Gestão de Projetos 
Alessandro Almeida | www.alessandroalmeida.com 
29/09/2014 
2° Semestre de 2014 
SIN-NA7
PROVA 1 06/10
Desde a 3ª aula (13/08) até...
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
A prova valerá 3 pontos... 
Outros 7 pontos: Atividades 
Dúvidas sobre o conteúdo? 
Enviem por e-mail tópicos que deve...
Se preparando para que tudo dê certo...
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 
2. Detalhar o Escopo do projeto 
3. Detalhar a EAP e o Cronograma 
4...
1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 
2. Detalhar o Escopo do projeto 
3. Detalhar a EAP e o Cronograma 
4...
Primeiro, vamos entender a definição de risco...
Definição do PMBOK, 5ª edição: 
Um evento ou condição incerta que, se ocorrer, provocará um efeito positivo ou negativo ...
O risco envolve... 
Incerteza 
Impacto 
Probabilidade 
Oportunidades 
Ameaças
Fonte da imagem “Risco de Afogamento”: 
http://www.flickr.com/photos/kiko_fernandes/4148281427/
Risco... 
de atraso 
de não atender o escopo 
de não cumprir o orçamento 
de não ser homologado 
de algum membro da ...
Risco... 
de entregar antes do prazo 
de surpreender o cliente com funcionalidades adicionais 
de aproveitar uma nova ...
Premissa 
São fatores que, para fins de planejamento, são considerados verdadeiros, reais ou certos sem prova ou demonst...
Premissa: Talvez o seu projeto dependa de alguma premissa para dar certo... 
▪A Roberta, especialista em BI, vai particip...
Premissas e restrições são um bom ponto de partida para identificação dos riscos a serem monitorados... 
A Roberta, espe...
Benchmarking 
Entrevistas 
Check-lists 
Opinião especializada 
Consultoria 
Brainstorming 
Lições aprendidas
Benchmarking 
Entrevistas 
Check-lists 
Opinião especializada 
Consultoria 
Brainstorming 
Lições aprendidas
Tempestade de idéias ou “toró de parpite” 
Diferenças de pensamentos e experiências geram novas ideias 
Compartilhar as...
Base histórica de riscos em outros projetos 
Reuniões entre equipes 
Aprendizado Inter-projetos (http://finito- log.blo...
# 
Descrição 
Fonte 
001 
Entrega fora do prazo 
Falta de planejamento 
002 
Escopo não atendido 
Mapeamento de requisitos...
# 
Descrição 
FONTE 
001 
Entrega fora do prazo 
Falta de planejamento 
002 
Escopo não atendido 
Mapeamento de requisitos...
Vários riscos serão identificados 
A análise permite priorizar o foco no tratamento dos riscos! 
Probabilidade: Qual é ...
# 
Descrição 
Prob. 
Imp. 
Criticidade 
001 
Entrega fora do prazo 
4 
5 
20 
002 
Escopo não atendido 
3 
4 
12 
003 
Não...
Estratégia de Resposta e Plano de Ação
Quando for um risco negativo... 
Eliminar: Remover totalmente a ameaça (pode envolver mudanças radicais) 
Transferir: R...
Quando for um risco positivo... 
Explorar: Direciono recursos para garantir que a oportunidade se concretize 
Compartil...
O plano de ação pode ser simples ou complexo, contemplando desde uma única ação até a participação de diversos stakeholde...
O fundamental é que o Gerente de Projeto avalie, considerando a criticidade do risco, quais ações são necessárias para qu...
# 
Descrição 
Criticidade 
Estratégia de Resposta ao Risco 
Plano de Ação 
001 
Entrega fora do prazo 
20 
Mitigar 
O que ...
1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 
2. Detalhar o Escopo do projeto 
3. Detalhar a EAP e o Cronograma 
4...
1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 
2. Detalhar o Escopo do projeto 
3. Detalhar a EAP e o Cronograma 
4...
1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 
2. Detalhar o Escopo do projeto 
3. Detalhar a EAP e o Cronograma 
4...
Fez tudo direitinho? Então a validação será tranquila... 
Bom... O fato é que não depende somente de você... 
▪Sponsor 
...
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
Etapa crítica do projeto... 
A forma como é realizada tem influência direta no sucesso ou fracasso 
Deve ser objetiva.....
Realizando tudo que foi planejado!
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
1. Executar o projeto conforme o planejado
Fazer acontecer tudo que foi planejado! 
Sozinho, o Gerente de Projetos não consegue fazer acontecer! 
Não se esqueça d...
CUIDADO! 
A loucura do dia a dia pode fazer com que você se esqueça de tudo (ou boa parte) que foi planejado
A execução está seguindo conforme o planejado?
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
Execução 
Monitoramento 
Encerramento 
Iniciação 
Planejamento
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
Acompanhar tudo que foi planejado! 
Todos os planos criados (por isso é fundamental não criar planos desnecessários!) 
...
Há desvios? 
Avaliar se é necessário definir um plano de ação para que o projeto volta ao planejado ou se é necessário r...
Não monitorar o projeto é como dirigir um carro sem enxergar o que há na frente... 
Fonte: http://www.ecotrilhas.net/Det_...
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
Nada é permanente, exceto a mudança. (Heráclito)
Mudanças possíveis dentro de um projeto... 
Escopo 
Prazo 
Custo 
Critérios de qualidade 
Equipe 
Qualquer outro it...
Mudanças possíveis dentro de um projeto: 
Escopo 
Prazo 
Custo 
Critérios de qualidade 
Equipe 
Qualquer outro item...
Como o Gerente de Projetos deve tratar as mudanças no planejamento?
Fonte: www.facebook.com/circulodeprojetos
Considerando o tipo de mudança, consulte o Mapa de Stakeholders para avaliar quem deve ser envolvido
Além disso, considere que a mudança talvez... 
precise ser contemplada após o término do projeto 
vá impactar em alguma...
Independente da fonte e do tipo de mudança no projeto, a atuação do Gerente de Projeto deve ser sempre...
Independente da fonte e do tipo de mudança no projeto, a atuação do Gerente de Projeto deve ser sempre... 
Avaliar 
Negoc...
Não fique “sentado no problema”!
Não fique “sentado no problema”! 
Fonte: http://www.ogritodobicho.com/2011/03/sentar-e-pensar-no-problema-kakakaka.html
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
1. Monitorar a execução do projeto 
2. Gerenciar as mudanças 
3. Divulgar a situação do projeto
Executar o que foi combinado no Plano de Comunicação 
Quais ferramentas de comunicação serão utilizadas? 
Qual é a freq...
Lembre-se que a comunicação é um dos fatores críticos para o sucesso do projeto!
Plano de Riscos do Projeto TCC
Criem o Plano de Riscos do Projeto TCC 
Entrega na próxima aula (01/10)
alessandro.almeida@uol.com.br 
www.alessandroalmeida.com/unifieo.htm 
www.slideshare.net/alessandroalmeida
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Gestão de Projetos (29/09/2014)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão de Projetos (29/09/2014)

374 visualizações

Publicada em

Slides da aula apresentada no dia 29 de setembro de 2014.

Disciplina: Gestão de Projetos e Empreendedorismo.

Tema da aula: Riscos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão de Projetos (29/09/2014)

  1. 1. Gestão de Projetos Alessandro Almeida | www.alessandroalmeida.com 29/09/2014 2° Semestre de 2014 SIN-NA7
  2. 2. PROVA 1 06/10
  3. 3. Desde a 3ª aula (13/08) até...
  4. 4. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  5. 5. A prova valerá 3 pontos... Outros 7 pontos: Atividades Dúvidas sobre o conteúdo? Enviem por e-mail tópicos que devem ser revisados...
  6. 6. Se preparando para que tudo dê certo...
  7. 7. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  8. 8. 1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 2. Detalhar o Escopo do projeto 3. Detalhar a EAP e o Cronograma 4. Criar o Plano de Comunicação 5. Criar o Plano de Recursos Humanos 6. Criar o Plano de Riscos 7. Validar e divulgar os planos do projeto Planejamento
  9. 9. 1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 2. Detalhar o Escopo do projeto 3. Detalhar a EAP e o Cronograma 4. Criar o Plano de Comunicação 5. Criar o Plano de Recursos Humanos 6. Criar o Plano de Riscos 7. Validar e divulgar os planos do projeto Planejamento
  10. 10. Primeiro, vamos entender a definição de risco...
  11. 11. Definição do PMBOK, 5ª edição: Um evento ou condição incerta que, se ocorrer, provocará um efeito positivo ou negativo nos objetivos de um projeto
  12. 12. O risco envolve... Incerteza Impacto Probabilidade Oportunidades Ameaças
  13. 13. Fonte da imagem “Risco de Afogamento”: http://www.flickr.com/photos/kiko_fernandes/4148281427/
  14. 14. Risco... de atraso de não atender o escopo de não cumprir o orçamento de não ser homologado de algum membro da equipe sair da empresa
  15. 15. Risco... de entregar antes do prazo de surpreender o cliente com funcionalidades adicionais de aproveitar uma nova tecnologia que facilitará a implementação de funcionalidades de empreender com o Projeto TCC
  16. 16. Premissa São fatores que, para fins de planejamento, são considerados verdadeiros, reais ou certos sem prova ou demonstração Talvez o seu projeto dependa de alguma premissa para dar certo Restrição Limitação ou imposição de limite Seu projeto precisa ser realizado dentro do limite definido
  17. 17. Premissa: Talvez o seu projeto dependa de alguma premissa para dar certo... ▪A Roberta, especialista em BI, vai participar do projeto. ▪O cliente vai disponibilizar um analista de negócios em tempo integral na fase de levantamento de requisitos. Restrição: Seu projeto precisa ser realizado dentro do limite definido... ▪O projeto precisa ser concluído antes de 31/12 ▪O custo não pode ultrapassar R$ 500.000
  18. 18. Premissas e restrições são um bom ponto de partida para identificação dos riscos a serem monitorados... A Roberta, especialista em BI, vai participar do projeto. ▪Quais eventos podem tirar a Roberta do projeto? ▪O que faremos se ela sair? O projeto precisa ser concluído antes de 31/12 ▪Quais eventos podem fazer com que o projeto atrase? ▪O que faremos se o projeto atrasar?
  19. 19. Benchmarking Entrevistas Check-lists Opinião especializada Consultoria Brainstorming Lições aprendidas
  20. 20. Benchmarking Entrevistas Check-lists Opinião especializada Consultoria Brainstorming Lições aprendidas
  21. 21. Tempestade de idéias ou “toró de parpite” Diferenças de pensamentos e experiências geram novas ideias Compartilhar as ideias, sem filtros Julgamento pode “bloquear” o processo A avaliação das ideias é feita no final da sessão de brainstorming
  22. 22. Base histórica de riscos em outros projetos Reuniões entre equipes Aprendizado Inter-projetos (http://finito- log.blogspot.com/2004/08/o-aprendizado-inter- projetos.html)
  23. 23. # Descrição Fonte 001 Entrega fora do prazo Falta de planejamento 002 Escopo não atendido Mapeamento de requisitos inexistente 003 Não aceitação do sistema pelos clientes Tecnologia nova
  24. 24. # Descrição FONTE 001 Entrega fora do prazo Falta de planejamento 002 Escopo não atendido Mapeamento de requisitos inexistente 003 Não aceitação do sistema pelos clientes Tecnologia nova Importante: Uma única fonte pode gerar diversos riscos
  25. 25. Vários riscos serão identificados A análise permite priorizar o foco no tratamento dos riscos! Probabilidade: Qual é a chance do risco ocorrer? Impacto: Qual é o “tamanho” dos danos ou benefícios, caso o risco ocorra? Probabilidade x Impacto = Prioridade, Criticidade ou Peso do risco
  26. 26. # Descrição Prob. Imp. Criticidade 001 Entrega fora do prazo 4 5 20 002 Escopo não atendido 3 4 12 003 Não aceitação do sistema pelos clientes 2 3 6
  27. 27. Estratégia de Resposta e Plano de Ação
  28. 28. Quando for um risco negativo... Eliminar: Remover totalmente a ameaça (pode envolver mudanças radicais) Transferir: Repassar o risco para um terceiro, mas não o elimina (por exemplo: Seguro) Mitigar: Reduzir o impacto ou a probabilidade Aceitar: Conheço o risco, sua probabilidade e seu impacto, mas concluí que é melhor “deixar a vida me levar” e atuar somente se o risco ocorrer
  29. 29. Quando for um risco positivo... Explorar: Direciono recursos para garantir que a oportunidade se concretize Compartilhar: Envolvo um terceiro na exploração da oportunidade (por exemplo: Criação de uma joint venture) Melhorar: Realizo ações para ampliar a probabilidade ou impacto positivo da oportunidade Aceitar: Não tomarei ação, somente aproveitando os resultados caso a oportunidade se concretize
  30. 30. O plano de ação pode ser simples ou complexo, contemplando desde uma única ação até a participação de diversos stakeholders e fornecedores
  31. 31. O fundamental é que o Gerente de Projeto avalie, considerando a criticidade do risco, quais ações são necessárias para que a estratégia de resposta seja executada
  32. 32. # Descrição Criticidade Estratégia de Resposta ao Risco Plano de Ação 001 Entrega fora do prazo 20 Mitigar O que fazer? Como fazer? Quem fará? Quanto vai custar? Quem será envolvido? 002 Escopo não atendido 12 Mitigar 003 Não aceitação do sistema pelos clientes 6 Aceitar
  33. 33. 1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 2. Detalhar o Escopo do projeto 3. Detalhar a EAP e o Cronograma 4. Criar o Plano de Comunicação 5. Criar o Plano de Recursos Humanos 6. Criar o Plano de Riscos 7. Validar e divulgar os planos do projeto Planejamento
  34. 34. 1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 2. Detalhar o Escopo do projeto 3. Detalhar a EAP e o Cronograma 4. Criar o Plano de Comunicação 5. Criar o Plano de Recursos Humanos 6. Criar o Plano de Riscos 7. Validar e divulgar os planos do projeto Planejamento
  35. 35. 1. Detalhar o mapeamento dos stakeholders do projeto 2. Detalhar o Escopo do projeto 3. Detalhar a EAP e o Cronograma 4. Criar o Plano de Comunicação 5. Criar o Plano de Recursos Humanos 6. Criar o Plano de Riscos 7. Validar e divulgar os planos do projeto Planejamento
  36. 36. Fez tudo direitinho? Então a validação será tranquila... Bom... O fato é que não depende somente de você... ▪Sponsor ▪Estrutura Organizacional ▪Mapa do poder Depois é só divulgar os planos para os stakeholders e começar a Execução
  37. 37. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  38. 38. Etapa crítica do projeto... A forma como é realizada tem influência direta no sucesso ou fracasso Deve ser objetiva... Foco nos documentos e ferramentas que realmente agregam O Gerente de Projeto direciona... Mas não faz tudo sozinho
  39. 39. Realizando tudo que foi planejado!
  40. 40. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  41. 41. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  42. 42. 1. Executar o projeto conforme o planejado
  43. 43. Fazer acontecer tudo que foi planejado! Sozinho, o Gerente de Projetos não consegue fazer acontecer! Não se esqueça do sponsor, da equipe, dos fornecedores e dos demais stakeholders...
  44. 44. CUIDADO! A loucura do dia a dia pode fazer com que você se esqueça de tudo (ou boa parte) que foi planejado
  45. 45. A execução está seguindo conforme o planejado?
  46. 46. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  47. 47. Execução Monitoramento Encerramento Iniciação Planejamento
  48. 48. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  49. 49. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  50. 50. Acompanhar tudo que foi planejado! Todos os planos criados (por isso é fundamental não criar planos desnecessários!) Reforçando: A EAP e o Cronograma são ótimos materiais de apoio para o monitoramento!
  51. 51. Há desvios? Avaliar se é necessário definir um plano de ação para que o projeto volta ao planejado ou se é necessário rever o planejamento Mudanças são necessárias? Etapa 2. Gerenciar as mudanças Pior do que tomar a decisão errada é não tomar uma decisão!
  52. 52. Não monitorar o projeto é como dirigir um carro sem enxergar o que há na frente... Fonte: http://www.ecotrilhas.net/Det_Materia.asp?materia_ID=2
  53. 53. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  54. 54. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  55. 55. Nada é permanente, exceto a mudança. (Heráclito)
  56. 56. Mudanças possíveis dentro de um projeto... Escopo Prazo Custo Critérios de qualidade Equipe Qualquer outro item planejado
  57. 57. Mudanças possíveis dentro de um projeto: Escopo Prazo Custo Critérios de qualidade Equipe Qualquer outro item planejado
  58. 58. Como o Gerente de Projetos deve tratar as mudanças no planejamento?
  59. 59. Fonte: www.facebook.com/circulodeprojetos
  60. 60. Considerando o tipo de mudança, consulte o Mapa de Stakeholders para avaliar quem deve ser envolvido
  61. 61. Além disso, considere que a mudança talvez... precise ser contemplada após o término do projeto vá impactar em alguma premissa ou restrição seja resultante de uma má definição de escopo seja resultante de um planejamento otimista demais Etc...
  62. 62. Independente da fonte e do tipo de mudança no projeto, a atuação do Gerente de Projeto deve ser sempre...
  63. 63. Independente da fonte e do tipo de mudança no projeto, a atuação do Gerente de Projeto deve ser sempre... Avaliar Negociar Decidir Executar
  64. 64. Não fique “sentado no problema”!
  65. 65. Não fique “sentado no problema”! Fonte: http://www.ogritodobicho.com/2011/03/sentar-e-pensar-no-problema-kakakaka.html
  66. 66. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  67. 67. 1. Monitorar a execução do projeto 2. Gerenciar as mudanças 3. Divulgar a situação do projeto
  68. 68. Executar o que foi combinado no Plano de Comunicação Quais ferramentas de comunicação serão utilizadas? Qual é a frequência? Qual é o público? Como o comunicado será feito?
  69. 69. Lembre-se que a comunicação é um dos fatores críticos para o sucesso do projeto!
  70. 70. Plano de Riscos do Projeto TCC
  71. 71. Criem o Plano de Riscos do Projeto TCC Entrega na próxima aula (01/10)
  72. 72. alessandro.almeida@uol.com.br www.alessandroalmeida.com/unifieo.htm www.slideshare.net/alessandroalmeida

×