KA-dicas
Dicas que todo empreendedor
deveria saber e seguir!
Nem tão esperto
Como fazemos julgamentos sem base nenhuma
Os KA-dicas são mini e-books com dicas
rápidas e práticas para que você e sua equipe
possam aplicar no seu dia a dia.
Para...
Nem tão esperto
Como fazemos julgamentos sem
base nenhuma
por Renan Kaminski Damasceno
KA-dicas
Esta série de KA-Dicas “Nem tão esperto”
mostra como nosso cérebro (especificamente a parte
não reflexiva do cérebro) toma...
O que você vê,
é tudo O que há
O cérebro processa ideias
ativadas. Informação que não
é recuperada (nem mesmo
inconscientemente) da
memória é como se não...
Ou seja, tomamos decisões e
fazemos julgamentos com
base nas informações
disponíveis!
O problema disso é que muitas vezes as
informações disponíveis são incompletas ou
extremamente tendenciosas.
Se nosso cére...
Qual destes você contrataria?
• Alan: inteligente-esforçado-impulsivo-crítico-
obstinado-invejoso
• Ben: invejoso-obstinad...
Você não sentiu uma
simpatia maior pelo
Alan?
Obviamente as características dos
dois eram exatamente as mesmas,
mas mesmo ...
Você não sentiu uma
simpatia maior pelo
Alan?
Obviamente as características dos
dois eram exatamente as mesmas,
mas mesmo ...
Linda será uma boa líder?
Ela é inteligente e forte ...
Linda será uma boa líder?
Ela é inteligente e forte ...
Novamente, mesmo sem você querer, seu cérebro já fez um
breve julg...
Em uma pesquisa por telefone com trezentas pessoas
da terceira idade, 60% apoiam o presidente.
Logo, a maioria dos idosos ...
Em uma pesquisa por telefone com trezentas pessoas
da terceira idade, 60% apoiam o presidente.
Logo, a maioria dos idosos ...
Nosso cérebro gosta de
histórias coerentes e faz seus
julgamentos com base nas
informações disponíveis.
“O que você vê,
é tudo o que há”
Você deve se lembrar do caso que repercutiu sobre o
rato dentro da Coca-Cola que supostamente deixou um
sujeito com gravís...
“O que você vê,
é tudo o que há”
Outro exemplo. Lembra-se do caso Royal onde
ativistas salvaram fofos cães Beagle de testes de
cosméticos e afins?
Imediata...
O que você vê, é tudo o que há
Na vida...
Este tipo de erro de percepção não está
acontecendo com você?!
Quantas vezes voc...
O que você vê, é tudo o que há
No marketing
Seu cliente faz suposições sobre sua empresa
com base em pouca ou nenhuma cois...
A partir destes e de vários outros estudos sobre
como nosso inconsciente dita nossas decisões
criamos o curso
“14 técnicas...
“Vi aquele vídeo na internet e aderi à
causa deles”
KA-dicas
Como fazemos julgamentos sem base
nenhuma
Gostou? Quer mais?
www.kaminskiavalca.wordpress.com
contato@abrindoportas.com
Que tal
compartilhar este
KA-Dicas com seus
...
KA-dicas
Dicas que todo empreendedor
deveria saber e seguir!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nem tão espertos - como fazemos julgamentos sem base nenhuma

338 visualizações

Publicada em

É, não somos tão espertos como imaginamos!

Veja os motivos!

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
338
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nem tão espertos - como fazemos julgamentos sem base nenhuma

  1. 1. KA-dicas Dicas que todo empreendedor deveria saber e seguir! Nem tão esperto Como fazemos julgamentos sem base nenhuma
  2. 2. Os KA-dicas são mini e-books com dicas rápidas e práticas para que você e sua equipe possam aplicar no seu dia a dia. Para mais, acesse nosso blog aqui. Boa leitura!!
  3. 3. Nem tão esperto Como fazemos julgamentos sem base nenhuma por Renan Kaminski Damasceno KA-dicas
  4. 4. Esta série de KA-Dicas “Nem tão esperto” mostra como nosso cérebro (especificamente a parte não reflexiva do cérebro) toma decisões que muitas vezes não fazem sentido ou estão plenamente influenciadas. Aqui, vamos mostrar como você faz suposições, julgamentos e toma decisões muitas vezes sem base nenhuma para tal.
  5. 5. O que você vê, é tudo O que há
  6. 6. O cérebro processa ideias ativadas. Informação que não é recuperada (nem mesmo inconscientemente) da memória é como se não existisse.
  7. 7. Ou seja, tomamos decisões e fazemos julgamentos com base nas informações disponíveis!
  8. 8. O problema disso é que muitas vezes as informações disponíveis são incompletas ou extremamente tendenciosas. Se nosso cérebro avalia rapidamente apenas as informações disponíveis e se esta informação é tendenciosa, então seremos tendenciados a fazer um julgamento não necessariamente correto!
  9. 9. Qual destes você contrataria? • Alan: inteligente-esforçado-impulsivo-crítico- obstinado-invejoso • Ben: invejoso-obstinado-crítico-impulsivo- esforçado-inteligente
  10. 10. Você não sentiu uma simpatia maior pelo Alan? Obviamente as características dos dois eram exatamente as mesmas, mas mesmo sem você querer, sentiu uma tendência ao Alan. O fato de você ter visto dois aspectos positivos sobre o Alan mudaram sua percepção sobre ele. Já o Ben, como eram dois aspectos negativos logo de início, automaticamente seu cérebro criou uma imagem ruim dele.
  11. 11. Você não sentiu uma simpatia maior pelo Alan? Obviamente as características dos dois eram exatamente as mesmas, mas mesmo sem você querer, sentiu uma tendência ao Alan. O fato de você ter visto dois aspectos positivos sobre o Alan mudaram sua percepção sobre ele. Já o Ben, como eram dois aspectos negativos logo de início, automaticamente seu cérebro criou uma imagem ruim dele. Lembra do ditado “a primeira impressão é a que fica”?! Pois então, ele é mais verdadeiro do que parece!
  12. 12. Linda será uma boa líder? Ela é inteligente e forte ...
  13. 13. Linda será uma boa líder? Ela é inteligente e forte ... Novamente, mesmo sem você querer, seu cérebro já fez um breve julgamento sobre Linda. Você não sabe absolutamente nada sobre Linda, mas seu cérebro já tendeu a acreditar que ela será uma boa líder. AFINAL, O QUE VOCÊ VÊ, É TUDO O QUE HÁ!
  14. 14. Em uma pesquisa por telefone com trezentas pessoas da terceira idade, 60% apoiam o presidente. Logo, a maioria dos idosos apoiam o presidente, certo?
  15. 15. Em uma pesquisa por telefone com trezentas pessoas da terceira idade, 60% apoiam o presidente. Logo, a maioria dos idosos apoiam o presidente, certo? Tudo o que você vê, é o que há. A parte rápida de seu cérebro ignora que esta pesquisa foi feita apenas com 300 pessoas. Num nível nacional, isto é muitíssimo pouco!!! Mas nosso cérebro faz suas suposições apenas com base nas informações disponíveis e acaba ignorando o resto.
  16. 16. Nosso cérebro gosta de histórias coerentes e faz seus julgamentos com base nas informações disponíveis.
  17. 17. “O que você vê, é tudo o que há”
  18. 18. Você deve se lembrar do caso que repercutiu sobre o rato dentro da Coca-Cola que supostamente deixou um sujeito com gravíssimos problemas de saúde. O ponto aqui não é a veracidade ou não da história, mas a facilidade com que as pessoas acreditam e se comovem com a história. Poucas pessoas param realmente para procurar outras informações, analisar os contras da história. O mais fácil é acreditar, afinal, o que você vê, é tudo o que há!
  19. 19. “O que você vê, é tudo o que há”
  20. 20. Outro exemplo. Lembra-se do caso Royal onde ativistas salvaram fofos cães Beagle de testes de cosméticos e afins? Imediatamente o Facebook e outras redes se comoveram com o assunto e uma multidão passou a se revoltar contra testes em animais. Novamente ninguém tem informações sobre o que realmente acontece a não ser as passadas pelos ativistas e pela mídia. Mas, o que você vê, é tudo o que há. Então você faz seu julgamento com base nas informações disponíveis.
  21. 21. O que você vê, é tudo o que há Na vida... Este tipo de erro de percepção não está acontecendo com você?! Quantas vezes você não faz julgamentos e suposições praticamente sem base nenhuma de informações? Quando for tomar partido de algo ou tomar uma decisão, pense: não estou entrando no viés do “o que você vê, é tudo o que há”?”
  22. 22. O que você vê, é tudo o que há No marketing Seu cliente faz suposições sobre sua empresa com base em pouca ou nenhuma coisa que ele sabe sobre você. Portanto, uma reclamação por mais absurda que seja, pode ser suficiente para você perder clientes. Mas ao mesmo tempo, uma boa primeira impressão pode ser o suficiente para fazer a venda!
  23. 23. A partir destes e de vários outros estudos sobre como nosso inconsciente dita nossas decisões criamos o curso “14 técnicas para vender mais” O objetivo é simples: vender mais! Modéstia a parte, é um curso MUITO bom! Clique aqui para conferir a ementa do curso (em nosso site)
  24. 24. “Vi aquele vídeo na internet e aderi à causa deles” KA-dicas Como fazemos julgamentos sem base nenhuma
  25. 25. Gostou? Quer mais? www.kaminskiavalca.wordpress.com contato@abrindoportas.com Que tal compartilhar este KA-Dicas com seus amigos? Eles e nós também vamos ficar bem felizes! =] Clique no botão acima para compartilhar o KA-Dicas no Facebook
  26. 26. KA-dicas Dicas que todo empreendedor deveria saber e seguir!

×