Vaivéns espaciais

3.327 visualizações

Publicada em

2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vaivéns espaciais

  1. 1. Este trabalho foi realizado por:<br />André Monteiro nº1<br />Gonçalo Matos nº10<br />Disciplina de Ciências Naturais<br />Escola EB2/3 Teixeira Lopes <br />VAIVÉNS ESPACIAIS <br />
  2. 2. OBJECTIVOS<br />VAIVÉM ESPACIAL<br />LEVANTAR VOO<br />ENTRAR EM ÓRBITA<br />INCÊNDIO<br />CONTROLO DA MISSÃO<br />CONCLUSÃO<br />BIBLIOGRAFIA<br />
  3. 3. VAIVÉM ESPACIAL<br />O Vaivém é um aparelho de engenharia espantoso. É o único veículo espacial que consegue voar até ao espaço e sobreviver ao regresso à Terra, para depois voar de novo. À parte reutilizável do vaivém chama-se orbitador.<br />Quando o orbitador é unido ao reservatório de combustível cor-de-laranja e aos dois foguetões impulsores, o vaivém todo pesa cerca de 2.000 toneladas. É necessário utilizar o maior veículo terrestre do mundo para o transportar para o local de lançamento no Cabo Canaveral, na Florida.<br />Uma missão do vaivém dura, em média, cerca de 10 dias. Durante este tempo, o orbitador circula à volta da Terra cerca de 160 vezes.<br /> <br />
  4. 4. LEVANTAR VOO<br />Um rasto de chamas solta-se dos foguetões impulsores à medida que o vaivém abandona a torre. Tal como um enorme fogo-de-artifício, uma vez ligado, não pode ser desligado até ficar sem combustível. Os três motores principais utilizam o combustível líquido do reservatório cor-de-laranja gigante. Durante a corrida de oito minutos, bebem 700 toneladas de combustível e produzem energia suficiente para iluminar o estado de Nova Iorque.<br />
  5. 5. ENTRAR EM ÓRBITA<br />O vaivém demora apenas oito minutos e meio a chegar ao espaço. À medida que acelera em direcção à órbita, a tripulação sente-se três vezes mais pesada do que o normal. Quando os impulsores e o tanque do combustível se separam, são os próprios motores do orbitador que o põem em órbita. Quando o orbitador atinge uma altitude de cerca de 320 km, está a viajar a 28 000 km/h.<br /> <br />
  6. 6. INCÊNDIO <br />O reservatório de combustível principal, que tem a altura de um prédio de 15 andares, é a maior secção do vaivém. Antes de o vaivém atingir a órbita, este tanque de combustível, já vazio, é solto e incendeia-se durante a reentrada na atmosfera. Os sólidos impulsores também caem pouco depois do lançamento. Caem de pára-quedas no oceano e são recuperados para serem utilizados noutra missão. <br />
  7. 7. CONTROLO DA MISSÃO<br />Assim que o vaivém levanta voo de Cabo Canaveral, o Centro de Controlo da Missão em Houston, Texas, assume o comando. Durante as missões, o centro de controlo opera 24 horas por dia. Os controladores de voo trabalham em três turnos. Cerca de 20 controladores de voo em cada equipa estudam cuidadosamente as informações do vaivém nos visores dos seus computadores. Um grande mapa-múndi mostra a localização do vaivém, enquanto que um ecrã de vídeo próximo mostra emissões de TV ao vivo. <br />
  8. 8. CONCLUSÃO<br />Nós queríamos que a nossa turma soubesse mais sobre os vaivéns espaciais, por isso fizemos este trabalho que esperamos tenham gostado. <br />
  9. 9. BIBLIOGRAFIA<br />Guia do Espaço escrita por Peter Bond da editora “Civilização”<br />http://www.google.pt/images?rlz=1T4GGLL_pt-PTPT369PT369&hl=pt-pt&source=imghp&biw=1276&bih=576&q=vaivens+espaciais&gbv=2&aq=f&aqi=&aql=&oq=&gs_rfai=<br />
  10. 10. PALMAS!!!<br />FIM!!!<br />

×