AULA I ED. FIS nnnnn

174 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
174
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AULA I ED. FIS nnnnn

  1. 1. Fonte. www.dominiopublico.gov.br
  2. 2.  O homem está interligado e correlacionadoao esporte desde os primatas, quando fugiamde animais predadores, lutavam por áreas eregiões e disputavam domínios no início dascoletividades. Acredita-se que depois daalimentação, a mais antiga forma de atividadehumana é a que hoje se conhece por esporte.
  3. 3.  Mas a prática desportiva teve inícioremoto, onde já havia monumentos de váriosestilos dos antigosegípcios, babilônios, assírios e hebreus comcenas de luta, jogos debola, natação, acrobacias e danças. Entre osegípcios, a luta corpo-a-corpo e com espadassurgiram por volta de 2.700 a.C. e eramexercícios com fins militares. Os outros jogostinham caráter religioso.Campeonatos, torneios, olimpíadas, recordes, títulos, medalhas, torcidas e comemorações. Aaura mítica do esporte e seus heróis - osatletas - fazem parte do dia-a-dia de bilhõesde pessoas ao redor do planeta.
  4. 4.  As disputas esportivas têm o poder decolocar países inteiros em compasso deespera. O Brasil para para ver os jogos daseleção na Copa do Mundo e o mesmo serepete na Argentina, na Inglaterra ou naItália. Nações dos cinco continentesacompanham as transmissões de provas epartidas dos Jogos Olímpicos, mesmo queseus esportistas não tenham qualquer chancede vitória
  5. 5.  A longa história do esporte ajuda a entendercomo um fenômeno surgido há milênios seperpetuou no imaginário do homem.Inicialmente, a prática esportiva está ligadaaos exércitos e às guerras. Aprimorar edesenvolver a força física do soldado, alémde significar mais chances de vitória nasbatalhas, serve para demonstrar asuperioridade de um povo.
  6. 6.  Na China desenvolveu-se o Kung-fu há mais oumenos 5 mil anos. Acredita-se que foram osgregos e os persas os pioneiros nasistematização da prática do esporte.
  7. 7.  A luta corpo-a-corpo e com espadas.Arqueólogos encontraram monumentos debabilônios, assírios e hebreus comrepresentações de jogos combola, natação, acrobacia e danças. Os gregosforam o primeiro povo europeu a atingir altograu de civilização. A Educação Física, assimcomo a Filosofia, a Lógica, a Arquitetura e asartes em geral, está entre as principaisheranças por eles deixadas ao mundomoderno
  8. 8.  . Mas é na Grécia Antiga que o esporte passa aocupar um lugar de destaque na sociedade. AEducação Física deixa o campo militar e se tornamotivo de distinção social. A prática esportiva é aúnica atividade que, mesmo gerando suor, causaorgulho nos cidadãos. O trabalho, porexemplo, cabe ao escravo e não confere prestígioaos homens livres. O filósofo Sócrates registra aimportância do esporte para a sociedade daépoca: "Nenhum cidadão tem o direito de ser umamador na matéria de adestramento físico, sendoparte de seu ofício, como cidadão, manter-se emboas condições, pronto para servir ao Estadosempre que preciso..
  9. 9.  Além disso, que desgraça é para o homemenvelhecer sem nunca ter visto a beleza e semter conhecido a força de que seu corpo é capazde produzir". Escavações feitas na Gréciarevelaram que, por volta de 2.500 a.C., osmicênios (povo que vivia na região) haviamformado uma civilização em que se cultivavamtanto as artes como os jogos. Conta-se no livroVIII da Odisséia que Ulisses, ao ser desafiadopelos lutadores e atletas do rei Alcino, lançou umpeso maior que os convencionais neste tipo decompetição a uma distância nunca alcançadamesmo com pesos normais
  10. 10.  Tanto Aristóteles como Hipócratesescreveram reconhecendo o valor dosexercícios físicos, chegando até a achar que aeducação do corpo deveria preceder a dointelecto.
  11. 11.  O esporte ocupava lugar de destaque entre espartanos eatenienses. Na Idade Média, com o crescimento da forçado Cristianismo, que pregava mais a purificação da almado que a do corpo, o esporte entrou em uma fase deestagnação, pois foi um período de guerras e conquistas.Na Renascença (século XVI e XVII), com o surgimento doHumanismo, a Educação Física foi revivida. Com aconquista da Grécia Antiga pelos romanos, em 456 a.C, osjogos olímpicos entram em declínio. A proposta deintegrar os cidadãos em competições marcadas pelacordialidade cede espaço a disputas cada vez maisviolentas. A última Olimpíada da Era Antiga acontece em393 d.C, quando o imperador romano Teodósio I proíbe arealização de festas para adoração de deuses.
  12. 12.  A partir do século IV, passando por toda aIdade Média, o esporte vive um período deestagnação, principalmente no Ocidente. Ocristianismo prega a purificação da alma; ocorpo, colocado em segundo plano, servemais às penitências do que aodesenvolvimento de aptidões esportivas. AEducação Física, pelo menos na perspectivaadotada na Grécia antiga, desaparece ou épraticada de forma isolada por pequenosgrupos.
  13. 13.  A retomada do esporte se dá lentamente. O Humanismo, nosséculos XVI e XVII, redescobre a importância a atividade física. Asbases dos conceitos modernos de esporte surgem na Europa doséculo XVIII, quando a Educação Física volta a ser sistematizada.No século seguinte, em Oxford (Inglaterra), se dá a reforma dosconceitos desportivos, com a definição das regras para os jogos.A padronização dos regulamentos das disputas favorece ainternacionalização do esporte. No fim do século XIX, há trêslinhas doutrinárias de atividade física: a ginástica nacionalista(alemã), que valoriza aspectos ligados ao patriotismo e à ordem;a ginástica médica (sueca), voltada para fins terapêuticos epreventivos; e o movimento do esporte (inglês), que introduz aconcepção moderna de esporte e impulsiona a restauração domovimento olímpico, com o barão Pierre de Coubertin. Estaúltima linha prevalece e leva à realização da primeira Olimpíadada Era Moderna em 1896, em Atenas
  14. 14.  A retomada do esporte se dá lentamente. OHumanismo, nos séculos XVI e XVII, redescobre aimportância a atividade física. As bases dos conceitosmodernos de esporte surgem na Europa do séculoXVIII, quando a Educação Física volta a ser sistematizada.No século seguinte, em Oxford (Inglaterra), se dá areforma dos conceitos desportivos, com a definição dasregras para os jogos. A padronização dos regulamentosdas disputas favorece a internacionalização do esporte. Nofim do século XIX, há três linhas doutrinárias de atividadefísica: a ginástica nacionalista (alemã), que valorizaaspectos ligados ao patriotismo e à ordem; a ginásticamédica (sueca), voltada para fins terapêuticos epreventivos; e o movimento do esporte (inglês), queintroduz a concepção moderna de esporte e impulsiona arestauração do movimento olímpico, com o barão Pierrede Coubertin. Esta última linha prevalece e leva àrealização da primeira Olimpíada da Era Moderna em1896, em Atenas.
  15. 15.  A primeira metade do século passado é marcada porum desenvolvimento lento do esporte. Duas guerrasmundiais (1914/1918 e 1939/1945), a revoluçãocomunista de 1917, o crack da Bolsa de Nova Yorkem 1929 criam dificuldades em escala planetária parao treinamento de atletas, a realização de competiçõese viagens das equipes. Por causa das guerrasmundiais, três edições dos Jogos Olímpicos foramcanceladas - 1912, 1940 e 1944. Neste quadro derelativo marasmo, a Associação Cristã de Moços(ACM) se destaca nos Estados Unidos, criando novasmodalidades esportivas - como o basquete e o vôlei- ou inovando com as concepções pioneiras deginástica de conservação. Na segunda metade doséculo XX, notadamente entre 1950 e 1990, oesporte é sacudido por uma nova realidade. Aconcepção do "Ideário Olímpico" e sua máxima de "oimportante é competir" saem de cena.
  16. 16.  A Guerra Fria estimula o uso ideológico doesporte, colocando em segundo plano o fair play.A simples prática esportiva deixa de serrelevante, pois o que importa é o rendimento, oresultado. Inicia-se um rápido processo deprofissionalização dos atletas, alçados à condiçãode estrelas da mídia e heróis nacionais. A corridaem busca de recordes e títulos faz com queorganismos internacionais lancem manifestosdenunciando a exacerbação da competição ealertando os governos para as novasresponsabilidades do Estado no que se refere àsatividades físicas. Os textos destacam anecessidade de garantir à população em geral - enão apenas aos atletas - condições que levem àdemocratização do esporte.
  17. 17.  A primeira metade do século passado é marcadapor um desenvolvimento lento do esporte. Duasguerras mundiais (1914/1918 e 1939/1945), arevolução comunista de 1917, o crack da Bolsade Nova York em 1929 criam dificuldades emescala planetária para o treinamento de atletas, arealização de competições e viagens das equipes.Por causa das guerras mundiais, três edições dosJogos Olímpicos foram canceladas - 1912, 1940e 1944. Neste quadro de relativo marasmo, aAssociação Cristã de Moços (ACM) se destaca nosEstados Unidos, criando novas modalidadesesportivas - como o basquete e o vôlei - ouinovando com as concepções pioneiras deginástica de conservação.
  18. 18.  Na segunda metade do século XX, notadamente entre1950 e 1990, o esporte é sacudido por uma novarealidade. A concepção do "Ideário Olímpico" e suamáxima de "o importante é competir" saem de cena.A Guerra Fria estimula o uso ideológico doesporte, colocando em segundo plano o fair play. Asimples prática esportiva deixa de ser relevante, poiso que importa é o rendimento, o resultado. Inicia-seum rápido processo de profissionalização dosatletas, alçados à condição de estrelas da mídia eheróis nacionais. A corrida em busca de recordes etítulos faz com que organismos internacionais lancemmanifestos denunciando a exacerbação dacompetição e alertando os governos para as novasresponsabilidades do Estado no que se refere àsatividades físicas. Os textos destacam a necessidadede garantir à população em geral - e não apenas aosatletas - condições que levem à democratização doesporte.
  19. 19.  Na segunda metade do século XX, notadamente entre1950 e 1990, o esporte é sacudido por uma novarealidade. A concepção do "Ideário Olímpico" e suamáxima de "o importante é competir" saem de cena.A Guerra Fria estimula o uso ideológico doesporte, colocando em segundo plano o fair play. Asimples prática esportiva deixa de ser relevante, poiso que importa é o rendimento, o resultado. Inicia-seum rápido processo de profissionalização dosatletas, alçados à condição de estrelas da mídia eheróis nacionais. A corrida em busca de recordes etítulos faz com que organismos internacionais lancemmanifestos denunciando a exacerbação dacompetição e alertando os governos para as novasresponsabilidades do Estado no que se refere àsatividades físicas. Os textos destacam a necessidadede garantir à população em geral - e não apenas aosatletas - condições que levem à democratização doesporte.
  20. 20.  A última década do século passado revela aaceleração das mudanças na prática esportiva.Consolida-se a ideia de esporte como direito detodos. Grupos até então pouco atendidos naquestão da atividade física ganham mais atenção.Dois exemplos de tal transformação são aterceira idade e a pessoa portadora dedeficiência. Amplia-se o próprio conceito deesporte, desmembrado em esporte-participação(lazer) e esporte de rendimento (competição). Opapel do Estado também se altera. Ele deixa deapenas tutelar as atividades esportivas. Passa ainvestir em recursos humanos e científicos. Alémdisso, no campo do alto rendimento, dá atençãoespecial às questões éticas, como o combate aodoping.
  21. 21.  No caso do esporte de alto rendimento, percebe-seo avanço da lógica mercantilista. Provas, partidas etorneios são espetáculos; atletas, produtos emexibição. Equipes de futebol, atletismo, vôlei oubasquete funcionam como uma espécie de grandecompanhia artística, com astros (atletas) milionários eshows (partidas ou provas) que mobilizam a mídia e opúblico. Estimuladas pela cobertura das TVs, novasmodalidades ganham importância. Os chamadosesportes radicais(surfe, skate, kitesurfe, bicicross, motocross, entreoutros) proporcionam imagens de impacto econquistam novos fãs a cada dia. Alémdisso, multiplicam-se os "esportes-filhotes", derivações de modalidades amplamentedifundidas. Vôlei de praia, futsal e beach soccer sãoalguns exemplos do fenômeno

×