Aula hibridacao do c (1)

371 visualizações

Publicada em

hibidização do Carbono

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula hibridacao do c (1)

  1. 1. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO (OU HIBRIDAÇÃO) Química Orgânica Fundamental Karen Farias
  2. 2. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO Introdução Foi Kekulé, 1858, quem estabeleceu a tetravalênciatetravalência do elemento carbono.
  3. 3. Introdução Assim, a molécula de metanometano (CH4) costuma ser representada como: HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO H I H – C – H I H Fórmula estrutural plana do metano.
  4. 4. Introdução Com a descoberta de novos fenômenos químicos, como por exemplo isomeria ópticaisomeria óptica, houve necessidade de aperfeiçoar o modelo de molécula plana apresentado. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  5. 5. Introdução Desse modo, Le Bel e Van’t Hoff, em 1874, lançaram a idéia do carbono tetraédricocarbono tetraédrico, portanto espacialespacial. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  6. 6. O carbono no estado fundamental HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  7. 7. O carbono hibridizado HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  8. 8. Então, o que realmente acontece com o C? A hibridação é um fenômeno que permite ao átomo realizar um número maior de ligações, aumentando assim a sua estabilidade. Hibridação consiste na fusão de orbitais atômicos incompletos, que se transformam, originando novos orbitais, em igual número. Esses novos orbitais são denominados de orbitais híbridos. Existem 3 tipos de hibridações para o átomo de carbono: sp3, sp2 e sp
  9. 9. Hibridização sp3 Na hibridização sp3 um elétron “s” é promovido para o orbital “p” vazio, originando o carbono no estado ativado (intermediário).
  10. 10. Hibridização sp3 Em seguida, há “fusão” entre o orbital “s” e os três obtitais “p”. Daí, hibridização sp3 . HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  11. 11. Hibridização sp3 Carbono hibridizado (gráfico energético) HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  12. 12. Hibridização sp3 Carbono hibridizado (formas dos orbitais híbridos) HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  13. 13. Hibridização sp3 Nas ligações com outros átomos, forma quatro ligações “sigma”. Hibridação na molécula do metano CH4 Geometria tetraédrica
  14. 14. Hibridização sp2 Na hibridização sp2 um elétron “s” é também promovido para o orbital “p” vazio, originando o carbono no estado ativado (intermediário). Entretanto, a “fusão” de orbitais ocorre entre o orbital “s” e dois “p”.Daí, hibridização sp2 . Note que um dos orbitais “p” permaneceu puro.
  15. 15. Hibridização sp2 Carbono hibridizado (formas dos orbitais híbridos)
  16. 16. Hibridização sp2 Nas ligações com outros átomos, forma três ligações “sigma” e uma “pi”. Geometria trigonal planar
  17. 17. Hibridização sp2 Carbono hibridizado (na molécula de eteno) HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  18. 18. Hibridização sp De forma semelhante, na hibridização sp um elétron “s” é também promovido para o orbital “p” vazio, originando o carbono no estado ativado (intermediário). Agora, a “fusão” de orbitais ocorre entre o orbital “s” e um “p”, permanecendo dois orbitais “p” puros. Daí, hibridização sp.
  19. 19. Hibridização sp Nas ligações com outros átomos, forma duas ligações “sigma” e duas “pi”. Geometria linear Ângulo de 180
  20. 20. Hibridização sp Carbono hibridizado (a molécula de etino) HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  21. 21. Encerrando . . . Salientamos que o fenômeno da hibridização não é exclusividadenão é exclusividade do elemento carbonocarbono. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO
  22. 22. Encerrando . . . O enxofre, por exemplo, na formação do composto SF6 também apresenta o fenômenofenômeno da hibridizaçãoda hibridização. HIBRIDIZAÇÃO DO CARBONO

×