Parábola da figueira seca

5.647 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
132
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
286
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parábola da figueira seca

  1. 1. Evangelho Segundo o Espiritismo - Cap. XIX, itens 8, 9 e 10 Parábola da Figueira Seca
  2. 2. Parábola da Figueira Seca Quando saiam de Betânia, ele teve fome; e, vendo ao longe uma figueira, para ela encaminhou-se, a ver se acharia alguma coisa; tendo-se, porém, aproximado, só achou folhas, visto não ser tempo de figos. Então, disse Jesus à figueira:
  3. 3. Parábola da Figueira Seca Que ninguém coma de ti fruto algum, o que seus discípulos ouviram. – No dia seguinte, ao passarem pela figueira, viram que secara até á raiz. – Pedro, lembrando-se do que dissera Jesus, disse: Mestre, olha como secou a figueira que tu amaldiçoaste.
  4. 4. Parábola da Figueira Seca – Jesus, tomando a palavra, lhes disse: Tende fé em Deus. – Digo- vos, em verdade, que aquele que disser a esta montanha: Tira-te daí e lança-te ao mar, mas sem hesitar no seu coração, crente, ao contrário, firmemente, de que tudo o que houver dito acontecerá, verá que, com efeito, acontece. (S. MARCOS, cap. Xl, vv. 12 a 14 e 20 a 23.)
  5. 5. Circunstâncias Essa passagem aconteceu no dia seguinte à entrada de Jesus em Jerusalém, montado em um burrinho e saudado pelo povo com ramos de palmeiras. Ao final desse dia, Jesus regressou, junto com os discípulos, para as cercanias da cidade, num local denominado Betânia, onde residiam os irmãos Lázaro, Marta e Maria, na casa dos quais Ele costumava se hospedar.
  6. 6. Simbologia A figueira seca é uma parábola, um símbolo empregado por Jesus para afirmar que, infelizmente, os judeus apenas aparentavam a ideia de um povo fervoroso mas, na verdade, aquela fé não produzia nenhum fruto, nem espiritual, nem moral. A expressão “Aproximou-se da árvore”, representa a presença de Jesus perante o povo judeu, tão próximo da grande cidade, observando e analisando a verdadeira condição espiritual de seus habitantes.
  7. 7. Simbologia Não se pode acreditar que Jesus amaldiçoasse qualquer ser vivo, pois isso seria uma contradição com aquele que representava o amor em sua expressão mais sublime. Deve-se entender, portanto, que a figueira foi um símbolo utilizado para representar o povo de Israel, rebelde e orgulhoso aos ensinamentos que Jesus trazia.
  8. 8. As lições da figueira seca No E.S.E aprendemos que a figueira seca é o símbolo das pessoas que tem apenas as aparências do bem, mas na verdade não produzem nada de bom. São pessoas que querem passar uma imagem que não corresponde ao que realmente são. Exemplo: oradores, palestrantes que falam muito bem, tem muito brilho e fazem muito sucesso entre os seguidores, mas tudo que falam não passam de palavras vazias. Poucos praticam aquilo que falam
  9. 9. As lições da figueira seca A figueira seca também representa as pessoas que tem a chance de serem úteis e não o são. No E.S.E diz que “todos os homens voluntariamente inúteis, por falta de terem colocado em prática os recursos que tinham, serão tratados como a figueira seca”. Nós temos a chance de produzir frutos, em todos os lugares aonde vamos, através do nosso exemplo. .
  10. 10. As lições da figueira seca Além dos locais de trabalho, de estudo, de convívio social, devemos dar frutos em primeiro lugar, dentro de nossos lares. De que adianta, da porta pra fora sermos um cristão exemplar, se dentro do lar somos carrascos daqueles a quem amamos? Pelo contrário, vamos começar criando dentro de nossas casas, um verdadeiro LAR.
  11. 11. As lições da figueira seca Se minha árvore familiar somente produz intrigas, discussões, intolerância, agressão física (ou verbal, ou psicológica), ela é tão seca quanto a figueira da história. Agora se eu dou minha cota de participação para a harmonia do lar (mesmo que os outros não valorizem isso) eu estou permitindo que os primeiro frutos brotem em mim.
  12. 12. As lições da figueira seca Allan Kardec, em O Evangelho segundo o Espiritismo”, cap. XIX, ensina que a figueira seca representa todo aquele que pode ser útil mas que não faz nada de bom; são aqueles que pecam por omissão. Ele inclui aqui os médiuns que não querem se comprometer com o exercício da mediunidade como forma de exercer a caridade aos que sofrem moral e espiritualmente.
  13. 13. Convite desta passagem Eis o convite desta passagem. Que possamos utilizarmos todas as oportunidades de sermos úteis, em primeiro lugar na nossa família, depois no trabalho, na escola, no centro, na sociedade e cultivarmos a fé raciocinada, nunca a fé cega. Desta forma o mundo vai melhorar: quando cada um de nós nos tornarmos pessoas melhores.
  14. 14. Parábola da Figueira Seca São Luís M.Belos 23/04/2014 Resumo palestra realizada no CEPAC Formatação: aliceagmartins@yahoo.com.br Imagens: Banco de imagens da Internet Bibliografia: Evangelho Segundo o Espiritismo - Cap. XIX, itens 8, 9 e 10 Parábola da Figueira Seca | PENSAMENTOS ESPÍRITAS http://www.sergiobiagigregorio.com.br/palestra/parabola-da-figueira-seca.htm Parábola da figueira seca - Harmonia espiritual

×