Choque elétrico

642 visualizações

Publicada em

Em breve apresentação é passado os fatores que podem influenciar nas consequência de um trablhador vítima de choque elétrico, cabe ressaltar que o desenvolvimento da pratica prevencionista parte da prevenção de acidentes, porém para previnir é preciso conhecer.
Espero que com esta apresentação os interessados possam conhecer melhor estes fatores a fim de aplicar os conhecimentos no dia-a-dia da prevenção de acidentes.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
642
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Choque elétrico

  1. 1. CHOQUE ELÉTRICO Quais os fatores que influenciam nas suas consequências
  2. 2. Introdução Alguns fatores podem influenciar na consequência do choque elétrico e cabe a nós técnicos e engenheiros de segurança conhecermos estes fatores, independente do ramo em que se trabalha, pois em praticamente todas as atividades econômicas é necessária a utilização de energia elétrica em todo ou em alguma parte do processo produtivo.
  3. 3. Introdução A NR 10 no seu subitem 10.1.2 dispõe que a norma se aplica às fases de geração, transmissão distribuição e consumo de energia elétrica. CNAE ATIVIDADE GRAU DE RISCO 35.11-5 Geração de energia elétrica. 03 35.12-3 Transmissão de energia elétrica. 03 35.13-1 Comércio atacadista de energia elétrica. 03 35.14-1 Distribuição de energia elétrica. 03
  4. 4. Após pesquisa realizada no site da Previdência Social é possível chegar aos seguintes números relacionados a seguintes números e acidentes do trabalho.
  5. 5. Estatística Os dados demonstrados no gráfico 1 representam bem a realidade de acidentes do trabalho que ocorrem no setor elétrico, é importante ressaltar um aumento significativo nos números de acidentes registrados na etapa de transmissão de energia elétrica, os demais índices se mantiveram dentro da margem dos anos anteriores com ressalvas à fase de geração, onde houve uma pequena redução em relação aos anos de 2010 e 2011.
  6. 6. Introdução Considerando que o ramo da elétrica é junto com o da Construção, um dos ramos que possuem os maiores índices de acidentes do trabalho, torna-se importante saber quais são os fatores que influenciam nas consequências do choque elétrico, mas antes de conhecer estes fatores, vamos a algumas definições.
  7. 7. O que é o choque elétrico? • O choque elétrico é um estímulo rápido e acidental do sistema nervoso do corpo humano causado pela passagem de uma corrente elétrica. A passagem da corrente elétrica ocorre quando o corpo é submetido a uma tensão elétrica suficiente para vencer a sua impedância.
  8. 8. Todo o choque elétrico tem potencial para causar danos ao organismo? • Não, Como resultado da passagem da corrente elétrica pelo corpo humano pode-se ter desde uma sensação de formigamento até sensações dolorosas com contração muscular.
  9. 9. Como acontece o choque elétrico? • Acontece pela passagem de uma corrente elétrica pelo corpo em contato com um objeto eletrificado. A condição básica para se levar um choque de origem elétrica é estar submetido a uma diferença de potencial (DDP) suficiente para fazer circular uma corrente que provoque efeitos no organismo.
  10. 10. Quais são as naturezas do choque? Quanto à natureza do choque, pode advir por contato com um circuito energizado, por meio de um corpo carregado eletricamente (energia estática) ou por uma descarga atmosférica (raios).
  11. 11. Os principais fatores que podem influenciar nos efeitos do choque elétrico são:
  12. 12. Intensidade da corrente: Quanto maior for a intensidade da corrente que percorrer o corpo, pior será o efeito sobre o mesmo. As correntes elétricas de baixa intensidade provocam a contração muscular, situação em que a vítima muitas vezes não consegue se desprender do objeto energizado.
  13. 13. Frequência As correntes elétricas de alta frequência são menos perigosas ao organismo humano do que as de baixa frequência.
  14. 14. Tempo de Duração: Quanto maior for o tempo de exposição à corrente elétrica, maior será seu efeito danoso no organismo.
  15. 15. Natureza da Corrente: O corpo humano é mais sensível à corrente alternada de frequência industrial (50/60 Hz) do que à corrente contínua. O limiar de sensação da corrente contínua é da ordem de 5 mA, enquanto que na corrente alternada é de 1 mA. A corrente elétrica passa a ser perigosa para o homem a partir de 9 mA, em se tratando de corrente alternada, e, 45 mA para corrente contínua.
  16. 16. Condições do Organismo do Indivíduo: Os efeitos do choque elétrico variam de pessoa para pessoa, e dependem principalmente das condições orgânicas da vítima. Pessoas com problemas cardíacos, respiratórios, mentais, deficiência alimentar, etc., estão mais propensas a sofrer com maior intensidade os efeitos do choque elétrico. Os idosos submetidos a uma intensidade de choque elétrico relativamente fraca, podem sofrer sérias consequências.
  17. 17. Resistência do Corpo: Também a resistência ôhmica do corpo varia de indivíduo para indivíduo. A epiderme seca tem uma resistividade que depende do seu estado de endurecimento (calosidade). Esta é maior nas pontas dos dedos do que na palma da mão, e maior nesta do que no braço. A pele molhada diminui a resistência de contato, permitindo assim a passagem de maior intensidade de corrente elétrica.
  18. 18. Percurso da Corrente Os efeitos fisiológicos da corrente elétrica dependerão, em parte, do percurso por onde ela passa no corpo humano, isso porque na sua passagem poderá atingir centros e órgãos de importância vital, como o coração e os pulmões.
  19. 19. Alex CostaTriers Técnico em Segurança doTrabalho E-mail: alextriers@gmail.com Site: www.sstnarede.blogspot.com.br

×