Nuno Manuel
O Processo Flexográfico
Escola Profissional Val do Rio
Curso Técnico de Artes Gráficas
Curso Técnico de Indúst...
2
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
O que é?
– Trata-se de um processo de impressão directa, rotativo que emprega
pranch...
3
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
O que é?
4
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Enquadramento histórico
• O processo de impressão conhecido como
Anilina, começou na...
5
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto à matriz:
– Geometricamente
cilíndrica
– Borrac...
6
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto à tinta:
– Líquida
– Tintas à base de água meno...
7
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao suporte
– Lisos ou rugosos
– Finos ou grosso...
8
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao suporte
– Macios ou àsperos
– Impermeáveis o...
9
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao suporte (ex.:)
– Alumínio
• folha e chapa
– ...
10
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao sistema de
impressão
– Directo (tipo carimb...
11
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao sistema de impressão
– Possibilidade de aco...
12
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao sistema de
impressão
– Máquinas pequenas
– ...
13
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto ao sistema de impressão
– Equipamentos entre 0...
14
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características do Processo
• Quanto à viabilidade
comercial
– Mais económico que a...
15
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Mercados alvo
• Embalagem
– Rígidas
ex.: latas, cartão canelado
– Semi-rígida
ex.: ...
16
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Mercados alvo
• Diversos
– Papel de presente,
sacos, etiquetas
adesivas, impressos ...
17
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Características da matriz
• O suporte da
matriz e um
cilíndro oco com
um revestimen...
18
Processo de Flexografia
Nuno Manuel
Execução da matriz fotopolímera
• 4 Fases
– Exposição: exposição UV do fotolito sob...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nm flexografia

616 visualizações

Publicada em

Graphics; Gráfica

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
616
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nm flexografia

  1. 1. Nuno Manuel O Processo Flexográfico Escola Profissional Val do Rio Curso Técnico de Artes Gráficas Curso Técnico de Indústrias Gráficas
  2. 2. 2 Processo de Flexografia Nuno Manuel O que é? – Trata-se de um processo de impressão directa, rotativo que emprega pranchas ou fôrmas de borracha ou polímero (clichês) em alto relêvo e tintas líquidas de secagem rápida que aderem à grande maioria dos suportes.
  3. 3. 3 Processo de Flexografia Nuno Manuel O que é?
  4. 4. 4 Processo de Flexografia Nuno Manuel Enquadramento histórico • O processo de impressão conhecido como Anilina, começou na Alemanha e é anterior a 1920. Em 1951, foi adoptado o nome de Flexografia nos E.U.A. por uma questão de marketing
  5. 5. 5 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto à matriz: – Geometricamente cilíndrica – Borracha ou polímero em alto relevo (tipo carimbo) – Possibilidade de imagens contínuas
  6. 6. 6 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto à tinta: – Líquida – Tintas à base de água menos poluentes e tóxicas ou à base de solventes – Secagem por evaporação dos solventes – Secagem logo após a impressão
  7. 7. 7 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao suporte – Lisos ou rugosos – Finos ou grossos – Rígidos ou flexíveis
  8. 8. 8 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao suporte – Macios ou àsperos – Impermeáveis ou porosos
  9. 9. 9 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao suporte (ex.:) – Alumínio • folha e chapa – Todos os plásticos • PP, PE, PET, PVC – Celulósicos • Cartões canelados e cartolinas e papéis
  10. 10. 10 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao sistema de impressão – Directo (tipo carimbo) – Possibilidade de frente e verso – Imprime todas as cores (1 a 14 corpos) numa única entrada de máquina
  11. 11. 11 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao sistema de impressão – Possibilidade de acoplar corte e vinco, laminação, estampagem quente ao sistema de saída – Alta velocidade - 400m/minuto – Registo preciso
  12. 12. 12 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao sistema de impressão – Máquinas pequenas – Impressão em continuo – Matriz resiste a mais de 1.200.000 cópias
  13. 13. 13 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto ao sistema de impressão – Equipamentos entre 0,20m e 2,40m de boca – Alimentação em folhas, bobinas, esteiras para fixação de suportes especiais – Recepção em folhas, bobinas
  14. 14. 14 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características do Processo • Quanto à viabilidade comercial – Mais económico que a rotogravura ou o offset em grandes tiragens – Diversidade da oferta nos suportes
  15. 15. 15 Processo de Flexografia Nuno Manuel Mercados alvo • Embalagem – Rígidas ex.: latas, cartão canelado – Semi-rígida ex.: caixas medicamentos e perfumes – Flexível ex.: snacks, ultracongelados
  16. 16. 16 Processo de Flexografia Nuno Manuel Mercados alvo • Diversos – Papel de presente, sacos, etiquetas adesivas, impressos de segurança e rótulos – Mosaicos e ladrilhos
  17. 17. 17 Processo de Flexografia Nuno Manuel Características da matriz • O suporte da matriz e um cilíndro oco com um revestimento adesivo Clichê borracha (matriz) Suporte adesivo
  18. 18. 18 Processo de Flexografia Nuno Manuel Execução da matriz fotopolímera • 4 Fases – Exposição: exposição UV do fotolito sobre a chapa de fotopolímero – Revelação: o fotopolímero é escovado, imerso num solvente para remover as áreas que não apanharam luz – Secagem: exposição à radiação infravermelha para secagem do polímero – Acabamento: exposição à radiação UVA e UVC para endurecimento final

×