Gravidez na adolescencia

55.214 visualizações

Publicada em

2 comentários
60 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
55.214
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3.214
Comentários
2
Gostaram
60
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gravidez na adolescencia

  1. 1. Centro de Referência da Assistência Social CRAS II
  2. 2. Adolescência ○ Fase do desenvolvimento humano caracterizada por múltiplas transformações físicas e psicológicas. ○ OMS: Compreende o período dos 10 aos 20 anos incompletos. ○ ECA: Compreende o período dos 12 aos 18 anos. ○ Formação de identidade e autonomia. ○ Fase onde surgem as dúvidas e incertezas, como também é o momento onde se afloram as capacidades de criar, experimentar e produzir.
  3. 3. Adolescência como oportunidade de: ○ Descobertas sobre si mesmo: autoconhecimento. ○ Descobertas da sexualidade. ○ Descoberta dos vínculos afetivos. ○ Maior independência. ○ Troca de informação e conhecimento.
  4. 4. Adolescência como desafio: Indicadores com relação à saúde e bem-estar dos jovens: ○ Uso de álcool, tabaco e drogas psicoativas; ○ Violência dentro e fora de casa; ○ Abandono da escola; ○ Trabalho precoce; ○ Doenças sexualmente transmissíveis; ○ Altos índices de gravidez precoce.
  5. 5. Socialmente, a gravidez na adolescência é encarada como: •Prejudicial à vida do/a adolescente; •Um problema de saúde pública; •Problema para a mãe e para a criança; •Gravidez de risco; •Paternidade irresponsável. Como a Gravidez na Adolescência é vista hoje:
  6. 6. •Quando se trata de uma adolescente, às mudanças emocionais e físicas, são acrescidas questões de ordem psicossocial e ainda de falta de apoio, as quais podem tornar a gravidez numa experiência traumática, num problema emocional e de saúde, e de promotor de exclusão social. •A adolescente deverá possuir conhecimento que lhe permita compreender a maternidade e aceitar as mudanças corporais inerentes. Para isso, deverá ser inserida em um programa de cuidados pré-natais adequados. Por quê é tão difícil ser adolescente e estar grávida?
  7. 7.  Dificuldade na relação com os pais: desapontamento, culpas e acusações poderão ocorrer quando da chegada da notícia.  Dificuldade na relação consigo mesma, na integração da gravidez e da expectativa da maternidade nos seus projetos e interesses de adolescente.  Receio de possíveis alterações no relacionamento com o namorado.  Dificuldade em conseguir gerir a relação com seu grupo de amigos. Principais queixas apresentadas pelas jovens grávidas:
  8. 8. Qual a forma de tornar esta situação mais fácil?  Se a família e as pessoas mais próximas da adolescente que engravida forem capazes de acolher o novo fato com compreensão, harmonia e respeito, a gravidez tem maior possibilidade de ser levada a termo sem grandes transtornos. A jovem deverá ser apoiada na tomada de decisões de um modo coerente, consciente e realista.O bem estar afetivo é muito importante para a jovem grávida e para seu bebê. Além disso, uma vez que a gravidez se faz a dois, o jovem pai também deve ser agente na tomada de decisão.
  9. 9.  Fatores individuais;  Fatores familiares;  Fatores ligados ao companheiro e ao relacionamento romântico;  Fatores comunitários e culturais. Fatores associados à Gravidez na Adolescência:
  10. 10.  Falta de utilização ou utilização incorreta dos métodos contraceptivos;  Repetir padrões de comportamento;  Privação de informações sobre sexo e gravidez por parte dos pais ou responsáveis;  Escolarização;  Influência dos meios de comunicação. “ Isso nunca vai acontecer comigo!” Principais causas da Gravidez na Adolescência
  11. 11.  Primeira relação sexual;  Virgindade;  Masturbação;  Prevenção de DST;  Ficar X Namorar Sexualidade X Gravidez
  12. 12.  Ter o bebê;  Casar;  Dar o bebê para a adoção;  Abortar;  Permanecer ou não em casa. Opções “colocadas” âs adolescentes gestantes:
  13. 13.  Como o aborto além de crime é um tabu, ela pode deixar de consultar um médico, por medo do julgamento moral ou que ele conte para os pais, e procurar métodos e clínicas clandestinos, influenciada e ajudada pelas amigas ou pelo namorado.  A adolescente só procura o hospital quando já fez o aborto e não é raro estar há dias com hemorragia ou uma infecção que pode levar à esterilidade e até à morte.  Do ponto de vista psicológico, as conseqüências do aborto também são mais graves em adolescentes, já que elas não têm a estrutura psicológica de uma mulher adulta. A culpa, o medo e o sofrimento são intensos e podem ter consequencias graves. Consequências do Aborto:
  14. 14. A iniciação sexual dos adolescentes brasileiros ocorre cada vez mais cedo. - No caso dos meninos, metade deles tem a primeira relação antes dos 15 anos; - No Brasil, à partir de 2000 dobrou o número de jovens que tiveram sua primeira relação sexual entre os 15 e 19 anos; - O início é mais precoce nos bairros pobres. Dados:
  15. 15. 14 milhões de adolescentes no mundo tornam-se mães a cada ano. - Desde 2000, o número de adolescentes grávidas entre 15 e 19 anos aumentou 15%. - O que significou cerca de 700 mil meninas se tornam mães a cada ano no Brasil. - Em 2000, dos 2,5 milhões de partos realizados em hospitais públicos no país, 27,5% (689 mil) eram de adolescentes.
  16. 16. Serviços ofertados no município para crianças e adolescentes: ○ Centro de Referência de Assistência Social – CRAS II; ○ Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS; ○ Conselho Tutelar – CT; ○ PROJOVEM Adolescente; ○ Grupamento Infanto Juvenil Tiradentes.
  17. 17. O Adolescente A vida é tão bela que chega a dar medo  Não o medo que paralisa e gela,  estátua súbita, mas  esse medo fascinante e fremente de curiosidade que faz  o jovem felino seguir para a frente farejando o vento  ao sair, pela primeira vez da gruta,  Medo que ofusca: luz  Cumplicemente as folhas contam-te um segredo  velho como o mundo  Adolescente, olha! A vida é nova!  A vida é nova e anda nua  vestida apenas com o teu desejo! (Mário Quintana)
  18. 18. Obrigada pela Atenção!

×