Aula 1 - Química geral

241 visualizações

Publicada em

Aula de química geral.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1 - Química geral

  1. 1. Química geral Alicya Alves
  2. 2. “Matéria é tudo o que tem massa e ocupa espaço.”  A matéria pode ser líquida, sólida ou gasosa. São exemplos de matéria: papel, madeira, ar, água, pedra.  A Substância – possui uma composição característica, determinada e um conjunto definido de propriedades.  Pode ser simples (formada por só um elemento químico) ou composta (formada por vários elementos químicos).
  3. 3.  Exemplos de substância simples: ouro, mercúrio, ferro, zinco.  Exemplos de substância composta: água, açúcar (sacarose), sal de cozinha (cloreto de sódio). As substâncias químicas podem ser classificadas de duas formas: quanto ao tipo de ligação que as forma e quanto ao número de elementos químicos que participam na ligação.
  4. 4.  Quanto ao tipo de ligação: As substâncias iônicas têm elevados pontos de ebulição e fusão; muitas delas, ao serem dissolvidas na água, têm os seus íons separados por ação da água num processo chamado dissociação iônica; conduzem corrente elétrica em solução aquosa. As substâncias moleculares são formadas exclusivamente por ligações covalentes. Em geral, tem baixa temperatura de ebulição e de fusão. A maioria delas não conduz eletricidade em solução aquosa. Formam moléculas.
  5. 5. As substâncias metálicas são formadas exclusivamente por ligações metálicas. Exemplos: Ferro (Fe), Prata (Ag), Ouro (Au), Alumínio (Al).  Quanto ao número de elementos químicos: As substâncias podem ser classificadas como simples ou compostas. Substância Simples é aquela formada por um único elemento químico. Ex) Ca (Cálcio) H² (Gás hidrogênio) Substância Composta é aquela formada por mais de um tipo de elemento químico. Ex) NaCl (Cloreto de sódio)
  6. 6. Fusão – mudança do estado sólido para o líquido. Vaporização – mudança do estado líquido para o gasoso. Liquefação ou Condensação – mudança do estado gasoso para o líquido. Solidificação – mudança do estado líquido para o sólido. Sublimação – mudança do estado sólido para o gasoso e vice-versa.
  7. 7.  A fusão obedece a algumas leis: - uma determinada substância funde-se sempre na mesma temperatura, em determinada pressão. Essa temperatura é o ponto de fusão (PF) A água se funde a 0ºC e o ferro a 1500°C. - durante a fusão, a temperatura permanece constante, ou seja, não é alterada. - durante a fusão, as substâncias aumentam de volume, exceto a água, ferro e a prata. A temperatura em que uma substância começa a se solidificar é a mesma que ela começa a se fundir. O ponto de solidificação é o mesmo que o ponto de fusão. A mudança da fase líquida para gasosa é dada de três maneiras. A evaporação é um processo mais lento que ocorre sem temperatura e pressão determinada. A ebulição é um processo rápido e depende de cada substância que possui a sua temperatura e pressão já determinada. É caracterizada pelo aparecimento de grande quantidade de bolhas. A ebulição obedece à algumas leis: - as substância entram em ebulição sempre na mesma temperatura. - durante a ebulição, a temperatura segue inalterada. Usamos o termo liquefação para indicar o aumento de pressão, transformando o sólido em gás. A sublimação é um processo desencadeado a partir de uma temperatura e pressão determinadas e não passa pela fase líquida.
  8. 8. Alotropia é a propriedade que alguns elementos químicos têm de formar uma ou mais substâncias simples diferentes. São alótropos: carbono, oxigênio, fósforo e enxofre. O carbono possui dois alótropos: o diamante e o grafite. O oxigênio tem dois alótropos, formando duas substâncias simples: o gás oxigênio (O2) e o gás ozônio (O3).
  9. 9.  Mistura– são duas ou mais substâncias agrupadas, onde a composição é variável e suas propriedades também. Mistura Homogênea – é formada por apenas uma fase. Não se consegue diferencias a substância. Mistura Heterogênea – é formada por duas ou mais fases. As substâncias podem ser diferenciadas a olho nu ou pelo microscópio. Os sistemas monofásicos são as misturas homogêneas. Os sistemas polifásicos são as misturas heterogêneas. Os sistemas homogêneos, quando formados por duas ou mais substâncias miscíveis (que se misturam) umas nas outras chamamos de soluções
  10. 10.  Decantação → Permite a separação de líquidos imiscíveis (que não se misturam) ou um sólido precipitado num líquido. Exemplos: água e areia e água e óleo vegetal.  Filtração → É usado para separar um sólido de um líquido ou sólido de um gás, mesmo que o sólido se apresente em suspensão.  Centrifugação → É usado para separar líquidos não miscíveis (que não se misturam) ou um líquido de um sólido insolúvel em suspensão.
  11. 11. Cristaização → Separa um sólido cristalino de uma solução. Destilação → Separa líquido(s) de sólido(s) dissolvidos ou líquido(s) de líquido(s). Destilação fracionada → É um método de separação de líquidos que participem de mistura homogênea ou heterogênea. Quanto mais distantes forem os pontos de ebulição destes líquidos, mais eficiente será o processo de destilação. Cromatografia → Para separar substâncias com diferentes solubilidades num determinado soluto.
  12. 12. Separação magnética: Consegue separar componentes que tenham propriedades magnéticas dos que não as possuem. Catação: Usada para separação de sistemas sólido-sólido. Peneiração: Também conhecida como tamisação, este método é usado na separação de sistemas sólido-sólido, onde um dos dois componentes apresente granulometria que permita que o mesmo fique preso nas malhas de uma peneira.
  13. 13. Levigação :A água corrente arrasta o componente menos denso e o mais denso deposita-se no fundo do recipiente. Evaporação :Método de separação de misturas sólido-líquido por evaporação do solvente, também conhecido como cristalização. Em recipiente aberto, simplesmente permite-se que o solvente evapore, deixando o sólido. Nas salinas, o sal é obtido a partir da água do mar através deste processo.
  14. 14. Fim.

×