Satélites, completo.

3.476 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Satélites, completo.

  1. 1. Satélites Trabalho realizado por: Nádia Castro nº18 Mariana Moreira nº16 Turma: 7º1 Escola: EB 2/3 Teixeira Lopes Disciplina: Ciências Naturais
  2. 2. Índice 1. Objectivo do trabalho 2. Os satélites 3. Conclusão 4. Bibliografia 5. Auto-avaliação
  3. 3. Objectivos do trabalho <ul><li>Com este trabalho pretendemos ficar a saber um pouco mais sobre este tema. Muitas das coisas que hoje sabemos sobre o nosso Universo, que ainda é muito pouco, são graças aos satélites espaciais. Então, esperemos que gostem… </li></ul>
  4. 4. Os satélites Os satélites são veículos colocados em órbita, à volta da Terra ou de outros corpos celestes, que permitem, a investigação de inúmeros fenómenos no âmbito da ciência, das telecomunicações, da meteorologia, da luta contra a poluição, da navegação e do estudo dos recursos terrestres e marinhos.
  5. 5. Os satélites (continuação) O satélite é um instrumento da era moderna que nos permitiu e continua a permitir obter diversos serviços a nível mundial. Encurta distâncias entre os vários pontos do globo. É um auxiliar de investigação nas mais diversas áreas. Permite difusão de imagens, som e dados. É o nosso auxiliar para a navegação via GPS tão em moda nestes dias.
  6. 6. Os satélites (continuação) <ul><li>Os satélites giram à volta da Terra em duas grandes formas: em órbita elíptica ou em órbita circular (geoestacionária ou não geoestacionária). A maioria dos satélites comerciais para difusão de dados, imagem e som têm órbita geoestacionária. </li></ul>imagesCAUK1UEW.jpg
  7. 7. <ul><li>Os satélites mantêm-se na órbita geoestacionária quando estão numa posição a 35870 km acima do Equador na qual giram à volta da Terra à mesma velocidade do movimento de rotação do planeta, daí que sejam visíveis na sua zona de cobertura ou de alcance (footprint), definida pelo operador, durante as 24 horas do dia. </li></ul>
  8. 8. Conclusão <ul><li>Com este trabalho, ficamos a conhecer alguns dos satélites espaciais, as suas funções, o seu posicionamento no espaço e a sua importância. Através deles beneficiamos de ajuda para comunicar e obter informação. </li></ul><ul><li>Ficamos a saber também, como é bom trabalhar em equipa. </li></ul><ul><li> </li></ul>
  9. 9. Bibliografia <ul><li>Imagens do Google </li></ul><ul><li>Livro: Descobrir a Terra 7 </li></ul><ul><li>Livro: Terra no espaço </li></ul><ul><li>www.karl.benz.nom.br </li></ul><ul><li>www.wikipedia.org / wiki / Categoria:Satélites.pt </li></ul>
  10. 10. Auto-avaliação <ul><li>Este trabalho foi feito em equipa e tentamos seguir ao máximo as instruções que a professora nos deu. </li></ul><ul><li>Ainda temos muito para aprender no âmbito deste tema, mas o saber não ocupa lugar. </li></ul><ul><li>O Universo nunca deixará de ser algo que nos fascina e ficamos contentes por sabermos um pouco mais sobre os instrumentos que tornaram possível descobrir tudo o aquilo que já sabemos. </li></ul>

×