SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
Reino Monera
Bactérias, arqueobactérias e cianobactérias
BACTÉRIAS
Conjugação
           Plasmídeo   DNA bacteriano

Célula “macho”


    Ponte
citoplasmática

Célula “fêmea”




                                        Célula “macho”


                                            Separação
                                            das células


                                        Célula “macho”
Transformação
Molécula de DNA circular
                                                      Fragmentos de          Célula bacteriana
                                                       DNA doador


                    Lise celular               Quebra
Célula bacteriana                                                     Fragmentos de DNA
                                               do DNA
                                                                      ligam-se à superfície
                                                                      da célula receptora.



                                                  O fragmento de DNA é
                                                  incorporado à célula receptora.


                              O fragmento de DNA é integrado
                              ao cromossomo da célula receptora.

       Célula transformada
Transdução
  Fago
                                    O DNA do fago         Quando o profago inicia o ciclo
                                   integra-se ao DNA      lítico, o DNA da bactéria é
                                    da bactéria como      degradado e novos fagos podem
  O DNA de                             um profago.        conter algum trecho do DNA
um fago penetra                                           da bactéria.
  na célula de
 uma bactéria.
                                                                               DNA do fago
                                                                               com genes da
                                                                                 bactéria
         Genes de outra bactéria                                          A célula
           são introduzidos e            O fago infecta                 bacteriana se
          integrados ao DNA              nova bactéria.                rompe e libera
         da bactéria hospedeira.                                        muitos fagos,
                                                                            que
                                                                       podem infectar
                                                                       outras células.
Pili em Conjugação




                     19
BACTÉRIAS
NUTRIÇÃO   AUTÓTROFAS
NUTRIÇÃO     BACTÉRIAS
           HETERÓTROFAS
RESPIRAÇÃO   BACTÉRIAS
             AERÓBIAS
RESPIRAÇÃO    BACTÉRIAS
             ANAERÓBIAS
REINO MONERA
REINO MONERA
REINO MONERA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação da tecnologia do dr
Apresentação da tecnologia do drApresentação da tecnologia do dr
Apresentação da tecnologia do drJordana Carnicelli
 
Tecnologia do DNA recombinante e aplicações
Tecnologia do DNA recombinante e aplicaçõesTecnologia do DNA recombinante e aplicações
Tecnologia do DNA recombinante e aplicaçõesaivilsilveira
 
Aula Engenharia Genetica
Aula  Engenharia GeneticaAula  Engenharia Genetica
Aula Engenharia Geneticalidypvh
 
Genética bacteriana
Genética bacterianaGenética bacteriana
Genética bacterianakaiorochars
 
Aula Fundamentos Engenharia Genetica
Aula Fundamentos Engenharia GeneticaAula Fundamentos Engenharia Genetica
Aula Fundamentos Engenharia Geneticalidypvh
 
Marcadores moleculares em plantas
Marcadores moleculares em plantasMarcadores moleculares em plantas
Marcadores moleculares em plantasUERGS
 
Técnicas básicas de biologia molecular
Técnicas básicas de biologia molecularTécnicas básicas de biologia molecular
Técnicas básicas de biologia molecularThuane Sales
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAJaqueline Almeida
 
Analise de hibridização
Analise de  hibridizaçãoAnalise de  hibridização
Analise de hibridizaçãoJ. Lima
 
Biologia molecular seminário - plantas transgênicas
Biologia molecular   seminário - plantas transgênicasBiologia molecular   seminário - plantas transgênicas
Biologia molecular seminário - plantas transgênicasFilho João Evangelista
 
Conjugação e transdução
Conjugação e transduçãoConjugação e transdução
Conjugação e transduçãoUERGS
 
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...Sofia Iba
 
281112 andrea v2
281112 andrea v2281112 andrea v2
281112 andrea v2Sofia Iba
 
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago final
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago finalMarcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago final
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago finalThiago Pinheiro
 
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula Christ
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula ChristEngenharia Genética - Prof. Ana Paula Christ
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula ChristAna Paula Christ
 

Mais procurados (20)

Apresentação da tecnologia do dr
Apresentação da tecnologia do drApresentação da tecnologia do dr
Apresentação da tecnologia do dr
 
Marcador molecular
Marcador molecularMarcador molecular
Marcador molecular
 
Genética bacteriana
Genética bacterianaGenética bacteriana
Genética bacteriana
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Tecnologia do DNA recombinante e aplicações
Tecnologia do DNA recombinante e aplicaçõesTecnologia do DNA recombinante e aplicações
Tecnologia do DNA recombinante e aplicações
 
Aula Engenharia Genetica
Aula  Engenharia GeneticaAula  Engenharia Genetica
Aula Engenharia Genetica
 
Genética bacteriana
Genética bacterianaGenética bacteriana
Genética bacteriana
 
Aula Fundamentos Engenharia Genetica
Aula Fundamentos Engenharia GeneticaAula Fundamentos Engenharia Genetica
Aula Fundamentos Engenharia Genetica
 
Marcadores moleculares em plantas
Marcadores moleculares em plantasMarcadores moleculares em plantas
Marcadores moleculares em plantas
 
Técnicas básicas de biologia molecular
Técnicas básicas de biologia molecularTécnicas básicas de biologia molecular
Técnicas básicas de biologia molecular
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
 
Analise de hibridização
Analise de  hibridizaçãoAnalise de  hibridização
Analise de hibridização
 
Biologia molecular seminário - plantas transgênicas
Biologia molecular   seminário - plantas transgênicasBiologia molecular   seminário - plantas transgênicas
Biologia molecular seminário - plantas transgênicas
 
Conjugação e transdução
Conjugação e transduçãoConjugação e transdução
Conjugação e transdução
 
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...
Andrea a. carneiro introdução da tecnologia do dna recombinante e producao de...
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Genetica em bacterias
Genetica em bacteriasGenetica em bacterias
Genetica em bacterias
 
281112 andrea v2
281112 andrea v2281112 andrea v2
281112 andrea v2
 
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago final
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago finalMarcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago final
Marcadores e Genômica - Aula Teórica Thiago final
 
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula Christ
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula ChristEngenharia Genética - Prof. Ana Paula Christ
Engenharia Genética - Prof. Ana Paula Christ
 

Destaque

virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hiv
virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hivvirus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hiv
virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hivAlexandre Pusaudse
 
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas Alexandre Pusaudse
 
A1 taxionomia aula 1 - nocoes de evolucao
A1   taxionomia aula 1 - nocoes de evolucaoA1   taxionomia aula 1 - nocoes de evolucao
A1 taxionomia aula 1 - nocoes de evolucaoAlexandre Pusaudse
 
A1 taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomial
A1   taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomialA1   taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomial
A1 taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomialAlexandre Pusaudse
 
Slide e resumo: Reino monera
Slide e resumo: Reino moneraSlide e resumo: Reino monera
Slide e resumo: Reino moneraRonanzito
 
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIOREINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIOgbast3
 
II.2 Reino Morena
II.2 Reino MorenaII.2 Reino Morena
II.2 Reino MorenaRebeca Vale
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiRebeca Vale
 
II.3 Reino Protoctista
II.3 Reino ProtoctistaII.3 Reino Protoctista
II.3 Reino ProtoctistaRebeca Vale
 

Destaque (20)

B1 viroses
B1   virosesB1   viroses
B1 viroses
 
virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hiv
virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hivvirus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hiv
virus - caract, estrut, infeccao viral, ciclo hiv
 
Bacterioses
BacteriosesBacterioses
Bacterioses
 
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas
Reinos, dominios, cladogramas e arvores filogeneticas
 
B1 protozoários
B1   protozoáriosB1   protozoários
B1 protozoários
 
2011 fungos
2011   fungos2011   fungos
2011 fungos
 
A1 taxionomia aula 1 - nocoes de evolucao
A1   taxionomia aula 1 - nocoes de evolucaoA1   taxionomia aula 1 - nocoes de evolucao
A1 taxionomia aula 1 - nocoes de evolucao
 
2013 a2 - embriologia
2013   a2 - embriologia2013   a2 - embriologia
2013 a2 - embriologia
 
A1 taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomial
A1   taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomialA1   taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomial
A1 taxionomia aula 2 - lineu categorias e nomenclatura binomial
 
Slide e resumo: Reino monera
Slide e resumo: Reino moneraSlide e resumo: Reino monera
Slide e resumo: Reino monera
 
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIOREINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
REINO MONERA - ASSUNTO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
 
II.2 Reino Morena
II.2 Reino MorenaII.2 Reino Morena
II.2 Reino Morena
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino Fungi
 
II.3 Reino Protoctista
II.3 Reino ProtoctistaII.3 Reino Protoctista
II.3 Reino Protoctista
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
A quimica dos seres vivos
A quimica dos seres vivosA quimica dos seres vivos
A quimica dos seres vivos
 
DINÂMICA DE POPULAÇÕES
DINÂMICA DE POPULAÇÕESDINÂMICA DE POPULAÇÕES
DINÂMICA DE POPULAÇÕES
 
CERRADO
CERRADOCERRADO
CERRADO
 

Semelhante a REINO MONERA

Semelhante a REINO MONERA (14)

Monera
MoneraMonera
Monera
 
Monera Para 19032010
Monera Para 19032010Monera Para 19032010
Monera Para 19032010
 
Monera
MoneraMonera
Monera
 
Reino monera
Reino monera Reino monera
Reino monera
 
Os vírus
Os vírusOs vírus
Os vírus
 
62c05818cebed49aba5e8892b766d77a (1).pdf
62c05818cebed49aba5e8892b766d77a (1).pdf62c05818cebed49aba5e8892b766d77a (1).pdf
62c05818cebed49aba5e8892b766d77a (1).pdf
 
Reprodução das bactérias
Reprodução das bactériasReprodução das bactérias
Reprodução das bactérias
 
Os vírus - características e ação
Os vírus  - características e açãoOs vírus  - características e ação
Os vírus - características e ação
 
Biologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonBiologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príon
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Aula bacteriologia
Aula   bacteriologiaAula   bacteriologia
Aula bacteriologia
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
Capítulo 02- Os Vírus
Capítulo 02- Os VírusCapítulo 02- Os Vírus
Capítulo 02- Os Vírus
 

Mais de Alexandre Pusaudse (20)

2019 gabarito tarefa 1 1 ano b1
2019   gabarito tarefa 1 1 ano b12019   gabarito tarefa 1 1 ano b1
2019 gabarito tarefa 1 1 ano b1
 
2019 efeito estufa
2019   efeito estufa2019   efeito estufa
2019 efeito estufa
 
2019 relatorio socrative reproducao
2019    relatorio socrative reproducao2019    relatorio socrative reproducao
2019 relatorio socrative reproducao
 
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
 
Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa
Estrategia enem apostila carbono e efeito estufaEstrategia enem apostila carbono e efeito estufa
Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
2019 cnidaria
2019   cnidaria2019   cnidaria
2019 cnidaria
 
Primeiros seres pluricelulares
Primeiros seres pluricelularesPrimeiros seres pluricelulares
Primeiros seres pluricelulares
 
Ciclo do carbono 2019
Ciclo do carbono 2019Ciclo do carbono 2019
Ciclo do carbono 2019
 
Ciclo da agua
Ciclo da aguaCiclo da agua
Ciclo da agua
 
Cap 13 aula 2
Cap 13 aula 2Cap 13 aula 2
Cap 13 aula 2
 
2019 execicios ecologia 1
2019   execicios ecologia 12019   execicios ecologia 1
2019 execicios ecologia 1
 
2019 cap 3
2019 cap 3 2019 cap 3
2019 cap 3
 
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
 
Como montar mapas conceituais
Como montar mapas conceituaisComo montar mapas conceituais
Como montar mapas conceituais
 
Camada de ozônio e chuva ácida
Camada de ozônio e chuva ácidaCamada de ozônio e chuva ácida
Camada de ozônio e chuva ácida
 
Dinâmica de populações
Dinâmica de populaçõesDinâmica de populações
Dinâmica de populações
 
Fragmentacao de habitat
Fragmentacao de habitatFragmentacao de habitat
Fragmentacao de habitat
 
2018 tecido conjuntivo cartilaginoso
2018   tecido conjuntivo cartilaginoso2018   tecido conjuntivo cartilaginoso
2018 tecido conjuntivo cartilaginoso
 

Último

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 

Último (20)

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 

REINO MONERA

  • 2.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Conjugação Plasmídeo DNA bacteriano Célula “macho” Ponte citoplasmática Célula “fêmea” Célula “macho” Separação das células Célula “macho”
  • 17. Transformação Molécula de DNA circular Fragmentos de Célula bacteriana DNA doador Lise celular Quebra Célula bacteriana Fragmentos de DNA do DNA ligam-se à superfície da célula receptora. O fragmento de DNA é incorporado à célula receptora. O fragmento de DNA é integrado ao cromossomo da célula receptora. Célula transformada
  • 18. Transdução Fago O DNA do fago Quando o profago inicia o ciclo integra-se ao DNA lítico, o DNA da bactéria é da bactéria como degradado e novos fagos podem O DNA de um profago. conter algum trecho do DNA um fago penetra da bactéria. na célula de uma bactéria. DNA do fago com genes da bactéria Genes de outra bactéria A célula são introduzidos e O fago infecta bacteriana se integrados ao DNA nova bactéria. rompe e libera da bactéria hospedeira. muitos fagos, que podem infectar outras células.
  • 20. BACTÉRIAS NUTRIÇÃO AUTÓTROFAS
  • 21.
  • 22.
  • 23. NUTRIÇÃO BACTÉRIAS HETERÓTROFAS
  • 24. RESPIRAÇÃO BACTÉRIAS AERÓBIAS
  • 25. RESPIRAÇÃO BACTÉRIAS ANAERÓBIAS