31 c amazonia

622 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
622
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
160
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

31 c amazonia

  1. 1. VEGETAÇÃO Devido à grande quantidade de calor e umidade a cobertura vegetalpresente apresenta uma complexa e rica diversidade na composição daflora do Estado do Amazonas. A Floresta Amazônica, que é consideradaa maior do planeta, se encontra no Estado. Após anos de pesquisas ficouconstatado que a Floresta Amazônica sofre variações, portanto, pode serclassificada de acordo com as características particulares dedeterminados locais, desse modo, os principais tipos de composiçãovegetativa são Mata de Igapó, Mata de Várzea e Mata de Terra Firme. De acordo com a classificação do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografiae Estatística) a Floresta Amazônica está classificada em: FlorestaOmbrófila Densa (Floresta Pluvial Tropical), Floresta Ombrófila Aberta(Floresta de Transição), Savana, Cerrado, Campo, Campinarana,formações Pioneiras de influência fluvial (vegetação aluvial) e Área detensão Ecológica.
  2. 2. MATAS DE IGAPÓ As Matas de Igapó estão localizadas nasáreas de inundação permanente, com solose águasácidas. A vegetação é perenifólia ( não perdeas folhas durante o ano ), com ramificaçõesbaixas edensas, de até 20 m de altura, repleta dearbustos, cipós e epífitas. Aí destacam-seespécies como o Arapati, a Mamorana e aVitória Régia.
  3. 3. MATAS DE VÁRZEA As Matas de Várzea localizam-se nas áreasde inundação periódica, junto aos rios deágua branca. Sua composição florística variade acordo com o período de inundação etambém pode apresentar espécies de maiorporte, como a Seringueira e o Pau Mulato.
  4. 4. MATAS DE TERRA FIRME As Matas de Terra Firme estão nas áreas maiselevadas, que não são atingidas pelasinundaçõesamazônicas. Aí encontram-se as árvores degrande porte, com 60 a 65m de altura. A florestaé compacta, perenifólia e hidrófila; o dossel(conjunto das copas das árvores ) é contínuo eoambiente é úmido e escuro. Nesse estratopodem ser encontradas as Castanheiras, oCaucho, aSapucaia, o Cedro e a Maçaranduba.
  5. 5. FAUNA E FLORA A Amazônia é conhecida por sua grande diversidade biológica, composta porflorestas tropicais que embora representem 7% da superfície seca da Terra,concentram aproximadamente 60% de todas as espécies de animais e vegetaisdo planeta. Por ter tão grande diversidade, ainda não foi possível conhecer todosos seres vivos que nela habitam. Apesar de tanta riqueza, pelo contrário do que a maioria pensa, o solo da florestaamazônica é infértil para plantas usadas na agricultura, pois os nutrientesminerais encontram-se quase totalmente na biomassa vegetal, assim ficandouma pequena quantidade no solo, sobretudo na camada superficial de húmus.A fauna é muito rica, onde a onça é o principal predador da floresta amazônica,sendo o animal que representa esse exuberante ecossistema. Há também antas,caititus, primatas, capivaras, cervídeos, uma das maiores concentrações de avesdo mundo, principalmente, araras, papagaios e aves de rapina, a fauna aquáticaapresenta uma grande variedade de peixes, mamíferos, jacarés, e ainda a maisextraordinária reunião de insetos do planeta. Acima das árvores, se encontram osmacacos, os saguis, as jaguatiricas, os gatos-do-mato, lagartos, araras,papagaios, tucanos e muitos outros que se especializaram nesse habitat, acimado solo.
  6. 6. RELEVO A estrutura geológica presente na região da FlorestaAmazônica é oriunda de fenômenos geológicos ocorridos aolongo de milhões de anos que consolidou a formação dedepressões e planícies, que são característicaspredominantes em praticamente todos estados que fazemparte da Amazônia. Diante dessas informações, segundo aclassificação do Geógrafo Jurandir Ross, o Estado doAmazonas explicita as seguintes variações de relevo:- Depressão da Amazônia Ocidental.- Depressão Marginal Norte-Amazônica.- Depressão Marginal Sul-Amazônica.- Planaltos Residuais Norte-Amazônicos.- Planícies do Rio Amazonas.- Planalto da Amazônia Oriental.
  7. 7. CLIMA No Brasil, o clima predominante é o tropical, já noEstado do Amazonas o que prevalece é o equatorial,proveniente da proximidade com a linha do Equador. Oclima Equatorial é caracterizado por elevadastemperaturas e altos índices pluviométricos, isso édecorrente das altas temperaturas que provocam umagrande evaporação e que mais tarde se transformamem chuvas.As estações do ano são distintas e uma amplitudetérmica anual alta. As chuvas são periódicas e bemdistribuídas ao longo do ano. A temperatura média noEstado atinge 31,4ºC, os índices pluviométricos variamde 1.750 mm e 3.652mm e a umidade relativa do aranualmente varia de 80 a 90%. A estação seca decorreem um curto espaço de tempo, nessa época os índicespluviométricos chegam a 60 mm mensais.
  8. 8. CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS Nos dias atuais é grande a devastação ambiental na Amazônia – queimadas,desmatamentos, extinção de espécies, etc. – fazem com que a região e omundo preocupe-se com seu futuro, pois se trata da maior reserva florestal doglobo. Ecologicamente a Amazônia está correndo muito perigo, devido aogrande atrativo econômico natural que é encontrado nesta região, o equilíbrioé colocado muitas vezes em risco. A exploração descontrolada faz com queas ideologias conservacionistas sejam deixadas de lado. As indústriasmineradoras geram consequências incalculáveis ao ambiente e nos rios sãodespejados muitos produtos químicos para esta exploração. A agriculturatorna áreas de vegetação em solos de fácil erosividade e em resposta a tudoisso, gera-se um efeito “dominó” no meio ambiente, onde um é responsável enecessário para o outro. São poucas as atividades econômicas que nãoagridem a natureza. A extração da borracha, por exemplo, era uma economiaviável ecologicamente, pois necessitava da floresta para o crescimento dasseringueiras. Mas atualmente, esta exploração é quase rara, devido à falta deindústrias consumidoras. Nesse sentido, deverão ser tomadas medidas deaprimoramento nas explorações existentes nesta região, para que deixem decausar imensas sequelas ao ambiente natural.

×