SlideShare uma empresa Scribd logo
CUIDADOS COM A SAÚDE NOS
DIFERENTES ESTÁGIOS DA VIDA
DO SER HUMANO
A saúde é um direito do ser humano e
ter saúde significa ter paz e acesso às
necessidades básicas como alimentação,
moradia e saneamento básico. Em todas as
fases da vida o ser humano deve ter uma
vida saudável.
A saúde do ser humano...
Observe as imagens a seguir e analise a relação
que cada uma delas tem com a saúde.
Imagem 1  Água poluída contém de
impurezas, geralmente está
contaminada e pode causar
doenças.
 A água deve ser tratada em
estações de tratamento e
filtrada. Ou ainda deve
receber cloro, ou então
deve ser fervida para torná-
la potável (boa para beber).
 O que pode acontecer com
as crianças da foto?
A saúde do ser humano...
 Imagem 2  Cuidados com a
mente:
 Ler bons livros, assistir a
programas educativos,
ouvir música;
 Fazer passeios ao ar livre e
praticar esportes;
 Conversar com os amigos e
com as pessoas da família;
 Brincar...
A saúde do ser humano...
 Imagem 3
 Para manter boa saúde,
devemos nos alimentar
bem.
 Portanto, devemos comer
frutas, legumes,verduras ,
cereais, ovos, carnes e
leite, que são alimentos
saudáveis.
 E ter preferência por
alimentos naturais do que
industrializados...
O que é ter SAÚDE?
Segundo a Organização Mundial de
Saúde, “saúde é um estado de completo
bem-estar físico,social e mental e não
apenas a ausência de doença”.
O que isso quer dizer???
A saúde contribui para a qualidade
de vida das pessoas...
E quando as pessoas têm uma vida
tranquila, sem estresse, quando elas
praticam esportes, realizam leituras, se
relacionam bem umas com as outras...
Sem saber estão contribuindo para
uma boa saúde de si mesmas.
Do mais jovem para o mais velho...
As fases da vida do ser humano:
 Pré-Natal: é a primeira etapa da vida do ser
humano, quando ele se desenvolve dentro do útero
materno; Em geral dura 9 meses.
As fases da vida do ser humano:
 Recém-nascido:após o nascimento inicia esta
fase, onde é necessário que o bebê receba todos os
cuidados essenciais para o seu desenvolvimento saudável
como; tomar vacinas necessárias , ser alimentado com leite
materno, tomar banho de sol diariamente, ser protegido
contra acidentes...
As fases da vida do ser humano:
 Infância: a infância inicia-se com o nascimento do
bebê (recém-nascido) e prolonga-se por volta dos 10/11anos de
idade.Nessa fase que ocorre grande parte do desenvolvimento do
corpo e da mente da criança. É muito importante ter uma
alimentação saudável, tomar vacinas necessárias, ser levado ao
médico (pediatra) e ao dentista e praticar exercícios físicos e
momentos de lazer...
As fases da vida do ser humano:
 Adolescência:depois da infância, o ser humano
entra nessa nova fase, que se estende até os 20 anos,
aproximadamente...Ocorrem algumas transformações físicas
e psíquicas no ser humano.
Nas mulheres, ocorre crescimento de pêlos nas axilas,
nascem os seios, as acnes explodem no rosto...
Nos homens, os pêlos crescem por todo o corpo,
também nas axilas e ocorrem mudança na voz...
As fases da vida do ser humano:
 Adulta: é as responsabilidades começam a surgir
por volta dos 20/21 anos de idade, onde o organismo atinge
o desenvolvimento completo.
É muito importante ter uma alimentação adequada e
fazer exercícios físicos diariamente. Controlar
o peso, a pressão sanguínea, evitar o fumo
e o álcool são fundamentais!
Buscar avaliação periodicamente e
Evitar situações que causam estresse!
As fases da vida do ser humano:
 Idosa: é a fase que parece que vai começar tudo de
novo... Os idosos devem manter-se ativos intelectualmente,
sempre se interessar por coisas novas como ler u livro, fazer
palavras cruzadas, ir ao clube caminhar com os amigos,
bater papo com os mesmos.
Colocar os objetos importantes que usa diariamente em
locais bem visíveis. Consultar médicos especialistas
(geriatra) para exames de rotina.
E o mais importante ser amado
e respeitado por todos!!!
OS CUIDADOS EM CADA FASE DA
VIDA...
Durante os meses que permanecemos no interior do útero de
nossas mamães, recebemos alimentos e oxigênio através da
circulação do sangue da mamãe. Depois que nascemos temos que
nos adaptar ao novo ambiente...
Temos que respirar sozinhos e sentimos fome!!!
Nos primeiros 6 meses de vida, o leite materno é a maneira
mais saudável de alimentar o bebê.Ele é um alimento completo,
pois tem todos os nutrientes que suprem as necessidades dos
bebês durante seu desenvolvimento, funcionando como
verdadeiras vacinas livrando-os de doenças. Além de alimentar o
bebê, a amamentação proporciona a criança uma profunda relação
afetiva da mamãe com o bebê!
OS CUIDADOS EM CADA FASE DA
VIDA...
Após os 6 meses de idade, a alimentação da criança deve ser
variada e contar alimentos de origem animal, vegetal e mineral.
Essa fase é muito importante, pois acriança começa a
conhecer diferentes sabores e a formar seus hábitos alimentares.
VOCÊ SABIA?
O soro caseiro é um medicamento que pode
salvar vidas de crianças?
Mas que é soro caseiro?
O soro caseiro é uma forma simples, barata e eficiente de
recomendado para prevenir a desidratação resultante de
vômitos e diarreias. como as causadas por cólera ou
rotavírus. O soro caseiro é constituído de uma solução de sais
e açúcares que são administrados oralmente.
Soro caseiro é usado em todo o mundo, sendo mais
importante em países em desenvolvimento onde salva milhões
de crianças da morte por diarréia -- a segunda maior causa de
mortes em crianças de menos de 5 anos de idade.
 Receita:
OS CUIDADOS EM CADA FASE DA
VIDA...
As Vacinas
Na fase da infância é muito importante tomarmos
algumas vacinas. Elas devem estar em dia para evitar
doenças comuns, como: o sarampo, poliomielite, caxumba...
Vacinação
 A maneira mais eficaz de se prevenir contra diversas
doenças, como poliomielite (paralisia infantil), tuberculose,
rubéola e febre amarela, entre outras, é a vacinação. Ao se
vacinar, a pessoa passa a ter proteção (anticorpo) e torna
se imunizado.
CALENDÁRIOS DE VACINAÇÃO
O Calendário de vacinação brasileiro é aquele definido pelo
Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde
(PNI/MS) e corresponde ao conjunto de vacinas
consideradas de interesse prioritário à saúde pública do
país. Atualmente é constituído por 12 produtos
recomendados à população, desde o nascimento até a
terceira idade e distribuídos gratuitamente nos postos de
vacinação da rede pública.
:: Calendário Básico de Vacinação da Criança – utilize seu
cartão de vacinação ou a tabela no caderno.
:: Calendário de Vacinação do Adolescente
:: Calendário de Vacinação do Adolescente
:: Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso
Condições individuais de SAÚDE.
 Para ter uma vida saudável é preciso conservar o bem
estar do físico e da mente. Existem alguns cuidados que cada pessoa pode
Tomar para ter uma boa saúde, porém existem ouros cuidados que
dependem de toda sociedade. Veja alguns deles:
Dormir aproximadamente 8 horas a 10 horas por dia, para estar bem
descansado e disposto.
Ter uma alimentação saudável com verduras, frutas, legumes, leite...
Cuidar da higiene tanto corporal como bucal são hábitos
que além de importante também pode ser muito agradável.
Condições individuais de SAÚDE.
Relacionar-se bem com as pessoas fez bem a saúde
mental e melhora o convívio social.
Praticar exercícios físicos descontraem o corpo e a
mente, contribuem para o desenvolvimento da
autoconfiança e da segurança.
Por que o sono é necessário?
Todos nós sabemos que as pessoas precisam de descanso. No
entanto, nem sempre sabemos quantas horas de descanso diário
cada um precisa.
Segundo especialistas dessa área de pesquisa sobre o sono,
quanto mais jovem for a pessoa, maior é o número de horas
necessárias de sono por dia.
Os bebês recém-nascidos necessitam dormir cerca de 16 horas
por dia. Quando temos 12 anos essa quantidade já é menor;
necessitamos de 9 horas de sono diariamente. Na fase adulta de
nossas vidas a média de horas dormidas deve estar entre 7 a 8
horas.
Os especialistas no assunto também afirmam que as pessoas
ficam confusas e perdem a capacidade de concentração se forem
impedidas de dormir durante o tempo necessário.
Primeiros socorros...
http://iguinho.ig.com.br/primeiro-socorros.html#3
Os primeiros socorros são apenas a primeira
ajuda a ser dada ao ferido. Eles servem para
aliviar a dor e estabilizar o estado da pessoa,
mas não servem como tratamento ou cura. Você
sempre deve pedir ajuda a um adulto, e o ferido
deve ser levado a um hospital.
NUNCA FAÇA:
- NUNCA tome remédios que tem em casa sem que esteja
doente ou sem que a sua mãe tenha aprovado.
-NUNCA brinque com facas, tesouras, vidro ou objetos
cortantes.
- NÃO brinque com produtos de limpeza. Eles podem ser
tóxicos.
- NÃO empine pipas perto de fios elétricos.
- NÃO coloque nada no buraco da tomada, especialmente se
for de metal.
- NÃO brinque com os fios dos aparelhos eletrônicos
-NUNCA coloque objetos na boca, no nariz, ou no ouvido.
- NÃO tente pular de lugares muito altos.
- NÃO brinque com fogo
Algumas dicas:
 Desmaio
Sintomas: a pessoa fica pálida, suando frio; a vista fica escura, perde o
controle dos músculos e depois cai, perdendo os sentidos. Se a vítima
apresentar os sintomas mas estiver acordada, sente-a, abaixe a cabeça
e empurre levemente sua nuca para baixo. Se ela não estiver
acordada, deite a vítima colocando suas pernas mais altas que o resto
do corpo.
Pequenos Ferimentos:
Independente do tamanho se coloca uma gaze ou um pano limpo para
fazer compressão, no caso de corte pequeno só fazer a compressão,
em cortes grandes, fazer a compressão e se sujar a gaze, colocar outra
por cima nunca tirar a primeira ate chegar ao hospital. Nunca lavar
com água e sabão. Pode-se elevar o membro se for o caso, para evitar
hemorragia.
Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo.
Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta.
O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia.
Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo.
Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta.
O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia.
Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo.
Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta.
O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia.
ACIDENTES COM ELETRICIDADE
DESLIGAR IMEDIATAMENTE A ELETRICIDADE CASO TENHA
DISPONIBILIDADE, SE NÃO CHAMAR A COMPANHIA DE ENERGIA
ELÉTRICA.
CHAMAR IMEDIATAMENTE O SOCORRO. NUNCA ENCOSTE NA
VITIMA, POIS POR ALGUM TEMPO ELA FICA GERANDO A ENERGIA
DENTRO DO CORPO.
NÃO COLOCAR NADA PARA COBRIR A VITIMA, A NÃO SER
DECLARADO CASO DE HIPOTERMIA. MAS ISSO SÓ O
PROFISSIONAL VAI TOMAR A CONDUTA.
O SUPER AQUECIMENTO DA VITIMA VAI GERALMENTE OCORRER A
HIPERTERMIA.
Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo.
Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta.
O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia.
QUEIMADURAS POR CALOR
SOMENTE ÁGUA CORRENTE E UM PANO OU GAZE ÚMIDA ATÉ
CHEGAR AO SOCORRO.
QUEIMADURAS NOS OLHOS
LAVE OS OLHOS COM SORO FISIOLÓGICO, CUBRA COM GAZE
OU UM PANINHO LIMPO MOLHADO DE SORO, E LEVE A PESSOA
COM URGÊNCIA AO MÉDICO.
Primeiros socorros...
Sangramento Nasal
Somente fazer a compressão não necessita colocar gelo.
Se não parar procurar um hospital. Lembrando que nunca
se deve dar nada para a vítima beber ou comer,
em nenhuma das situações.
FRATURAS
HÁ VÁRIOS TIPOS DE FRATURAS: NO CASO DE FRATURA
FECHADA, EM QUE O OSSO QUEBRA MAS FICA NO MESO LUGAR,
DEVE-SE IMOBILIZAR E LEVAR IMEDIATAMENTE AO HOSPITAL.
FRATURAS ABERTAS QUANDO O OSSO QUEBRA ROMPE COM A
PELE MAS VOLTA AO LUGAR, NESTE CASO COLOCASSE UMA GAZE
EM CIMA DO CORTE PARA PROTEGER E IMOBILIZA O RESTANTE.
FRATURA EXPOSTA, O OSSO QUEBRA SAI PARA FORA E FICA,
NESTE CASO PROTEGE O OSSO COM UMA GAZE EM VOLTA
(SEMPRE UMEDECIDA COM SORO OU ÁGUA) E IMOBILIZA DO
JEITO QUE ESTA, NUNCA TENTE COLOCAR NO LUGAR.
PODE-SE ELEVAR O MEMBRO NOS CASOS DE FRATURAS ABERTAS
OU EXPOSTAS PARA EVITAR A HEMORRAGIA.
PROCURAR O SOCORRO IMEDIATAMENTE POIS PODE ENTRAR EM
ESTADO DE CHOQUE.
Primeiros socorros...
O que é rubéola?
A rubéola é uma doença causada por vírus que
acomete adultos e crianças. Em 1962 o vírus causador
da rubéola foi isolado e vacinas para prevenção ficaram
disponíveis em 1969.
Rubéola é espalhada pela respiração (contato
com fluidos do nariz e boca de uma pessoa infectada,
seja direto ou através da transmissão aerossol).
O período de incubação geralmente dura entre 2
a 3 semanas, no qual a pessoa não apresenta sintomas
mas pode transmitir a rubéola
CAMPANHA PELA VIDA...
A SAÚDE DO IDOSO...
 Alimentação: - Faça pelos menos três refeições e dois lanches
por dia. Não pule as refeições.
 - Coma pelo menos três porções de legumes, verduras e três porções ou mais de
frutas.
 - Coma feijão com arroz todos os dias ou pelo menos cinco vezes por semana.
 - Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes
(boi, aves, peixes ou ovos). Retirar a gordura aparente das carnes e pele das
aves na preparação dos alimentos.
 - Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados,
sobremesas doces e guloseimas, coma-os no máximo duas vezes por semana.
 - Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.
 - Beba pelo menos dois litros de água por dia (6 a 8 copos). Dê preferência ao
consumo de água nos intervalos das refeições.
 - Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade
física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.
A SAÚDE DO IDOSO...
 O idoso tem atendimento preferencial no Sistema Único
de Saúde (SUS).
 A distribuição de remédios aos idosos, principalmente os
de uso continuado (hipertensão, diabetes etc.), deve ser
gratuita, assim como a de próteses e órteses.
 Os planos de saúde não podem reajustar as
mensalidades de acordo com o critério da idade.
 O idoso internado ou em observação em qualquer
unidade de saúde tem direito a acompanhante, pelo
tempo determinado pelo profissional de saúde que o
atende.
A SAÚDE DO IDOSO...
 Lazer, Cultura e Esporte
 Todo idoso tem direito a 50% de
desconto em atividades de cultura,
esporte e lazer.
 Durante a vida toda, os pais são nosso
porto seguro. Com o tempo, eles deixam
de ser super-heróis e ficam frágeis. É
quando a relação familiar se inverte:
quem nos ofereceu cuidados, carinho e
atenção precisa receber tudo de volta.
Alimentação saudável
Uma refeição saudável...
 Possibilita a formação do organismo e a
reconstituição de pequenas partes do corpo;
 Ajuda no fornecimento de energia para que o
organismo possa crescer, desenvolver-se e ter
um bom funcionamento;
 Torna o corpo resistente às doenças;
 Por meio de uma boa alimentação temos
disposição para brincar, trabalhar, estudar.
As vitaminas...
Tabela de vitaminas: fontes e funções
Para complementar e brincar:
 Cuidados com o bebê http://www.youtube.com/watch?
v=kcnmoBNoWP8&feature=related
 Higiene corporal e saúde bucal
http://www.youtube.com/watch?v=f9XqXEyxTDc&feature=related
http://www.youtube.com/watch?
v=yy_BP7Bfgaw&playnext=1&list=PLB58174717097384B&index=50
http://www.youtube.com/watch?v=hr5NWbhSkJU&feature=related
 Alimentação Saudável com Sr. Banana
http://www.youtube.com/watch?v=qUN9i3RCYl8&feature=related
 Jogos Alimentação e primeiro socorros
www.iguinho.com.br (Super V, Zuzubalândia)
 Soro caseiro http://www.youtube.com/watch?v=FIaMdS6lELo&feature=related
 Poema do Idoso
http://www.youtube.com/watch?v=vVEvMI4g_Qg&feature=related
As fases da vida
http://www.youtube.com/watch?v=7y4gGu5mEWM&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=VfW8mhNW_pE&feature=related
Cuidados com saúde nos diferentes estágios
da vida do ser humano.

Conteúdo Bimestral - 4º bimestre
Colégio Alpis Veredas
Série: 3º ano Fund. I
Professora Sibele

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Etapas do Desenvolvimento Humano
Etapas do Desenvolvimento HumanoEtapas do Desenvolvimento Humano
Etapas do Desenvolvimento Humano
Sveikata
 
Desenvolvimento dos seres vivos
Desenvolvimento dos seres vivosDesenvolvimento dos seres vivos
Desenvolvimento dos seres vivos
amomoa
 
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Viviane Pasqualeto
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Moderadora
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
WAGNER OLIVEIRA
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
Roberto Moreira Silva
 
Ppt iefp ufcd 3536
Ppt iefp ufcd 3536Ppt iefp ufcd 3536
Ppt iefp ufcd 3536
apolonianunes
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
Monica Alves
 
Sexualidade para adolescentes
Sexualidade para adolescentes Sexualidade para adolescentes
Sexualidade para adolescentes
nosomos8A
 
Etapas da adolescencia
Etapas da adolescenciaEtapas da adolescencia
Etapas da adolescencia
PAFB
 
Vida adulta intermediária
Vida adulta intermediáriaVida adulta intermediária
Vida adulta intermediária
Viviane Pasqualeto
 
Nesa palestra
Nesa palestraNesa palestra
Nesa palestra
ariadnemonitoria
 
Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2
Rute Machado
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
alpisveredas
 
Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
Léia Adriane
 
Educação Para A Saúde - Sexualidade
Educação Para A Saúde - SexualidadeEducação Para A Saúde - Sexualidade
Educação Para A Saúde - Sexualidade
dulcemarr
 
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da SaúdeAdolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Heloísa Ximenes
 
Aprwesentação vida adulta (1)
Aprwesentação   vida adulta (1)Aprwesentação   vida adulta (1)
Aprwesentação vida adulta (1)
Ligia Coppetti
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
Roberto Nobre
 
Alteraçãoes físicas e psicológicas
Alteraçãoes físicas e psicológicasAlteraçãoes físicas e psicológicas
Alteraçãoes físicas e psicológicas
grupo1adp
 

Mais procurados (20)

Etapas do Desenvolvimento Humano
Etapas do Desenvolvimento HumanoEtapas do Desenvolvimento Humano
Etapas do Desenvolvimento Humano
 
Desenvolvimento dos seres vivos
Desenvolvimento dos seres vivosDesenvolvimento dos seres vivos
Desenvolvimento dos seres vivos
 
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –Desenvolvimento humano e ciclo vital –
Desenvolvimento humano e ciclo vital –
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Ppt iefp ufcd 3536
Ppt iefp ufcd 3536Ppt iefp ufcd 3536
Ppt iefp ufcd 3536
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
 
Sexualidade para adolescentes
Sexualidade para adolescentes Sexualidade para adolescentes
Sexualidade para adolescentes
 
Etapas da adolescencia
Etapas da adolescenciaEtapas da adolescencia
Etapas da adolescencia
 
Vida adulta intermediária
Vida adulta intermediáriaVida adulta intermediária
Vida adulta intermediária
 
Nesa palestra
Nesa palestraNesa palestra
Nesa palestra
 
Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2Conceito de desenvolvimento2
Conceito de desenvolvimento2
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
 
Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
 
Educação Para A Saúde - Sexualidade
Educação Para A Saúde - SexualidadeEducação Para A Saúde - Sexualidade
Educação Para A Saúde - Sexualidade
 
Adolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da SaúdeAdolescencia na perspectiva da Saúde
Adolescencia na perspectiva da Saúde
 
Aprwesentação vida adulta (1)
Aprwesentação   vida adulta (1)Aprwesentação   vida adulta (1)
Aprwesentação vida adulta (1)
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
 
Alteraçãoes físicas e psicológicas
Alteraçãoes físicas e psicológicasAlteraçãoes físicas e psicológicas
Alteraçãoes físicas e psicológicas
 

Semelhante a Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre

Caderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescenteCaderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescente
Letícia Spina Tapia
 
Livro b
Livro bLivro b
Livro b
PESES
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
yuliya06051996
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Sara Bagagem
 
A S AÚ D E
A  S AÚ D EA  S AÚ D E
A S AÚ D E
guest2c857d
 
aula 8 criança hospitalizada.pptx
aula 8 criança hospitalizada.pptxaula 8 criança hospitalizada.pptx
aula 8 criança hospitalizada.pptx
LarissaMachado97
 
Saúde
SaúdeSaúde
1.questões.pdf
1.questões.pdf1.questões.pdf
1.questões.pdf
fernandolima433861
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
WellingtonTeixeira24
 
Manual da criança hospitalizada
Manual da criança hospitalizadaManual da criança hospitalizada
Manual da criança hospitalizada
gisa_legal
 
A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar
Silvia Marina Anaruma
 
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
BrunaCorsani
 
Higiene
HigieneHigiene
Higiene
Joana Sousa
 
04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido
Praxis Educativa
 
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdfE. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
NeuraciGuedesRibeiro2
 

Semelhante a Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre (20)

Caderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescenteCaderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescente
 
Livro b
Livro bLivro b
Livro b
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
Relação do pequeno almoço com o desenvolvimento cognitivo das criançãs (2)
 
A S AÚ D E
A  S AÚ D EA  S AÚ D E
A S AÚ D E
 
aula 8 criança hospitalizada.pptx
aula 8 criança hospitalizada.pptxaula 8 criança hospitalizada.pptx
aula 8 criança hospitalizada.pptx
 
Saúde
SaúdeSaúde
Saúde
 
1.questões.pdf
1.questões.pdf1.questões.pdf
1.questões.pdf
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
 
Manual da criança hospitalizada
Manual da criança hospitalizadaManual da criança hospitalizada
Manual da criança hospitalizada
 
A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar
 
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
Saúde na terceira idade, conceitos e fatores.
 
Higiene
HigieneHigiene
Higiene
 
04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido
 
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdfE. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
 

Mais de alpisveredas

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
alpisveredas
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
alpisveredas
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
alpisveredas
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
alpisveredas
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
alpisveredas
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
alpisveredas
 

Mais de alpisveredas (10)

Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Eu e outras poesias
Eu e outras poesiasEu e outras poesias
Eu e outras poesias
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
 
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º BimestreConteúdo de Geografia - 2º Bimestre
Conteúdo de Geografia - 2º Bimestre
 
Resumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º BimestreResumo de História - 2º Bimestre
Resumo de História - 2º Bimestre
 
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestreConteúdo mensal de história 1º bimestre
Conteúdo mensal de história 1º bimestre
 
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestreResumo de ciências mensal 1º bimestre
Resumo de ciências mensal 1º bimestre
 
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestreResumo bimestral de geografia 4º bimestre
Resumo bimestral de geografia 4º bimestre
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª BimestreResumo de Ciências - 4ª Bimestre
Resumo de Ciências - 4ª Bimestre
 

Último

O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 

Último (20)

O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 

Conteúdo de Ciências Bimestral - 4º bimestre

  • 1. CUIDADOS COM A SAÚDE NOS DIFERENTES ESTÁGIOS DA VIDA DO SER HUMANO A saúde é um direito do ser humano e ter saúde significa ter paz e acesso às necessidades básicas como alimentação, moradia e saneamento básico. Em todas as fases da vida o ser humano deve ter uma vida saudável.
  • 2. A saúde do ser humano... Observe as imagens a seguir e analise a relação que cada uma delas tem com a saúde. Imagem 1  Água poluída contém de impurezas, geralmente está contaminada e pode causar doenças.  A água deve ser tratada em estações de tratamento e filtrada. Ou ainda deve receber cloro, ou então deve ser fervida para torná- la potável (boa para beber).  O que pode acontecer com as crianças da foto?
  • 3. A saúde do ser humano...  Imagem 2  Cuidados com a mente:  Ler bons livros, assistir a programas educativos, ouvir música;  Fazer passeios ao ar livre e praticar esportes;  Conversar com os amigos e com as pessoas da família;  Brincar...
  • 4. A saúde do ser humano...  Imagem 3  Para manter boa saúde, devemos nos alimentar bem.  Portanto, devemos comer frutas, legumes,verduras , cereais, ovos, carnes e leite, que são alimentos saudáveis.  E ter preferência por alimentos naturais do que industrializados...
  • 5. O que é ter SAÚDE? Segundo a Organização Mundial de Saúde, “saúde é um estado de completo bem-estar físico,social e mental e não apenas a ausência de doença”. O que isso quer dizer???
  • 6. A saúde contribui para a qualidade de vida das pessoas... E quando as pessoas têm uma vida tranquila, sem estresse, quando elas praticam esportes, realizam leituras, se relacionam bem umas com as outras... Sem saber estão contribuindo para uma boa saúde de si mesmas.
  • 7. Do mais jovem para o mais velho...
  • 8. As fases da vida do ser humano:  Pré-Natal: é a primeira etapa da vida do ser humano, quando ele se desenvolve dentro do útero materno; Em geral dura 9 meses.
  • 9. As fases da vida do ser humano:  Recém-nascido:após o nascimento inicia esta fase, onde é necessário que o bebê receba todos os cuidados essenciais para o seu desenvolvimento saudável como; tomar vacinas necessárias , ser alimentado com leite materno, tomar banho de sol diariamente, ser protegido contra acidentes...
  • 10. As fases da vida do ser humano:  Infância: a infância inicia-se com o nascimento do bebê (recém-nascido) e prolonga-se por volta dos 10/11anos de idade.Nessa fase que ocorre grande parte do desenvolvimento do corpo e da mente da criança. É muito importante ter uma alimentação saudável, tomar vacinas necessárias, ser levado ao médico (pediatra) e ao dentista e praticar exercícios físicos e momentos de lazer...
  • 11. As fases da vida do ser humano:  Adolescência:depois da infância, o ser humano entra nessa nova fase, que se estende até os 20 anos, aproximadamente...Ocorrem algumas transformações físicas e psíquicas no ser humano. Nas mulheres, ocorre crescimento de pêlos nas axilas, nascem os seios, as acnes explodem no rosto... Nos homens, os pêlos crescem por todo o corpo, também nas axilas e ocorrem mudança na voz...
  • 12. As fases da vida do ser humano:  Adulta: é as responsabilidades começam a surgir por volta dos 20/21 anos de idade, onde o organismo atinge o desenvolvimento completo. É muito importante ter uma alimentação adequada e fazer exercícios físicos diariamente. Controlar o peso, a pressão sanguínea, evitar o fumo e o álcool são fundamentais! Buscar avaliação periodicamente e Evitar situações que causam estresse!
  • 13. As fases da vida do ser humano:  Idosa: é a fase que parece que vai começar tudo de novo... Os idosos devem manter-se ativos intelectualmente, sempre se interessar por coisas novas como ler u livro, fazer palavras cruzadas, ir ao clube caminhar com os amigos, bater papo com os mesmos. Colocar os objetos importantes que usa diariamente em locais bem visíveis. Consultar médicos especialistas (geriatra) para exames de rotina. E o mais importante ser amado e respeitado por todos!!!
  • 14. OS CUIDADOS EM CADA FASE DA VIDA... Durante os meses que permanecemos no interior do útero de nossas mamães, recebemos alimentos e oxigênio através da circulação do sangue da mamãe. Depois que nascemos temos que nos adaptar ao novo ambiente... Temos que respirar sozinhos e sentimos fome!!! Nos primeiros 6 meses de vida, o leite materno é a maneira mais saudável de alimentar o bebê.Ele é um alimento completo, pois tem todos os nutrientes que suprem as necessidades dos bebês durante seu desenvolvimento, funcionando como verdadeiras vacinas livrando-os de doenças. Além de alimentar o bebê, a amamentação proporciona a criança uma profunda relação afetiva da mamãe com o bebê!
  • 15. OS CUIDADOS EM CADA FASE DA VIDA... Após os 6 meses de idade, a alimentação da criança deve ser variada e contar alimentos de origem animal, vegetal e mineral. Essa fase é muito importante, pois acriança começa a conhecer diferentes sabores e a formar seus hábitos alimentares. VOCÊ SABIA? O soro caseiro é um medicamento que pode salvar vidas de crianças?
  • 16. Mas que é soro caseiro? O soro caseiro é uma forma simples, barata e eficiente de recomendado para prevenir a desidratação resultante de vômitos e diarreias. como as causadas por cólera ou rotavírus. O soro caseiro é constituído de uma solução de sais e açúcares que são administrados oralmente. Soro caseiro é usado em todo o mundo, sendo mais importante em países em desenvolvimento onde salva milhões de crianças da morte por diarréia -- a segunda maior causa de mortes em crianças de menos de 5 anos de idade.  Receita:
  • 17. OS CUIDADOS EM CADA FASE DA VIDA... As Vacinas Na fase da infância é muito importante tomarmos algumas vacinas. Elas devem estar em dia para evitar doenças comuns, como: o sarampo, poliomielite, caxumba...
  • 18. Vacinação  A maneira mais eficaz de se prevenir contra diversas doenças, como poliomielite (paralisia infantil), tuberculose, rubéola e febre amarela, entre outras, é a vacinação. Ao se vacinar, a pessoa passa a ter proteção (anticorpo) e torna se imunizado. CALENDÁRIOS DE VACINAÇÃO O Calendário de vacinação brasileiro é aquele definido pelo Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS) e corresponde ao conjunto de vacinas consideradas de interesse prioritário à saúde pública do país. Atualmente é constituído por 12 produtos recomendados à população, desde o nascimento até a terceira idade e distribuídos gratuitamente nos postos de vacinação da rede pública.
  • 19. :: Calendário Básico de Vacinação da Criança – utilize seu cartão de vacinação ou a tabela no caderno. :: Calendário de Vacinação do Adolescente
  • 20. :: Calendário de Vacinação do Adolescente
  • 21. :: Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso
  • 22. Condições individuais de SAÚDE.  Para ter uma vida saudável é preciso conservar o bem estar do físico e da mente. Existem alguns cuidados que cada pessoa pode Tomar para ter uma boa saúde, porém existem ouros cuidados que dependem de toda sociedade. Veja alguns deles: Dormir aproximadamente 8 horas a 10 horas por dia, para estar bem descansado e disposto. Ter uma alimentação saudável com verduras, frutas, legumes, leite... Cuidar da higiene tanto corporal como bucal são hábitos que além de importante também pode ser muito agradável.
  • 23. Condições individuais de SAÚDE. Relacionar-se bem com as pessoas fez bem a saúde mental e melhora o convívio social. Praticar exercícios físicos descontraem o corpo e a mente, contribuem para o desenvolvimento da autoconfiança e da segurança.
  • 24. Por que o sono é necessário? Todos nós sabemos que as pessoas precisam de descanso. No entanto, nem sempre sabemos quantas horas de descanso diário cada um precisa. Segundo especialistas dessa área de pesquisa sobre o sono, quanto mais jovem for a pessoa, maior é o número de horas necessárias de sono por dia. Os bebês recém-nascidos necessitam dormir cerca de 16 horas por dia. Quando temos 12 anos essa quantidade já é menor; necessitamos de 9 horas de sono diariamente. Na fase adulta de nossas vidas a média de horas dormidas deve estar entre 7 a 8 horas. Os especialistas no assunto também afirmam que as pessoas ficam confusas e perdem a capacidade de concentração se forem impedidas de dormir durante o tempo necessário.
  • 25. Primeiros socorros... http://iguinho.ig.com.br/primeiro-socorros.html#3 Os primeiros socorros são apenas a primeira ajuda a ser dada ao ferido. Eles servem para aliviar a dor e estabilizar o estado da pessoa, mas não servem como tratamento ou cura. Você sempre deve pedir ajuda a um adulto, e o ferido deve ser levado a um hospital.
  • 26. NUNCA FAÇA: - NUNCA tome remédios que tem em casa sem que esteja doente ou sem que a sua mãe tenha aprovado. -NUNCA brinque com facas, tesouras, vidro ou objetos cortantes. - NÃO brinque com produtos de limpeza. Eles podem ser tóxicos. - NÃO empine pipas perto de fios elétricos. - NÃO coloque nada no buraco da tomada, especialmente se for de metal. - NÃO brinque com os fios dos aparelhos eletrônicos -NUNCA coloque objetos na boca, no nariz, ou no ouvido. - NÃO tente pular de lugares muito altos. - NÃO brinque com fogo
  • 27. Algumas dicas:  Desmaio Sintomas: a pessoa fica pálida, suando frio; a vista fica escura, perde o controle dos músculos e depois cai, perdendo os sentidos. Se a vítima apresentar os sintomas mas estiver acordada, sente-a, abaixe a cabeça e empurre levemente sua nuca para baixo. Se ela não estiver acordada, deite a vítima colocando suas pernas mais altas que o resto do corpo. Pequenos Ferimentos: Independente do tamanho se coloca uma gaze ou um pano limpo para fazer compressão, no caso de corte pequeno só fazer a compressão, em cortes grandes, fazer a compressão e se sujar a gaze, colocar outra por cima nunca tirar a primeira ate chegar ao hospital. Nunca lavar com água e sabão. Pode-se elevar o membro se for o caso, para evitar hemorragia.
  • 28. Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo. Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta. O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia. Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo. Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta. O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia. Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo. Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta. O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia. ACIDENTES COM ELETRICIDADE DESLIGAR IMEDIATAMENTE A ELETRICIDADE CASO TENHA DISPONIBILIDADE, SE NÃO CHAMAR A COMPANHIA DE ENERGIA ELÉTRICA. CHAMAR IMEDIATAMENTE O SOCORRO. NUNCA ENCOSTE NA VITIMA, POIS POR ALGUM TEMPO ELA FICA GERANDO A ENERGIA DENTRO DO CORPO. NÃO COLOCAR NADA PARA COBRIR A VITIMA, A NÃO SER DECLARADO CASO DE HIPOTERMIA. MAS ISSO SÓ O PROFISSIONAL VAI TOMAR A CONDUTA. O SUPER AQUECIMENTO DA VITIMA VAI GERALMENTE OCORRER A HIPERTERMIA. Chamar imediatamente o socorro. Nunca encoste na vitima, pois por algum tempo ela fica gerando a energia dentro do corpo. Não colocar nada para cobrir a vitima, a não ser declarado caso de hipotermia. Mas isso só o profissional vai tomar a conduta. O super aquecimento da vitima vai geralmente ocorrer a hipertermia.
  • 29. QUEIMADURAS POR CALOR SOMENTE ÁGUA CORRENTE E UM PANO OU GAZE ÚMIDA ATÉ CHEGAR AO SOCORRO. QUEIMADURAS NOS OLHOS LAVE OS OLHOS COM SORO FISIOLÓGICO, CUBRA COM GAZE OU UM PANINHO LIMPO MOLHADO DE SORO, E LEVE A PESSOA COM URGÊNCIA AO MÉDICO. Primeiros socorros... Sangramento Nasal Somente fazer a compressão não necessita colocar gelo. Se não parar procurar um hospital. Lembrando que nunca se deve dar nada para a vítima beber ou comer, em nenhuma das situações.
  • 30. FRATURAS HÁ VÁRIOS TIPOS DE FRATURAS: NO CASO DE FRATURA FECHADA, EM QUE O OSSO QUEBRA MAS FICA NO MESO LUGAR, DEVE-SE IMOBILIZAR E LEVAR IMEDIATAMENTE AO HOSPITAL. FRATURAS ABERTAS QUANDO O OSSO QUEBRA ROMPE COM A PELE MAS VOLTA AO LUGAR, NESTE CASO COLOCASSE UMA GAZE EM CIMA DO CORTE PARA PROTEGER E IMOBILIZA O RESTANTE. FRATURA EXPOSTA, O OSSO QUEBRA SAI PARA FORA E FICA, NESTE CASO PROTEGE O OSSO COM UMA GAZE EM VOLTA (SEMPRE UMEDECIDA COM SORO OU ÁGUA) E IMOBILIZA DO JEITO QUE ESTA, NUNCA TENTE COLOCAR NO LUGAR. PODE-SE ELEVAR O MEMBRO NOS CASOS DE FRATURAS ABERTAS OU EXPOSTAS PARA EVITAR A HEMORRAGIA. PROCURAR O SOCORRO IMEDIATAMENTE POIS PODE ENTRAR EM ESTADO DE CHOQUE. Primeiros socorros...
  • 31. O que é rubéola? A rubéola é uma doença causada por vírus que acomete adultos e crianças. Em 1962 o vírus causador da rubéola foi isolado e vacinas para prevenção ficaram disponíveis em 1969. Rubéola é espalhada pela respiração (contato com fluidos do nariz e boca de uma pessoa infectada, seja direto ou através da transmissão aerossol). O período de incubação geralmente dura entre 2 a 3 semanas, no qual a pessoa não apresenta sintomas mas pode transmitir a rubéola
  • 33. A SAÚDE DO IDOSO...  Alimentação: - Faça pelos menos três refeições e dois lanches por dia. Não pule as refeições.  - Coma pelo menos três porções de legumes, verduras e três porções ou mais de frutas.  - Coma feijão com arroz todos os dias ou pelo menos cinco vezes por semana.  - Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes (boi, aves, peixes ou ovos). Retirar a gordura aparente das carnes e pele das aves na preparação dos alimentos.  - Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e guloseimas, coma-os no máximo duas vezes por semana.  - Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.  - Beba pelo menos dois litros de água por dia (6 a 8 copos). Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.  - Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.
  • 34. A SAÚDE DO IDOSO...  O idoso tem atendimento preferencial no Sistema Único de Saúde (SUS).  A distribuição de remédios aos idosos, principalmente os de uso continuado (hipertensão, diabetes etc.), deve ser gratuita, assim como a de próteses e órteses.  Os planos de saúde não podem reajustar as mensalidades de acordo com o critério da idade.  O idoso internado ou em observação em qualquer unidade de saúde tem direito a acompanhante, pelo tempo determinado pelo profissional de saúde que o atende.
  • 35. A SAÚDE DO IDOSO...  Lazer, Cultura e Esporte  Todo idoso tem direito a 50% de desconto em atividades de cultura, esporte e lazer.  Durante a vida toda, os pais são nosso porto seguro. Com o tempo, eles deixam de ser super-heróis e ficam frágeis. É quando a relação familiar se inverte: quem nos ofereceu cuidados, carinho e atenção precisa receber tudo de volta.
  • 37. Uma refeição saudável...  Possibilita a formação do organismo e a reconstituição de pequenas partes do corpo;  Ajuda no fornecimento de energia para que o organismo possa crescer, desenvolver-se e ter um bom funcionamento;  Torna o corpo resistente às doenças;  Por meio de uma boa alimentação temos disposição para brincar, trabalhar, estudar.
  • 38. As vitaminas... Tabela de vitaminas: fontes e funções
  • 39. Para complementar e brincar:  Cuidados com o bebê http://www.youtube.com/watch? v=kcnmoBNoWP8&feature=related  Higiene corporal e saúde bucal http://www.youtube.com/watch?v=f9XqXEyxTDc&feature=related http://www.youtube.com/watch? v=yy_BP7Bfgaw&playnext=1&list=PLB58174717097384B&index=50 http://www.youtube.com/watch?v=hr5NWbhSkJU&feature=related  Alimentação Saudável com Sr. Banana http://www.youtube.com/watch?v=qUN9i3RCYl8&feature=related  Jogos Alimentação e primeiro socorros www.iguinho.com.br (Super V, Zuzubalândia)  Soro caseiro http://www.youtube.com/watch?v=FIaMdS6lELo&feature=related  Poema do Idoso http://www.youtube.com/watch?v=vVEvMI4g_Qg&feature=related As fases da vida http://www.youtube.com/watch?v=7y4gGu5mEWM&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=VfW8mhNW_pE&feature=related
  • 40. Cuidados com saúde nos diferentes estágios da vida do ser humano.  Conteúdo Bimestral - 4º bimestre Colégio Alpis Veredas Série: 3º ano Fund. I Professora Sibele