Apresentação Utopia e Barbárie

33 visualizações

Publicada em

Apresentação em PowerPoint sobre Utopia e Barbárie.Nova faculdade.Curso de direito,2° período manha,disciplina de português. Orientador da disciplina:Vilmar Vilaça.

Publicada em: Direito
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
33
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Utopia e Barbárie

  1. 1. Nova Faculdad Curso Direito Manhã Português Prof° Vilmar Vilaça Alexandro F Silva Antônio Borges Carlos Eduardo Wemerson Siqueira Utopia e
  2. 2. Bomba atômica Hiroshima,Nagasaki,Ditaduras,Nazismo,holocausto, primavera de Praga, Segregação racial nos Estados Unidos(apartheid)... A história do mundo contada na ótica das utopias e barbáries. Em tempos de sonhos, desejos, vontades; algumas vezes levadas ao extremo, impondo a historia do próprio homem como utopias, barbáries, utopias e barbáries..... Uma década terrível, com um ano orgásmico; 1968. O mundo vive; UTOPIAS E BARBARIES; UTOPIAS E BARBARIES.........
  3. 3. Utopia e Barbárie Utopia - Lugar ou estado ideal, de completa felicidade e harmonia , fundamentada em leis justas e em instituições político-econômicas comprometidas com o bem-estar da coletividade. Não se sabe ao certo se é possível alcançar ou realizar.
  4. 4. Barbárie e utopia Barbárie- Condição ou estado de bárbaro; barbarismo, selvageria. Erro crasso de linguagem ou de escrita,violência, que é contrário a condição de progresso. O termo bárbaro pode referir-se a ferocidade e crueldade,usa-se o termo para perceber a rusticidade e a falta de cultura, de alguém, ou de um grupo.
  5. 5. A utopia da reforma agrária de João Goulart UMA UTOPIA AGRÁRIA. Uma ampla reforma agrária proposta pelo presidente da República João Goulart. A proposta de Jango estava ancorada em uma mudança constitucional que permitiria a desapropriação de terras . Mas deputados e senadores derrotaram o governo e inviabilizava o programa de reforma agrária, dado o alto custo. Arthur Virgílio acusava a UDN de pregar contra a democracia. Mas o caminho do golpe de Estado já estava delineado.
  6. 6. A Ditadura O Golpe. O AI-5 - DITADURA O Presidente Artur da Costa e Silva BAIXOU O Ato Institucional nº 5, em 13 de dezembro de 1968, o que foi a expressão mais acabada da ditadura militar brasileira (1964-1985). Vigorou até dezembro de 1978 e produziu um elenco de ações arbitrárias de efeitos duradouros. Definiu o momento mais duro do regime, dando poder de exceção aos governantes para punir arbitrariamente os que fossem inimigos do regime ou como tal considerados. O AI-5 se impunha como um instrumento de intolerância em um momento de intensa polarização ideológica, e referendava uma concepção de modelo econômico em que o crescimento seria feito com "sangue, suor e lágrimas".
  7. 7. Utópico arianos X Bárbaros monstros Arianos Bárbaros utópicos
  8. 8. A barbárie do holocausto A utopia de uma raça perfeitaNAZISMO uma utopia para perfeitos O ponto fundamental do nazismo era o racismo, segundo essa ideologia, os alemães pertenciam a uma raça superior, a ariana, que sem se misturar a outras raças, deveria comandar o mundo. Holocausto a barbárie sem causa Nos campos de Auschwitz, na Polônia, em apenas três dias, foram assassinados, nas câmaras de gás e cremados 22 mil judeus. Entre vários outros campos que lembram o horror do genocídio estão: Dachau e Buchenwald, na Alemanha e Treblinka na Polônia.
  9. 9. A luta dos negros por direito Eu tenho um sonho(I heve dream) Martin L. king A luta do movimento negro. Segregação racial nos Estados Unidos,“Eu tenho um sonho: o de que, um dia, nas colinas vermelhas da Geórgia, os filhos dos antigos escravos e os filhos dos antigos senhores de escravos poderão se sentar juntos à mesa da fraternidade.”Com esse famoso discurso, conhecido como I have a dream (Eu tenho um sonho), marcou um dos principais momentos da luta contra a opressão racial nos EUA da luta do movimento negroBrancos e negros não podiam usar os mesmos assentos dentro dos ônibus. A pioneira na luta foi Rosa Parks que passou a não aceitar essa segregação. Logo em seguida, Luther King aderiu ao movimento. O boicote no transporte coletivo durou 382 dias.
  10. 10. As barbáries do ApartheidApesar das vitórias alcançadas, o assassinato de Luther King demonstrou que havia ainda muito caminho a trilhar na luta pela igualdade social entre brancos e negros nos EUA e no mundo. A revolta voltou a incendiar a cidade de Baltimore, em Maryland, nos EUA, depois de um jovem afro-americano ter morrido às mãos da polícia, e tantos outros, Trayvon Scott,; ou de Tyrone West, George King; ou de Anthony Anderson.Em Abril de 1968, a Baltimore negra explodia numa revolta desencadeada pelo assassinato de Martin Luther King Jr. Quase meio século depois Os números são semelhantes; o desemprego entre os nagros da maior cidade de Maryland situa- se nos 42 % (11% à escala nacional) e a mesma percentagem vive abaixo do limiar da pobreza.
  11. 11. A utopia de paz entre Israel e Palestina. Uma Guerra sangrenta e duradoura. Os conflitos entre Israel e Palestina Nasceram em tempos remotos. O ideal judaico de retorno á terra natal de seus antepassados é conhecido como Sionismo. O principal confronto entre palestinos e israelitas se dá em torno da soberania e do poder sobre terras que envolvem complexas e antigas questões históricas, religiosas . Tentativas de negociação da paz se tornam inviáveis,as chances do nascimento de um Estado Palestino eram crescentes, mas com a eleição do Hamas, não reconhecido pela comunidade internacional, tudo se complica e as possibilidades de paz se reduzem .
  12. 12. A revolta contra o satalinismo e o socialismo na Tchecoslováquia. Sangre nta Primavera De praga Revolta contra o Stalinismo e a burocracia socialista. A Primavera de Praga foi um movimento político ocorrido na Tchecoslováquia em 1968. Liderado por Alexander Dubček, o movimento buscou implantar reformas liberalizantes, que eram contrárias ao socialismo centralizador e conservador soviético. O movimento foi fortemente reprimido pelo Pacto de Varsóvia Começou no outono terminou no verão com um banho de sangue promovido pelos tanques soviéticos.
  13. 13. O QUE DIZER DE: Homens como: Martin L. king , Ernesto Guevara de la Serna……. Porque não falar de Saddam Hussein, Osama bin Laden ..... Continuamos a ter Utópicos e Barbáros, e 11 de Setembro, e Utopias e Barbáries ; e Barbáries e Utopia.......
  14. 14. Precisamos continuar a acreditar esperançosamente e lutar , pois o sonho não acabou. Ainda que em sangue e lágrimas, a utopia sempre será a forma de
  15. 15. FONTES: https://www.significados.com.br/nazismo/ http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/martin- lutherking.htmhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Conflito_israelo-palestino http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u105498.shtml http://www.historiamais.com/israel_arabes.htm http://www.suapesquisa.com/resumos/primavera_praga.htm https://www.google.com.br/search?q=imagens+barbaries+e+utopias&biw

×