Era uma vez a história de Pedro e Inês

1.476 visualizações

Publicada em

1º Prémio do Concurso Inês de Castro, 2º ciclo, ano lectivo 2010/2011

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
262
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Era uma vez a história de Pedro e Inês

  1. 1. ERA UMA VEZA história de Pedro e Inês
  2. 2. Por édito d’El Rei D.Afonso IV declaro abertaa Caça ao Tesouro do amorde Pedro e Inês.Descobre o tesouroescondido e aproveita amaravilhosa viagem virtualao Mosteiro de Alcobaça.
  3. 3. REGRAS DO JOGO Número de jogadores: 1 jogador. Modo de jogar: • Lê atentamente o texto que vai aparecendo; • Clica no “BOBO” que te dará a indicação das pistas a seguir; • Clica em VOLTAR e faz a tua opção. Não te esqueças que apenas a resposta correcta permite avançar no jogo; • De pista em pista descobrirás o “TESOURO” que te dará acesso ao prémio: uma visita virtual ao Mosteiro de Alcobaça; • Para jogar deves estar conectado à Internet; • Os livros sugeridos podem ser consultados na Biblioteca da Escola, na Classe 0, 8 e 9.
  4. 4. Episódio INo tempo em que governava el-Rei D. AfonsoIV, os casamentos eram todos combinadosentre as famílias mais nobres da Europa,assim, quando seu filho D. Pedro atingiu aidade de casar “arranjou-se” umapretendente. Dona Constança Dona Inês Dona Mafalda
  5. 5. Pista 1Para descobrires com quem casou D. Pedroconsulta esta página web:http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm#Introdução
  6. 6. Episódio IID. Constança, uma jovem nobre que pertenciaà família real castelhana, vinha acompanhadapor um grupo de aias que a apoiavam nas suastarefas diárias.Entretanto, D. Pedro perdeu-se de amorespor uma delas. Filipa Inês Amélia
  7. 7. Pista 2Descobre aqui a personagem:http://www.fundacaoinesdecastro.com/
  8. 8. Episódio IIIA paixão entre eles era tão forte que nãoconseguiram esconder o amor que sentiam umpelo outro, sendo este romance fonte decomentários na Corte. Também D. Constançase apercebeu deste romance e decidiu tratardo assunto de uma forma discreta,convidando D. Inês para madrinha do seuprimeiro filho.Mas, pressionada pelo rei D. Afonso IV Inêsregressa a Castela. Entretanto, D. Constançafica doente e pede o regresso de Inês aPortugal. Mais tarde D. Pedro ficaria viúvo.
  9. 9. É nesta altura que D. Pedro se junta à suaamada e viveram felizes durante anos. Jácom três filhos, decidiram mudar-se paraCoimbra. Quinta dos Amores Quinta das Lágrimas Casa do Cadaval
  10. 10. "As filhas do Mondego, a morte escura Longo tempo chorando memoraram Pista E por memória eterna em fonte pura 3 As Lágrimas choradas transformaram O nome lhe puseram que ainda dura Dos amores de Inês que ali passaram Vede que fresca fonte rega as flores Que as Lágrimas são água e o nome amores” “Os Lusíadas, canto III.
  11. 11. Episódio IVCom esta mudança as intrigas voltaram e osconselheiros convenceram o rei de que a únicaforma de afastar Inês era matá-la! Um dia,sabendo que o príncipe não iria estar, D. Afonso IVe três homens da Corte foram procurá-la. Elaestava à beira de uma fonte e quando os avistou,soube logo ao que vinham.Ela suplicou ao rei que lhe poupasse a vida, pois eraa mãe dos seus netos, que ainda eram muitopequenos. Eles, sem qualquer tipo de remorso,apunhalaram-na, deixando Inês morta junto àfonte. D. Afonso IV O Rei e os três homens Os três homens da Corte
  12. 12. Pista 4 Consulta a página 216 do livro:ALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventurana Quinta das Lágrimas, Vol 41. Caminho: Lisboa, p. 216.
  13. 13. Episódio VD. Pedro louco de dor e de raiva, jurouperseguir os assassinos de sua amada até quea sua morte fosse vingada! E assim fez,revoltou-se contra o seu pai, destruindomuitos castelos e povoações.Só mais tarde aceitou fazer as pazes com orei, mas os assassinos de Inês não foramesquecidos e, assim que subiu ao trono,mandou capturá-los e condenou-os à morte. O Cru O Lavrador O Formoso
  14. 14. Pista 5 Consulta a ligação:http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
  15. 15. Episódio VIDiz a lenda que ele obrigou o carrasco dosassassinos a retirar o coração de cada umdeles e que mandou retirar D. Inês do túmulo.Colocou-a no trono e ordenou que toda aCorte lhe beijasse a mão. Foi sepultada em Castela Foi para o céu Foi coroada rainha
  16. 16. Pista 6Consulta: CAMÕES, Luís Vaz de (2010) OsLusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras, estrofe 118.
  17. 17. Episódio VIIIsto seria a parte mais fantasiosa da história,mas de facto D. Pedro mandou construir doisbelos túmulos num Mosteiro, para que os doispudessem estar juntos para toda aeternidade. Quando tudo estava pronto eleorganizou um cortejo fúnebre digno de umaRainha de Portugal! Mosteiro da Batalha Mosteiro dos Jerónimos Mosteiro de Alcobaça
  18. 18. Pista7
  19. 19. PARABÉNS! Encontraste o tesouro! Clica na imagem ao lado e faz uma visita virtual ao Mosteiro de Alcobaça. Assim termina o romance de Inês e Pedro, pois aqui se encontram os seus túmulos. FONTES BIBLIOGRÁFICASAUTORES
  20. 20. FONTES BIBLIOGRÁFICASALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventura na Quinta das Lágrimas, Vol 41.Caminho: Lisboa.CAMÕES, Luís Vaz de (2010) Os Lusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras.SILVA, Ângelo (2009) A História de Inês de Castro. Letras & Coisas: Leça da Palmeira.MATOSO, José [et al] (1995) Tempos de Revolução: História de Portugal, Vol III. Lisboa: Caminho.A história de amor de D. Pedro e D. Inês [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011 ]Disponível em WWW: http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm#IntroduçãoFundação Inês de Castro [Em linha] [Consultado em 22 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW:http://www.fundacaoinesdecastro.com/Mosteiro de Alcobaça [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW:http://3d.culturaonline.pt/Content/Common/VirtualTour/Index.Wikipédia: Pedro I de Portugal [Em linha] [Consultado em 1 de Março de 2011] Disponível emWWW: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
  21. 21. TRABALHO REALIZADO POR: Rafael Rodrigues Ferreira, nº 18, 5º D Diogo Martins Leite, nº 12, 5º D Joana Catarina Almeida, nº 13, 5º D VOLTAR
  22. 22. L A M E N T O M A S F I Z E S T E A E S C O L H A E R R A DA . T E N T A N O VA M E N T E C L I C A N D O N A I M A G E M

×