, pediu-me: “ O senhor poderia me ajudar com  a mala?” Eu peguei a mala e ajudei-a caminhar lentamente até o carro. E enquanto se acomodava ela ficou me agradecendo...
-"Não é nada, apenas procuro tratar meus passageiros do jeito que gostaria que tratassem minha velha mãe”... -" Oh!, você é um bom rapaz!" Quando embarcamos, deu-me um endereço e pediu:   -"O senhor poderia ir pelo centro da cidade?"  -" Este não é o trajeto mais curto", alertei-a prontamente. -" Eu não me importo... Não estou com pressa... Meu destino é o último! O asilo dos velhos"...
Surpreso, eu olhei pelo retrovisor. Os olhos da velhinha brilhavam marejados... -" Eu não tenho mais família e o médico me disse que tenho muito pouco tempo"... Disfarçadamente desliguei o taxímetro e perguntei:  -"Qual o caminho que a senhora deseja que eu tome?"
Nas horas seguintes nós dirigimos por toda a cidade. Ela mostrou-me o edifício na Praça 7 em que havia, em certa ocasião, trabalhado como ascensorista...  Nós passamos pelas cercanias em que ela e o esposo tinham vivido como recém-casados. E também pela Igrejinha de São Francisco, na Pampulha, onde comemoraram  Bodas de Ouro!
Ela pediu-me que passasse em frente  a uma loja de móveis na região da Praça da Liberdade, que havia sido um grande salão de dança que ela freqüentara quando mocinha!  De vez em quando, pedia-me para dirigir vagarosamente em frente a um edifício ou esquina.  Era quando ficava então com os olhos fixos na escuridão, sem dizer nada... E olhava. Olhava e suspirava...
E assim rodamos a noite inteira... Quando o primeiro raio de sol surgiu no horizonte, ela disse de repente: "Estou cansada... E pronta! Vamos agora!" Seguimos, então, em silêncio, para o endereço que ela havia me dado. Chegamos a um prédio rodeado de árvores, uma pequena casa de repouso.
Dois atendentes caminharam até o taxi, assim que paramos.  Eram amáveis e atentos e logo se acercaram da velha senhora, a quem pareciam esperar.    Eu abri o porta-malas do carro e levei a pequena valise até a porta. A senhora, já sentada em uma cadeira de rodas, perguntou-me então pelo custo da corrida.
-"   Quanto lhe devo?", ela perguntou, pegando a bolsa. -"Nada!", eu disse. -" Você tem que ganhar a vida, meu jovem” -" Há outros passageiros", respondi. Quase sem pensar, curvei-me e dei-lhe um abraço. Ela me envolveu comovidamente e devolveu-me com um beijo afetuoso e repleto da mais pura e genuína gratidão!  E disse:
-"Você deu a esta velhinha bons momentos de alegria, como não tinha há tanto tempo... Só Deus é quem sabe o quanto você  fez por mim! Obrigada, MEU AMIGO!  Mil vezes obrigada!!!”  Apertei sua mão pela última vez e caminhei no lusco-fusco da alvorada sem olhar para trás, pois as lágrimas corriam-me abundantes pela face...
Atrás de mim uma porta foi fechada. Era o som do término de uma vida... Naquele dia não peguei mais passageiros.  Dirigi sem rumo, perdido nos meus pensamentos. Mal podia falar. Dois dias depois, tomei coragem e voltei no asilo para ver como estava a minha mais nova amiga. Me disseram, então, que na noite anterior adormecera para sempre, em paz e feliz...
E fiquei a pensar, se a velhinha tivesse pego um motorista mal-educado e raivoso... Ou, então, algum que estivesse ansioso para terminar seu turno... Óh, Deus! E se eu houvesse recusado a corrida? Ou tivesse buzinado uma vez e ido embora?...   Ao relembrar, creio que eu jamais tenha feito algo mais importante na minha vida até então!
Em geral nos condicionamos a pensar que nossas vidas giram em torno de grandes momentos.   Todavia,  os  GRANDES   MOMENTOS  freqüentemente nos pegam desprevenidos e ficam guardados em recantos que quase todo mundo considera sem importância... quando nos damos conta... já passou.
AS PESSOAS PODEM NÃO LEMBRAR EXATAMENTE O QUE VOCÊ FEZ, OU O QUE VOCÊ DISSE. MAS, ELAS SEMPRE LEMBRARÃO COMO VOCÊ AS FEZ SENTIR-SE. PENSE NISTO !!! PORTANTO,  VOCÊ   PODE FAZER A DIFERENÇA!
OS IDOSOS DE HOJE, SOMOS NÓS AMANHÃ! Se gostou deste pps, me faça saber.  E passe adiante, se julgar interessante!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Minha última corrida!
Minha última corrida!Minha última corrida!
Minha última corrida!Fábio Cunha
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibanoJNR
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibanoInovasite
 
A última viagem taxi
A última viagem taxiA última viagem taxi
A última viagem taxisaidyish
 
A última viagem de taxí
A última viagem de taxíA última viagem de taxí
A última viagem de taxísiaromjo
 
Mensagens para Refletir
Mensagens para RefletirMensagens para Refletir
Mensagens para Refletirveronikdigital
 
21.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...
21.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...21.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...
21.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...Talles Lisboa
 
Troca De Elogios
Troca De ElogiosTroca De Elogios
Troca De Elogioscab3032
 
Troca De Elogios
Troca De ElogiosTroca De Elogios
Troca De Elogioscab3032
 
Artur azevedo a melhor amiga
Artur azevedo   a melhor amigaArtur azevedo   a melhor amiga
Artur azevedo a melhor amigaTulipa Zoá
 

Mais procurados (13)

Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
Minha última corrida!
Minha última corrida!Minha última corrida!
Minha última corrida!
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
A última viagem taxi
A última viagem taxiA última viagem taxi
A última viagem taxi
 
Ultima viagem de taxi
Ultima viagem de taxiUltima viagem de taxi
Ultima viagem de taxi
 
A última viagem de taxí
A última viagem de taxíA última viagem de taxí
A última viagem de taxí
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
Mensagens para Refletir
Mensagens para RefletirMensagens para Refletir
Mensagens para Refletir
 
21.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...
21.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...21.edgar allan poe   ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...
21.edgar allan poe ficção completa - contos de terror, mistério e morte - o...
 
Troca De Elogios
Troca De ElogiosTroca De Elogios
Troca De Elogios
 
Troca De Elogios
Troca De ElogiosTroca De Elogios
Troca De Elogios
 
Artur azevedo a melhor amiga
Artur azevedo   a melhor amigaArtur azevedo   a melhor amiga
Artur azevedo a melhor amiga
 

Destaque

O poder da mente humana
O poder da mente humanaO poder da mente humana
O poder da mente humanaAmadeu Wolff
 
"Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
 "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
"Suas desculpas salvam vidas?" • Agência LumusIasmin Gimenes Sabbanelli
 
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula Óssea
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula ÓsseaDesmistificando a Doação e o Transplante de Medula Óssea
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula ÓsseaRodrigo Bruno
 
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência LumusMonografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência LumusIasmin Gimenes Sabbanelli
 
Agora que estou vivo
Agora que estou vivoAgora que estou vivo
Agora que estou vivoAmadeu Wolff
 
Ame enquanto é tempo
Ame enquanto é tempoAme enquanto é tempo
Ame enquanto é tempoAmadeu Wolff
 
A lenda da passagem da juventude
A lenda da passagem da juventudeA lenda da passagem da juventude
A lenda da passagem da juventudeAmadeu Wolff
 
Acredito nas pessoas
Acredito nas pessoasAcredito nas pessoas
Acredito nas pessoasAmadeu Wolff
 
A grande transicao n
A grande transicao nA grande transicao n
A grande transicao nAmadeu Wolff
 
A natureza do caminho interior eckhart tolle
A natureza do caminho interior   eckhart tolleA natureza do caminho interior   eckhart tolle
A natureza do caminho interior eckhart tolleAmadeu Wolff
 
A sétima profecia Maia
A sétima profecia MaiaA sétima profecia Maia
A sétima profecia MaiaAmadeu Wolff
 

Destaque (20)

A professora
A professoraA professora
A professora
 
O poder da mente humana
O poder da mente humanaO poder da mente humana
O poder da mente humana
 
Afonso
AfonsoAfonso
Afonso
 
"Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
 "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
"Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
 
Doação de Medula
Doação de MedulaDoação de Medula
Doação de Medula
 
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula Óssea
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula ÓsseaDesmistificando a Doação e o Transplante de Medula Óssea
Desmistificando a Doação e o Transplante de Medula Óssea
 
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência LumusMonografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
Monografia "Suas desculpas salvam vidas?" • Agência Lumus
 
Agora que estou vivo
Agora que estou vivoAgora que estou vivo
Agora que estou vivo
 
Amanhecer
AmanhecerAmanhecer
Amanhecer
 
Acredite em você
Acredite em vocêAcredite em você
Acredite em você
 
Ame enquanto é tempo
Ame enquanto é tempoAme enquanto é tempo
Ame enquanto é tempo
 
A lenda da passagem da juventude
A lenda da passagem da juventudeA lenda da passagem da juventude
A lenda da passagem da juventude
 
Acredito nas pessoas
Acredito nas pessoasAcredito nas pessoas
Acredito nas pessoas
 
A palavra sincera
A palavra sinceraA palavra sincera
A palavra sincera
 
A grande transicao n
A grande transicao nA grande transicao n
A grande transicao n
 
A cura
A curaA cura
A cura
 
Sonho
SonhoSonho
Sonho
 
A natureza do caminho interior eckhart tolle
A natureza do caminho interior   eckhart tolleA natureza do caminho interior   eckhart tolle
A natureza do caminho interior eckhart tolle
 
Açucar e deus
Açucar e deusAçucar e deus
Açucar e deus
 
A sétima profecia Maia
A sétima profecia MaiaA sétima profecia Maia
A sétima profecia Maia
 

Semelhante a A Última Viagem de Táxi

A ultima viagem_de_taxi
A ultima viagem_de_taxiA ultima viagem_de_taxi
A ultima viagem_de_taxiLouro Arara
 
A última viagem taxi
A última viagem taxiA última viagem taxi
A última viagem taxisaidyish
 
A última viagem de táxi
A última viagem de táxiA última viagem de táxi
A última viagem de táxiSaidyEduardo
 
A Esfinge sem Segredo
A Esfinge sem SegredoA Esfinge sem Segredo
A Esfinge sem Segredojovemideal
 
A esfinge sem segredos
A esfinge sem segredosA esfinge sem segredos
A esfinge sem segredosvanicequeiroz
 
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdf
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdfA ESFINGE SEM SEGREDO.pdf
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdfeueqsou
 
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo Carla Crespo
 
SILENTIUM | Chapter 1
SILENTIUM | Chapter 1 SILENTIUM | Chapter 1
SILENTIUM | Chapter 1 heyitsjota
 
CINCO LIÇÕES
CINCO LIÇÕESCINCO LIÇÕES
CINCO LIÇÕESBLOG's REI
 
Carmilla, karnstein vapyre j. sheridan le fanu
Carmilla, karnstein vapyre  j. sheridan le fanuCarmilla, karnstein vapyre  j. sheridan le fanu
Carmilla, karnstein vapyre j. sheridan le fanulauc10
 
Cinco coisas
Cinco coisasCinco coisas
Cinco coisasjmpcard
 

Semelhante a A Última Viagem de Táxi (20)

A ultima viagem_de_taxi
A ultima viagem_de_taxiA ultima viagem_de_taxi
A ultima viagem_de_taxi
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
A última viagem taxi
A última viagem taxiA última viagem taxi
A última viagem taxi
 
A última viagem de táxi
A última viagem de táxiA última viagem de táxi
A última viagem de táxi
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
Taxi curitibano
Taxi curitibanoTaxi curitibano
Taxi curitibano
 
20
2020
20
 
A Esfinge sem Segredo
A Esfinge sem SegredoA Esfinge sem Segredo
A Esfinge sem Segredo
 
A esfinge sem segredos
A esfinge sem segredosA esfinge sem segredos
A esfinge sem segredos
 
5 licoes
5 licoes5 licoes
5 licoes
 
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdf
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdfA ESFINGE SEM SEGREDO.pdf
A ESFINGE SEM SEGREDO.pdf
 
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo
E-book Oscar Wilde, A esfinge sem segredo
 
Vila criança
Vila criançaVila criança
Vila criança
 
SILENTIUM | Chapter 1
SILENTIUM | Chapter 1 SILENTIUM | Chapter 1
SILENTIUM | Chapter 1
 
CINCO LIÇÕES
CINCO LIÇÕESCINCO LIÇÕES
CINCO LIÇÕES
 
Contos pechosos
Contos pechososContos pechosos
Contos pechosos
 
Carmilla, karnstein vapyre j. sheridan le fanu
Carmilla, karnstein vapyre  j. sheridan le fanuCarmilla, karnstein vapyre  j. sheridan le fanu
Carmilla, karnstein vapyre j. sheridan le fanu
 
Noites brancas
Noites brancasNoites brancas
Noites brancas
 
Cinco coisas
Cinco coisasCinco coisas
Cinco coisas
 

Mais de Amadeu Wolff

Aos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAmadeu Wolff
 
Apresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasApresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasAmadeu Wolff
 
Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Amadeu Wolff
 
Museu das capelas medici
Museu das capelas mediciMuseu das capelas medici
Museu das capelas mediciAmadeu Wolff
 
Porcelana de coleccion
Porcelana de coleccionPorcelana de coleccion
Porcelana de coleccionAmadeu Wolff
 
Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Amadeu Wolff
 
Israel ou Palestina
Israel ou PalestinaIsrael ou Palestina
Israel ou PalestinaAmadeu Wolff
 
Navidad en las canteras
Navidad en las canterasNavidad en las canteras
Navidad en las canterasAmadeu Wolff
 
Arte foto de gerard hourdin
Arte foto de gerard  hourdinArte foto de gerard  hourdin
Arte foto de gerard hourdinAmadeu Wolff
 

Mais de Amadeu Wolff (20)

Italie la nuit
Italie la nuitItalie la nuit
Italie la nuit
 
Aos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAos filhos o que posso
Aos filhos o que posso
 
Apresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasApresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesias
 
George petty
George pettyGeorge petty
George petty
 
Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40
 
Museo tiflologico
Museo tiflologicoMuseo tiflologico
Museo tiflologico
 
Museu das capelas medici
Museu das capelas mediciMuseu das capelas medici
Museu das capelas medici
 
Parabens a voce
Parabens a voceParabens a voce
Parabens a voce
 
Porcelana de coleccion
Porcelana de coleccionPorcelana de coleccion
Porcelana de coleccion
 
Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2
 
Israel ou Palestina
Israel ou PalestinaIsrael ou Palestina
Israel ou Palestina
 
Navidad en las canteras
Navidad en las canterasNavidad en las canteras
Navidad en las canteras
 
L'amour courtois
L'amour courtoisL'amour courtois
L'amour courtois
 
Donald zolan
Donald zolanDonald zolan
Donald zolan
 
Chocolates
ChocolatesChocolates
Chocolates
 
Artista de rua
Artista de ruaArtista de rua
Artista de rua
 
Artesãos hindus
Artesãos hindusArtesãos hindus
Artesãos hindus
 
Arte foto de gerard hourdin
Arte foto de gerard  hourdinArte foto de gerard  hourdin
Arte foto de gerard hourdin
 
Arte em pinturas
Arte em pinturasArte em pinturas
Arte em pinturas
 
A fuga do judeu
A fuga do judeuA fuga do judeu
A fuga do judeu
 

Último

Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 

A Última Viagem de Táxi

  • 1. A presentando uma sincera homenagem ao Dia dos Avós, 26 de julho, tem a honra de poder contar uma história real ! LIGUE O SOM... Dê ENTER
  • 2. A Última Viagem de Táxi!
  • 3. Houve um tempo em que eu ganhava a vida como motorista de táxi. Os passageiros embarcavam totalmente anônimos. E, às vezes, me contavam episódios de suas vidas, suas alegrias e suas tristezas... Encontrei pessoas que me surpreenderam. Mas, NENHUMA como aquela da noite de 25 para 26 de julho do último ano em que trabalhei na praça!
  • 4. Havia recebido já tarde da noite uma chamada vinda de um pequeno prédio de tijolinhos, em uma rua tranqüila do subúrbio de Belo Horizonte, capital das Minas Gerais. Quando cheguei ouvia cachorros latindo longe. O prédio estava escuro, com exceção de uma única lâmpada acesa numa janela do térreo.
  • 5. Nestas circunstâncias, outros teriam buzinado duas ou três vezes, esperariam só um pouco e, então, iriam embora. Mas, eu sabia que muitas pessoas dependiam de táxis como único meio de transporte a tal hora. A não ser, portanto, que a situação fosse claramente perigosa, eu sempre esperava...
  • 6. " Este passageiro pode ser alguém que necessita de ajuda", pensei. Assim, fui até a porta e bati. "Um minutinho", respondeu uma voz débil e idosa. Ouvi alguma coisa ser arrastada pelo chão... Depois de uma pausa longa, a porta abriu-se. Vi-me então diante de uma senhora bem idosa, pequenina e de frágil aparência!
  • 7. Usava um vestido estampado e um chapéu bizarro daqueles usados pelas senhoras idosas nos filmes da década de 40! E se equilibrava numa bengala, enquanto segurava com dificuldade uma pequena mala... Dava para ver que a mobília estava toda coberta com lençóis. Não haviam relógios, roupas ou adornos sobre os móveis. Num canto jazia uma caixa aberta com fotografias e vidros...
  • 8. A velha senhora, esboçando então um tímido sorriso de quem havia já perdido todos os dentes, pediu-me: “ O senhor poderia me ajudar com a mala?” Eu peguei a mala e ajudei-a caminhar lentamente até o carro. E enquanto se acomodava ela ficou me agradecendo...
  • 9. -"Não é nada, apenas procuro tratar meus passageiros do jeito que gostaria que tratassem minha velha mãe”... -" Oh!, você é um bom rapaz!" Quando embarcamos, deu-me um endereço e pediu: -"O senhor poderia ir pelo centro da cidade?" -" Este não é o trajeto mais curto", alertei-a prontamente. -" Eu não me importo... Não estou com pressa... Meu destino é o último! O asilo dos velhos"...
  • 10. Surpreso, eu olhei pelo retrovisor. Os olhos da velhinha brilhavam marejados... -" Eu não tenho mais família e o médico me disse que tenho muito pouco tempo"... Disfarçadamente desliguei o taxímetro e perguntei: -"Qual o caminho que a senhora deseja que eu tome?"
  • 11. Nas horas seguintes nós dirigimos por toda a cidade. Ela mostrou-me o edifício na Praça 7 em que havia, em certa ocasião, trabalhado como ascensorista... Nós passamos pelas cercanias em que ela e o esposo tinham vivido como recém-casados. E também pela Igrejinha de São Francisco, na Pampulha, onde comemoraram Bodas de Ouro!
  • 12. Ela pediu-me que passasse em frente  a uma loja de móveis na região da Praça da Liberdade, que havia sido um grande salão de dança que ela freqüentara quando mocinha! De vez em quando, pedia-me para dirigir vagarosamente em frente a um edifício ou esquina. Era quando ficava então com os olhos fixos na escuridão, sem dizer nada... E olhava. Olhava e suspirava...
  • 13. E assim rodamos a noite inteira... Quando o primeiro raio de sol surgiu no horizonte, ela disse de repente: "Estou cansada... E pronta! Vamos agora!" Seguimos, então, em silêncio, para o endereço que ela havia me dado. Chegamos a um prédio rodeado de árvores, uma pequena casa de repouso.
  • 14. Dois atendentes caminharam até o taxi, assim que paramos. Eram amáveis e atentos e logo se acercaram da velha senhora, a quem pareciam esperar.   Eu abri o porta-malas do carro e levei a pequena valise até a porta. A senhora, já sentada em uma cadeira de rodas, perguntou-me então pelo custo da corrida.
  • 15. -" Quanto lhe devo?", ela perguntou, pegando a bolsa. -"Nada!", eu disse. -" Você tem que ganhar a vida, meu jovem” -" Há outros passageiros", respondi. Quase sem pensar, curvei-me e dei-lhe um abraço. Ela me envolveu comovidamente e devolveu-me com um beijo afetuoso e repleto da mais pura e genuína gratidão! E disse:
  • 16. -"Você deu a esta velhinha bons momentos de alegria, como não tinha há tanto tempo... Só Deus é quem sabe o quanto você fez por mim! Obrigada, MEU AMIGO! Mil vezes obrigada!!!” Apertei sua mão pela última vez e caminhei no lusco-fusco da alvorada sem olhar para trás, pois as lágrimas corriam-me abundantes pela face...
  • 17. Atrás de mim uma porta foi fechada. Era o som do término de uma vida... Naquele dia não peguei mais passageiros. Dirigi sem rumo, perdido nos meus pensamentos. Mal podia falar. Dois dias depois, tomei coragem e voltei no asilo para ver como estava a minha mais nova amiga. Me disseram, então, que na noite anterior adormecera para sempre, em paz e feliz...
  • 18. E fiquei a pensar, se a velhinha tivesse pego um motorista mal-educado e raivoso... Ou, então, algum que estivesse ansioso para terminar seu turno... Óh, Deus! E se eu houvesse recusado a corrida? Ou tivesse buzinado uma vez e ido embora?... Ao relembrar, creio que eu jamais tenha feito algo mais importante na minha vida até então!
  • 19. Em geral nos condicionamos a pensar que nossas vidas giram em torno de grandes momentos. Todavia, os GRANDES MOMENTOS freqüentemente nos pegam desprevenidos e ficam guardados em recantos que quase todo mundo considera sem importância... quando nos damos conta... já passou.
  • 20. AS PESSOAS PODEM NÃO LEMBRAR EXATAMENTE O QUE VOCÊ FEZ, OU O QUE VOCÊ DISSE. MAS, ELAS SEMPRE LEMBRARÃO COMO VOCÊ AS FEZ SENTIR-SE. PENSE NISTO !!! PORTANTO, VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA!
  • 21. OS IDOSOS DE HOJE, SOMOS NÓS AMANHÃ! Se gostou deste pps, me faça saber. E passe adiante, se julgar interessante!