Pesquisa em Design - Análise de Discurso (Alexandre Fontes, UniRitter 2012)

592 visualizações

Publicada em

Esta trabalho faz uma breve introdução a análise de discurso, ferramenta metológica que pode ser usada em diversos âmbitos da pesquisa científica.

Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter
Porto Alegre 2012
Orientador: Andre Silveira Marques
Alunos: Alexandre Fontes, Elton Roveda e Luisa Bauer

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
592
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa em Design - Análise de Discurso (Alexandre Fontes, UniRitter 2012)

  1. 1. GRUPO 3 - PESQUISA EM DESIGN ANÁLISE DE DISCURSO
  2. 2. PARTE I NOME
  3. 3. DO LATIM • “Analysis” e “Discurre”
  4. 4. ANÁLISE (Dicionário Michaelis) • Decomposição ou separação de um todo • Exame ou estudo • Resumo ou sumário
  5. 5. DISCURSO (Dicionário Michaelis) • Fala proferida para o público • Raciocínio lógico • Exposição didática de um assunto
  6. 6. PARTE II ORIGEM
  7. 7. O DISCURSO Teve sua origem na antiguidade grega onde discurso era a arte de falar em público.
  8. 8. ORIGEM Ainda que se deseconheça a real origem da disciplina, muitos atribuem sua origem a Jean Dubois e Michel Pêcheux.
  9. 9. NASCIMENTO A metodologia tem seu início nos anos 60 do século XX, decorrente de estudos de linguagem materialista.
  10. 10. DISVINCULAÇÃO Era inicialmente enquadrada como parte da análise de conteúdo.
  11. 11. DIFERENÇA Análise de Conteúdo O que este texto quer dizer? Análise de Discurso Como este texto significa?
  12. 12. PARTE III DESCRIÇÃO
  13. 13. DISCIPLINAS BASE • Linguística • Marxismo • Psicanálise
  14. 14. OBJETIVO Estudar o contexto e significação dos textos produzidos pelos discursos.
  15. 15. TEXTO DISCURSO TEXTOS
  16. 16. CONTEXTO Contexto Texto
  17. 17. SENTIDO REALIDADE AUTOR RECEPTOR CONTEXTO SENTIDO DECIFRA
  18. 18. PARTE IV APLICAÇÃO
  19. 19. ORDEM DE DISCURSO Relacionar discursos socialmente ou temporalmente DISCURO DISCURO
  20. 20. MERCADO SIMBÓLICO Diferentes emissores disputam o mesmo público
  21. 21. DISCURSO ESTÉTICO Analisa imagens por valores ideológicos e perceptivos
  22. 22. PARTE V ETAPAS
  23. 23. AS 3 ETAPAS • 1ª: Superfície Linguística • 2ª: Objeto Discursivo • 3ª: Processo Discursivo
  24. 24. 1. SUPERFÍCIE LINGUÍSTICA Análise geral em que se identifica configurações das formações discursivas.
  25. 25. 2. OBJETO DISCURSIVO Busca-se as transições entre os discursos identificados e se organiza essas relações.
  26. 26. 3. PROCESSO DISCURSIVO Utilizando os discursos identificados e ordenados, começa a busca por uma sustentação da ideologia proposta.
  27. 27. PARTE VI EXEMPLOS
  28. 28. OBRIGADO! GRUPO 3 ALEXANDRE FONTES ELTON ROVEDA LUISA BAUER

×