Planejamento de obra aula 45 e 46

734 visualizações

Publicada em

Aula de Planejamento de Obras: O canteiro de obras e as áreas para materiais não-perecíveis (agregados, blocos e tijolos, madeiras, aços e tubos), construções provisórias (escritório e almoxarifado).

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
734
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
81
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento de obra aula 45 e 46

  1. 1. Profª Aline Cristina Souza dos Santos aline.engenheira@hotmail.com GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO E CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SECITEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE SINOP
  2. 2. ELEMENTOS DE CANTEIRO 1 - TERRAPLENAGEM 2 - FECHAMENTO DA OBRA 3 - LIGAÇÕES PROVISÓRIAS 4 - ÁREAS PARA MATERIAIS NÃO PERECÍVEIS 5 - CONSTRUÇÕES PROVISÓRIAS 6 - DISTRIBUIÇÃO DE MÁQUINAS 7 - CIRCULAÇÃO 8 - GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS
  3. 3. 3 – LIGAÇÕES PROVISÓRIAS ENERGIA ELÉTRICA •NR-10 : SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE •NR-18 : CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
  4. 4. CUIDADOS COM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM CANTEIRO  Consultar concessionárias a respeito do padrão de entrada  Verificar potência dos equipamentos: serras, bombas, elevadores, betoneiras, vibradores, etc  Para redes aéreas = Altura > 6,0 m  Postes devem estar bem firmes no terreno  Sempre contratar um eletricista para executar as instalações provisórias do canteiro
  5. 5. 4 – ÁREAS PARA MATERIAIS NÃO PERECÍVEIS MATERIAIS NÃO-PERECÍVEIS: • AGREGADOS • TIJOLOS OU BLOCOS • MADEIRAS • AÇO (Ferragens) • TUBOS (Canos) • MATERIAIS MIÚDOS (Pregos, conexões e peças de acabamento)
  6. 6. AGREGADOS  Preveja um local de fácil acesso à descarga e próximo ao local de uso  Não misture granulometrias diferentes  Para evitar contaminação, não deposite diretamente no solo, mas sobre plástico ou lona  Caso as baias se localizem em local descoberto, sujeito a chuva e/ou queda de materiais, deve ser colocado um telheiro de zinco ou uma lona plástica sobre as mesmas
  7. 7. AGREGADOS No caso da areia e brita as baias tem dimensões usuais de 3,00m x 3,00m x 1,20m
  8. 8. TIJOLOS OU BLOCOS  O local de estoque deve estar limpo e nivelado, de modo que esteja garantida a estabilidade das pilhas;  Os blocos e tijolos devem ser separados por tipo;  As pilhas devem possuir no máximo 1,40 m de altura;  O estoque deve estar situado em local coberto ou então possuir cobertura com lona plástica, a fim de diminuir as variações dimensionais dos materiais;
  9. 9. TIJOLOS OU BLOCOS
  10. 10. TIJOLOS OU BLOCOS
  11. 11. MADEIRA  Armazenar em local coberto e ventilado, e apropriado para evitar ação água, extravio ou roubo. Armazenar sobre pontaletes de madeira.  Evitar batidas ou riscos que danifiquem o material  Área com comprimento mínimo de 6m
  12. 12. AÇO (FERRAGENS)  Armazenar sobre caibros, pontaletes ou metalon evitando contato direto com o solo.  Em caso de longos períodos de estocagem cobrir com lona plástica.  Armazenar o mais próximo possível das bancadas de corte e/ou dobra.  Estocar recortes e sobras em locais específicos.  Área com dimensão mínima de 15 m de comprimento.  Em canteiros com restrições de espaço, recomenda-se estocar as barras em ganchos fixados nas paredes
  13. 13. TUBOS  Quando estocados por longos períodos, devem permanecer ao abrigo do sol  Devem ser armazenados separados por tipo de peça, de juntas e por diâmetro, com identificação  Não devem ter contato com o solo
  14. 14. TUBOS SOLDÁVEIS  Constituem tubos e conexões de PVC (cloreto de polivinila) utilizados em linhas hidráulicas com junta soldável  Cor: Marrom  Bitolas (mm): 20, 25, 32, 40, 50, 60, 75, 85, 110
  15. 15. TUBOS ROSCÁVEIS  Constituem tubos e conexões de PVC (cloreto de polivinila) utilizados em linhas hidráulicas com junta roscável  Cor: Branca  Bitolas (pol): 1/2” , 3/4” , 1” , 1. 1/4” , 1. 1/2” e 2”
  16. 16. 5 – CONSTRUÇÕES PROVISÓRIAS  Utilizar materiais com possibilidade de reaproveitamento, por exemplo madeira compensada resinada;  O uso de alvenaria ou materiais duráveis deve ser feito apenas quando a finalidade assim justificar. Portaria Escritório Almoxarifado Alojamento Refeitório Vestiário Sanitários Oficinas
  17. 17. 5 – CONSTRUÇÕES PROVISÓRIAS Escritórios • Controle da obra pelo técnico ou engenheiro responsável • Armazenamento de documentos, projetos e licenças da obra
  18. 18. ALMOXARIFADO Ambiente coberto e com piso não- natural Dimensionado de acordo com o porte da obra (volume de materiais e equipamentos) O ideal é que fique próximo de três locais, com a seguinte prioridade: • Descarga dos caminhões • Elevador de carga • Escritório Estocagem de materiais perecíveis, equipamentos e ferramentas
  19. 19. ALMOXARIFADO Alguns materiais exigem a prática do PEPS
  20. 20. REFERÊNCIAS AZEREDO, Hélio Alves de. Edifício até sua cobertura. 2. Ed. São Paulo: Edgard Blücher Ltda. 1997. BORGES, Alberto de Campos; LEITE, Jaime Lopes; MONTEFUSCO, Elizabeth. Prática das pequenas construções, Volume 1. 8. Ed. rev e ampl. – São Paulo: Edgard Blücher, 2004. VARALLA, Ruy. Planejamento e controle de obras. Coleção primeiros passos da qualidade no canteiro de obras – São Paulo: O Nome da Rosa, 2003.

×