São Paulo: Minha Cidade!   10 AVENIDA PAULISTA  “ Um povo sem memória,  é um povo sem passado e sem futuro”  (autor desco...
<ul><li>  No início da colonização, essa região já era bastante conhecida dos índios, que a denominavam como morro do “Caa...
 
<ul><li>No princípio... </li></ul>
1891 Inauguração da Avenida Paulista - vista aqui a partir do cruzamento com a Brig. Luís Antônio –  Aquarela de Jules Mar...
1900 1910 1905 <ul><li>- 1900: vista a partir do cruzamento c/ a Brigadeiro. </li></ul><ul><li>1905: sentido Consolação. A...
Na foto ao lado, uma vista em direção Paraíso.  À esquerda, em primeiro plano, o MASP, ainda em abras. Estávamos em plena ...
<ul><li>O mesmo local em dois tempos </li></ul>
1952
2010
 
 
O que restou das antigas mansões:
Acima, o prédio (tombado) do antigo Grupo Escolar Rodrigues Alves, projetado por Ramos de Azevedo e inaugurado em 1908.  A...
 
 
 
A linha 2 do metrô, ligando a Vila Madalena (zona oeste) à Vila Prudente (zona sul), percorre trecho sob a Paulista em tod...
Vista aérea feita em 2007, mostrando o trecho final da avenida. Em primeiro plano, o túnel sob a rua da Consolação.
O “Conjunto Nacional” – inaugurado em 1958
Alguns dos mais modernos e belos edifícios da Paulista
O “MASP” (Museu de Arte de São Paulo - Assis Chateaubriand) inaugurado em 1968 com a presença da rainha Elizabeth II
O parque Siqueira Campos, ou Trianon, como é mais conhecido, é uma área de mata nativa, preservada desde os tempos da aber...
O anoitecer na Paulista, tendo ao fundo o pico do Jaraguá
<ul><li>CRÉDITOS </li></ul><ul><li>-  As fotos atuais são de nossa autoria. </li></ul><ul><li>Fotos antigas sem créditos: ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

10 avenida paulista

1.728 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.728
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
568
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10 avenida paulista

  1. 1. São Paulo: Minha Cidade! 10 AVENIDA PAULISTA  “ Um povo sem memória, é um povo sem passado e sem futuro” (autor desconhecido) p/ avançar as fotos use as setas ou mouse
  2. 2. <ul><li> No início da colonização, essa região já era bastante conhecida dos índios, que a denominavam como morro do “Caaguaçú”, que na língua nativa significava “mata grande”. Um dos primeiros proprietários, foi o bandeirante Fernão Dias, o “caçador de esmeraldas”, cujo avô recebera uma vasta sesmaria que se estendia desde a atual Vila Mariana até Pinheiros. </li></ul><ul><li>Em 1880, o então proprietário, Mariano Antonio Vieira, resolveu abrir uma estrada pelo espigão, ligando a estrada de Pinheiros (rua da Consolação) à estrada de Santo Amaro (r. Brig. Luís Antônio), denominada como “estrada da Real Grandeza”, que acabou sendo o embrião da atual avenida. Por volta de 1890, as terras foram adquiridas pelo empresário do ramo imobiliário Joaquim Eugênio de Lima e dois sócios. Dividindo o lote em grandes quadras, com uma larga avenida no centro (a antiga estrada), e cortada por ruas arborizadas (alamedas), em 8/12/1891 ela foi solenemente inaugurada e batizada como Avenida Paulista. Sendo região aprazível, e longe do corre-corre da cidade, o local começou a ser procurado pelos magnatas locais para construírem seus palacetes, que no início do século, já somavam 50. Já naquele ano, uma linha de bondes (a burro) funcionava no local. </li></ul><ul><li>Na década de 20, era inaugurado na Paulista, um dos mais elegantes restaurantes da cidade. O “Trianon”, marcou época, com sua cozinha francesa, e seu salão de festas, sendo então o “point” da alta sociedade paulistana, até os anos 50, quando, decadente, foi demolido. Em seu lugar foi construído o MASP (Museu de Arte de São Paulo), o maior museu da cidade, figurando entre os mais importantes de todo o mundo, principalmente pelo seu grande acervo. </li></ul><ul><li>A partir de meados da década de 50, as belas mansões começaram a ceder lugar aos prédios de apartamentos e posteriormente aos prédios comerciais, principalmente depois da inauguração do “Conjunto Nacional” em 1958, que podemos dizer, foi o primeiro “shopping” da cidade, reunindo lojas, cinemas, salão de festas (Fasano), conjuntos comerciais e apartamentos residenciais. Em 1973, as pistas foram alargadas, e colocados os exclusivos “totens” com semáforos e indicações verticais, tal como vemos na atualidade. No início deste século, a avenida se apresenta como um ponto quase que exclusivamente comercial e bancário, abrigando filiais da maioria dos bancos do mundo, e das grandes empresas. Temos ali inúmeros “shoppings”, e dezenas de salas de cinema. Uma linha de metrô (linha 2) corre por baixo de toda a sua extensão, com três estações, sem contar que a nova linha (5), cruza a Paulista na altura da Consolação. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>No princípio... </li></ul>
  4. 5. 1891 Inauguração da Avenida Paulista - vista aqui a partir do cruzamento com a Brig. Luís Antônio – Aquarela de Jules Martin -
  5. 6. 1900 1910 1905 <ul><li>- 1900: vista a partir do cruzamento c/ a Brigadeiro. </li></ul><ul><li>1905: sentido Consolação. Ao fundo, as matas do parque do Trianon. Foto: Guilherme Gaensly </li></ul><ul><li>- 1910: vista no sentido Paraiso, em foto batida da esquina c/ a Bela Cintra. Foto: Guilherme Gaensly </li></ul>
  6. 7. Na foto ao lado, uma vista em direção Paraíso. À esquerda, em primeiro plano, o MASP, ainda em abras. Estávamos em plena era da verticalização, mas boa parte das mansões ainda resistia. Abaixo, uma vista em direção contrária, onde vemos à esquerda, parte do Conjunto Nacional e o cruzamento com a rua Augusta. Nessa época, já se notava o congestionamento da via. 1963 1964
  7. 8. <ul><li>O mesmo local em dois tempos </li></ul>
  8. 9. 1952
  9. 10. 2010
  10. 13. O que restou das antigas mansões:
  11. 14. Acima, o prédio (tombado) do antigo Grupo Escolar Rodrigues Alves, projetado por Ramos de Azevedo e inaugurado em 1908. Ao lado, a casa onde funciona o Instituto Pasteur, inaugurado em 1903, e referência nacional na aplicação de vacina anti-rábica.
  12. 18. A linha 2 do metrô, ligando a Vila Madalena (zona oeste) à Vila Prudente (zona sul), percorre trecho sob a Paulista em toda sua extensão, com três estações em pontos-chave da avenida. Estação Brigadeiro
  13. 19. Vista aérea feita em 2007, mostrando o trecho final da avenida. Em primeiro plano, o túnel sob a rua da Consolação.
  14. 20. O “Conjunto Nacional” – inaugurado em 1958
  15. 21. Alguns dos mais modernos e belos edifícios da Paulista
  16. 22. O “MASP” (Museu de Arte de São Paulo - Assis Chateaubriand) inaugurado em 1968 com a presença da rainha Elizabeth II
  17. 23. O parque Siqueira Campos, ou Trianon, como é mais conhecido, é uma área de mata nativa, preservada desde os tempos da abertura da avenida em 1891. Sua criação já fora prevista desde o loteamento da região, por Joaquim Eugênio de Lima, atualmente homenageado como nome de uma das travessas da avenida. São duas quadras de matas e jardins, cortadas por alamedas. Está localizado em frente ao MASP.
  18. 24. O anoitecer na Paulista, tendo ao fundo o pico do Jaraguá
  19. 25. <ul><li>CRÉDITOS </li></ul><ul><li>- As fotos atuais são de nossa autoria. </li></ul><ul><li>Fotos antigas sem créditos: autores desconhecidos. </li></ul><ul><li>- Fotos aéreas: imagens da Internet </li></ul><ul><li>Pesquisas históricas: Internet e arquivos do autor - PPS: Idealizado e montado pelo fotógrafo Gilberto Calixto Rios </li></ul><ul><li>Fundo musical: “ Paulista” – interpretada por Vania Bastos </li></ul><ul><li>Contatos com o autor: [email_address] </li></ul><ul><li>© Gilberto Calixto Rios - SP - agosto 2010 </li></ul><ul><li>Mais fotografias de São Paulo, em nosso site: </li></ul><ul><li>http://imagensdesaopaulo.hd1.com.br </li></ul>Apresentações de São Paulo em Vídeo-CD* Já estão disponíveis para aquisição, as apresentações da coleção “São Paulo Minha Cidade”, em vídeo-cd. São 5 séries de trabalhos histórico-fotográficos, sempre acompanhados por música clássica: 1 – São Paulo em Duas Épocas I (uma interessante comparação fotográfica entre dois tempos: em 1862, e na época atual, mostrando as mudanças ocorridas na cidade, nesse quase século e meio) tempo de projeção: 17 min. 2 – São Paulo em Duas Épocas II (com fotos da cidade a partir de 1895) tempo de projeção: 18 min. 3 – São Paulo: O Centro e suas Antigas Igrejas (A história da cidade contada através da historia de suas antigas igrejas) tempo de projeção: 21 min. 4 – A Catedral de São Paulo (Uma visita, conhecendo a nossa catedral, por fora e por dentro) tempo de projeção: 20 min. 5 – O Centro Velho de São Paulo (Um passeio pelo centro velho da cidade, conhecendo suas ruas, praças, e os mais significativos edifícios) tempo de projeção: 24 min Mais informações: [email_address] * vídeo-CD (VCD) são gravações em CD que são reproduzidas em qualquer aparelho de DVD (DVD-Player)

×