Manual de Autocad 14 avançado - aula 04 - Trabalhar com referências externas

1.012 visualizações

Publicada em

Experimente este tutorial utilizando a versão trial do ZWCAD que pode ser obtida em http://bit.ly/1glzCdY.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.012
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
240
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de Autocad 14 avançado - aula 04 - Trabalhar com referências externas

  1. 1. Trabalhar com referências externas Alexandre Aguiar Ribeiro
  2. 2. Objectivos • O formando deve trabalhar correctamente com ficheiros referênciados, explicando as diferenças entre um Xref e um Bloco. • O formando deve enumerar as vantagens da utilização dos Xrefs relativamente á utilização dos Blocos.
  3. 3. O que é um Xref • O Xref é uma referenciação ou ligação que se estabelece entre o ficheiro em que estamos a trabalhar e um outro que está gravado no disco rígido. • A forma de o introduzir no desenho é análoga á da introdução dos blocos, excepto que o desenho introduzido não passa a ser parte integrante do ficheiro de trabalho, não ocupando espaço na base de dados, o que torna o ficheiro mais leve, mas, por outro lado, não pode ser explodido porque não é parte integrante do desenho.
  4. 4. Vantagens da utilização dos Xrefs • O desenho referenciado não é armazenado dentro da base de dados do ficheiro de base, o que não sobrecarrega este último. • As alterações introduzidas no ficheiro referenciado não automaticamente actualizadas no ficheiro em que for introduzido • Os Layers usados pelo Xref são separados dos existentes no ficheiro de base o que permite alterar as suas cores ou tipos de linha independentemente dos atributos dos layers do ficheiro de base que possam ter o mesmo nome
  5. 5. Diferença entre Xrefs e Blocos • A principal diferença entre um bloco e um Xref reside no facto de o primeiro pertencer totalmente ao ficheiro de base enquanto o segundo continua a ser um ficheiro independente mas interligado. • Enquanto que o bloco pode ser editado
  6. 6. Xrefs vs Blocos • É um ficheiro interligado a outro • Para copiar o ficheiro onde está introduzido é necessário copiar também o(s) ficheiros referenciados • Ao actualizar o Xref, actualizam-se automaticamente onde ele está inserido • Usado sobretudo na fase de apresentação do desenho • Cada componente do desenho tem o seu layer de origem • É um ficheiro ou conjunto de objectos contido noutro ficheiro • Os blocos estão na base de dados do desenho pelo que basta copiar o ficheiro para levar com ele os blocos • A actualização do bloco implica a sua redefinição nos desenhos onde está inserido • Usado na fase de edição do desenho • Todos os objectos passam a pertencer ao mesmo layer
  7. 7. A Toolbar Reference • External Reference (Xref) • Attach • Clip • Bind • Frame
  8. 8. O comando Xref Command: Xref Insert > External Reference... • Abre uma caixa de diálogo onde é possível controlar todas as opções relaccionadas com as referências externas
  9. 9. A caixa de diálogo External Reference Formas de visualização da listagem de Xrefs Listagem dos Xrefs introduzidos no desenho Localização do Xref (caminho) Indicar uma nova localização e gravá-la
  10. 10. A caixa de diálogo External Reference Introduzir Xref Retirar Xref Recarregar Xref Não carregar Xref Transformar o Xref num bloco A subopção Bind (que aparecerá) permite a separação dos layers ao passo que Insert introduz os layers de nome comum no mesmo layer do ficheiro
  11. 11. Introduzir um Xref no desenho • Abrir a caixa de diálogo External reference (Command: Xref) e seleccionar a opção Attach... que abrirá a caixa de diálogo Attach Xref onde se percorrem as opções possíveis Indicar localização do Xref no disco rígido Tipo de Referência Attachment permite o encadeamento (Xrefs dentro de Xrefs) enquanto Overlay não o permite
  12. 12. Introduzir um Xref no desenho Indicar localização do Xref no disco rígido Parâmetros do Xref (ver Blocos) Opção que permite gravar a localização do Xref juntamente com o ficheiro onde está inserido
  13. 13. Layers em Xrefs • Todos os layers existentes nos Xrefs ficam referenciados separadamente aos que já existem no ficheiro onde o Xref está inserido diferenciando-se o seu nome por um prefixo correspondente ao nome do Xref a que diz respeito
  14. 14. O comando Xclip Command: Xclip  Modify > Object > Clip • Permite recortar a imagem para ser apenas visualizada uma parte do desenho
  15. 15. Trabalhar com o comando Xclip Command: Xclip Select objects: (seleccione o Xref que quer recortar) ON/OFF/Clipdeth/Delete/generate Polyline/ <New boundary>: (escolha uma opção) Bloco antes do Xclip Bloco depois do Xclip
  16. 16. Opções do comando Xclip • New boundary: Permite definir os limites para o Xclip a partir de uma polilinha pré-existente (Select poliline), um polígono a definir (Polygonal) ou um rectangulo a definir (Rectangular) • On: Liga o efeito do Xclip • Off: Desliga o efeito do Xclip • Clipdepth: Define a parte de detrás e da frente do Xclip (em 3D) • Delete: Apaga o Xclip que actua sobre o objecto • Generate Polyline: Cria uma polilinha que corresponde ao limite do Xclip

×