Imigracão Transnational: Um Novo Modêlo de (Re)Integração

202 visualizações

Publicada em

Apresentação para o SEBRAE quando do lançamento do livro do projeto Remessas - Belo Horizonte, Julho 2015.

Publicada em: Governo e ONGs
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Imigracão Transnational: Um Novo Modêlo de (Re)Integração

  1. 1. Imigração Transnacional - Um Novo Modêlo de (Re)Integração - SEBRAE – MG Alvaro Lima, Director of Research Boston Redevelopment Research Belo Horizonte - Julho 2015
  2. 2. AGENDA: I. O Estudo da Migração – Breve Background II. O que é o Transnacionalismo III. “Drivers” do Transnacionalismo IV. Medindo o Transnacionalismo V. O Empreendedorismo Trasnacional VI. Plataformas Transnacionais
  3. 3.  Foco na origem e impacto dos fluxos trans-fronteiriços entendidos como movimento de sentido único  Políticas migratórias focam quase exclusivamente nos procedimentos e proibições que regem admissões (quem? quantos? e que tipo de imigrantes devem ser admitidos) O Estudo da Migração – Breve Background PAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO FLUXO MIGRATÓRIO Quem? Quantos? Que Tipo?
  4. 4.  Existe uma “crença” que os fluxos migratórios são causados pela pobreza, estagnação econômica, superpopulação nos países de origem alheios as políticas externas e as condições econômicas internacionais  Superpopulação, pobreza e estagnação econômica criam pressões para a migração, mas existem relações estruturais sistemáticas entre fatores econômicos e geo-políticos e os fluxos migratórios pobreza estagnação Superpopulação etc… PAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO FLUXO MIGRATÓRIO
  5. 5. País População Total (milhões) População Imigrante dos Países em Desenvolvimento (milhões) % do Total da População Cinco Principais Países de Origem (% do total da população imigrante) Cinco Principais Países de Origem United States Spain France UK Netherlands Portugal Japan 281.4 40.8 58.5 58.8 16.0 10.4 127 28.4 1.5 3.7 3.0 1.2 0.5 1.2 10.1 3.7 6.4 5.1 7.6 4.5 1.0 45.2 44.2 20.4 30.1 48.6 62.8 69.6 Mexico, Philippines, Puerto Rico, India, China Morocco, Ecuador, Colombia, Argentina, Venezuela Algeria, Morocco, Tunisia, Turkey, Vietnam India, Pakistan, Bangladesh, Jamaica, South Africa Suriname, Turkey, Indonesia, Morocco, Netherlands Antilles Angola, Mozambique, Brazil, Cape Verde, Venezuela North Korea, South Korea, China, Brazil, Philippines População Imigrante dos Países em Desenvolvimento nos Países da OECD Fonte: Let Their People Come, Lant Pritchett, 2006
  6. 6.  As políticas de integração dos imigrantes (educação, formação profissional, aprendizado da língua, saúde, empreendedorismo, cidadania, etc…) são raras, ad hoc, sub-financiadas e dominadas pela ideologia de assimilação PAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO FLUXO MIGRATÓRIO Mercado de Trabalho aprendizado da língua moradia educação etc… empreendedorismo
  7. 7.  As políticas de re-integração para os retornados são in geral inexistentes fazendo o processo de re-assentamento difícil realimentando a emigração: PAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO FLUXO MIGRATÓRIO FLUXO DE RETÔRNO Mercado de Trabalho moradia educação etc… empreendedorismo
  8. 8. O Que é o “Transnacionalismo”? Engajamento regular, frequente em atividades econômicas, políticas, e sócio- culturais nos dois países: PAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO
  9. 9. “Drivers” do Transnacionalismo  O desenvolvimento dos meios de transporte e comunicacão mudou as relações entre as pessoas e os lugares (custos)  As migrações internacionais se transformaram em elemento crucial do futuro demográfico de vários países desenvolvidos  As transformações políticas internacionais e os novos regimes legais internacionais enfraqueceram os estados enquanto as únicas fontes legítimas de direitos (direitos dos cidadãos direitos humanos)  Fomentada pelo consumo global, a produção global, e a imigração, a hibridização cultural esta substituindo o nacionalismo folclórico como essência das culturas nacionais
  10. 10. Medindo o Transnacionalismo Os “Seis Ts” do Transnacionalismo Source: Transnational Engagement, Remittances and their Relationship to Development in Latin America and the Caribbean, Institute for the Study of International Migration, Georgetown University, Manuel Orozco, Principal Investigator, 2003.
  11. 11. $875 $398 $331 $218 $- $100 $200 $300 $400 $500 $600 $700 $800 $900 Brazil Ecuador México Guatemala Guyana Dominican R. Colombia Nicaragua El Salvador Honduras Cuba Remessas Mensais por Nacionalidade $278 $274 $192 $188 $185 $177 $113 ACIMA DO A MÉDIA ABAIXO DA MÉDIA MÉDIA = $294 45.4% 20.5% 17.8% 5.1% 4.9% 3.7% 1.6% 0.8% 0.2% 0.0% 5.0% 10.0% 15.0% 20.0% 25.0% 30.0% 35.0% 40.0% 45.0% 50.0% Comida & Temperos Videos, DVDs, CDs Roupas Jornais & Revistas Livros Bebidas Cigarros Artesanato Outros Compra de “Nostalgic Products” entre os Brasileiros 37.6% 28.9% 26.0% 5.5% 1.6% 0.3% 0.0% 5.0% 10.0% 15.0% 20.0% 25.0% 30.0% 35.0% 40.0% Não tem/ NR Conta Corrent Conta Poupança Cartão Crédito Conta de Investimento Poupança Moeda Estrangeira Contas Bancárias no Brasil MEDINDO O TRANSNACIONALISMO
  12. 12. 46.6% 36.80% 27.0% 22.7% 20.0% 15.3% 14.0% 10.3% 9.1% 5.7% 3.7% 0.0% 5.0% 10.0% 15.0% 20.0% 25.0% 30.0% 35.0% 40.0% 45.0% 50.0% Guyana Brazil Ecuador Honduras Colombia Nicaragua Dominican R. México Cuba El Salvador Guatemala Ajuda Além das Remessas MÉDIA = 19.2% ACIMA DA MÉDIA BELOW AVERAGE 12 26.3% 12.4% 10.0% 6.7% 5.0% 4.0% 3.5% 3.3% 2.8% 2.4% 0.0% 0.0% 5.0% 10.0% 15.0% 20.0% 25.0% 30.0% Guyana Brazil Ecuador Honduras Colom bia Nicaragua Mexico Dom inican R. Guatem ala El Salvador Cuba Apoio Financeiro as Associações Locais (Hometown Associations) MÉDIA = 6.7% ACIMA DA MÉDIA BELOW AVERAGE MEDINDO O TRANSNACIONALISMO
  13. 13. VocV MEDINDO O TRANSNACIONALISMO Voce vota nas eleições no Brasil? Voce assiste TV ou escuta programas de rádio produzidos noBrasil? Não Sim Não Sim Uso da Internet por Nacionalidade
  14. 14.  Empresários transnacionais estão numa posição econômica melhor do que seus conterrâneos assalariados ou empresários servindo exclusivamente o mercado étnico: Fonte: The Comparative Immigrant Entrepreneurship Project (CIEP); Center for Migration and Development (CMD); Princeton University. Atividades Ligando Imigrantes aos Seus Países por Tipo de Adaptaçãao Econômica Atividade Empregado Assalariado % Empresário Servindo Mercado Étnico % Empresário Transnacional % Importa Mercadoria 8.2 9.9 31.9 Exporta Mercadorias 6.5 8.9 18.1 Investe em Empresas no País de Origem 5.9 11.7 26.4 Investe e no Mercado Imobiliário no País de Origem 20.7 28.2 41.9 Emprega Pelo Menos Uma Pessoa no País de Origem 0 30.8 42.2 Frequencia de Viagens no Exterior: - Pelo Menos Duas Vezes por Ano 7.1 17.3 28.4 - Seis Vezes ou Mais por Ano 0.9 6.1 14.6 Fonte: CIEP, 1998 Empresários Servindo Mercado Étnico (% ) Empresários Transnacionais (% ) Setor da Empresa Construção Manufatura Comércio Varejista Crédito, Finanças, Mercado Imobiliário Serviços Pessoais Telecomunicacões Serviços Empresariais Serviços de Saúde Serviços Legasis & Contabilidade O Empreendedorismo Transnacional
  15. 15.  O impact econômico dos empresários transnacionais é inquestionável:  Capitalização atual das empresas “venture-backed,” de capital aberto nos Estados Unidos fundada por imigrantes é superior a US $ 500 bilhões  Cerca de 50% dos empresários indianos e chineses no Vale do Silício “montaram subsidiárias, joint ventures, ou subcontratantes nos seus países de origem” (Saxenian, Mtoyama, & Quan, 2002:37)  Por exemplo, 39% das 289 empresas localizadas no parque industrial-científico de Hsinchu perto de Taipei foram fundadas por taiwaneses educados nos Estados Unidos.  Setenta destas empresas mantem escritórios no Vale do Silício para obter trabalhadores, tecnologia, capital, e oportunidades de negócios  A diaspora indiana está atrás da maioria dos investimentos nos centros tecnológicos de Bangalore and Hyderabad  Empresas fundadas por imigrantes, com “venture capital” empregam cerca de 220,000 pessoas nos Estados Unidos e mais de 400,000 no mundo
  16. 16.  Pesquisas preliminares sugerem que existem cerca de 4 tipos distintos de empresas transnacionais criadas por imigrantes (Landolt et. al. 1999):  Empresas de Circuito (Circuit firms) – envolve empresas ligadas a transferência de mercadorias e remessas financeiras entre países variando desde os “sacoleiros” ou “doleiros” até grandes empresas  Empresas Culturais (Cultural enterprises) – dependem dos seus contatos diários com o país de origem e dependem da vontade dos imigrantes de adquirir e consumir bens culturais de seus países, tais como shows, CDs , jornais, vídeos , etc…  Empresas Etnicas (Ethnic Enterprises) – pequenas empresas na área de varejo e serviços atendendo a comunidades imigrantes que dependem de uma oferta constante de produtos importados  Empresa de Imigrantes Retornados (Return migrant enterprises) – empresas estabelecidas por imigrantes retornados que dependem dos seus contatos ou experiência adquirida nos países de anterior destino
  17. 17. Algumas Implicações: O empreendedorismo transnacional é uma forma promissora de integração e re- integração dos imigrantes A integração transnacional e o empreendedorismo transnacional apresentam novas oportunidades para empresários privados, empresários sociais e governos
  18. 18. Plataformas Transnacionais: Plataformas Transnacionais Plataformas TransnacionaisPAÍSES DE ORIGEM PAÍSES DE DESTINO
  19. 19. Digaai – Conectando Brasileiros Mundo Afora:
  20. 20. Datahub:
  21. 21. Dataverse:
  22. 22. Infográficos:
  23. 23. Apresentações:
  24. 24. Wiki:
  25. 25. Blogs:
  26. 26. Conte Sua História:

×