SlideShare uma empresa Scribd logo
Da origem até os dias atuais
A Luta de Roberto Marinho
 Em janeiro de 1951, a Rádio Globo pediu a concessão
de televisão no então governo do Eurico Gaspar Dutra.
“Sim, meus caros amigos,
acreditei e acredito neste
nosso país.”
 Sem contar com o apoio da família, Roberto Marinho,
aos 60 anos, não hesitou em vender seus bens para
tornar realidade a emissora. Sozinho, decidiu fazer a
Globo.
 A difícil decisão de fazer algo em que ninguém estava disposto a investir;
 A decisão de fundar uma emissora de TV aos 60 anos, considerada
naquela época uma idade muito avançada, sempre foi encarada com
admiração;
 Roberto Marinho e sua paixão pelo trabalho foram seu combustível;
 No dia 24 de julho de 1962, um acordo de assistência técnica com o grupo
de comunicação norte-americano Time-Life.
A Luta de Roberto Marinho
“Sou de temperamento
retraído e as luzes e as
câmaras da TV me assustam.
Estou, aliás, montando uma
emissora de televisão, a TV
Globo, que espero dirigir... a
uma prudente distância.”
 A televisão de Roberto Marinho nasceu em um
prédio no bairro do Jardim Botânico, na zona sul
da cidade.
 O projeto do prédio da TV Globo teve como
modelo a WFBM, uma estação americana
localizada em Indianápolis, nos Estados Unidos.
 Quando a TV Globo entrou no ar, era o que de
mais moderno havia no Brasil. Muito organizada.
Estreia
 A inauguração foi precedida por vários
testes de transmissão, levados a cabo
durante o mês de março.
 No dia 31 de março de 1965, quando o golpe
militar completava um ano, todas as
emissoras deveriam exibir um
pronunciamento em cadeia nacional em
comemoração à data.
 As dificuldades foram muitas para que a
Globo estreasse no dia combinado que era 5
de abril de 1965. A data precisou ser adiada.
 A TV Globo estreou oficialmente às 11h da
manhã do dia 26 de abril de 1965, ao som do
Hino Nacional.
Estreia
 A criação da Globo movimentou o mercado de televisão no
Brasil,
 Roberto Marinho não media esforços para ter os melhores
profissionais, de todas as áreas;
 Contratos longos e segurança; Pagamentos pontuais;
Profissionalização
 Roberto dava carta branca
para tocarem sua empresa;
 Globo: primeira televisão a
investir tanto no elemento
humano quanto no técnico.
 A teledramaturgia teve início na Globo no ano de sua
inauguração. Ilusões Perdidas (à direita), a primeira novela
produzida na emissora, trazia Reginaldo Faria e Leila Diniz
como o par romântico principal.
Dramaturgia
Jornalismo
 A emissora interrompeu a programação, durante três dias,
para realizar a cobertura completa das enchentes que
atingiam a cidade do Rio de Janeiro naquele ano. A
cobertura proporcionou simpatia do público brasileiro.
 O dono da TV Globo não abriu mão de dar as diretrizes dos
telejornais e programas jornalísticos da emissora, desde seus
primeiros passos. O primeiro telejornal da emissora foi o Tele
Globo (à direita).
 Embora os telejornais exibissem matérias sobre futebol e
alguns outros esportes, as coberturas esportivas ainda não
eram comuns na programação da Globo.
Esporte
Entretenimento
 Marcaram época, entre outros, a irreverência de Dercy
Gonçalves nos programas Dercy Espetacular e Dercy de
Verdade; as gincanas, concursos e musicais do Programa
Haroldo de Andrade; e os programas Discoteca do
Chacrinha e Buzina do Chacrinha, apresentados por Abelardo
Barbosa, o Chacrinha.
Tecnologia
 Roberto Marinho queria o melhor em termos de novos
equipamentos e recursos tecnológicos. No entanto, muitas
eram as dificuldades da Globo no início de sua fundação.
A chegada da cor
Jornalismo
 Sérgio Chapelin formou com Cid Moreira uma das mais conhecidas duplas de apresentadores do JN.
 A primeira transmissão oficial em cores no Brasil aconteceu
na Festa da Uva, na cidade de Caxias/RS em 10 de fevereiro
de 1972. Em 1973, foi exibida a primeira telenovela em cores
transmitida no Brasil, O Bem-Amado, de Dias Gomes.
 Foram também criados programas de sucesso,
como Fantástico, revista eletrônica de variedades, e Globo
Repórter, com reportagens em documentários, ambos em
1973.
Esporte
Tecnologia
 Duas principais inovações tecnológicas
surgidas na década de 1970, que tiveram
influência direta na operação e na qualidade
dos produtos da emissora: a chegada da cor
em 1972, e a adoção do ENG (Eletronic News
Gathering) pelo jornalismo, em 1976.
 Em 1970, a seleção brasileira de futebol foi tricampeã na
Copa do Mundo do México e, pela primeira vez, os
telespectadores puderam assistir à transmissão dos jogos
ao vivo;
 Criação de programas voltados para notícias esportivas de
várias modalidades.
Dramaturgia
 O lançamento das minisséries foi algo que marcou a
teledramaturgia da emissora. O novo formato levou a um
processo de trabalho mais cuidadoso, resultando em maior
qualidade de texto e imagem.
 Muitas minisséries e novelas foram destaques nos anos 80.
Jornalismo
 A década de 1980 foi marcada no jornalismo pela
volta da democracia ao país, que ganhou forma
no movimento das Diretas Já, foi abalada com a
morte do presidente Tancredo Neves, eleito pelo
voto indireto de um Colégio Eleitoral, e culminou
na realização da primeira eleição para a
presidência da República após 29 anos.
Esporte
 A Globo redobrou os investimentos nas
coberturas de eventos esportivos. Os Jogos
Olímpicos de Moscou, em 1980, marcaram
uma mudança na abordagem do esporte
olímpico no Brasil.
Entretenimento
 Lançamento de muitos novos programas, na
área de humor, musicais, variedades, auditório
e infantojuvenis. * Plumct Plact Zum; Viva o
Gordo; Som Brasil, Tv Pirata e etc...
Tecnologia
 Implantação de satélite na transmissão da
programação para todas as suas emissoras e
afiliadas. Também passou a usar uma nova
tecnologia de sonorização, feita com
computador.
Tecnologia
 Projac, foi inaugurada em 2 de outubro de 1995. É o
maior centro de produção de TV da América Latina, e
um dos mais modernos do mundo.
 Aquisição de equipamentos digitais, aposta no
jornalismo investigativo. Maior investimento em novos
talentos e tecnologia.
 Uma nova técnica de duplicação de imagens,
desenvolvida para a novela Mulheres de Areia, permitiu
que Glória Pires contracenasse com ela mesma.
Jornalismo
 chegada de Evandro Carlos de Andrade para dirigir a
Central Globo de Jornalismo (CGJ), em 1995
Dramaturgia
 Uma minissérie ajudou a mobilizar a população contra a
corrupção que envolvia o presidente da República. Anos
Rebeldes serviu de inspiração para as manifestações.
Entretenimento
 O grande destaque foi a interatividade. O semanal Você
Decide, primeiro programa interativo de dramaturgia da
Globo, apresentava histórias cujos finais deveriam ser
decididos por votação do público.
 Os anos 90 ficaram marcados por dois ocorridos em
1994: a morte do piloto brasileiro de Fórmula 1 Ayrton
Senna e a conquista do tetracampeonato na Copa
do Mundo de Futebol.
Esportes
Dramaturgia
 Tramas inovadoras, com novas linguagens narrativas, e
interatividade social. Ex.: A Favorita, O Clone, Laços de
Família...
 Globo, a maior produtora de novelas do mundo.
 Emmy Internacional de melhor telenovela por Caminho
das Índias, de Gloria Perez
Jornalismo
 Se tornou mais participativa e atuante, investindo em
grandes coberturas no Brasil e no mundo.
 Atentados 11 de setembro; Caravana JN; Eleições EUA
2004;
Entretenimento
 O destaque ficou com os Reality shows.
Tecnologia
 Em 2001, interligação dos sistemas de informação por meio de ligação de
fibra ótica digital;
 A chegada da TV digital. A transmissão digital no país teve início,
oficialmente, em 2007.
Internet
 Maior relação entre TV e Internet. Sites de notícias (G1 -
2006), sobre Esportes (Globoesporte), de
Entretenimento (Gshow) e sobre a história da Globo
(Memória Globo) foram lançados e transformaram a
Globo.com (2000) em um dos portais e provedores mais
acessados no Brasil.
Esporte
 Destaque na Cobertura da Copa do Mundo 2002
Coreia-Japão com o Pentacampeonato do Brasil;
Dramaturgia
 A novela Avenida Brasil, de João Emanuel
Carneiro, se tornou, em 2012, um dos maiores
fenômenos da teledramaturgia brasileira.
 Cheias de Charme, um fenômeno na internet
com as Empreguetes.
 Emmy Internacional pelo remake de O Astro.
Jornalismo
 O jornalismo da Globo chegou a 2013
ocupando 20% do espaço da grade da
emissora. Manhã com programação ao vivo;
JN no Ar;
 Emmy ao Jornal Nacional, com a cobertura da
ocupação da Vila Cruzeiro e do Complexo do
Alemão pelas forças públicas.
Esporte
 Em 2010, a seleção da Espanha
venceu a Copa do Mundo da
África;
 Copa das Confederações 2013 e
Copa do Mundo 2014 Brasil;
 UFC.
Entretenimento
 Completaram mais de dez anos
no ar Mais Você, Caldeirão do
Huck, Altas Horas, de Serginho
Groisman; Programa do Jô; e o
humorístico Zorra Total.
 The Voice e Superstar.
Alexandre Fernandes
Diógenes Ribas
Everton Farias
Pamella Rosa
Willames José
TV GLOBO – DA ORIGEM ATÉ OS DIAS ATUAIS
Disciplina: Sistemas de Comunicação Brasileira
Profª Giseli Stempniak
Curso: Comunicação Social
Publicidade & Propaganda e Jornalismo
Período: 1º
Turma: 21520142
Novembro/2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Alessandra Gomes
 
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no BrailPlanejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
Natalia Moreira
 
Boticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing ApresentaçãoBoticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing Apresentação
Lorraine Monteiro
 
Apresentação do briefing Halls
Apresentação do briefing HallsApresentação do briefing Halls
Apresentação do briefing Halls
João Pereira
 
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de casoKopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
André Aranha
 
Apresentação de mídia
Apresentação de mídiaApresentação de mídia
Apresentação de mídia
Claudio Lammardo Neto (Cachorrão)
 
Apple 1 PT
Apple 1 PTApple 1 PT
Apple 1 PT
Patrícia Vitorino
 
Modelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínioModelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínio
Silas Rocha
 
Slides mesarios2016 (pós filme)
Slides mesarios2016 (pós filme)Slides mesarios2016 (pós filme)
Slides mesarios2016 (pós filme)
nessaassis
 
Coca-Cola
Coca-ColaCoca-Cola
Coca-Cola
yngridscarpatti
 
Plano de Marketing Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
Plano de Marketing  Cacau Show (Chocolate Quente) 2010Plano de Marketing  Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
Plano de Marketing Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
Léo Felipe Tobaldini Fröhlich
 
Dossiê Branding - O poder das marcas
Dossiê Branding - O poder das marcasDossiê Branding - O poder das marcas
Dossiê Branding - O poder das marcas
ADSO Agência de Comunicação Global
 
Case kopenhagen
Case kopenhagenCase kopenhagen
Case kopenhagen
Bruna Lopes
 
Modelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínioModelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínio
Monitoria Contabil S/C
 
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e TáticaPlanejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Martins & Marcon
 
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLORPLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
Carla Viola
 
Apresentação radio final
Apresentação radio   finalApresentação radio   final
Apresentação radio final
madandre
 
Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]
sschlumbom
 
Slide Hino Nacional Brasileiro
Slide Hino Nacional BrasileiroSlide Hino Nacional Brasileiro
Slide Hino Nacional Brasileiro
Dora Amarante
 
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
educagil
 

Mais procurados (20)

Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
 
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no BrailPlanejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
Planejamento para implantação do e-commerce da Zara no Brail
 
Boticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing ApresentaçãoBoticário - Briefing Apresentação
Boticário - Briefing Apresentação
 
Apresentação do briefing Halls
Apresentação do briefing HallsApresentação do briefing Halls
Apresentação do briefing Halls
 
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de casoKopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
Kopenhagen - Segmentação e Propostas de valor - Estudo de caso
 
Apresentação de mídia
Apresentação de mídiaApresentação de mídia
Apresentação de mídia
 
Apple 1 PT
Apple 1 PTApple 1 PT
Apple 1 PT
 
Modelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínioModelo pedido de patrocínio
Modelo pedido de patrocínio
 
Slides mesarios2016 (pós filme)
Slides mesarios2016 (pós filme)Slides mesarios2016 (pós filme)
Slides mesarios2016 (pós filme)
 
Coca-Cola
Coca-ColaCoca-Cola
Coca-Cola
 
Plano de Marketing Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
Plano de Marketing  Cacau Show (Chocolate Quente) 2010Plano de Marketing  Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
Plano de Marketing Cacau Show (Chocolate Quente) 2010
 
Dossiê Branding - O poder das marcas
Dossiê Branding - O poder das marcasDossiê Branding - O poder das marcas
Dossiê Branding - O poder das marcas
 
Case kopenhagen
Case kopenhagenCase kopenhagen
Case kopenhagen
 
Modelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínioModelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínio
 
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e TáticaPlanejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
 
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLORPLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
 
Apresentação radio final
Apresentação radio   finalApresentação radio   final
Apresentação radio final
 
Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]
 
Slide Hino Nacional Brasileiro
Slide Hino Nacional BrasileiroSlide Hino Nacional Brasileiro
Slide Hino Nacional Brasileiro
 
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
PNE PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO lei 13005 2014
 

Destaque

Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavadoArtigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
Ligapa2012
 
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e ExpressãoStorytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
Publicitantes
 
Dramaturgia
DramaturgiaDramaturgia
Dramaturgia
Lucas Fernando
 
Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015
Pedro Leonardo Carvalho
 
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and AudienceWJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
Elle Sullivan
 
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
Cultura e Mercado
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Religion and The Walking dead
Religion and The Walking deadReligion and The Walking dead
Religion and The Walking dead
Mark Wheller
 

Destaque (8)

Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavadoArtigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
Artigo aula 2 diagnóstico citológico de neoplasia pulmonar por meio de lavado
 
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e ExpressãoStorytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
Storytelling em 3 tempos: Produtos, Experiências e Expressão
 
Dramaturgia
DramaturgiaDramaturgia
Dramaturgia
 
Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015
 
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and AudienceWJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
WJEC - MS4 The Walking Dead - Industry and Audience
 
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
Formatação de Projetos de Audiovisual - Aulas 2, 3 e 4
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Religion and The Walking dead
Religion and The Walking deadReligion and The Walking dead
Religion and The Walking dead
 

Semelhante a TV Globo: Da Origem até os dias atuais

Aula 10 Televisão
Aula 10 TelevisãoAula 10 Televisão
Aula 10 Televisão
guest051d8a
 
Aula 10 televisão
Aula 10 televisãoAula 10 televisão
Aula 10 televisão
guest15b65c
 
Tv alunos
Tv alunosTv alunos
Tv alunos
guest15b65c
 
Aula 12 4 rpan_2010_2
Aula 12 4 rpan_2010_2Aula 12 4 rpan_2010_2
Aula 12 4 rpan_2010_2
Ney Queiroz
 
Aula 12 4 ppan_2010_2
Aula 12 4 ppan_2010_2Aula 12 4 ppan_2010_2
Aula 12 4 ppan_2010_2
Ney Queiroz
 
Aula 12 4 P P A D 2009 2
Aula 12 4 P P A D 2009 2Aula 12 4 P P A D 2009 2
Aula 12 4 P P A D 2009 2
Ney Queiroz
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Fernando
 
Aula 11 4 P P A D 2009 2
Aula 11 4 P P A D 2009 2Aula 11 4 P P A D 2009 2
Aula 11 4 P P A D 2009 2
Ney Queiroz
 
Televisão e Inovação
Televisão e InovaçãoTelevisão e Inovação
Televisão e Inovação
felipefaleiro
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
Andressa Azevedo
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
Andressa Azevedo
 
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Andressa Azevedo
 
90 anos do rádio
90 anos do rádio90 anos do rádio
90 anos do rádio
maxjic
 
A televisão no brasil
A televisão no brasilA televisão no brasil
A televisão no brasil
Serginho Fernando
 
Mudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TVMudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TV
Karen Sica
 
Plano de Mídia - 17/9/2014
Plano de Mídia - 17/9/2014Plano de Mídia - 17/9/2014
Plano de Mídia - 17/9/2014
Renato Cruz
 
Atvbrancoepreto
AtvbrancoepretoAtvbrancoepreto
Atvbrancoepreto
Renato Cardoso
 
Atvbrancoepreto
AtvbrancoepretoAtvbrancoepreto
Atvbrancoepreto
guestc79f8f
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
Andressa Azevedo
 
Tv
TvTv

Semelhante a TV Globo: Da Origem até os dias atuais (20)

Aula 10 Televisão
Aula 10 TelevisãoAula 10 Televisão
Aula 10 Televisão
 
Aula 10 televisão
Aula 10 televisãoAula 10 televisão
Aula 10 televisão
 
Tv alunos
Tv alunosTv alunos
Tv alunos
 
Aula 12 4 rpan_2010_2
Aula 12 4 rpan_2010_2Aula 12 4 rpan_2010_2
Aula 12 4 rpan_2010_2
 
Aula 12 4 ppan_2010_2
Aula 12 4 ppan_2010_2Aula 12 4 ppan_2010_2
Aula 12 4 ppan_2010_2
 
Aula 12 4 P P A D 2009 2
Aula 12 4 P P A D 2009 2Aula 12 4 P P A D 2009 2
Aula 12 4 P P A D 2009 2
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TV
 
Aula 11 4 P P A D 2009 2
Aula 11 4 P P A D 2009 2Aula 11 4 P P A D 2009 2
Aula 11 4 P P A D 2009 2
 
Televisão e Inovação
Televisão e InovaçãoTelevisão e Inovação
Televisão e Inovação
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
 
90 anos do rádio
90 anos do rádio90 anos do rádio
90 anos do rádio
 
A televisão no brasil
A televisão no brasilA televisão no brasil
A televisão no brasil
 
Mudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TVMudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TV
 
Plano de Mídia - 17/9/2014
Plano de Mídia - 17/9/2014Plano de Mídia - 17/9/2014
Plano de Mídia - 17/9/2014
 
Atvbrancoepreto
AtvbrancoepretoAtvbrancoepreto
Atvbrancoepreto
 
Atvbrancoepreto
AtvbrancoepretoAtvbrancoepreto
Atvbrancoepreto
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Tv
TvTv
Tv
 

Último

Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 

TV Globo: Da Origem até os dias atuais

  • 1. Da origem até os dias atuais
  • 2. A Luta de Roberto Marinho  Em janeiro de 1951, a Rádio Globo pediu a concessão de televisão no então governo do Eurico Gaspar Dutra. “Sim, meus caros amigos, acreditei e acredito neste nosso país.”  Sem contar com o apoio da família, Roberto Marinho, aos 60 anos, não hesitou em vender seus bens para tornar realidade a emissora. Sozinho, decidiu fazer a Globo.
  • 3.  A difícil decisão de fazer algo em que ninguém estava disposto a investir;  A decisão de fundar uma emissora de TV aos 60 anos, considerada naquela época uma idade muito avançada, sempre foi encarada com admiração;  Roberto Marinho e sua paixão pelo trabalho foram seu combustível;  No dia 24 de julho de 1962, um acordo de assistência técnica com o grupo de comunicação norte-americano Time-Life. A Luta de Roberto Marinho “Sou de temperamento retraído e as luzes e as câmaras da TV me assustam. Estou, aliás, montando uma emissora de televisão, a TV Globo, que espero dirigir... a uma prudente distância.”
  • 4.  A televisão de Roberto Marinho nasceu em um prédio no bairro do Jardim Botânico, na zona sul da cidade.  O projeto do prédio da TV Globo teve como modelo a WFBM, uma estação americana localizada em Indianápolis, nos Estados Unidos.  Quando a TV Globo entrou no ar, era o que de mais moderno havia no Brasil. Muito organizada. Estreia
  • 5.  A inauguração foi precedida por vários testes de transmissão, levados a cabo durante o mês de março.  No dia 31 de março de 1965, quando o golpe militar completava um ano, todas as emissoras deveriam exibir um pronunciamento em cadeia nacional em comemoração à data.  As dificuldades foram muitas para que a Globo estreasse no dia combinado que era 5 de abril de 1965. A data precisou ser adiada.  A TV Globo estreou oficialmente às 11h da manhã do dia 26 de abril de 1965, ao som do Hino Nacional. Estreia
  • 6.  A criação da Globo movimentou o mercado de televisão no Brasil,  Roberto Marinho não media esforços para ter os melhores profissionais, de todas as áreas;  Contratos longos e segurança; Pagamentos pontuais; Profissionalização  Roberto dava carta branca para tocarem sua empresa;  Globo: primeira televisão a investir tanto no elemento humano quanto no técnico.
  • 7.  A teledramaturgia teve início na Globo no ano de sua inauguração. Ilusões Perdidas (à direita), a primeira novela produzida na emissora, trazia Reginaldo Faria e Leila Diniz como o par romântico principal. Dramaturgia Jornalismo  A emissora interrompeu a programação, durante três dias, para realizar a cobertura completa das enchentes que atingiam a cidade do Rio de Janeiro naquele ano. A cobertura proporcionou simpatia do público brasileiro.  O dono da TV Globo não abriu mão de dar as diretrizes dos telejornais e programas jornalísticos da emissora, desde seus primeiros passos. O primeiro telejornal da emissora foi o Tele Globo (à direita).
  • 8.  Embora os telejornais exibissem matérias sobre futebol e alguns outros esportes, as coberturas esportivas ainda não eram comuns na programação da Globo. Esporte Entretenimento  Marcaram época, entre outros, a irreverência de Dercy Gonçalves nos programas Dercy Espetacular e Dercy de Verdade; as gincanas, concursos e musicais do Programa Haroldo de Andrade; e os programas Discoteca do Chacrinha e Buzina do Chacrinha, apresentados por Abelardo Barbosa, o Chacrinha. Tecnologia  Roberto Marinho queria o melhor em termos de novos equipamentos e recursos tecnológicos. No entanto, muitas eram as dificuldades da Globo no início de sua fundação.
  • 9. A chegada da cor Jornalismo  Sérgio Chapelin formou com Cid Moreira uma das mais conhecidas duplas de apresentadores do JN.  A primeira transmissão oficial em cores no Brasil aconteceu na Festa da Uva, na cidade de Caxias/RS em 10 de fevereiro de 1972. Em 1973, foi exibida a primeira telenovela em cores transmitida no Brasil, O Bem-Amado, de Dias Gomes.  Foram também criados programas de sucesso, como Fantástico, revista eletrônica de variedades, e Globo Repórter, com reportagens em documentários, ambos em 1973.
  • 10. Esporte Tecnologia  Duas principais inovações tecnológicas surgidas na década de 1970, que tiveram influência direta na operação e na qualidade dos produtos da emissora: a chegada da cor em 1972, e a adoção do ENG (Eletronic News Gathering) pelo jornalismo, em 1976.  Em 1970, a seleção brasileira de futebol foi tricampeã na Copa do Mundo do México e, pela primeira vez, os telespectadores puderam assistir à transmissão dos jogos ao vivo;  Criação de programas voltados para notícias esportivas de várias modalidades.
  • 11. Dramaturgia  O lançamento das minisséries foi algo que marcou a teledramaturgia da emissora. O novo formato levou a um processo de trabalho mais cuidadoso, resultando em maior qualidade de texto e imagem.  Muitas minisséries e novelas foram destaques nos anos 80. Jornalismo  A década de 1980 foi marcada no jornalismo pela volta da democracia ao país, que ganhou forma no movimento das Diretas Já, foi abalada com a morte do presidente Tancredo Neves, eleito pelo voto indireto de um Colégio Eleitoral, e culminou na realização da primeira eleição para a presidência da República após 29 anos.
  • 12. Esporte  A Globo redobrou os investimentos nas coberturas de eventos esportivos. Os Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980, marcaram uma mudança na abordagem do esporte olímpico no Brasil. Entretenimento  Lançamento de muitos novos programas, na área de humor, musicais, variedades, auditório e infantojuvenis. * Plumct Plact Zum; Viva o Gordo; Som Brasil, Tv Pirata e etc... Tecnologia  Implantação de satélite na transmissão da programação para todas as suas emissoras e afiliadas. Também passou a usar uma nova tecnologia de sonorização, feita com computador.
  • 13. Tecnologia  Projac, foi inaugurada em 2 de outubro de 1995. É o maior centro de produção de TV da América Latina, e um dos mais modernos do mundo.  Aquisição de equipamentos digitais, aposta no jornalismo investigativo. Maior investimento em novos talentos e tecnologia.  Uma nova técnica de duplicação de imagens, desenvolvida para a novela Mulheres de Areia, permitiu que Glória Pires contracenasse com ela mesma. Jornalismo  chegada de Evandro Carlos de Andrade para dirigir a Central Globo de Jornalismo (CGJ), em 1995
  • 14. Dramaturgia  Uma minissérie ajudou a mobilizar a população contra a corrupção que envolvia o presidente da República. Anos Rebeldes serviu de inspiração para as manifestações. Entretenimento  O grande destaque foi a interatividade. O semanal Você Decide, primeiro programa interativo de dramaturgia da Globo, apresentava histórias cujos finais deveriam ser decididos por votação do público.  Os anos 90 ficaram marcados por dois ocorridos em 1994: a morte do piloto brasileiro de Fórmula 1 Ayrton Senna e a conquista do tetracampeonato na Copa do Mundo de Futebol. Esportes
  • 15. Dramaturgia  Tramas inovadoras, com novas linguagens narrativas, e interatividade social. Ex.: A Favorita, O Clone, Laços de Família...  Globo, a maior produtora de novelas do mundo.  Emmy Internacional de melhor telenovela por Caminho das Índias, de Gloria Perez Jornalismo  Se tornou mais participativa e atuante, investindo em grandes coberturas no Brasil e no mundo.  Atentados 11 de setembro; Caravana JN; Eleições EUA 2004; Entretenimento  O destaque ficou com os Reality shows.
  • 16. Tecnologia  Em 2001, interligação dos sistemas de informação por meio de ligação de fibra ótica digital;  A chegada da TV digital. A transmissão digital no país teve início, oficialmente, em 2007. Internet  Maior relação entre TV e Internet. Sites de notícias (G1 - 2006), sobre Esportes (Globoesporte), de Entretenimento (Gshow) e sobre a história da Globo (Memória Globo) foram lançados e transformaram a Globo.com (2000) em um dos portais e provedores mais acessados no Brasil. Esporte  Destaque na Cobertura da Copa do Mundo 2002 Coreia-Japão com o Pentacampeonato do Brasil;
  • 17. Dramaturgia  A novela Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro, se tornou, em 2012, um dos maiores fenômenos da teledramaturgia brasileira.  Cheias de Charme, um fenômeno na internet com as Empreguetes.  Emmy Internacional pelo remake de O Astro. Jornalismo  O jornalismo da Globo chegou a 2013 ocupando 20% do espaço da grade da emissora. Manhã com programação ao vivo; JN no Ar;  Emmy ao Jornal Nacional, com a cobertura da ocupação da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão pelas forças públicas.
  • 18. Esporte  Em 2010, a seleção da Espanha venceu a Copa do Mundo da África;  Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo 2014 Brasil;  UFC. Entretenimento  Completaram mais de dez anos no ar Mais Você, Caldeirão do Huck, Altas Horas, de Serginho Groisman; Programa do Jô; e o humorístico Zorra Total.  The Voice e Superstar.
  • 19. Alexandre Fernandes Diógenes Ribas Everton Farias Pamella Rosa Willames José TV GLOBO – DA ORIGEM ATÉ OS DIAS ATUAIS Disciplina: Sistemas de Comunicação Brasileira Profª Giseli Stempniak Curso: Comunicação Social Publicidade & Propaganda e Jornalismo Período: 1º Turma: 21520142 Novembro/2014