Sapata

238 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sapata

  1. 1. Sapata Fundação Fundação é um termo utilizado na engenharia para designar as estruturas responsáveis por transmitir as solicitações das construções ao solo. Em geral, são utilizadas várias fundações seguidas para esse fim. Existem diversos tipos de fundação e são projetadas levando em consideração a carga que recebem e o tipo de solo onde vão ser construídas. Fundações rasas ou diretas Tecnicamente, as fundações rasas ou diretas são aquelas em que a profundidade de escavação é inferior a 3 metros, sendo mais empregues em casos de cargas leves, como residências, ou no caso de solo firme. Sapata Sapata de fundação é um “elemento de fundação superficial, de concreto armado, dimensionado de modo que as tensões de tração nele resultantes sejam resistidas pelo emprego de armadura especialmente disposta para esse fim.” As sapatas recebem as ações dos pilares e as transmitem diretamente ao solo. A Sapata de fundação é uma base de concreto que procura suprir as necessidades descritas na definição de fundação. Definida pela NBR 6122/2010 como um “elemento de fundação superficial, de concreto armado, dimensionado de modo que as tensões de tração nele resultantes sejam resistidas pelo emprego de armadura especialmente disposta para esse fim.” É a parte inferior do alicerce, portanto a mais larga. A sapata é um bloco de concreto armado construído diretamente sobre o solo dentro de uma escavação. Ela distribui o peso da obra por uma área maior e sustenta a coluna com base na pressão distribuída sobre uma maior superfície para conferir estabilidade à obra. São elas: isolada, corrida e associada Isolada Recebem as cargas de apenas um pilar. É a solução preferencial por ser, em geral, mais econômica porque consome menos concreto. As sapatas podem ter vários formatos, mas o mais comum é o cônico retangular, pois consome menos concreto e exige trabalho mais simples com a fôrma. No caso de pilares de formato não-retangular, a sapata deve ter seu centro de gravidade coincidindo com o centro de cargas. São usadas em terrenos que apresentam uma boa taxa de trabalho e quando a carga a ser distribuída é relativamente pequena. Em geral são feitas em forma de tronco de pirâmide e amarradas umas às outras através de cintas ou vigas baldrame. Transmitem ações de um único pilar centrado, com seção não alongada. É o tipo de sapata mais freqüentemente utilizado. Tais sapatas podem apresentar bases quadradas, retangulares ou circulares, com a altura constante ou variando linearmente entre as faces do pilar à extremidade da base. As dimensões da base da sapata devem ser tais que respeitem os seguintes critérios de segurança quanto: Tensão máxima no solo; ( o quanto o solo aguenta)
  2. 2. Escorregamento. Dimensões mínimas impostas por norma: ≥ 60 cm residencias, ≥ 80 cm edificios. Corrida São elementos contínuos que acompanham a linha das paredes, as quais lhes transmitem a carga por metro linear. Para edificações cujas cargas não sejam muito grandes, como residências, pode-se utilizar alvenaria de tijolos (neste caso, confunde-se com o alicerce). Caso contrário, ou ainda para profundidades maiores do que 1,0 m, torna-se mais adequado e econômico o uso do concreto armado. Esse tipo é empregado normalmente para receber as ações verticais de muros, paredes e elementos alongados que transmitam carregamento uniformemente distribuído numa só direção. Sua dimensão é a mesma de uma laje armada em uma direção. Sua execução é de nível fácil e não é necessário muito esforço, tendo seus poços cavados até mesmo à mão, dependendo pro projeto arquitetônico, e de fundura rasa. Associada Sapatas associadas transmitem ações de dois ou mais pilares adjacentes. Normalmente seu recurso é procurado quando não é capaz, por falta de espaço ou por estarem muito próximos, a utilização de sapatas isoladas para casa um dos pilares que foram associados. Quando estão muito próximas, suas bases ficariam sobrepostas ao fazê-las isoladas em planta, nesse caso usa-se o recurso da sapata associada, recebendo as ações de dois ou mais pilares e dentro do espaço correto. Utilizadas quando há pilares muito próximos e as sapatas isoladas se sobreporiam. Além disso, podem ser necessárias quando as cargas estruturais forem grandes. Como nas sapatas isoladas, o posicionamento da peça de fundação deve respeitar o centro de cargas dos pilares. Normalmente, o centro de aplicação das cargas que chegam dos pilares estão no centro de gravidade da sapata. Para casos de carregamento uniformes e simétricas, as sapadas associadas viram uma só de base retangular e simples, mas quando as cargas dos pilares têm uma diferença muito grande, é necessária a projeção de uma sapara trapezoidal ou uma sapata retangular com balanços livres diferentes. Alavancadas No caso de sapatas de pilares de divisa ou próximos a obstáculos onde não seja possível fazer com que o centro de gravidade da sapata coincida com o centro de carga do pilar, cria-se uma viga alavanca ligada entre duas sapatas, de modo que um pilar absorva o momento resultante da excentricidade da posição do outro pilar (BRITO,1987). TIPO DE FUNDAÇÃO CARGAS (peso do prédio, da RESISTÊNCIA (tipo de solo, capacidade
  3. 3. ponte, etc.) de carga, etc.) BALDRAME Casas Térreas Solo firme e seco SAPATA Casas Térreas Solo pouco firme Sobrados Solo firme e seco ESTACA BROCA Sobrados e Prédios Baixos Solo firme STRAUSS Prédios Baixos Solo pouco firme PRÉ-MOLDADA Prédios Altos, Pontes e Viadutos Solo pouco firme ou com presença de água TIPO FRANKI Prédios Altos, Pontes e Viadutos Solo pouco firme TUBULÃO A CÉU ABERTO Prédios Altos, Pontes e Grandes Viadutos Quando o lençol freático é profundo A AR COMPRIMIDO Prédios Altos, Pontes e Grandes Viadutos Quando o lençol freático é raso ou quando a obra é dentro de rio, lagoa ou mar.

×