Aparelho geniturinário e exame físico

3.761 visualizações

Publicada em

Tudo sobre sistema geniturinário e seus exames físicos e clínicos

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.761
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
118
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aparelho geniturinário e exame físico

  1. 1. AVALIAÇÃO DO SISTEMA GENITURINÁRIO
  2. 2. INTEGRANTES LILIANE FERREIRA MARIA ALINY MARIA CLARA MARIA DAS GRAÇAS
  3. 3. SISTEMA URINÁRIO
  4. 4. SISTEMA URINÁRIO NOÇÕES DE ANATOMIA Formado por: • Rins • Ureteres • Bexiga • Uretra
  5. 5. SISTEMA URINÁRIO Corte sagital Formado por: • CORTEX • MEDULA • PELVE RENAL • GRANDES CÁLICES • CÁPSULA
  6. 6. SISTEMA URINÁRIO UNIDADES FUNCIONAIS DOS RINS – NÉFRONS Formado por: • GLOMERULO • CAPSULA DE BOWMAN • TÚBULO CONTORCIDO PROXIMAL • ALÇA DE HENLE • TÚBULO CONTORCIDO DISTAL • CANAL COLETOR
  7. 7. SISTEMA URINÁRIO FUNÇÕES • Manutenção do volume e da composição química dos líquidos corpóreos. • Depuração dos produtos químicos endógenos e exógenos. • Regulação da produção de hemácias pela síntese de eritropoietina. • Regulação do metabolismo mineral: cálcio, fósforo e magnésio.
  8. 8. SISTEMA URINÁRIO FISIOLOGIA GLOMÉRULO Filtração CAPSULA DE BROWMAN P.G>C.B. TÚBULO S RENAIS Reabsorção CANAL COLETOR Urina Ureteres Bexiga Uretra
  9. 9. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS DE DOENÇAS DO SISTEMA URINÁRIO
  10. 10. EXAME CLÍNICO ANAMNESE Uma boa historia clinica é a chave principal para o diagnóstico das doenças do sistema urinário. Pacientes com lesão renal apresenta queixas que não guardam relação direta com os rins ou trato urinário Pacientes costumam atribuir aos rins sintomas que não decorrem de lesão no sistema urinário.
  11. 11. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS Principais a manifestações de doenças no sistema urinário incluem: *Alterações da micção: Volume e ritmo urinário. *Alterações das características da urina. *Dor *Edema *Febre
  12. 12. SINAIS E SINTOMAS ALTERAÇÕES DA MICÇÃO: VOLUME E RITMO URINÁRIO POLIÚRIA: Volume urinário superior a 2.500 mL por 24 horas OLIGÚRIA E ANÚRIA: Diminuição do volume de excreção da urina DISÚRIA: Micção associada à sensação de dor, queimor ou desconforto. URGÊNCIA O E POLACIÚRIA : Necessidade súbita de urinar ou repetidas vezes NICTÚRIA OU NOCTÚRIA: Alteração no ritmo da diurese para a noite HESITAÇÃO: Intervalo maior para que apareça o jato urinário RETENÇÃO URINÁRIA: Incapacidade de esvaziar a bexiga
  13. 13. SINAIS E SINTOMAS ALTERAÇÕES DAS CARACTERÍSTICAS DA URINA COR HEMATÚRIA: PRESENÇA DE SANGUE NA URINA HEMOGLOBINÚRIA: PRESENÇA HOMOGLOBINA LIVRE NA URINA MIOGLOBINÚRIA: OCORRE PELA DESTRUIÇÃO MUSCULAR MACIÇA POR TRAUMATISMOS E QUEIMADURAS PORFIRINÚRIA: CONSEGUENCIA DA ELIMINAÇÃO DE PORFIRINAS OU SEUS PERCUSORES.URINA TURVA MAL CHEIRO ASSOCIADA A INFECÇÃO URINÁRIA , SEJA CISTITE PIELONEFRITE, OBSCESSO RENAL , PARIENTAL , URETRAL OU PROSTÁTICO *LIBERAÇÃO DE AMÔNIA *AUMENTO NA CONCENTRAÇÃO DE SOLUTO *PROCESSO INFECCIOSO *MEDICAMENTOS
  14. 14. SINAIS E SINTOMAS DOR PRINCIPAIS TIPOS: Cólica Renal Dor perinealEstrangúria Dor vesical Dor lombar e no flanco
  15. 15. SINAIS E SINTOMAS EDEMA E FEBRE EDEMA • Se difere em doenças renais agudas e crônicas. • Está associado a doenças como: • Glomerulonefrite aguda e crônica • Síndrome Nefrótica e • Insuficiência Renal Aguda e Crônica FEBRE • Em infecções agudas as principais causas são pielonefrite, cistite e prostatite. • Em infecções crônicas, a temperatura está discretamente aumentada , às vezes acompanha de calafrios
  16. 16. EXAME FISICO DO SISTEMA URINÁRIO INSPEÇÃO DO ABDOME, FLANCOS E COSTAS CONPRESSÃO DOS ANGULOS COSTOVENTRAIS PUNHO- PERCUSSÃO ESSA MANOBRA PODE PRODUZIR UMA REAÇÃO DOLOROSA
  17. 17. EXAME FISICO DO SISTEMA URINÁRIO EXAME DOS RINS • Com a palpação profunda da parede abdominal pode -se detectar pontos dolorosos quando existe infecção ou obstrução dos ureteres. • *A palpação deverá ser feita na região suprapúbica. *Toque bimanual: Será detectado tumores e cálculo de bexiga Uma das mãos explora os quadrantes superiores do abdome A outra mão espalmada empurra o flanco correspondente de baixo para cima Trazendo os rins para uma posição mais anterior EXAME DOS RINS EXAME DOS URETERES EXAME DA BEXIGA
  18. 18. EXAMES COMPLEMENTARES EXAME SIMPLES DE URINA EXAME QUANTITATIVO DA URINA PROTEINÚRIA QUANTITTIVA PROVAS DE FUNÇÃO RANAL EXAME BACTERIOLÓGICO DA URINA ULTRA-SONOGRAFIA EXAMES RADIOLÓGICOS RESSONÂNCIA MAGNÉTICA CINTILOGRAFIA RENAL BIÓPSIA RENAL ENDOSCOPIA ANGIOSCOPIA
  19. 19. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS
  20. 20. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS Decorre de processos inflamatórios dos glomérulos renais e pode ser classificado em: glomerulonefrite Aguda e crônica • Caracterizada pelo aparecimento súbito de urina escura, hipertensão arterial, edema e azetomia. • Causada por infecções bacterianas (ex:sífiles) e anticorpos circulantes que lesam a membrana glomerular GLOMERULONEFRITE AGUDA • A síndrome nefrítica pode evoluir –se durante anos,chegando a ser crônica • Em uma determinada fase da evolução as manifestações clínicas tornam-se progressivas levando o indivíduo a insuficiência renal crônica terminal GLOMERULONEFRITE CRÔNICA *SÍNDROME NEFRÍTICA*
  21. 21. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS *INFECÇÃO URINÁRIA* É uma patologia que afeta qualquer parte do aparelho urinário, desde os rins, a bexiga, até a uretra. É decorrente da presença de agentes infecciosos em alguma parte do sistema urinário PIELONEFRITE • Acomete os rins e pelve renal • Pode ser aguda ou crônica CISTITE E URETRITE • Infecção restrita à bexiga e/ou a uretra • Provoca desconforto e sensação dolorosa na região suprapúbica. PROSTATITE • Dor sacral que se acompanha e desconforto retal e testicular. • Piúria e hematúria estão presentes
  22. 22. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS *LITÍASE URINÁRIA* E a formação de concreções calculosas nos rins e vias urinárias. Em 90% dos casos são formados por sais de cálcio e os restantes 10% são formados por ácido úrico e cistina. *A ultra-sonografia e o exame de urina são indicados.
  23. 23. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS *INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA* Definida como a redução súbita da função renal levando à acumulação no sangue de produtos resultantes do metabolismo, tais com uréia, creatinina e ácido úrico Classificada em 3 categorias INSUFICIÊNCIA FUNCIONAL OU PRE-RENAL: Causada principalmente pela redução de líquidos extracelular ou do volume sanguíneo circulante INSUFICIÊNCIA ORGÂNICA OU RENAL: Causada pela necrose tubular INSUFICIENCIA OBSTRUTIVA OU PÓS- RENAL: Causada por obstrução do trato urinário
  24. 24. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS *INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA* Chama-se insuficiência renal crônica o quadro clínico decorrente da perda progressiva e irreversível da função renal CAUSAS MAIS FREQUENTES • DIABETES MELLITUS • HIPERTENSÃO ARTERIAL • GLOMERULONEFRITES • DOENÇAS CISTICAS DOS RINS SISTOMAS • FRAQUEZA • FADIGA FÁCIL • EDEMA • PELE FACILMENTE ESCORIÁVEL • ANOREXIA • ETC. SINAIS • APARENCIA DEBILITADA • PALIDEZ • HALITO COM ODOR DE URINA • HIPERTENSÃO FREQUENTE • ENTRE OUTROS.
  25. 25. DOENÇAS DOS RINS E DAS VIAS URINÁRIAS *NEOPLASIA DOS RINS E DO SISTEMA URINÁRIO* PODEM SER BENIGNAS OU MALIGNAS BENIGNAS • Adenoma renal é a neoplasia benigna mais comum. Em geral é assintomática. Pode ser detectada pela ultra-sonografia, urografia excretora ou tomografia computadorizada. MALIGNAS • Os Adenocarcinoma renal são umas das principais neoplasias malignas dos rins. Acometem principalmente adultos, sendo raro em crianças
  26. 26. ORGÃOS GENITAIS MASCULINO
  27. 27. ORGÃOS GENITAIS MASCULINO NOÇÕES DE ANATOMIA Formado por: ORGÃO GENITAIS EXTERNOS: Pênis, bolsa escrotal,testículos, cordões espermáticos, canais deferentes e uretra(também pertence ao interno) ORGÃO GENITAIS INTERNOS: Próstata e pelas vesículas seminais,uretra, além da bexiga
  28. 28. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS DE DOENÇAS DOS GENITAIS MASCULINO
  29. 29. EXAME CLÍNICO ANAMNESE ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇAO NA ANAMNESE • Existem doenças que incidem preferencialmente ou exclusivamente com a idade IDADE • Algumas profissões são causadores de doenças no sistema genital masculino. PROFISSÃO
  30. 30. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS HEMATÚRIA: Presença de hemácia na urina RETENÇÃO URINÁRIA: E a incapacidade de esvaziar parcialmente ou totalmente a bexiga  PRIAPISMO: Ereção prolongada, persistente e dolorosa, sem desejo sexual. HEMOSPERMIA: Presença de sangue no esperma. CORRIMENTO URETRAL: Presença de uma secreção que sai pelo meato da uretra. DISTÚRBIOS SEXUAIS: Disfunção erétil, ejaculação precoce, ausência de ejaculação e anorgasmia .
  31. 31. , EXAME FISICO EXAME DO PÊNIS E BOLSA ESCROTAL PÊNIS • Inspeção : Diagnosticar lesões, anomalias congênitas , fimose e etc. • Retrair completamente o prepúcio; investigar diâmetro, fazer palpação para verificar áreas de endurecimento e processos inflamatórios. BOLSA ESCROTAL • Investiga-se a forma, tamanho , características da pele e aspectos vasculares, coloração, flacidez e ulcerações • Palpe testículos e epidídimos
  32. 32. TOQUE RETAL • Posição de sims ou lateral esquerda • Paciente deve esvaziar a bexiga ao máximo • Inspeciona-se a região anuperineal • *Introduz o do dedo em movimentos lentos e rotatórios EXAME DE PRÓSTATA • Com a finalidade de analisar o tamanho, a consistência, a superfície, os contornos, o sulco mediano e a mobilidade da próstata. EXAME FÍSICO TOQUE RETAL E EXAME DE PRÓTATA
  33. 33. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINO PRINCIPAIS DOENÇAS DO PÊNIS FIMOSE • É uma afecção na qual o orifício prepucial é tão pequeno que não consegue expor a glande. • A fimose pode constituir- se num fator de irritação crônica, que conduz ao aparecimento de carcinoma de pênis
  34. 34. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINO PRINCIPAIS DOENÇAS DO PÊNIS BALANITE E POSTITE • Balanite é uma inflamação da glande,e postite é uma inflamação do prepúcio. • Ambas podem causar distúrbios miccionais, e até corrimento uretral profundo. • Ocorre geralmente por falta de higiene.
  35. 35. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINO PRINCIPAIS DOENÇAS DO PÊNIS DOENÇA DE PEYRONIE • É caracterizada pela anormalidade na curvatura do pênis, quando ele está ereto. • Se não for tratada, pode levar à disfunção erétil e, nesse caso, a cirurgia é o único tratamento
  36. 36. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINO PRINCIPAIS DOENÇAS DOS TESTÍCULOS ANORQUIA • É ausência congênita de testículos.
  37. 37. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINO PRINCIPAIS DOENÇAS DOS TESTÍCULOS HIDROCELE • É o acúmulo de líquido seroso no interior da túnica vaginal do testículo.
  38. 38. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS MASCULINOS INFECÇÕES DOS ORGÃO SEXUAIS MASCULINOS GONORRÉIA • Doença de distribuição universal quase sempre de origem venérea • Nas manifestações clínicas apresenta ardência, dor em pontada durante a micção. SÍFILIS • Doença sexualmente transmissível, que quando não tratada, atinge quase todos os órgãos. • Pode ser classificada em: primária, secundária, latente e terciária
  39. 39. ORGÃOS GENITAIS FEMININOS
  40. 40. ORGÃOS GENITAIS FEMININOS NOÇÕES DE ANATOMIA Formado por: • GENITÁLIA EXTERNA: Vulva, monte de Vênus, grandes lábios, pequenos lábios e glitóris. • GENITÁLIA INTERNA: Vagina, útero, as tubas e os ovários
  41. 41. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS DE DOENÇAS DOS GENITAIS FEMININOS
  42. 42. EXAME CLÍNICO ANAMNESE *Constitui o passo inicial e básico do relacionamento Enfermeiro/paci ente. *Deve-se ter flexibilidade no momento do interrogatório. *Logo após o interrogatório sobre a história da doença, é indispensável o conhecimento dos antecedentes fisiológicos da paciente, principalmente sobre o ciclo menstrual. Deve-se anotar a data da ultima menstruação , o início da atividade sexual, o numero de gestações e as épocas dos últimos partos ou abortos da paciente.
  43. 43. EXAME CLÍNICO SINAIS E SINTOMAS *HEMORRAGIAS: Quaisquer sangramentos sem características de menstruação normal são chamados de hemorragias; *DISTÚRBIOS MENSTRUAIS: O ciclo menstrual pode apresentar anormalidade quanto ao intervalo entre os fluxos, à duração e a intensidade; *DISMENORRÉIA: Significa menstruação difícil,envolve uma serie de queixas dolorosas. Pode ser primária ou secundária. *TENSÃO PRE-MENSTRUAL: Conjunto de sintomas que surgem na segunda metade do ciclo menstrual e desaparecem com a ocorrência da menstruação; *CORRIMENTO: Alterações nas características da secreção normal, que tem aspecto de “catarro flúido” ou “clara de ovo”. *DISTÚRBIOS SEXUAIS: Principais distúrbios sexuais na mulher são a dispareunia e a disfunção sexual, tambem denominada de frigidez.
  44. 44. EXAME FÍSICO EXAME DO ABDOME Exame realizado com a paciente deitada. Na inspeção do abdome Avalia-se sua forma, abaulamen to, pêlos, marcas e manchas, lesões e etc. Palpação do abdome deve ser realizada longe da área dolorosa , avaliando-se: espessura, dor provocada, tumor, tensão da parede do abdome e ruídos hidroaéreos. A percussão,inv estigam-se zonas de macicez e timpanismo, presença de ascite. Na ausculta pesquisa- se ruídos hidroaéreo s e a presença de sopros.
  45. 45. EXAME FÍSICO EXAME DA GENITÁLIA Constitui a parte principal do exame ginecológico. A paciente deve ser colocada em posição ginecológica ou litotômica. *O examinador coloca-se as pernas da paciente. *A presença de um bom foco luminoso é indispensável À inspeção em repouso investiga- se a vulva, o períneo e o ânus Exame especular: será feita a coleta do material para exame citológico, bacteriológico entre outros. Toque vaginal: pode ser unidigital, bidigital, toque combinado e corpo do útero.
  46. 46. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS FEMININOS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS CONDILOMA ACUMINADO(HPV): •O condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista, é uma DST causada pelo Papilomavírus humano (HPV). •Produz secreção purulenta, sangramento e dor. HERPES GENITAL: transmitida por vírus e que ataca a pele ou as membranas mucosas dos genitais. Nos primeiros dias após o contágio, a pessoa infectada pode apresentar sintomas muito parecidos com os da gripe.
  47. 47. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS FEMININOS NEOPLASIAS •O câncer de vulva: é o que surge em uma das partes da vulva. O tipo mais comum de câncer é o carcinoma espinocelular. •O sintoma mais frequente é uma ferida que não cicatriza. Pode começar como um pequeno caroço, ou uma mancha que vai aumentando e vira ferida, ou mesmo uma coceira de longos anos que se torna uma ferida. NEOPLASIAS ANEXIAIS: Compreendem as neoplasias na tuba e no ovário. Podem ser malignas ou benignas, sendo as malignas, só cerca de 1%
  48. 48. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS FEMININOS IMPERFURÇÃO DO HÍMEN •É uma alteração congênita, geralmente diagnostica na puberdade, após a primeira menstruação. •Ao exame ginecológico , observa-se abaulamento da membrana do hímenimperfurável.
  49. 49. DOENÇAS DOS ORGÃOS GENITAIS FEMININOS IMPERFURÇÃO DO HÍMEN FÍSTULAS VAGINAIS: São passagens anormais de um órgão para a superfície de um outro órgão. Suas causas mais frequentes são por processos inflamatórios e traumatismos.
  50. 50. DÚVIDAS: EMAIL: enfermagem2014.1.1@hotmail.com OBRIGADA!

×