SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE CUBA




                  Ano letivo 2011/2012
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
                         DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO
                CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL

                              Escola Básica Fialho de Almeida


Introdução


O projeto da Promoção e Educação para a Saúde pretende promover a saúde
no meio escolar e intervir de forma a criar condições para ouvir e conhecer os
problemas dos intervenientes da comunidade escolar, nomeadamente, os
alunos, pais/encarregados de educação, professores e auxiliares de ação
educativa de forma a facilitar o diálogo entre os mesmos no processo
educativo.
A Saúde Escolar é o referencial do sistema de saúde para o processo de
promoção da saúde na escola, que deve desenvolver competências na
comunidade educativa que lhe permita melhorar o seu nível de bem-estar
físico, mental e social e contribuir para a melhoria da sua qualidade de vida.
O quadro legislativo atual, torna obrigatória a inclusão da Promoção e
Educação para a Saúde, como área de formação global do indivíduo, nos
Projetos Curriculares das Escolas e das Turmas, na vivência de um currículo
aberto, trabalhado em toda a escola.
A Educação para a Saúde, está prevista, pelo menos desde 1998, tendo a sua
operacionalização sido facilitada pela legislação posterior que define as áreas
curriculares não disciplinares, no âmbito da formação pessoal e social, desde o
1º ao 9º ano de escolaridade (Decreto-Lei nº 6/2001, de 18 de janeiro). Sugere-
se uma intervenção preferencialmente preventiva, com ênfase no envolvimento
e participação das crianças e adolescentes, e com especial destaque na
colaboração com as famílias. Deste modo, o Projeto Educativo da
Escola/Agrupamento deve integrar estratégias de promoção da saúde, tanto no
desenvolvimento do currículo, como na organização de atividades de
enriquecimento curricular, favorecendo a articulação escola – família, e
dinamizar parcerias com entidades externas à escola, nomeadamente com o
Centro de Saúde.
O Despacho nº 25 995/2005 e o edital da DGIDC de 2 de fevereiro de 2006
enquadram o desenvolvimento de um processo de implementação de

                              Projeto de Educação para a Saúde
                                          2011/2012
                                                                                Página 2 de 24
programas e projetos sobre “Educação para a Saúde” nas escolas, nos quais
se inclui uma componente de Educação Sexual. Este despacho é reforçado
pelos relatórios produzidos pelo Grupo de Trabalho para a Educação Sexual,
que estabelecem orientações específicas para a efetiva concretização da
implementação desta área nas escolas. Assim, a Educação Sexual como
componente da Educação para a Saúde, deve ser considerada como área de
formação global no Projeto Educativo, como área de formação pessoal e social
nos Projetos Curriculares de Escola e de Turma, no sentido mais lato de
integração curricular, quer no campo específico das disciplinas dos planos
curriculares em vigor, quer no conjunto das atividades constantes das áreas
curriculares não disciplinares e das atividades de enriquecimento curricular.


Finalidades do Projeto


- Desenvolver a consciência cívica de toda a comunidade como elemento
fundamental no processo de formação de cidadãos responsáveis, ativos e
intervenientes.
- Consciencializar os alunos para a importância da aquisição de valores /
atitudes, com vista à sua integração na sociedade.
- Fomentar o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos
desejamos e devemos promover.
- Sensibilizar os diversos agentes da comunidade educativa para a
necessidade da Educação para a Saúde e da Educação Sexual, fomentando a
sua adesão e envolvimento neste projeto.
- Fomentar hábitos de vida saudável.
- Estimular o apreço pelo seu próprio corpo e pela conquista da saúde
individual.
- Promover uma cultura de respeito e responsabilidade no campo da
sexualidade.
- Promover a relação Escola – Família, Escola – Centro de Saúde e/ou outras
instituições/recursos comunitários.
- Desenvolver as vertentes de pesquisa e intervenção, promovendo a
articulação dos diferentes conhecimentos disciplinares e não disciplinares.

                            Projeto de Educação para a Saúde
                                        2011/2012
                                                                      Página 3 de 24
Metodologia


A Educação para a Saúde, será efetuada numa perspetiva interdisciplinar,
numa lógica de transversalidade, combinada com a inclusão temática na área
curricular não disciplinar de Formação Cívica. O desenvolvimento deste
projeto deverá ser adequado aos diferentes níveis etários e utilizará um modelo
pedagógico compreensivo, envolvendo a comunidade educativa, e será
dinamizado em colaboração estreita com os serviços de saúde, pais e
Encarregados de Educação, e outras entidades externas.
- Os PCT deverão ser elaborados prevendo os diferentes momentos em que a
Educação para a Saúde é abordada;
- No âmbito da Formação Cívica:
Pretende-se ir ao encontro das problemáticas específicas de cada grupo –
turma, numa perspetiva de participação dos alunos na definição das suas
necessidades e respetivas pistas de abordagem / solução;
A integração do conhecimento deve processar-se através de situações
dinâmicas de trabalho, isto é, de práticas curriculares em que os problemas são
questionados e as atividades são discutidas a partir das identidades dos
alunos. Os conteúdos devem ser explorados na relação com o quotidiano do
aluno;
O papel dos alunos é fundamental, cabendo-lhes colocar os problemas e
colaborar na busca de respostas. Só pela sua participação ativa é possível
considerarem a Educação para a Saúde como algo que lhes diz realmente
respeito;
De acordo com a Lei nº60/ 2009 de 6 de agosto, a carga horária dedicada à
educação sexual deve ser adaptada a cada nível de ensino e a cada turma,
não devendo ser inferior a 6 horas para o 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, nem
inferior a 12 horas para o 3º Ciclo, distribuídas de forma equilibrada pelos
diversos períodos do ano letivo. Estas sessões de debate / informação, têm
caráter obrigatório e devem ser alvo de avaliação, assegurando o cumprimento
dos objetivos/ conteúdos mínimos definidos no âmbito da Educação Sexual,
sem prejuízo para a abordagem de outras temáticas. (1º, 2º e 3º Ciclos);



                            Projeto de Educação para a Saúde
                                        2011/2012
                                                                     Página 4 de 24
Os pais e Encarregados de Educação deverão estar em contacto com a
planificação e execução desta área, numa perspetiva de colaboração
responsável com a escola, pois a Educação para a Sexualidade interfere com
valores e atitudes que estão presentes na vida psicoafetiva dos alunos;




Objetivos Gerais


- Divulgar conhecimentos e mobilizar a comunidade educativa na adoção de
comportamentos mais saudáveis;
- Consciencializar para a importância de uma alimentação equilibrada como um
fator condicionante da saúde;
- Estimular a prática de exercício físico, entendida como fator importante na
manutenção da saúde física e mental;
- Promover a articulação entre Escola e o Centro de Saúde.
- Promover a articulação entre as diferentes áreas curriculares (ex: Ciências da
Natureza, Educação física).
- Promover a saúde no meio escolar.
- Desenvolver projetos relacionados com o Dia da Alimentação, Dia Mundial
sem Tabaco, Dia Mundial de Luta contra a SIDA, Dia Mundial da Saúde,
seguindo a ordem do calendário.
- Promover campanhas de prevenção de modo a evitar o consumo de
substâncias psicoativas;
- Desenvolver o conhecimento sobre reprodução humana de modo a
compreender o funcionamento do corpo e adotar comportamentos promotores
de saúde;
- Esclarecer sobre mitos e/ou conceções pessoais relacionadas com aspetos
da reprodução humana;
- Esclarecer sobre a importância e interdependência das dimensões biológica,
psicológica e ética da sexualidade humana;
-   Informar   sobre   métodos       contracetivos        e      respetivas   vantagens      e
desvantagens;



                              Projeto de Educação para a Saúde
                                          2011/2012
                                                                                 Página 5 de 24
- Desenvolver opiniões críticas e informadas face à utilização de métodos
contracetivos;
- Informar sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST).


Temáticas Prioritárias


(Definidas no Despacho do Secretário de Estado da Educação, de 27 de
setembro de 2006)


a) Alimentação e Atividade Física;

b) Consumo de Substâncias Psicoativas;

c) Sexualidade;

d) Infeções Sexualmente Transmissíveis, designadamente VIH – SIDA;

e) Violência em Meio Escolar.




Competências Específicas por Ciclo, no âmbito da Educação
para a Saúde (Definidas pelo GTES)


- No 1º Ciclo (do 1º ao 4º ano), as questões que aparecem da maior
relevância são competências pessoais e sociais, competências de prevenção
da provocação / violência, e ainda algumas competências de proteção da sua
saúde:
   • Comunicação com os outros (aspetos verbais e não verbais).
   • Identificação e resolução de problemas e conflitos (“para e pensa”).
   • Distinção entre pensamentos, sentimentos e ações (identificação,
      expressão e distinção de pensamentos, sentimentos e ações).
   • Defesa de opiniões, resistência à pressão de pares e procura de
      informações e ajudas.
   • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer e amigos.
   • Gestão do tempo de trabalho e de lazer.

                            Projeto de Educação para a Saúde
                                        2011/2012
                                                                    Página 6 de 24
• Educação para a igualdade e diversidade individual, de géneros e de
      culturas.
   • Prevenção da provocação / vitimização.
   • Proteção do seu corpo (promoção do bem-estar, da higiene, dos bons
      hábitos alimentares, da atividade física, da segurança pessoal e da
      vacinação, prevenção das parasitoses, dos aci-dentes e das lesões).
   • Expectativas positivas no seu futuro “escolarizado”.
   • Prevenção do abandono escolar.


- No 2º Ciclo (5º e 6º ano), as questões que aparecem da maior relevância são
ainda as competências pessoais e sociais com uma maior complexidade, e
ainda a proteção da saúde e prevenção do risco, nomeadamente nas áreas da
sexualidade, consumos, comportamento alimentar e provocação / violência:
Comunicação com os outros (aspetos verbais e não verbais, especificidades
culturais, de género e outras):

   • Identificação e resolução de problemas e conflitos (pensamento
      alternativo e consequen-cial, antecipação de consequências).
   • Diferenciação entre pensamentos, sentimentos e ações (identificação,
      expressão e dis-tinção de pensamentos, sentimentos e ações).
   • Gestão do stress, da ansiedade, das “crises”.
   • Defesa de direitos e opiniões, resistência à persuasão e procura de
      ajudas.
   • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer e amigos.
   • Gestão do tempo de trabalho e de lazer.
   • Educação para a igualdade e diversidade individual, de géneros e de
      culturas.
   • Prevenção da provocação / vitimização.
   • Proteção do seu corpo (promoção do bem-estar, da higiene, dos bons
      hábitos alimentares, da atividade física, prevenção dos acidentes, das
      lesões e dos consumos).
   • Educação para os afetos e para a sexualidade.
   • Expectativas positivas no seu futuro “escolarizado”; Prevenção do
      abandono escolar.
                             Projeto de Educação para a Saúde
                                         2011/2012
                                                                     Página 7 de 24
- No 3º Ciclo (do 7º ao 9º ano), as questões que aparecem da maior
relevância são para além da complexidade crescente das competências
pessoais e sociais, a proteção da saúde e bem-estar, a proteção face ao risco,
a participação na vida social / comunitária e a construção de expectativas
positivas face ao futuro:
   • Comunicação com os outros (dificuldades e características).
   • Identificação e resolução de problemas e conflitos (tomada de decisões,
       adiamento de decisões).
   • Identificação de dificuldades em lidar com sentimentos e ações.
   • Gestão do stress, da ansiedade e das “crises”.
   • Culto da assertividade: espaços de escolha positiva.
   • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer, amigos e
       namorados.
   • Gestão do tempo de trabalho e de lazer.
   • Proteção e prevenção da violência e do abuso físico e sexual.
   • Proteção do seu corpo (promoção da higiene e dos bons hábitos
       alimentares, da atividade física, prevenção dos acidentes, das lesões e
       dos consumos, prevenção dos comportamentos sexuais de risco).
   • Promoção da saúde sexual e reprodutiva: parentalidade.
   • Proteção do ambiente.
   • Participação na vida social e na comunidade.
   • Educação para os direitos do consumidor.
   • Proteção rodoviária.
   • Manutenção da escola no seu futuro.
   • Valorização     da     escolaridade       nas     suas      expectativas   de   futuro;
       Construção do futuro.


Conteúdos Mínimos, no âmbito da Educação Sexual (Definidos
pelo GTES e regulamentados na Portaria n.º 196-A/2010, de 9 de
abril)

Os objetivos mínimos da área de educação sexual devem contemplar os
seguintes conteúdos:
                              Projeto de Educação para a Saúde
                                          2011/2012
                                                                                Página 8 de 24
1º Ciclo:
   • Noção de corpo.
   • O corpo em harmonia com a Natureza e o seu ambiente social e cultural.
   • Noção de família.
   • Diferenças entre rapazes e raparigas.
   • Proteção do corpo e noções dos limites, dizendo não às aproximações
      abusivas, e disso dando conhecimento à família e/ ou professor(a).


2º Ciclo:
   • Puberdade: aspetos biológicos e emocionais.
   • O corpo em transformação.
   • Carateres sexuais secundários. Normalidade e importância e frequência
      das suas variantes biopsicológicas.
   • Diversidade e respeito.
   • Sexualidade e género.
   • Reprodução humana e crescimento. Contraceção e planeamento
      familiar.
   • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;
   • Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas;
   • Dimensão ética da sexualidade humana.


3º Ciclo:
   • Dimensão ética da sexualidade humana: Compreensão da sexualidade
      como uma das componentes mais sensíveis da pessoa, no contexto de
      um projeto de vida que integre valores (por exemplo: afetos, ternura,
      crescimento e maturidade emocional, capacidade de lidar com
      frustrações, compromissos, abstinência voluntária) e uma dimensão
      ética;
   • Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana;
   • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;




                           Projeto de Educação para a Saúde
                                       2011/2012
                                                                   Página 9 de 24
• Compreensão do uso e acessibilidade dos métodos contracetivos e,
      sumariamente, dos seus mecanismos de ação e tolerância (efeitos
      secundários);
   • Compreensão da epidemiologia das principais IST em Portugal e no
      mundo (incluindo infeção por VIH/vírus da imunodeficiência humana —
      HPV2/vírus do papiloma humano — e suas consequências) bem como
      os métodos de prevenção. Saber como se protege o seu próprio corpo,
      prevenindo a violência e o abuso físico e sexual e comportamentos
      sexuais de risco, dizendo não a pressões emocionais e sexuais;
   • Conhecimento das taxas e tendências de maternidade e da paternidade
      na adolescência e compreensão do respetivo significado;
   • Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de
      gravidez, suas sequelas e respetivo significado;
   • Compreensão da noção de parentalidade no quadro de uma saúde
      sexual e reprodutiva saudável e responsável;
   • Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas.


No Relatório Final do GTES sublinha-se que, tratando-se de conteúdos
mínimos, em circunstância alguma devem ser omitidos ou reduzidos, qualquer
que seja a forma e a sequência pela qual sejam abordados. Neste sentido, é
particularmente importante que os professores se inteirem e assegurem do que
já foi abordado anteriormente, sem prejuízo de intencionais e pedagógicas
revisões ou repetições de conteúdos previamente já abordados.


Competências Essenciais a Desenvolver entre o 6º e o 9º ano,
no âmbito da Educação Sexual (Definidas pelo GTES)


   • Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana.
   • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório.
   • Compreensão da sexualidade como uma das componentes mais
      sensíveis da pessoa, no contexto de um projeto de vida que integre
      valores (ex: afetos, ternura, crescimento e maturidade emocional,

                           Projeto de Educação para a Saúde
                                       2011/2012
                                                                  Página 10 de 24
capacidade de lidar com frustrações, compromissos, abstinência
      voluntária) e uma dimensão ética.
  • Compreensão da prevalência, uso e acessibilidade dos métodos
      contracetivos e conhecimento, sumário, dos mecanismos de ação e
      tolerância (efeitos secundários).
  • Compreensão da epidemiologia e prevalência das principais IST em
      Portugal e no mundo (incluindo a infeção por VIH – vírus da
      imunodeficiência humana; VPH – vírus do papiloma humano; e suas
      consequências), bem como os métodos de prevenção.
  • Conhecimento das taxas e tendências de maternidade na adolescência
      e compreensão do respetivo significado.
  • Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de
      gravidez, suas sequelas e respetivo significado.


Intervenientes
  •                                                            Comunidade
      educativa
      - Alunos
      - Professores
      - Psicólogos
      - Pais
      - Auxiliares de ação educativa


  •                                                            Centro         de
      Saúde de Cuba
      - Médicos
      - Enfermeiros


  •                                                            Associação
      Abraço
  •                                                            APF e outras
      ONG’s


                            Projeto de Educação para a Saúde
                                        2011/2012
                                                                   Página 11 de 24
Público alvo


- Alunos do pré-escolar
- Alunos do 1º ciclo
- Alunos do 2 e 3º ciclo
- pessoal Docente e Não Docente




Recursos


   •                                                              Humanos
       - Alunos
       - Pessoal Docente
       - Pais
       - Auxiliares de ação educativa
       - Técnicos dos serviços de saúde
       - Técnicos dos serviços de psicologia


   •                                                              Materiais
       - Filmes
       - Cartazes
       - Apresentações em PowerPoint
       - Transportes da Câmara Municipal
       - Material de desgaste (ex: cartolinas, lápis, papel, tesouras, cola, cores,
       etc)


Calendarização


As atividades decorrerão durante as aulas de Formação Cívica sempre que
necessário, sob a responsabilidade dos professores das Áreas curriculares não
disciplinares e com o apoio da Coordenadora do Projeto.

                             Projeto de Educação para a Saúde
                                         2011/2012
                                                                       Página 12 de 24
A   realização   de   atividades    resultantes        dos     projetos   desenvolvidos,
nomeadamente, seminários, debates e sessões de esclarecimento com
elementos externos à comunidade educativa, poderão não coincidir com o
horário estipulado para a Formação Cívica.



Avaliação


A avaliação dos alunos será qualitativa, de acordo com a menção atribuída em
Formação Cívica (Não Satisfaz, Satisfaz e Satisfaz Bem) de acordo com o
empenho e interesse demonstrado pelos alunos.
A avaliação do projeto deverá ser contínua, com observação direta, mas
concretizada no final de cada período letivo com a elaboração um relatório,
realizado pela Coordenadora da Educação para a Saúde, com base nos
relatórios efetuados por todos os elementos que desenvolveram ações nesta
temática. Este relatório será apresentado em reunião de Conselho Pedagógico,
de acordo com a legislação em vigor.




                            Projeto de Educação para a Saúde
                                        2011/2012
                                                                             Página 13 de 24
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
                                                   DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO
                                          CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL


                                        ESCOLA BÁSICA FIALHO DE ALMEIDA DE CUBA

                                                 Projeto da Educação para a Saúde

                                                    Plano de atividades 2011/2012


                               Atividades                                                 Objetivos         Interveniente       Calendári
                                                                                                                  s                 o

   1-                                                               Alimentaçã
                               o e Atividade Física

Comemoração do Dia da Alimentação (16 de outubro).
- Com as turmas de 2º e 3º Ciclos será realizado um concurso sobre o                  - Conhecer a          Alunos do pré-
pequeno almoço saudável. Cada turma será representada por um grupo de                 variedade de          escolar, 1º, 2º e
5 alunos e irá preparar um pequeno almoço saudável que será apresentado               alimentos ao seu          3º ciclo          17 de
à comunidade e votado.                                                                dispor.                                    outubro
                                                                                      - Descobrir o papel
- A turma do 8º PA irá organizar o concurso e ficará responsável pela                 e a importância de      Professores
elaboração de folhetos.                                                               cada grupo de         Encarregados de
                                                                                      alimentos.               educação
- Nas turmas do pré-escolar serão desenvolvidas atividades sobre a                    - Confrontar-se         Auxiliares de
importância de uma alimentação equilibrada e saudável, nomeadamente                   com o conceito de      ação educativa
sobre a importância de um pequeno almoço e lanche saudáveis.                          equilíbrio
                                                                                      alimentar.
                                                                                      - Descobrir a
- Participação no programa Educativo “Apetece-me…                                     importância de
fazer da refeição
                                                                                      um momento
                                                                                      sereno, de
                                                                                      conversa, de
                                                                                      partilha, num local    Alunos do pré-     Ao longo do
- Avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC) e encaminhamento para                   agradável.            escolar, 1º, 2º e    ano letivo
uma Nutricionista caso se justifique.                                                 - Compreender a           3º ciclo
                                                                                      importância de          Professores
                                                                                      uma alimentação       Encarregados de
- Realização de uma palestra sobre “Distúrbios do Comportamento                       equilibrada.             educação
Alimentar” e “Higiene alimentar” com colaboração do Projeto Deco Jovem                                        Auxiliares de
                                                                                                             ação educativa
- Rastreio de Glicemia, Colesterol e Tensão arterial, em articulação com o
Clube de proteção civil.
Aconselhamento por uma Nutricionista                                                  - Sensibilizar os                         2º Período
Sessão de informação/esclarecimento sobre Diabetes                                    alunos e envolver     Alunos do pré-
                                                                                      ativamente toda a     escolar, 1º, 2º e
                                                                                      comunidade            3º ciclo
                                                                                      educativa      na
                                                                                      aquisição      de
                                                                                      hábitos       mais
                                                                                      saudáveis      do
                                                                                                      Alunos do 2º e 3º
Comemoração do Dia Mundial da Saúde (7 de abril).                                     ponto de vista        ciclo
                                                                                      nutricional e de   Professores
- Realização de uma caminhada e passeio de BTT em articulação com o                   saúde.          Encarregados de
Clube Europeu e O grupo de Educação Física.                                                               educação
- Concurso para título da atividade                                                                     Auxiliares de
                                                                                      - Compreender a ação educativa
                                                                                      importância  de
                                                                                      uma alimentação

                                                       Projeto de Educação para a Saúde
                                                                   2011/2012
                                                                                                                                 Página 15 de 24
saudável           e
    2-                                                     Educação                  equilibrada no bom
         Sexual em Meio Escolar e Infeções sexualmente Transmissíveis                funcionamento do
                                                                                     organismo.
Comemoração do Dia Mundial Contra a Sida (1 de dezembro).                            -    Conhecer      a                  25 de Maio
- Realização de trabalhos de sensibilização com os alunos de 9º ano.                 relação       direta
                                                                                     existente entre a
                                                                                     obesidade e uma Alunos do 2º e 3º
                                                                                     alimentação não           ciclo
                                                                                     equilibrada.           Professores
- Dinamização do Gabinete de Apoio ao Aluno, com acompanhamento                      - Evitar a            Auxiliares de
individual aos alunos.                                                               prevalência da       ação educativa
- Elaboração de uma caixa de dúvidas onde os alunos poderão colocar                  obesidade.
questões/dúvidas (anónimas) no âmbito da educação sexual onde serão                  - Cumprimento das
respondidas através da exposição em cartazes ou na página de um blog.                regras básicas de
- Colaboração da Equipa de Saúde Escolar para esclarecimento do uso e                confeção e
acessibilidade dos métodos contracetivos.                                            manipulação de
                                                                                     alimentos.
                                                                                     - Refeições                           Final do 2º
- Desenvolvimento do Projeto LED on Values                                           escolares                              período
                                                                                     promotoras de
                                                                                     saúde.
                                                                                                           Alunos dos 9º
                                                                                                               anos


                                                                                                                           Ao longo de
                                                                                                                           todo o ano
   3-                                                             Prevenção                                                   letivo
                   do Consumo de Substâncias Psicoativas

                                                      Projeto de Educação para a Saúde
                                                                  2011/2012
                                                                                                                            Página 16 de 24
- Debates, sessões de esclarecimento e de sensibilização.

- Projeção de filmes.
                                                                                     - Compreender a           Toda a
- Desenvolvimento do Projeto “Eu e os outros”                                        importância de          comunidade
                                                                                     uma vida ativa.           escolar
- Colaboração com a Escola Segura na sensibilização e prevenção do                   - Perceber a
consumo de substâncias psicoativas.                                                  relação entre
                                                                                     alimentação e
                                                                                     atividade física.
                                                                                     - Conhecer formas
                                                                                     de integrar o
                                                                                     exercício físico no
                                                                                     quotidiano.



                                                                                                                             2º/3º Período
Comemoração do Dia mundial sem tabaco (31 de maio).
- Atividades lúdico-desportivas com a colaboração dos docentes do grupo
de Educação Física.
- Medida 1 do “Programa Cuida-te”– Unidades Móveis no âmbito dos
consumos nocivos.                                                                    - Desenvolvimento
                                                                                     de competências         Alunos do 3º
                                                                                     que permitam                ciclo
                                                                                     tomadas de              Professores
                                                                                     decisão               Encarregados de
                                                                                     responsáveis nos         Educação
    4-                                                             Violência         domínios              Equipa de saúde

                                                      Projeto de Educação para a Saúde
                                                                  2011/2012
                                                                                                                               Página 17 de 24
em Meio Escolar                                        afetivo/relacional.      escolar
                                                                                         - Promoção de          Auxiliares de
                                                                                         valores que           ação educativa
- Debates, sessões de esclarecimento e de sensibilização (Bullying).                     conduzam à
- Em articulação com o GASP participação no “Programa Cuida-te”– Teatro                  adoção de hábitos
debate (Macacos e pombos”, no âmbito do Bullying                                         de vida saudáveis
                                                                                         - Reconhecer as
                                                                                         principais Doenças
                                                                                         sexualmente
                                                                                         transmissíveis                         31 de maio
     5-                                                                Diversos          (DST), destacando
                                                                                         a SIDA.
Saúde Ambiental                                                                          - Reconhecer as
                                                                                         formas de
- Recolha de resíduos para compostagem.                                                  prevenção das
                                                                                         DST.
                                                                                         - Valorizar a
                                                                                         importância da           Toda a
                                                                                         responsabilidade e     comunidade
                                                                                         da segurança nas         escolar
Higiene corporal                                                                         relações sexuais.
- Discutir regras de higiene, nomeadamente, a importância de lavar as mãos               - Conhecer os
e os dentes.                                                                             principais métodos                     2º Período
- Escovagem dos dentes (pré-escolar) e flúor dentífrico 1º e 2º ciclos), de              anticoncecionais.
acordo com a planificação da Proposta de Boas Práticas de Saúde Oral em                  - Reconhecer o
Saúde Escolar.                                                                           uso do
- Palestra com higienista, rastreios de visão, auditivo e saúde oral (3º ciclo).         preservativo como
                                                                                         forma de
                                                                                         prevenção das
- Desenvolvimento do Projeto e-Bug.                                                      DST.

                                                          Projeto de Educação para a Saúde
                                                                      2011/2012
                                                                                                                                Página 18 de 24
- Reconhecer os
                                                                                     efeitos das          Alunos do 2º e 3º
                                                                                     doenças na                 ciclo
                                                                                     qualidade de vida       Professores
                                                                                     do indivíduo.        Equipa de saúde
                                                                                     - Promover hábitos        escolar
- Dia mundial do doente (11 de Fevereiro)                                            de vida saudáveis.     Auxiliares de     Ao longo do
Em articulação com a disciplina de Educação artística, apresentação da               - Reconhecer          ação educativa     Ano Letivo
dramatização de “A lua de Joana”                                                     alguns cuidados a
- Dia europeu da internet segura (12 de Fevereiro)                                   ter na prevenção
Em articulação com a disciplina de Educação artística, apresentação de               de doenças.
uma dramatização sobre a problemática associada ao uso da internet.

                                                                                                                              Ao longo do
                                                                                                                              Ano Letivo
                                                                                                              Toda a
- Formação para Professores na área da Educação Sexual                               - Reconhecer o         comunidade
                                                                                     efeito das drogas        escolar
                                                                                     no organismo.
                                                                                     - Reconhecer as
                                                                                     consequências da
                                                                                     toxicodependência
                                                                                     no indivíduo na
                                                                                     família e na             Toda a
- Formação sobre postura e cuidados em contexto de trabalho, para                    sociedade.             comunidade        2º/3º Período
pessoal não docente                                                                  - Sugerir medidas        escolar
                                                                                     para evitar a
                                                                                     toxicodependência
                                                                                     .
                                                                                     - Reconhecer

                                                      Projeto de Educação para a Saúde
                                                                  2011/2012
                                                                                                                                Página 19 de 24
aspetos históricos
                               e culturais
                               relacionados com                         2º Período
                               o consumo de
                               bebidas alcoólicas.
                               - Distinguir os       Alunos dos 6º e
                               vários tipos de           9º anos
                               bebidas alcoólicas.
                               - Reconhecer os
                               efeitos do álcool
                               no organismo.
                               - Reconhecer os
                               efeitos do álcool
                               na família e
                               sociedade.
                               - Prevenir as            Toda a         2º/3º Período
                               doenças e os           comunidade
                               problemas sociais        escolar
                               ligados ao
                               alcoolismo.



                               - Compreender a
                               importância de                          2º/3º Período
                               uma vida sem
                               tabaco.

                                                      Professores
                                                      Psicólogos

Projeto de Educação para a Saúde
            2011/2012
                                                                         Página 20 de 24
Pessoal não
                               - Identificar os       docente
                               vários tipos de
                               comportamentos
                               relacionados com
                               a violência.
                               - Promover uma
                               intervenção eficaz
                               baseada em
                               conhecimento.




                               - Incentivar boas
                               práticas de
                               manipulação,
                               higiene, controle
                               de pragas,

Projeto de Educação para a Saúde
            2011/2012
                                                                  Página 21 de 24
controle de lixo,
                               utensílios e
                               equipamentos.



                               - Promover a
                               higiene oral

                               - Reduzir a cárie
                               dentária




                               - Sensibilizar
                               jovens em meio
                               escolar para a
                               prevenção de
                               doenças
                               transmissíveis e
                               uso prudente de
                               antibióticos.




Projeto de Educação para a Saúde
            2011/2012
                                                   Página 22 de 24
- Sensibilizar para
                               a problemática da
                               toxicodependência


                               Sensibilizar para a
                               problemática
                               associada ao uso
                               da internet.




                               - Formação dos
                               agentes
                               educativos no
                               sentido de serem
                               capazes de agir de
                               forma adequada e
                               coerente face às
                               dúvidas e
                               manifestações das
                               crianças e jovens
                               relativas à sua
                               sexualidade.


Projeto de Educação para a Saúde
            2011/2012
                                                     Página 23 de 24
- Sensibilizar e
                                                                                   educar para a
                                                                                   importância da
                                                                                   prática de boas
                                                                                   posturas laborais
                                                                                   como forma de
                                                                                   valorizar a prática
                                                                                   de uma vida
                                                                                   saudável




NOTA: Este projeto pretende ser uma proposta de trabalho, que poderá vir a ser reformulado de acordo com as sugestões dos
vários intervenientes do mesmo.




                                                    Projeto de Educação para a Saúde
                                                                2011/2012
                                                                                                                    Página 24 de 24

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

New documento do microsoft office word
New documento do microsoft office wordNew documento do microsoft office word
New documento do microsoft office wordNuro Manjate
 
Projeto de dl escola inclusiva
Projeto de dl escola inclusivaProjeto de dl escola inclusiva
Projeto de dl escola inclusivaRui Simões
 
Pse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na EscolaPse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na EscolaAna Luzia
 
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiais
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiaisApresentacao trabalho criancas com necessidedes especiais
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiaisNelida Martins
 
Projeto aia escolar
Projeto aia escolarProjeto aia escolar
Projeto aia escolarchenlin sung
 
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013Rosemary Batista
 
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008 projeto de DL que visa rever o DL 3/2008
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008 Ana Rita Costa
 
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...bio_fecli
 
4ª atividade perspectivas em educação inclusiva
4ª atividade perspectivas em educação inclusiva4ª atividade perspectivas em educação inclusiva
4ª atividade perspectivas em educação inclusivaMarisa Mendes
 
Manual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da SaúdeManual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da Saúdecarlospolicarpo
 
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudeBicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudetemastransversais
 
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantilBicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantiltemastransversais
 
Apresentacao videoconferencia adesao_pse
Apresentacao videoconferencia adesao_pseApresentacao videoconferencia adesao_pse
Apresentacao videoconferencia adesao_pseRosemary Batista
 
Proj educ sexual versao final
Proj educ sexual versao finalProj educ sexual versao final
Proj educ sexual versao finalanarakel
 

Mais procurados (18)

New documento do microsoft office word
New documento do microsoft office wordNew documento do microsoft office word
New documento do microsoft office word
 
Pse 2013
Pse 2013Pse 2013
Pse 2013
 
Projeto de dl escola inclusiva
Projeto de dl escola inclusivaProjeto de dl escola inclusiva
Projeto de dl escola inclusiva
 
Pse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na EscolaPse - Programa Saúde na Escola
Pse - Programa Saúde na Escola
 
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiais
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiaisApresentacao trabalho criancas com necessidedes especiais
Apresentacao trabalho criancas com necessidedes especiais
 
Projeto aia escolar
Projeto aia escolarProjeto aia escolar
Projeto aia escolar
 
Apresentação vc adesão pse
Apresentação vc adesão pseApresentação vc adesão pse
Apresentação vc adesão pse
 
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
Guia de sugestoes_de_atividades_sse_2013
 
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008 projeto de DL que visa rever o DL 3/2008
projeto de DL que visa rever o DL 3/2008
 
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...
O papel da escola como promotora de saúde percepção de professores e alunos d...
 
4ª atividade perspectivas em educação inclusiva
4ª atividade perspectivas em educação inclusiva4ª atividade perspectivas em educação inclusiva
4ª atividade perspectivas em educação inclusiva
 
Manual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da SaúdeManual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da Saúde
 
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaudeBicastiradentes saudeii higieneesaude
Bicastiradentes saudeii higieneesaude
 
Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?
 
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantilBicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
 
Apresentacao videoconferencia adesao_pse
Apresentacao videoconferencia adesao_pseApresentacao videoconferencia adesao_pse
Apresentacao videoconferencia adesao_pse
 
PSE
PSEPSE
PSE
 
Proj educ sexual versao final
Proj educ sexual versao finalProj educ sexual versao final
Proj educ sexual versao final
 

Semelhante a Programa da Educação e Promoção para a Saúde 11/12

Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaelianabizarro
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaelianabizarro
 
Gtes rel final
Gtes rel finalGtes rel final
Gtes rel finaljsoeiro
 
Gtes rel final
Gtes rel finalGtes rel final
Gtes rel finaljsoeiro
 
Promoção da saúde MEC
Promoção da saúde MECPromoção da saúde MEC
Promoção da saúde MECSaulo Goncalves
 
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfProduto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfClaudioPereiradaSilv3
 
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdfApresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdfMargareteArioza1
 
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3Thiago Ávila Medeiros
 
Projeto: Habilidades de vida na escola
Projeto: Habilidades de vida na escolaProjeto: Habilidades de vida na escola
Projeto: Habilidades de vida na escolaPatricia Bampi
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação92560375
 
Projecto Educação Sexual
Projecto Educação SexualProjecto Educação Sexual
Projecto Educação Sexualanarakel
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação92560375
 
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdfsemana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdfFERNANDACOELHOSANTOS
 
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.pptBoa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppttemastransversais
 
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.ppt
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.pptPPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.ppt
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.pptAbel Zito Gabriel Buce
 

Semelhante a Programa da Educação e Promoção para a Saúde 11/12 (20)

Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Semana da qualidade de vida
Semana da qualidade de vidaSemana da qualidade de vida
Semana da qualidade de vida
 
Coromandel saúde g5
Coromandel saúde g5Coromandel saúde g5
Coromandel saúde g5
 
Gtes rel final
Gtes rel finalGtes rel final
Gtes rel final
 
Gtes rel final
Gtes rel finalGtes rel final
Gtes rel final
 
Promoção da saúde MEC
Promoção da saúde MECPromoção da saúde MEC
Promoção da saúde MEC
 
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdfProduto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
Produto_Educacional_Luciana_ATUALIZADO.pdf
 
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdfApresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
 
Pse
PsePse
Pse
 
Jps
JpsJps
Jps
 
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
 
Saude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdfSaude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdf
 
Projeto: Habilidades de vida na escola
Projeto: Habilidades de vida na escolaProjeto: Habilidades de vida na escola
Projeto: Habilidades de vida na escola
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Projecto Educação Sexual
Projecto Educação SexualProjecto Educação Sexual
Projecto Educação Sexual
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdfsemana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
 
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.pptBoa esperança.santa rita saúde.2.ppt
Boa esperança.santa rita saúde.2.ppt
 
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.ppt
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.pptPPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.ppt
PPoint 13- Componentes Basicos de PSE e principais intervencoes.ppt
 

Mais de aliceb.formacao

Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosPrincípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosaliceb.formacao
 
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosPrincípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosaliceb.formacao
 
Calendário Escolar 2012/2013
Calendário Escolar 2012/2013Calendário Escolar 2012/2013
Calendário Escolar 2012/2013aliceb.formacao
 
Normas a observar na matrícula e sua renovação
Normas a observar na matrícula e sua renovaçãoNormas a observar na matrícula e sua renovação
Normas a observar na matrícula e sua renovaçãoaliceb.formacao
 
Avaliação do Pessoal Docente
Avaliação do Pessoal DocenteAvaliação do Pessoal Docente
Avaliação do Pessoal Docentealiceb.formacao
 
Limpando a ar com Caroço de Azeitona
Limpando a ar com Caroço de AzeitonaLimpando a ar com Caroço de Azeitona
Limpando a ar com Caroço de Azeitonaaliceb.formacao
 
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão” “e 130 (CIF –cj) ...
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão”  “e 130 (CIF –cj) ...Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão”  “e 130 (CIF –cj) ...
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão” “e 130 (CIF –cj) ...aliceb.formacao
 
Tintas com Arte - Grafity
Tintas com Arte - GrafityTintas com Arte - Grafity
Tintas com Arte - Grafityaliceb.formacao
 
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...aliceb.formacao
 

Mais de aliceb.formacao (20)

Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosPrincípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
 
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículosPrincípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
Princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos
 
Calendário Escolar 2012/2013
Calendário Escolar 2012/2013Calendário Escolar 2012/2013
Calendário Escolar 2012/2013
 
Normas a observar na matrícula e sua renovação
Normas a observar na matrícula e sua renovaçãoNormas a observar na matrícula e sua renovação
Normas a observar na matrícula e sua renovação
 
Avaliação do Pessoal Docente
Avaliação do Pessoal DocenteAvaliação do Pessoal Docente
Avaliação do Pessoal Docente
 
Limpando a ar com Caroço de Azeitona
Limpando a ar com Caroço de AzeitonaLimpando a ar com Caroço de Azeitona
Limpando a ar com Caroço de Azeitona
 
Gala 2012
Gala 2012 Gala 2012
Gala 2012
 
OAL 12-13
OAL 12-13OAL 12-13
OAL 12-13
 
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão” “e 130 (CIF –cj) ...
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão”  “e 130 (CIF –cj) ...Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão”  “e 130 (CIF –cj) ...
Ação de Formação “ Tecnologias para a Educação e Inclusão” “e 130 (CIF –cj) ...
 
"Serão com Saúde"
"Serão com Saúde" "Serão com Saúde"
"Serão com Saúde"
 
"Sarau das Artes"
"Sarau das Artes""Sarau das Artes"
"Sarau das Artes"
 
"Sarau das artes
"Sarau das artes"Sarau das artes
"Sarau das artes
 
Cartaz sarau artes
Cartaz sarau artesCartaz sarau artes
Cartaz sarau artes
 
Tep@uba
Tep@ubaTep@uba
Tep@uba
 
Tep@uba
Tep@ubaTep@uba
Tep@uba
 
Tep@uba
Tep@ubaTep@uba
Tep@uba
 
Concurso de fotografia
Concurso de fotografiaConcurso de fotografia
Concurso de fotografia
 
Tintas com Arte - Grafity
Tintas com Arte - GrafityTintas com Arte - Grafity
Tintas com Arte - Grafity
 
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...Por ti.... por nós...uma escola limpa...
Por ti.... por nós...uma escola limpa...
 
Clube Europeu 11/12
Clube Europeu 11/12Clube Europeu 11/12
Clube Europeu 11/12
 

Último

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 

Último (20)

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 

Programa da Educação e Promoção para a Saúde 11/12

  • 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE CUBA Ano letivo 2011/2012
  • 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL Escola Básica Fialho de Almeida Introdução O projeto da Promoção e Educação para a Saúde pretende promover a saúde no meio escolar e intervir de forma a criar condições para ouvir e conhecer os problemas dos intervenientes da comunidade escolar, nomeadamente, os alunos, pais/encarregados de educação, professores e auxiliares de ação educativa de forma a facilitar o diálogo entre os mesmos no processo educativo. A Saúde Escolar é o referencial do sistema de saúde para o processo de promoção da saúde na escola, que deve desenvolver competências na comunidade educativa que lhe permita melhorar o seu nível de bem-estar físico, mental e social e contribuir para a melhoria da sua qualidade de vida. O quadro legislativo atual, torna obrigatória a inclusão da Promoção e Educação para a Saúde, como área de formação global do indivíduo, nos Projetos Curriculares das Escolas e das Turmas, na vivência de um currículo aberto, trabalhado em toda a escola. A Educação para a Saúde, está prevista, pelo menos desde 1998, tendo a sua operacionalização sido facilitada pela legislação posterior que define as áreas curriculares não disciplinares, no âmbito da formação pessoal e social, desde o 1º ao 9º ano de escolaridade (Decreto-Lei nº 6/2001, de 18 de janeiro). Sugere- se uma intervenção preferencialmente preventiva, com ênfase no envolvimento e participação das crianças e adolescentes, e com especial destaque na colaboração com as famílias. Deste modo, o Projeto Educativo da Escola/Agrupamento deve integrar estratégias de promoção da saúde, tanto no desenvolvimento do currículo, como na organização de atividades de enriquecimento curricular, favorecendo a articulação escola – família, e dinamizar parcerias com entidades externas à escola, nomeadamente com o Centro de Saúde. O Despacho nº 25 995/2005 e o edital da DGIDC de 2 de fevereiro de 2006 enquadram o desenvolvimento de um processo de implementação de Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 2 de 24
  • 3. programas e projetos sobre “Educação para a Saúde” nas escolas, nos quais se inclui uma componente de Educação Sexual. Este despacho é reforçado pelos relatórios produzidos pelo Grupo de Trabalho para a Educação Sexual, que estabelecem orientações específicas para a efetiva concretização da implementação desta área nas escolas. Assim, a Educação Sexual como componente da Educação para a Saúde, deve ser considerada como área de formação global no Projeto Educativo, como área de formação pessoal e social nos Projetos Curriculares de Escola e de Turma, no sentido mais lato de integração curricular, quer no campo específico das disciplinas dos planos curriculares em vigor, quer no conjunto das atividades constantes das áreas curriculares não disciplinares e das atividades de enriquecimento curricular. Finalidades do Projeto - Desenvolver a consciência cívica de toda a comunidade como elemento fundamental no processo de formação de cidadãos responsáveis, ativos e intervenientes. - Consciencializar os alunos para a importância da aquisição de valores / atitudes, com vista à sua integração na sociedade. - Fomentar o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos desejamos e devemos promover. - Sensibilizar os diversos agentes da comunidade educativa para a necessidade da Educação para a Saúde e da Educação Sexual, fomentando a sua adesão e envolvimento neste projeto. - Fomentar hábitos de vida saudável. - Estimular o apreço pelo seu próprio corpo e pela conquista da saúde individual. - Promover uma cultura de respeito e responsabilidade no campo da sexualidade. - Promover a relação Escola – Família, Escola – Centro de Saúde e/ou outras instituições/recursos comunitários. - Desenvolver as vertentes de pesquisa e intervenção, promovendo a articulação dos diferentes conhecimentos disciplinares e não disciplinares. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 3 de 24
  • 4. Metodologia A Educação para a Saúde, será efetuada numa perspetiva interdisciplinar, numa lógica de transversalidade, combinada com a inclusão temática na área curricular não disciplinar de Formação Cívica. O desenvolvimento deste projeto deverá ser adequado aos diferentes níveis etários e utilizará um modelo pedagógico compreensivo, envolvendo a comunidade educativa, e será dinamizado em colaboração estreita com os serviços de saúde, pais e Encarregados de Educação, e outras entidades externas. - Os PCT deverão ser elaborados prevendo os diferentes momentos em que a Educação para a Saúde é abordada; - No âmbito da Formação Cívica: Pretende-se ir ao encontro das problemáticas específicas de cada grupo – turma, numa perspetiva de participação dos alunos na definição das suas necessidades e respetivas pistas de abordagem / solução; A integração do conhecimento deve processar-se através de situações dinâmicas de trabalho, isto é, de práticas curriculares em que os problemas são questionados e as atividades são discutidas a partir das identidades dos alunos. Os conteúdos devem ser explorados na relação com o quotidiano do aluno; O papel dos alunos é fundamental, cabendo-lhes colocar os problemas e colaborar na busca de respostas. Só pela sua participação ativa é possível considerarem a Educação para a Saúde como algo que lhes diz realmente respeito; De acordo com a Lei nº60/ 2009 de 6 de agosto, a carga horária dedicada à educação sexual deve ser adaptada a cada nível de ensino e a cada turma, não devendo ser inferior a 6 horas para o 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, nem inferior a 12 horas para o 3º Ciclo, distribuídas de forma equilibrada pelos diversos períodos do ano letivo. Estas sessões de debate / informação, têm caráter obrigatório e devem ser alvo de avaliação, assegurando o cumprimento dos objetivos/ conteúdos mínimos definidos no âmbito da Educação Sexual, sem prejuízo para a abordagem de outras temáticas. (1º, 2º e 3º Ciclos); Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 4 de 24
  • 5. Os pais e Encarregados de Educação deverão estar em contacto com a planificação e execução desta área, numa perspetiva de colaboração responsável com a escola, pois a Educação para a Sexualidade interfere com valores e atitudes que estão presentes na vida psicoafetiva dos alunos; Objetivos Gerais - Divulgar conhecimentos e mobilizar a comunidade educativa na adoção de comportamentos mais saudáveis; - Consciencializar para a importância de uma alimentação equilibrada como um fator condicionante da saúde; - Estimular a prática de exercício físico, entendida como fator importante na manutenção da saúde física e mental; - Promover a articulação entre Escola e o Centro de Saúde. - Promover a articulação entre as diferentes áreas curriculares (ex: Ciências da Natureza, Educação física). - Promover a saúde no meio escolar. - Desenvolver projetos relacionados com o Dia da Alimentação, Dia Mundial sem Tabaco, Dia Mundial de Luta contra a SIDA, Dia Mundial da Saúde, seguindo a ordem do calendário. - Promover campanhas de prevenção de modo a evitar o consumo de substâncias psicoativas; - Desenvolver o conhecimento sobre reprodução humana de modo a compreender o funcionamento do corpo e adotar comportamentos promotores de saúde; - Esclarecer sobre mitos e/ou conceções pessoais relacionadas com aspetos da reprodução humana; - Esclarecer sobre a importância e interdependência das dimensões biológica, psicológica e ética da sexualidade humana; - Informar sobre métodos contracetivos e respetivas vantagens e desvantagens; Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 5 de 24
  • 6. - Desenvolver opiniões críticas e informadas face à utilização de métodos contracetivos; - Informar sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST). Temáticas Prioritárias (Definidas no Despacho do Secretário de Estado da Educação, de 27 de setembro de 2006) a) Alimentação e Atividade Física; b) Consumo de Substâncias Psicoativas; c) Sexualidade; d) Infeções Sexualmente Transmissíveis, designadamente VIH – SIDA; e) Violência em Meio Escolar. Competências Específicas por Ciclo, no âmbito da Educação para a Saúde (Definidas pelo GTES) - No 1º Ciclo (do 1º ao 4º ano), as questões que aparecem da maior relevância são competências pessoais e sociais, competências de prevenção da provocação / violência, e ainda algumas competências de proteção da sua saúde: • Comunicação com os outros (aspetos verbais e não verbais). • Identificação e resolução de problemas e conflitos (“para e pensa”). • Distinção entre pensamentos, sentimentos e ações (identificação, expressão e distinção de pensamentos, sentimentos e ações). • Defesa de opiniões, resistência à pressão de pares e procura de informações e ajudas. • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer e amigos. • Gestão do tempo de trabalho e de lazer. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 6 de 24
  • 7. • Educação para a igualdade e diversidade individual, de géneros e de culturas. • Prevenção da provocação / vitimização. • Proteção do seu corpo (promoção do bem-estar, da higiene, dos bons hábitos alimentares, da atividade física, da segurança pessoal e da vacinação, prevenção das parasitoses, dos aci-dentes e das lesões). • Expectativas positivas no seu futuro “escolarizado”. • Prevenção do abandono escolar. - No 2º Ciclo (5º e 6º ano), as questões que aparecem da maior relevância são ainda as competências pessoais e sociais com uma maior complexidade, e ainda a proteção da saúde e prevenção do risco, nomeadamente nas áreas da sexualidade, consumos, comportamento alimentar e provocação / violência: Comunicação com os outros (aspetos verbais e não verbais, especificidades culturais, de género e outras): • Identificação e resolução de problemas e conflitos (pensamento alternativo e consequen-cial, antecipação de consequências). • Diferenciação entre pensamentos, sentimentos e ações (identificação, expressão e dis-tinção de pensamentos, sentimentos e ações). • Gestão do stress, da ansiedade, das “crises”. • Defesa de direitos e opiniões, resistência à persuasão e procura de ajudas. • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer e amigos. • Gestão do tempo de trabalho e de lazer. • Educação para a igualdade e diversidade individual, de géneros e de culturas. • Prevenção da provocação / vitimização. • Proteção do seu corpo (promoção do bem-estar, da higiene, dos bons hábitos alimentares, da atividade física, prevenção dos acidentes, das lesões e dos consumos). • Educação para os afetos e para a sexualidade. • Expectativas positivas no seu futuro “escolarizado”; Prevenção do abandono escolar. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 7 de 24
  • 8. - No 3º Ciclo (do 7º ao 9º ano), as questões que aparecem da maior relevância são para além da complexidade crescente das competências pessoais e sociais, a proteção da saúde e bem-estar, a proteção face ao risco, a participação na vida social / comunitária e a construção de expectativas positivas face ao futuro: • Comunicação com os outros (dificuldades e características). • Identificação e resolução de problemas e conflitos (tomada de decisões, adiamento de decisões). • Identificação de dificuldades em lidar com sentimentos e ações. • Gestão do stress, da ansiedade e das “crises”. • Culto da assertividade: espaços de escolha positiva. • Relação positiva com a escola, família, tempo de lazer, amigos e namorados. • Gestão do tempo de trabalho e de lazer. • Proteção e prevenção da violência e do abuso físico e sexual. • Proteção do seu corpo (promoção da higiene e dos bons hábitos alimentares, da atividade física, prevenção dos acidentes, das lesões e dos consumos, prevenção dos comportamentos sexuais de risco). • Promoção da saúde sexual e reprodutiva: parentalidade. • Proteção do ambiente. • Participação na vida social e na comunidade. • Educação para os direitos do consumidor. • Proteção rodoviária. • Manutenção da escola no seu futuro. • Valorização da escolaridade nas suas expectativas de futuro; Construção do futuro. Conteúdos Mínimos, no âmbito da Educação Sexual (Definidos pelo GTES e regulamentados na Portaria n.º 196-A/2010, de 9 de abril) Os objetivos mínimos da área de educação sexual devem contemplar os seguintes conteúdos: Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 8 de 24
  • 9. 1º Ciclo: • Noção de corpo. • O corpo em harmonia com a Natureza e o seu ambiente social e cultural. • Noção de família. • Diferenças entre rapazes e raparigas. • Proteção do corpo e noções dos limites, dizendo não às aproximações abusivas, e disso dando conhecimento à família e/ ou professor(a). 2º Ciclo: • Puberdade: aspetos biológicos e emocionais. • O corpo em transformação. • Carateres sexuais secundários. Normalidade e importância e frequência das suas variantes biopsicológicas. • Diversidade e respeito. • Sexualidade e género. • Reprodução humana e crescimento. Contraceção e planeamento familiar. • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório; • Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas; • Dimensão ética da sexualidade humana. 3º Ciclo: • Dimensão ética da sexualidade humana: Compreensão da sexualidade como uma das componentes mais sensíveis da pessoa, no contexto de um projeto de vida que integre valores (por exemplo: afetos, ternura, crescimento e maturidade emocional, capacidade de lidar com frustrações, compromissos, abstinência voluntária) e uma dimensão ética; • Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana; • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório; Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 9 de 24
  • 10. • Compreensão do uso e acessibilidade dos métodos contracetivos e, sumariamente, dos seus mecanismos de ação e tolerância (efeitos secundários); • Compreensão da epidemiologia das principais IST em Portugal e no mundo (incluindo infeção por VIH/vírus da imunodeficiência humana — HPV2/vírus do papiloma humano — e suas consequências) bem como os métodos de prevenção. Saber como se protege o seu próprio corpo, prevenindo a violência e o abuso físico e sexual e comportamentos sexuais de risco, dizendo não a pressões emocionais e sexuais; • Conhecimento das taxas e tendências de maternidade e da paternidade na adolescência e compreensão do respetivo significado; • Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de gravidez, suas sequelas e respetivo significado; • Compreensão da noção de parentalidade no quadro de uma saúde sexual e reprodutiva saudável e responsável; • Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas. No Relatório Final do GTES sublinha-se que, tratando-se de conteúdos mínimos, em circunstância alguma devem ser omitidos ou reduzidos, qualquer que seja a forma e a sequência pela qual sejam abordados. Neste sentido, é particularmente importante que os professores se inteirem e assegurem do que já foi abordado anteriormente, sem prejuízo de intencionais e pedagógicas revisões ou repetições de conteúdos previamente já abordados. Competências Essenciais a Desenvolver entre o 6º e o 9º ano, no âmbito da Educação Sexual (Definidas pelo GTES) • Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana. • Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório. • Compreensão da sexualidade como uma das componentes mais sensíveis da pessoa, no contexto de um projeto de vida que integre valores (ex: afetos, ternura, crescimento e maturidade emocional, Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 10 de 24
  • 11. capacidade de lidar com frustrações, compromissos, abstinência voluntária) e uma dimensão ética. • Compreensão da prevalência, uso e acessibilidade dos métodos contracetivos e conhecimento, sumário, dos mecanismos de ação e tolerância (efeitos secundários). • Compreensão da epidemiologia e prevalência das principais IST em Portugal e no mundo (incluindo a infeção por VIH – vírus da imunodeficiência humana; VPH – vírus do papiloma humano; e suas consequências), bem como os métodos de prevenção. • Conhecimento das taxas e tendências de maternidade na adolescência e compreensão do respetivo significado. • Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de gravidez, suas sequelas e respetivo significado. Intervenientes • Comunidade educativa - Alunos - Professores - Psicólogos - Pais - Auxiliares de ação educativa • Centro de Saúde de Cuba - Médicos - Enfermeiros • Associação Abraço • APF e outras ONG’s Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 11 de 24
  • 12. Público alvo - Alunos do pré-escolar - Alunos do 1º ciclo - Alunos do 2 e 3º ciclo - pessoal Docente e Não Docente Recursos • Humanos - Alunos - Pessoal Docente - Pais - Auxiliares de ação educativa - Técnicos dos serviços de saúde - Técnicos dos serviços de psicologia • Materiais - Filmes - Cartazes - Apresentações em PowerPoint - Transportes da Câmara Municipal - Material de desgaste (ex: cartolinas, lápis, papel, tesouras, cola, cores, etc) Calendarização As atividades decorrerão durante as aulas de Formação Cívica sempre que necessário, sob a responsabilidade dos professores das Áreas curriculares não disciplinares e com o apoio da Coordenadora do Projeto. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 12 de 24
  • 13. A realização de atividades resultantes dos projetos desenvolvidos, nomeadamente, seminários, debates e sessões de esclarecimento com elementos externos à comunidade educativa, poderão não coincidir com o horário estipulado para a Formação Cívica. Avaliação A avaliação dos alunos será qualitativa, de acordo com a menção atribuída em Formação Cívica (Não Satisfaz, Satisfaz e Satisfaz Bem) de acordo com o empenho e interesse demonstrado pelos alunos. A avaliação do projeto deverá ser contínua, com observação direta, mas concretizada no final de cada período letivo com a elaboração um relatório, realizado pela Coordenadora da Educação para a Saúde, com base nos relatórios efetuados por todos os elementos que desenvolveram ações nesta temática. Este relatório será apresentado em reunião de Conselho Pedagógico, de acordo com a legislação em vigor. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 13 de 24
  • 14. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL ESCOLA BÁSICA FIALHO DE ALMEIDA DE CUBA Projeto da Educação para a Saúde Plano de atividades 2011/2012 Atividades Objetivos Interveniente Calendári s o 1- Alimentaçã o e Atividade Física Comemoração do Dia da Alimentação (16 de outubro). - Com as turmas de 2º e 3º Ciclos será realizado um concurso sobre o - Conhecer a Alunos do pré- pequeno almoço saudável. Cada turma será representada por um grupo de variedade de escolar, 1º, 2º e 5 alunos e irá preparar um pequeno almoço saudável que será apresentado alimentos ao seu 3º ciclo 17 de à comunidade e votado. dispor. outubro - Descobrir o papel - A turma do 8º PA irá organizar o concurso e ficará responsável pela e a importância de Professores elaboração de folhetos. cada grupo de Encarregados de alimentos. educação - Nas turmas do pré-escolar serão desenvolvidas atividades sobre a - Confrontar-se Auxiliares de importância de uma alimentação equilibrada e saudável, nomeadamente com o conceito de ação educativa sobre a importância de um pequeno almoço e lanche saudáveis. equilíbrio alimentar. - Descobrir a - Participação no programa Educativo “Apetece-me… importância de
  • 15. fazer da refeição um momento sereno, de conversa, de partilha, num local Alunos do pré- Ao longo do - Avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC) e encaminhamento para agradável. escolar, 1º, 2º e ano letivo uma Nutricionista caso se justifique. - Compreender a 3º ciclo importância de Professores uma alimentação Encarregados de - Realização de uma palestra sobre “Distúrbios do Comportamento equilibrada. educação Alimentar” e “Higiene alimentar” com colaboração do Projeto Deco Jovem Auxiliares de ação educativa - Rastreio de Glicemia, Colesterol e Tensão arterial, em articulação com o Clube de proteção civil. Aconselhamento por uma Nutricionista - Sensibilizar os 2º Período Sessão de informação/esclarecimento sobre Diabetes alunos e envolver Alunos do pré- ativamente toda a escolar, 1º, 2º e comunidade 3º ciclo educativa na aquisição de hábitos mais saudáveis do Alunos do 2º e 3º Comemoração do Dia Mundial da Saúde (7 de abril). ponto de vista ciclo nutricional e de Professores - Realização de uma caminhada e passeio de BTT em articulação com o saúde. Encarregados de Clube Europeu e O grupo de Educação Física. educação - Concurso para título da atividade Auxiliares de - Compreender a ação educativa importância de uma alimentação Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 15 de 24
  • 16. saudável e 2- Educação equilibrada no bom Sexual em Meio Escolar e Infeções sexualmente Transmissíveis funcionamento do organismo. Comemoração do Dia Mundial Contra a Sida (1 de dezembro). - Conhecer a 25 de Maio - Realização de trabalhos de sensibilização com os alunos de 9º ano. relação direta existente entre a obesidade e uma Alunos do 2º e 3º alimentação não ciclo equilibrada. Professores - Dinamização do Gabinete de Apoio ao Aluno, com acompanhamento - Evitar a Auxiliares de individual aos alunos. prevalência da ação educativa - Elaboração de uma caixa de dúvidas onde os alunos poderão colocar obesidade. questões/dúvidas (anónimas) no âmbito da educação sexual onde serão - Cumprimento das respondidas através da exposição em cartazes ou na página de um blog. regras básicas de - Colaboração da Equipa de Saúde Escolar para esclarecimento do uso e confeção e acessibilidade dos métodos contracetivos. manipulação de alimentos. - Refeições Final do 2º - Desenvolvimento do Projeto LED on Values escolares período promotoras de saúde. Alunos dos 9º anos Ao longo de todo o ano 3- Prevenção letivo do Consumo de Substâncias Psicoativas Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 16 de 24
  • 17. - Debates, sessões de esclarecimento e de sensibilização. - Projeção de filmes. - Compreender a Toda a - Desenvolvimento do Projeto “Eu e os outros” importância de comunidade uma vida ativa. escolar - Colaboração com a Escola Segura na sensibilização e prevenção do - Perceber a consumo de substâncias psicoativas. relação entre alimentação e atividade física. - Conhecer formas de integrar o exercício físico no quotidiano. 2º/3º Período Comemoração do Dia mundial sem tabaco (31 de maio). - Atividades lúdico-desportivas com a colaboração dos docentes do grupo de Educação Física. - Medida 1 do “Programa Cuida-te”– Unidades Móveis no âmbito dos consumos nocivos. - Desenvolvimento de competências Alunos do 3º que permitam ciclo tomadas de Professores decisão Encarregados de responsáveis nos Educação 4- Violência domínios Equipa de saúde Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 17 de 24
  • 18. em Meio Escolar afetivo/relacional. escolar - Promoção de Auxiliares de valores que ação educativa - Debates, sessões de esclarecimento e de sensibilização (Bullying). conduzam à - Em articulação com o GASP participação no “Programa Cuida-te”– Teatro adoção de hábitos debate (Macacos e pombos”, no âmbito do Bullying de vida saudáveis - Reconhecer as principais Doenças sexualmente transmissíveis 31 de maio 5- Diversos (DST), destacando a SIDA. Saúde Ambiental - Reconhecer as formas de - Recolha de resíduos para compostagem. prevenção das DST. - Valorizar a importância da Toda a responsabilidade e comunidade da segurança nas escolar Higiene corporal relações sexuais. - Discutir regras de higiene, nomeadamente, a importância de lavar as mãos - Conhecer os e os dentes. principais métodos 2º Período - Escovagem dos dentes (pré-escolar) e flúor dentífrico 1º e 2º ciclos), de anticoncecionais. acordo com a planificação da Proposta de Boas Práticas de Saúde Oral em - Reconhecer o Saúde Escolar. uso do - Palestra com higienista, rastreios de visão, auditivo e saúde oral (3º ciclo). preservativo como forma de prevenção das - Desenvolvimento do Projeto e-Bug. DST. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 18 de 24
  • 19. - Reconhecer os efeitos das Alunos do 2º e 3º doenças na ciclo qualidade de vida Professores do indivíduo. Equipa de saúde - Promover hábitos escolar - Dia mundial do doente (11 de Fevereiro) de vida saudáveis. Auxiliares de Ao longo do Em articulação com a disciplina de Educação artística, apresentação da - Reconhecer ação educativa Ano Letivo dramatização de “A lua de Joana” alguns cuidados a - Dia europeu da internet segura (12 de Fevereiro) ter na prevenção Em articulação com a disciplina de Educação artística, apresentação de de doenças. uma dramatização sobre a problemática associada ao uso da internet. Ao longo do Ano Letivo Toda a - Formação para Professores na área da Educação Sexual - Reconhecer o comunidade efeito das drogas escolar no organismo. - Reconhecer as consequências da toxicodependência no indivíduo na família e na Toda a - Formação sobre postura e cuidados em contexto de trabalho, para sociedade. comunidade 2º/3º Período pessoal não docente - Sugerir medidas escolar para evitar a toxicodependência . - Reconhecer Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 19 de 24
  • 20. aspetos históricos e culturais relacionados com 2º Período o consumo de bebidas alcoólicas. - Distinguir os Alunos dos 6º e vários tipos de 9º anos bebidas alcoólicas. - Reconhecer os efeitos do álcool no organismo. - Reconhecer os efeitos do álcool na família e sociedade. - Prevenir as Toda a 2º/3º Período doenças e os comunidade problemas sociais escolar ligados ao alcoolismo. - Compreender a importância de 2º/3º Período uma vida sem tabaco. Professores Psicólogos Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 20 de 24
  • 21. Pessoal não - Identificar os docente vários tipos de comportamentos relacionados com a violência. - Promover uma intervenção eficaz baseada em conhecimento. - Incentivar boas práticas de manipulação, higiene, controle de pragas, Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 21 de 24
  • 22. controle de lixo, utensílios e equipamentos. - Promover a higiene oral - Reduzir a cárie dentária - Sensibilizar jovens em meio escolar para a prevenção de doenças transmissíveis e uso prudente de antibióticos. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 22 de 24
  • 23. - Sensibilizar para a problemática da toxicodependência Sensibilizar para a problemática associada ao uso da internet. - Formação dos agentes educativos no sentido de serem capazes de agir de forma adequada e coerente face às dúvidas e manifestações das crianças e jovens relativas à sua sexualidade. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 23 de 24
  • 24. - Sensibilizar e educar para a importância da prática de boas posturas laborais como forma de valorizar a prática de uma vida saudável NOTA: Este projeto pretende ser uma proposta de trabalho, que poderá vir a ser reformulado de acordo com as sugestões dos vários intervenientes do mesmo. Projeto de Educação para a Saúde 2011/2012 Página 24 de 24