SlideShare uma empresa Scribd logo
EXERCÍCIOS 
1 – Conceitue Prontuário Médico Eletrônico do Paciente. 
2 – Cite 2 objetivos da gestão de documentos. 
3 - Marque a alternativa INCORRETA: 
( ) A disponibilidade é um requisito da qualidade da informação em relação ao tempo 
( ) A frequência é um requisito da qualidade da informação em relação ao tempo 
( ) A concisão é um requisito da qualidade da informação em relação ao conteúdo 
( ) A clareza é um requisito da qualidade da informação em relação à forma 
( ) A amplitude é um requisito da qualidade da informação em relação à forma 
4 – O texto a seguir: “Controlar o crescimento da produção documental e de todo o ciclo de vida 
dos documentos de arquivo”, representa: 
( ) um fundamento legal da gestão de documentos; 
( ) um dos conceitos de gestão de documentos; 
( ) um dos objetivos da gestão documental; 
( ) a principal importância da gestão de serviços de documentação hospitalar. 
5 – As Atitudes classificam-se em 2 tipos de atributos: “Atributos que permitem agir, comprometer-se 
e relacionar-se de forma adequada em sua atividade”. Essa definição corresponde a: 
( ) atributos pessoais 
( ) atributos profissionais 
6 – Conceitue Competências de Suporte. 
7 – Cite 2 resultados esperados da atuação da gestão de documentos. 
8 – “Nessa fase os documentos devem estar no lugar certo, na hora certa para cumprir a sua função, 
reduzindo o desperdício de tempo e produtividade”. A que fase da aplicação da gestão documental 
estamos nos referindo? 
9 - Cite os três documentos necessários à existência legal dos hospitais. 
10 - Conceitue uma das características das competências no serviço de documentação hospitalar. 
11 - O que são competências técnicas no âmbito da gestão dos serviços de documentação 
hospitalar? 
12 - A quem é permitida a liberação de cópia do prontuário? 
13 - Complete com a alternativa correta: A Gestão de Documentos contribui no processo de 
________________________________________, porque assegura que a informação produzida e 
utilizada será bem gerenciada, garantindo a confidencialidade e a rastreabilidade das informações. 
( ) Certificação 
( ) Acreditação Hospitalar 
( ) Informação Hospitalar 
( ) Arquivamento de documentos
14 – O SABER divide-se em três tipos de Conhecimento. Quais são? 
15 – O que são Habilidades? 
16 - É função do Prontuário Médico Eletrônico o suporte à assistência ao paciente, como fonte de 
avaliação e tomada de decisão e como fonte de informação a ser compartilhada entre os 
profissionais de saúde. 
( ) Verdadeiro ( ) Falso 
17 – Relacione 2 etapas da Tabela de Temporalidade Documental. 
18 – Conhecimentos (saber), Habilidades (saber fazer) e Atitudes (saber ser) são dimensões da 
________________________. 
19 - Marque a alternativa CORRETA: A implantação da Gestão de Documentos, associada ao uso 
adequado da microfilmagem e das tecnologias do Gerenciamento Eletrônico de Documentos 
(GED), deve ser efetiva visando: 
I - a garantia no processo de atualização da documentação 
II – a interrupção no processo de deterioração dos documentos 
III – a eliminação do risco de perda do acervo, através de backup ou pela utilização de sistemas que 
permitam acesso à informação pela internet e intranet 
IV – descartar totalmente o uso de papeis nas instituições hospitalares 
( ) somente a alternativa 4 está correta 
( ) alternativas 1 e 2 estão corretas 
( ) alternativas 1, 2 e 3 estão corretas 
( ) todas as alternativas estão corretas 
20 - Controlar o crescimento da produção documental e de todo o ciclo de vida dos documentos de 
arquivo; assim como, racionalizar rotinas e procedimentos e padronizar metodologias de trabalho 
são objetivos da: 
(a) Avaliação de documentos 
(b) Acreditação hospitalar 
(c) Gestão de documentos 
(d) Produção de bens e serviços hospitalares 
(e) Certificação 
21 - A Acreditação Hospitalar Plena, no nível 2, tem sua validade máxima até o período de: 
( ) 1 ano ( ) 4 anos 
( ) 2 anos ( ) 5 anos 
( ) 3 anos 
22 - Entre os resultados esperados da atuação da gestão de documentos estão: 
I - Preservação do patrimônio documental público e privado; 
II - Os documentos devem estar no lugar certo, na hora certa para cumprir a sua função, reduzindo o 
desperdício de tempo e produtividade; 
III - Eliminação criteriosa dos documentos destituídos de valor para guarda permanente; 
IV - Verificar a validação dos documentos de acordo com a legislação vigente.
Marque a alternativa correta: 
( ) alternativas 1 e 2 estão corretas 
( ) somente a alternativa 2 está correta 
( ) alternativas 1 e 3 estão corretas 
( ) todas as alternativas estão corretas 
23 - Diminuir os custos de armazenagem e otimizar recursos humanos, físicos e materiais 
representa: 
( ) um dos objetivos da gestão de documentos hospitalar 
( ) competência do serviço de arquivo hospitalar 
( ) competência do serviço de protocolo 
( ) função do Serviço de Arquivo Médico e Estatística 
24 - A Gestão de Documentos contribui para um dos processos abaixo, porque assegura que a 
informação produzida será bem gerenciada, garantindo a confidencialidade e a rastreabilidade das 
informações. A que processo o texto se refere? 
(a) Certificação 
(b) Planejamento 
(c) Informatização 
(d) Arquivamento de documentos 
(e) Acreditação hospitalar 
25 - A competência profissional para gerir documentos hospitalares está relacionada aos seguintes 
aspectos: 
( ) falar fluentemente, ser rigoroso na organização e ser responsável 
( ) saber fazer, saber agir, poder agir e querer agir 
( ) ser responsável, ser pontual e ser assíduo ao serviço 
( ) saber fazer, ser responsável, ser assíduo ao serviço e saber agir 
26 - A Tabela de Temporalidade Documental – TTD é fundamental para a gestão de documentos e 
é desenvolvida através de etapas, quais sejam: 
(a) Coleta de dados, formação de banco de dados, elaboração do manual de procedimentos. 
b) Coleta de dados, arquivo de documentos e elaboração do manual 
c) Entrevistas, banco de dados e qualificação de recursos humanos 
d) Coleta de dados, entrevistas e guarda de documentos 
e) Qualificação de recursos humanos, guarda de documentos e inutilização de documentos 
vencidos 
27 - No ambiente hospitalar, atuar com competência e ser proativo são requisitos exigidos para o 
exercício da função de gestão. Portanto, é essencial que a gestão dê ênfase ao conhecimento de seu 
ambiente externo e interno, identificação de oportunidades, ameaças e pontos fortes e fracos. Desse 
modo, o texto abaixo se refere a: 
(a) Competências essenciais 
(b) Competências técnicas 
(c) Competências declinantes 
(d) Competências estáveis 
(e) Competências de negócios
28 - A gestão dos serviços de documentação em uma instituição hospitalar está intimamente 
relacionada aos princípios da gestão por competências. Por sua vez, as competências sociais, 
necessárias para que ocorra a interação entre os diversos atores envolvidos no processo 
gerencial de documentos, se subdividem em: 
(a) Comunicação, conhecimentos específicos e planejamento 
(b) Planejamento, visão estratégica e negociação 
(c) Comunicação, negociação e trabalho em equipe 
(d) Negociação, planejamento e sistematização 
(e) Trabalho em equipe, sistematização e planejamento 
29 - Diante das frequentes questões legais, geralmente geradas pelo manuseio 
inadequado do prontuário do paciente, é correto afirmar que são consideradas Justas Causas para a 
quebra da Confidencialidade dos registros constantes do prontuário: 
a) Solicitação de empresas seguradoras, cuidadores e familiares quando tratar-se de doentes 
mentais 
b) Quando houver iminente risco de vida e maus tratos 
c) Perícias, atestados e maus tratos 
d) Cuidadores, perícias e atestados 
e) Doença de notificação compulsória, cuidad ores e familiares 
30 - Segundo a Bioética é correto afirmar que o prontuário pertence a: 
(a) Estado, paciente e equipe de saúde 
(b) Paciente, familiares e instituição 
(c) Paciente, equipe de saúde e instituição 
(d) Instituição, Estado e paciente 
(e) Paciente, familiares e Estado 
31 - Permite a redução de espaço físico; um custo menor de armazenagem; a eliminação de parte do 
acervo em papel; menos contato do usuário com o documento físico; garante ao usuário acesso 
rápido e seguro. A que sistema o texto se refere? 
(a) Sistema de informatização de prontuários 
(b) Sistema de redes 
(c) Sistema GED 
(d) Sistema de arquivamento individualizado 
(e) Sistema RAID 
32 - Recomenda-se que o sistema de informação utilizado no hospital, possua a funcionalidade de 
forçar o processo de cópia de segurança dos dados do prontuário. Portanto, deverá ser feita uma 
cópia de segurança desses dados: 
(a) A cada 48 horas 
(b) A cada 3 dias 
(c) A cada semana 
(d) Mensalmente 
(e) A cada 24 horas

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Atividade de apoio à prova da prof dalva.

Oficina gestão eletrônica de documentos
Oficina gestão eletrônica de documentosOficina gestão eletrônica de documentos
Oficina gestão eletrônica de documentosRoberto Lopes
 
Werbinar Gestão Documental - Anima Ensino
Werbinar Gestão Documental - Anima EnsinoWerbinar Gestão Documental - Anima Ensino
Werbinar Gestão Documental - Anima Ensinoanimaensino
 
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...Daniel Flores
 
Apresentacao Digiscan
Apresentacao DigiscanApresentacao Digiscan
Apresentacao Digiscanwa.vechiato
 
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCI
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCIIndicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCI
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCIAbilio Cardoso Teixeira
 
TP5-FAA-grupo1
TP5-FAA-grupo1TP5-FAA-grupo1
TP5-FAA-grupo1Cristiana
 
Palestra pt5 Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da Informacao
Palestra pt5   Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da InformacaoPalestra pt5   Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da Informacao
Palestra pt5 Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da InformacaoCarlos Eduardo Motta de Castro
 
Aula 01 resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativo
Aula 01  resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativoAula 01  resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativo
Aula 01 resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativogigra
 
Information Management
Information Management Information Management
Information Management Daniel Gorita
 
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...Rio Info
 
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/GamaAula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/GamaCamila Hamdan
 
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...http://bvsalud.org/
 
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19Gabriel Martins Dias
 
Preservação Digital da Informação Técnico Científica
Preservação Digital da Informação Técnico CientíficaPreservação Digital da Informação Técnico Científica
Preservação Digital da Informação Técnico CientíficaCariniana Rede
 
Manual de organização de arquivos administrativos
Manual de organização de arquivos administrativosManual de organização de arquivos administrativos
Manual de organização de arquivos administrativosPedro Abreu Peixoto
 
Preservação e curadoria de dados cientificos
Preservação e curadoria de dados cientificosPreservação e curadoria de dados cientificos
Preservação e curadoria de dados cientificosLiber UFPE
 
Preservação e Curadoria de Dados Científicos
Preservação e Curadoria de Dados CientíficosPreservação e Curadoria de Dados Científicos
Preservação e Curadoria de Dados CientíficosCariniana Rede
 

Semelhante a Atividade de apoio à prova da prof dalva. (20)

aula prontuário.pptx
aula prontuário.pptxaula prontuário.pptx
aula prontuário.pptx
 
Oficina gestão eletrônica de documentos
Oficina gestão eletrônica de documentosOficina gestão eletrônica de documentos
Oficina gestão eletrônica de documentos
 
Werbinar Gestão Documental - Anima Ensino
Werbinar Gestão Documental - Anima EnsinoWerbinar Gestão Documental - Anima Ensino
Werbinar Gestão Documental - Anima Ensino
 
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...
Transparência Ativa de Informações Registradas em Documentos Arquivísticos: e...
 
Apresentacao Digiscan
Apresentacao DigiscanApresentacao Digiscan
Apresentacao Digiscan
 
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCI
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCIIndicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCI
Indicadores de Qualidade, a Segurança do Doente na UCI
 
TP5-FAA-grupo1
TP5-FAA-grupo1TP5-FAA-grupo1
TP5-FAA-grupo1
 
Aula -2 Sistema de Documentação
Aula -2 Sistema de DocumentaçãoAula -2 Sistema de Documentação
Aula -2 Sistema de Documentação
 
Palestra pt5 Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da Informacao
Palestra pt5   Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da InformacaoPalestra pt5   Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da Informacao
Palestra pt5 Estrategias de Saude - Desafio da Seguranca da Informacao
 
Palestra PT5 RO
Palestra PT5 ROPalestra PT5 RO
Palestra PT5 RO
 
Aula 01 resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativo
Aula 01  resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativoAula 01  resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativo
Aula 01 resumão de arquivologia p mpu - técnico administrativo
 
Information Management
Information Management Information Management
Information Management
 
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...
Rio Info 2015 - Painel Informação Clínica, Qualidade e Privacidade Os Desafio...
 
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/GamaAula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula IV: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
 
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...
I Metodologia LILACS para a Rede Brasileira de Informação em Ciências da Saúd...
 
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19
Como as tecnologias emergentes estão ajudando contra a COVID-19
 
Preservação Digital da Informação Técnico Científica
Preservação Digital da Informação Técnico CientíficaPreservação Digital da Informação Técnico Científica
Preservação Digital da Informação Técnico Científica
 
Manual de organização de arquivos administrativos
Manual de organização de arquivos administrativosManual de organização de arquivos administrativos
Manual de organização de arquivos administrativos
 
Preservação e curadoria de dados cientificos
Preservação e curadoria de dados cientificosPreservação e curadoria de dados cientificos
Preservação e curadoria de dados cientificos
 
Preservação e Curadoria de Dados Científicos
Preservação e Curadoria de Dados CientíficosPreservação e Curadoria de Dados Científicos
Preservação e Curadoria de Dados Científicos
 

Mais de Alexandre Cavalcanti

Informática hospitalar-Carlos Souza
Informática hospitalar-Carlos SouzaInformática hospitalar-Carlos Souza
Informática hospitalar-Carlos SouzaAlexandre Cavalcanti
 
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais PompeuLinguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais PompeuAlexandre Cavalcanti
 
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.Alexandre Cavalcanti
 
5 estrategias empresariais Ramón Jr
5 estrategias empresariais Ramón Jr5 estrategias empresariais Ramón Jr
5 estrategias empresariais Ramón JrAlexandre Cavalcanti
 
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8Alexandre Cavalcanti
 
Sistema financeiro nacional fmn bélem
Sistema financeiro nacional fmn bélemSistema financeiro nacional fmn bélem
Sistema financeiro nacional fmn bélemAlexandre Cavalcanti
 
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldo
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldoHistoria do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldo
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldoAlexandre Cavalcanti
 
Historia do dinheiro_banco_central doc 3
Historia do dinheiro_banco_central doc 3Historia do dinheiro_banco_central doc 3
Historia do dinheiro_banco_central doc 3Alexandre Cavalcanti
 

Mais de Alexandre Cavalcanti (20)

Trabalho em equipe Rh
Trabalho em equipe RhTrabalho em equipe Rh
Trabalho em equipe Rh
 
Postura profissional
Postura profissionalPostura profissional
Postura profissional
 
Personalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudesPersonalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudes
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
 
Desafios para gestão de Rh.
Desafios para gestão de Rh.Desafios para gestão de Rh.
Desafios para gestão de Rh.
 
Chefia e liderança
Chefia e liderançaChefia e liderança
Chefia e liderança
 
Trabalho em equipe.Karla Rh
Trabalho em equipe.Karla RhTrabalho em equipe.Karla Rh
Trabalho em equipe.Karla Rh
 
Informática hospitalar-Carlos Souza
Informática hospitalar-Carlos SouzaInformática hospitalar-Carlos Souza
Informática hospitalar-Carlos Souza
 
O texto não verbal thais pompeu2
O texto não verbal thais pompeu2O texto não verbal thais pompeu2
O texto não verbal thais pompeu2
 
Atividade 1- Thais Pompeu
Atividade 1- Thais PompeuAtividade 1- Thais Pompeu
Atividade 1- Thais Pompeu
 
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais PompeuLinguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
 
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
 
1 analise conjuntural Ramón Jr
1 analise conjuntural Ramón Jr1 analise conjuntural Ramón Jr
1 analise conjuntural Ramón Jr
 
4 teorias motivacionais Ramónjr
4 teorias motivacionais Ramónjr4 teorias motivacionais Ramónjr
4 teorias motivacionais Ramónjr
 
5 estrategias empresariais Ramón Jr
5 estrategias empresariais Ramón Jr5 estrategias empresariais Ramón Jr
5 estrategias empresariais Ramón Jr
 
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8
Gestão financeira -Sílvio ronaldo doc8
 
Sistema financeiro nacional fmn bélem
Sistema financeiro nacional fmn bélemSistema financeiro nacional fmn bélem
Sistema financeiro nacional fmn bélem
 
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldo
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldoHistoria do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldo
Historia do dinheiro_no_brasil-silvio ronaldo
 
Historia do dinheiro_banco_central doc 3
Historia do dinheiro_banco_central doc 3Historia do dinheiro_banco_central doc 3
Historia do dinheiro_banco_central doc 3
 
Gestao financeira (doc1)
Gestao financeira (doc1)Gestao financeira (doc1)
Gestao financeira (doc1)
 

Último

Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaJunho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaComando Resgatai
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade geneticMrMartnoficial
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxmairaviani
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfLeandroTelesRocha2
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkLisaneWerlang
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-carloseduardogonalve36
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfPastor Robson Colaço
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 

Último (20)

Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaJunho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade genetic
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 

Atividade de apoio à prova da prof dalva.

  • 1. EXERCÍCIOS 1 – Conceitue Prontuário Médico Eletrônico do Paciente. 2 – Cite 2 objetivos da gestão de documentos. 3 - Marque a alternativa INCORRETA: ( ) A disponibilidade é um requisito da qualidade da informação em relação ao tempo ( ) A frequência é um requisito da qualidade da informação em relação ao tempo ( ) A concisão é um requisito da qualidade da informação em relação ao conteúdo ( ) A clareza é um requisito da qualidade da informação em relação à forma ( ) A amplitude é um requisito da qualidade da informação em relação à forma 4 – O texto a seguir: “Controlar o crescimento da produção documental e de todo o ciclo de vida dos documentos de arquivo”, representa: ( ) um fundamento legal da gestão de documentos; ( ) um dos conceitos de gestão de documentos; ( ) um dos objetivos da gestão documental; ( ) a principal importância da gestão de serviços de documentação hospitalar. 5 – As Atitudes classificam-se em 2 tipos de atributos: “Atributos que permitem agir, comprometer-se e relacionar-se de forma adequada em sua atividade”. Essa definição corresponde a: ( ) atributos pessoais ( ) atributos profissionais 6 – Conceitue Competências de Suporte. 7 – Cite 2 resultados esperados da atuação da gestão de documentos. 8 – “Nessa fase os documentos devem estar no lugar certo, na hora certa para cumprir a sua função, reduzindo o desperdício de tempo e produtividade”. A que fase da aplicação da gestão documental estamos nos referindo? 9 - Cite os três documentos necessários à existência legal dos hospitais. 10 - Conceitue uma das características das competências no serviço de documentação hospitalar. 11 - O que são competências técnicas no âmbito da gestão dos serviços de documentação hospitalar? 12 - A quem é permitida a liberação de cópia do prontuário? 13 - Complete com a alternativa correta: A Gestão de Documentos contribui no processo de ________________________________________, porque assegura que a informação produzida e utilizada será bem gerenciada, garantindo a confidencialidade e a rastreabilidade das informações. ( ) Certificação ( ) Acreditação Hospitalar ( ) Informação Hospitalar ( ) Arquivamento de documentos
  • 2. 14 – O SABER divide-se em três tipos de Conhecimento. Quais são? 15 – O que são Habilidades? 16 - É função do Prontuário Médico Eletrônico o suporte à assistência ao paciente, como fonte de avaliação e tomada de decisão e como fonte de informação a ser compartilhada entre os profissionais de saúde. ( ) Verdadeiro ( ) Falso 17 – Relacione 2 etapas da Tabela de Temporalidade Documental. 18 – Conhecimentos (saber), Habilidades (saber fazer) e Atitudes (saber ser) são dimensões da ________________________. 19 - Marque a alternativa CORRETA: A implantação da Gestão de Documentos, associada ao uso adequado da microfilmagem e das tecnologias do Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED), deve ser efetiva visando: I - a garantia no processo de atualização da documentação II – a interrupção no processo de deterioração dos documentos III – a eliminação do risco de perda do acervo, através de backup ou pela utilização de sistemas que permitam acesso à informação pela internet e intranet IV – descartar totalmente o uso de papeis nas instituições hospitalares ( ) somente a alternativa 4 está correta ( ) alternativas 1 e 2 estão corretas ( ) alternativas 1, 2 e 3 estão corretas ( ) todas as alternativas estão corretas 20 - Controlar o crescimento da produção documental e de todo o ciclo de vida dos documentos de arquivo; assim como, racionalizar rotinas e procedimentos e padronizar metodologias de trabalho são objetivos da: (a) Avaliação de documentos (b) Acreditação hospitalar (c) Gestão de documentos (d) Produção de bens e serviços hospitalares (e) Certificação 21 - A Acreditação Hospitalar Plena, no nível 2, tem sua validade máxima até o período de: ( ) 1 ano ( ) 4 anos ( ) 2 anos ( ) 5 anos ( ) 3 anos 22 - Entre os resultados esperados da atuação da gestão de documentos estão: I - Preservação do patrimônio documental público e privado; II - Os documentos devem estar no lugar certo, na hora certa para cumprir a sua função, reduzindo o desperdício de tempo e produtividade; III - Eliminação criteriosa dos documentos destituídos de valor para guarda permanente; IV - Verificar a validação dos documentos de acordo com a legislação vigente.
  • 3. Marque a alternativa correta: ( ) alternativas 1 e 2 estão corretas ( ) somente a alternativa 2 está correta ( ) alternativas 1 e 3 estão corretas ( ) todas as alternativas estão corretas 23 - Diminuir os custos de armazenagem e otimizar recursos humanos, físicos e materiais representa: ( ) um dos objetivos da gestão de documentos hospitalar ( ) competência do serviço de arquivo hospitalar ( ) competência do serviço de protocolo ( ) função do Serviço de Arquivo Médico e Estatística 24 - A Gestão de Documentos contribui para um dos processos abaixo, porque assegura que a informação produzida será bem gerenciada, garantindo a confidencialidade e a rastreabilidade das informações. A que processo o texto se refere? (a) Certificação (b) Planejamento (c) Informatização (d) Arquivamento de documentos (e) Acreditação hospitalar 25 - A competência profissional para gerir documentos hospitalares está relacionada aos seguintes aspectos: ( ) falar fluentemente, ser rigoroso na organização e ser responsável ( ) saber fazer, saber agir, poder agir e querer agir ( ) ser responsável, ser pontual e ser assíduo ao serviço ( ) saber fazer, ser responsável, ser assíduo ao serviço e saber agir 26 - A Tabela de Temporalidade Documental – TTD é fundamental para a gestão de documentos e é desenvolvida através de etapas, quais sejam: (a) Coleta de dados, formação de banco de dados, elaboração do manual de procedimentos. b) Coleta de dados, arquivo de documentos e elaboração do manual c) Entrevistas, banco de dados e qualificação de recursos humanos d) Coleta de dados, entrevistas e guarda de documentos e) Qualificação de recursos humanos, guarda de documentos e inutilização de documentos vencidos 27 - No ambiente hospitalar, atuar com competência e ser proativo são requisitos exigidos para o exercício da função de gestão. Portanto, é essencial que a gestão dê ênfase ao conhecimento de seu ambiente externo e interno, identificação de oportunidades, ameaças e pontos fortes e fracos. Desse modo, o texto abaixo se refere a: (a) Competências essenciais (b) Competências técnicas (c) Competências declinantes (d) Competências estáveis (e) Competências de negócios
  • 4. 28 - A gestão dos serviços de documentação em uma instituição hospitalar está intimamente relacionada aos princípios da gestão por competências. Por sua vez, as competências sociais, necessárias para que ocorra a interação entre os diversos atores envolvidos no processo gerencial de documentos, se subdividem em: (a) Comunicação, conhecimentos específicos e planejamento (b) Planejamento, visão estratégica e negociação (c) Comunicação, negociação e trabalho em equipe (d) Negociação, planejamento e sistematização (e) Trabalho em equipe, sistematização e planejamento 29 - Diante das frequentes questões legais, geralmente geradas pelo manuseio inadequado do prontuário do paciente, é correto afirmar que são consideradas Justas Causas para a quebra da Confidencialidade dos registros constantes do prontuário: a) Solicitação de empresas seguradoras, cuidadores e familiares quando tratar-se de doentes mentais b) Quando houver iminente risco de vida e maus tratos c) Perícias, atestados e maus tratos d) Cuidadores, perícias e atestados e) Doença de notificação compulsória, cuidad ores e familiares 30 - Segundo a Bioética é correto afirmar que o prontuário pertence a: (a) Estado, paciente e equipe de saúde (b) Paciente, familiares e instituição (c) Paciente, equipe de saúde e instituição (d) Instituição, Estado e paciente (e) Paciente, familiares e Estado 31 - Permite a redução de espaço físico; um custo menor de armazenagem; a eliminação de parte do acervo em papel; menos contato do usuário com o documento físico; garante ao usuário acesso rápido e seguro. A que sistema o texto se refere? (a) Sistema de informatização de prontuários (b) Sistema de redes (c) Sistema GED (d) Sistema de arquivamento individualizado (e) Sistema RAID 32 - Recomenda-se que o sistema de informação utilizado no hospital, possua a funcionalidade de forçar o processo de cópia de segurança dos dados do prontuário. Portanto, deverá ser feita uma cópia de segurança desses dados: (a) A cada 48 horas (b) A cada 3 dias (c) A cada semana (d) Mensalmente (e) A cada 24 horas