SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
FUTSAL
HISTÓRIA O FUTSAL, antigamente denominado futebol de salão, é derivado do futebol de campo, numa adaptação feita para um campo menor – a quadra
O FUTSAL surgiu por volta de 1932, provavelmente em Montevidéu no Uruguai segundo alguns autores Era administrado pela FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão. Havia uma divergência entre a FIFUSA e a FIFA. Por algum tempo cada país tinha suas regras próprias
É um desporto relativamente jovem e em pouco tempo passou a ser um dos mais praticados pelos brasileiros.
Possui regras fáceis; Pode ser praticado na rua, em campos improvisados etc.; Não exige equipamentos sofisticados.
PRATICADO DE FORMA BEM ORIENTADA, ESTE DESPORTO DESENVOLVE:
COORDENAÇÃO AGILIDADE VELOCIDADE
FORÇA RESISTÊNCIA
HABILIDADES TÉCNICAS DO FUTSAL FUNDAMENTOS
PASSE RECEPÇÃO DRIBLE
CHUTE A GOL FINTA
REGRAS OFICIAIS DO FUTSAL
O FUTSAL POSSUI 18 REGRAS OFICIAIS, A SEGUIR VAMOS ESTUDÁ--LAS RESUMIDAMENTE
REGRA 1 – A QUADRA –  Comprimento máximo 42m Comprimento mínimo 34m Largura máxima 25m Largura mínima 17m
REGRA 2 – A BOLA  Deve ter uma circunferência que varia de 62 a 64cm e pesar  entre 400 e 440g nas categorias maiores e nas infantis  entre 55 e 59cm e peso de 350 a 380g
REGRA 3 – Nº e Subst. de Atletas Cada equipe é composta por 5 titulares e 7 reservas que podem entrar e sair a qualquer momento sem a necessidade de paralisar a partida.
REGRA 4 – Equipamentos dos Atletas Camisa de manga curta ou comprida, calção, meias de cano longo, caneleiras e tênis. É proibido o uso de qualquer objeto que possa ferir o atleta.
REGRAS 5, 6 e 7 – Equipe de Arbitragem É formada por um árbitro principal, um árbitro auxiliar com os mesmos poderes, um cronometrista e um anotador
REGRA 8 – Duração da Partida 40 min divididos e 2 tempos de 20 para as categorias juvenil e principal e 30 min divididos em 2 tempos de 15 para as categorias feminino e infantil
REGRA 9 – Bola de Saída Deve ser movimentada em direção ao lado contrário É executado no início do jogo, após um gol e após o intervalo entre o 1º e o 2º tempo de jogo. Um gol pode ser marcado diretamente
REGRA 10 –Bola em Jogo e Fora de jogo A bola estará fora de jogo quando: a)Atravessar as linhas laterais quer pelo solo quer pelo ar; b) A partida for interrompida pelo árbitro; c) A bola bater no teto ou em outro local que não faça parte dos limites da quadra. A bola estará em jogo em todas as outras ocasiões.
REGRA 11 – Contagem de Tentos Um gol somente será válido quando a bola ultrapassar totalmente a linha de fundo entre as duas balizas.
REGRA 12 – FALTAS E  INCORREÇÕES  FALTAS punidas com tiro livre indireto Faltas  punidas com tiro livre direto FALTAS DISCIPLINARES
REGRA 13 – TIROS LIVRES TIRO LIVRE DIRETO –  Pode-se marcar um gol diretamente. TIRO LIVRE INDIRETO – tem que ser cobrada em dois lances
REGRA 14 – FALTAS ACUMULATIVAS São todas as faltas punidas com tiro livre direto cometidas por uma equipe. As faltas punidas com tiro livre indireto não são mais anotadas na súmula desde 2007.
REGRA 15 – PENALIDADE MÁXIMA = Falta punida com tiro livre direto dentro da área.
REGRA 16 – Arremesso Lateral – A bola deve estar imóvel sobre a linha e o pé do cobrador pode pisar em parte a mesma .  REGRA 17 – Arremesso de Meta – Executado exclusivamente pelo goleiro dentro de sua área quando a bola sai pela linha de fundo REGRA 18 -  Arremesso de Canto – Executado quando a bola sair pela linha de fundo depois de tocar por último um jogador da equipe que defende

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Futsal 2
Futsal 2Futsal 2
Futsal 2
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Resumo das regras de andebol
Resumo das regras de andebolResumo das regras de andebol
Resumo das regras de andebol
 
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebolReflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
Reflexões pedagógicas sobre as regras do basquetebol
 
Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2
 
Andebol regrasdejogo1
Andebol regrasdejogo1Andebol regrasdejogo1
Andebol regrasdejogo1
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Apresentação andebol
Apresentação andebol Apresentação andebol
Apresentação andebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Dimensões dos campos de várias modalidades de futebol
Dimensões dos campos de várias modalidades de futebolDimensões dos campos de várias modalidades de futebol
Dimensões dos campos de várias modalidades de futebol
 
Regras do Andebol
Regras do AndebolRegras do Andebol
Regras do Andebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Regras básicas do futsal
Regras básicas do futsalRegras básicas do futsal
Regras básicas do futsal
 
andebol
andebolandebol
andebol
 
O andebol
O andebolO andebol
O andebol
 
Regras de queimada
Regras de queimadaRegras de queimada
Regras de queimada
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 

Destaque

Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Ivo Volmir Ribas
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
NetKids
 
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsalSorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
Pelo Siro
 
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao FutsalO Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
Cristiano Xavier
 
Trabalho de Futsal
Trabalho de FutsalTrabalho de Futsal
Trabalho de Futsal
Ana Carolina
 

Destaque (20)

Futsal.
Futsal.Futsal.
Futsal.
 
História do Futsal
História do FutsalHistória do Futsal
História do Futsal
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
 
Futsal exercicios treinamento
Futsal   exercicios treinamentoFutsal   exercicios treinamento
Futsal exercicios treinamento
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Regras De Futsal 2008
Regras De Futsal 2008Regras De Futsal 2008
Regras De Futsal 2008
 
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsalSorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
Sorteio provas da afe 2013 14 - futebol formação-futsal
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao FutsalO Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
O Papel do Profissional de Educação Física na iniciação ao Futsal
 
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
 
Trabalho de Futsal
Trabalho de FutsalTrabalho de Futsal
Trabalho de Futsal
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Andre silva
Andre silvaAndre silva
Andre silva
 
Futsal curso
Futsal   cursoFutsal   curso
Futsal curso
 
Trabalho Futebol FáBio E Cheila
Trabalho Futebol FáBio E CheilaTrabalho Futebol FáBio E Cheila
Trabalho Futebol FáBio E Cheila
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 

Semelhante a Futsal 2008

Ap sessão 1 25 abr2013
Ap sessão 1 25 abr2013Ap sessão 1 25 abr2013
Ap sessão 1 25 abr2013
Ricardo Xavier
 
Trabalho módulo 2 basquetebol - daniela dantas
Trabalho módulo 2   basquetebol - daniela dantasTrabalho módulo 2   basquetebol - daniela dantas
Trabalho módulo 2 basquetebol - daniela dantas
Vera Filipa Silva
 

Semelhante a Futsal 2008 (20)

futsal introdução
futsal introduçãofutsal introdução
futsal introdução
 
futsal introdução
futsal introduçãofutsal introdução
futsal introdução
 
Regulamento futsal 2011 2012
Regulamento futsal 2011 2012Regulamento futsal 2011 2012
Regulamento futsal 2011 2012
 
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto heppFutsal apostila escola amelia poletto hepp
Futsal apostila escola amelia poletto hepp
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Slide futsal
Slide futsalSlide futsal
Slide futsal
 
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptxTrabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
 
Ap sessão 1 25 abr2013
Ap sessão 1 25 abr2013Ap sessão 1 25 abr2013
Ap sessão 1 25 abr2013
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
 
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Trabalho módulo 2 basquetebol - daniela dantas
Trabalho módulo 2   basquetebol - daniela dantasTrabalho módulo 2   basquetebol - daniela dantas
Trabalho módulo 2 basquetebol - daniela dantas
 
Word 9 d_11
Word 9 d_11Word 9 d_11
Word 9 d_11
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 

Mais de aluisiobraga (20)

Primeiros socorros 2015
Primeiros socorros  2015Primeiros socorros  2015
Primeiros socorros 2015
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Doping no Esporte
Doping no EsporteDoping no Esporte
Doping no Esporte
 
Educação postural 2015
Educação postural 2015Educação postural 2015
Educação postural 2015
 
Exercício e saúde
Exercício e saúdeExercício e saúde
Exercício e saúde
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 
Identidades juvenis
Identidades juvenisIdentidades juvenis
Identidades juvenis
 
O corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e culturalO corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e cultural
 
Contfin2013
Contfin2013Contfin2013
Contfin2013
 
Fisiologia do exercício 1º ano
Fisiologia do exercício 1º anoFisiologia do exercício 1º ano
Fisiologia do exercício 1º ano
 
Primeiros socorros 1ºs anos
Primeiros socorros 1ºs anosPrimeiros socorros 1ºs anos
Primeiros socorros 1ºs anos
 
Esteróides anabolizantes 1ºs anos
Esteróides anabolizantes 1ºs anosEsteróides anabolizantes 1ºs anos
Esteróides anabolizantes 1ºs anos
 
Educação postural 2009
Educação postural 2009Educação postural 2009
Educação postural 2009
 
Atletismo multi cópia
Atletismo multi   cópiaAtletismo multi   cópia
Atletismo multi cópia
 
Higiene e saúde cópia
Higiene e saúde   cópiaHigiene e saúde   cópia
Higiene e saúde cópia
 
Alimentação para uma vida saudável cópia
Alimentação para uma vida saudável   cópiaAlimentação para uma vida saudável   cópia
Alimentação para uma vida saudável cópia
 
Obesidade
Obesidade Obesidade
Obesidade
 
Doping no esporte 8ª série
Doping no esporte   8ª sérieDoping no esporte   8ª série
Doping no esporte 8ª série
 
Suplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª sérieSuplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª série
 
Iniciação ao voleibol 2008
Iniciação ao voleibol   2008Iniciação ao voleibol   2008
Iniciação ao voleibol 2008
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 

Futsal 2008

  • 2. HISTÓRIA O FUTSAL, antigamente denominado futebol de salão, é derivado do futebol de campo, numa adaptação feita para um campo menor – a quadra
  • 3. O FUTSAL surgiu por volta de 1932, provavelmente em Montevidéu no Uruguai segundo alguns autores Era administrado pela FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão. Havia uma divergência entre a FIFUSA e a FIFA. Por algum tempo cada país tinha suas regras próprias
  • 4. É um desporto relativamente jovem e em pouco tempo passou a ser um dos mais praticados pelos brasileiros.
  • 5. Possui regras fáceis; Pode ser praticado na rua, em campos improvisados etc.; Não exige equipamentos sofisticados.
  • 6. PRATICADO DE FORMA BEM ORIENTADA, ESTE DESPORTO DESENVOLVE:
  • 9. HABILIDADES TÉCNICAS DO FUTSAL FUNDAMENTOS
  • 11. CHUTE A GOL FINTA
  • 13. O FUTSAL POSSUI 18 REGRAS OFICIAIS, A SEGUIR VAMOS ESTUDÁ--LAS RESUMIDAMENTE
  • 14. REGRA 1 – A QUADRA – Comprimento máximo 42m Comprimento mínimo 34m Largura máxima 25m Largura mínima 17m
  • 15. REGRA 2 – A BOLA Deve ter uma circunferência que varia de 62 a 64cm e pesar entre 400 e 440g nas categorias maiores e nas infantis entre 55 e 59cm e peso de 350 a 380g
  • 16. REGRA 3 – Nº e Subst. de Atletas Cada equipe é composta por 5 titulares e 7 reservas que podem entrar e sair a qualquer momento sem a necessidade de paralisar a partida.
  • 17. REGRA 4 – Equipamentos dos Atletas Camisa de manga curta ou comprida, calção, meias de cano longo, caneleiras e tênis. É proibido o uso de qualquer objeto que possa ferir o atleta.
  • 18. REGRAS 5, 6 e 7 – Equipe de Arbitragem É formada por um árbitro principal, um árbitro auxiliar com os mesmos poderes, um cronometrista e um anotador
  • 19. REGRA 8 – Duração da Partida 40 min divididos e 2 tempos de 20 para as categorias juvenil e principal e 30 min divididos em 2 tempos de 15 para as categorias feminino e infantil
  • 20. REGRA 9 – Bola de Saída Deve ser movimentada em direção ao lado contrário É executado no início do jogo, após um gol e após o intervalo entre o 1º e o 2º tempo de jogo. Um gol pode ser marcado diretamente
  • 21. REGRA 10 –Bola em Jogo e Fora de jogo A bola estará fora de jogo quando: a)Atravessar as linhas laterais quer pelo solo quer pelo ar; b) A partida for interrompida pelo árbitro; c) A bola bater no teto ou em outro local que não faça parte dos limites da quadra. A bola estará em jogo em todas as outras ocasiões.
  • 22. REGRA 11 – Contagem de Tentos Um gol somente será válido quando a bola ultrapassar totalmente a linha de fundo entre as duas balizas.
  • 23. REGRA 12 – FALTAS E INCORREÇÕES FALTAS punidas com tiro livre indireto Faltas punidas com tiro livre direto FALTAS DISCIPLINARES
  • 24. REGRA 13 – TIROS LIVRES TIRO LIVRE DIRETO – Pode-se marcar um gol diretamente. TIRO LIVRE INDIRETO – tem que ser cobrada em dois lances
  • 25. REGRA 14 – FALTAS ACUMULATIVAS São todas as faltas punidas com tiro livre direto cometidas por uma equipe. As faltas punidas com tiro livre indireto não são mais anotadas na súmula desde 2007.
  • 26. REGRA 15 – PENALIDADE MÁXIMA = Falta punida com tiro livre direto dentro da área.
  • 27. REGRA 16 – Arremesso Lateral – A bola deve estar imóvel sobre a linha e o pé do cobrador pode pisar em parte a mesma . REGRA 17 – Arremesso de Meta – Executado exclusivamente pelo goleiro dentro de sua área quando a bola sai pela linha de fundo REGRA 18 - Arremesso de Canto – Executado quando a bola sair pela linha de fundo depois de tocar por último um jogador da equipe que defende