O show do eu

4.200 visualizações

Publicada em

Seminário de Mestrado (PUC) sobre o livro O Show do Eu - A intimidade como espetáculo. Paula Sibilia

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
102
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • The way we form opinions and make purchase decisions is shifting
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • Social Media are a square!
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • The way we form opinions and make purchase decisions is shifting
  • When you examine all of the ways we can use social media to drive business, 4 areas emerge: Building brand reputation and value through:Demonstrating openness and responsivenessDelivering more relevant contentDriving third-party advocacy Creating customer value by:Activating loyalistsImproving marketing effectiveness Getting customers to buy more Increasing operating excellence through:Shortening time to marketReducing cost in developmentTesting ideas earlier  Strengthening workforce and culture by:Enabling employees to advocateTraining the workforceCollaboration  Business value is found between managing the risks and pursuing the rewards. Standing still is no longer an option.
  • The way we form opinions and make purchase decisions is shifting
  • O show do eu

    1. 1. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    2. 2. PAULA SIBILIA  Graduada em Comunicação e em Antropologia na Universidade de Buenos Aires (UBA);  Mestre em Comunicação (UFF);  Doutora em Saúde Coletiva (IMS-UERJ) e em Comunicação e Cultura (ECO-UFRJ);  Autora dos livros O homem pós-orgânico: Corpo, subjetividade e tecnologias digitais (2002) e O show do eu: A intimidade como espetáculo (2008).  Em 2012, realiza um pós-doutorado em torno a esse assunto na Université Paris VIII, da França, com bolsa da CAPES.  É bolsista das agências CNPq (Produtividade em Pesquisa) e FAPERJ (Jovem Cientista do Nosso Estado). Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    3. 3. O livroUma análise sobre a forma de se conectar, a escrita de si, autobiografiadigital e instantânea da qual o Orkut, o MySpace, o FaceBook e os blogssão alguns os exemplos mais notórios. Composto por 9 capítulos: 1. Eu, eu, eu... você e todos nós 2. Eu narrador e a vida como relato 3. Eu privado e o declínio do homem público 4. Eu visível e o eclipse da interioridade 5. Eu atual e a subjetividade instantânea 6. Eu autor e o culto à personalidade 7. Eu real e os abalos da ficção 8. Eu personagem e o pânico da solidão 9. Eu espetacular e a gestão de si como uma marca. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    4. 4. Como alguém se torna o que é?“Parece-me indispensável dizer quem sou. [...] A desproporção entre agrandeza da minha tarefa e a pequenez de meus contemporâneosmanifestou-se no fato de que não me ouviram, sequer me viram. [...]Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas,um ar forte. É preciso ser feito para ele, senão há o perigo nada pequenode se resfriar”.Friedrich Nietzsche Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    5. 5. O Show do euA intimidade como espetáculoA megalomania apontada no texto como algo diferente aexcentricidade.A contemporaneidade que estimula a hipertrofia e o desejo de serdiferente e querer sempre mais. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    6. 6. Eu, eu, eu... você e todos nósEm uma atmosfera como a contemporânea, que estimula a hipertrofia do eu atéo paroxismo, que enaltece e premia o desejo de “ser diferente” e “querer sempremais”, são outros os desvarios que nos assombram.Outras são as nossas dores porque outras também são as nossas delícias,outras as pressões que cotidianamente se descarregam sobre nossos corpos eoutras as potências (e impotências) que cultivamos. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    7. 7. Personalidade do anoTIMEA revista TIME anualmente apontaa personalidade que mais afetou onoticiário e as nossas vidas,incorporando o que foi importanteno ano. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    8. 8. Personalidade do anoTIMEPorém em 2006, a personalidade doano da TIME foi “VOCÊ”.A revista trazia na capa um espelho econvidava as pessoas a secontemplarem como personalidadede uma das mais importantes mídias. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    9. 9. Eu, você, nós...Nós, indivíduos comuns somos hoje os produtores, a mídia e o dispositivode compartilhamento da informação.A internet é o ambiente para este aumento na produção do conteúdo e dacriatividade do indivíduo através de blogs, sites e redes sociais. “Por tomarem as rédeas da mídia global, por forjarem a nova democracia digital, por trabalharem de graça e superarem profissionais em seu próprio jogo, a personalidade do ano da TIME é você” Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    10. 10. A megalomania consentidae estimuladaA publicação de histórias de pessoas comuns junto com a retrospectiva do ano foitambém adotada pelo jornal O Globo em 2007.Este momento onde se produz e publica as banalidadesdo cotidiano, mais do mesmo e conteúdos descartáveis,também abre caminho e amplia a produtividade ea inovação. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    11. 11. Vídeo “Bebê do Itaú”Alegrias do MarketingOs editores da revista TIME ressaltaram o aumento inaudito de conteúdoproduzido pelos usuários da internet, seja nos blogs, nos sites decompartilhamento de vídeos como o YouTube. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    12. 12. Web 2.0Os jovens de hoje pedem para serem estimulados e motivados. Eles têm papelimportante na construção da Web 2.0 e na oposição dos dispositivos de poder,criar interferências e uma nova forma de ser e estar no mundo.Exemplo é o Diário de Classe da Isadora, uma aluna inquieta com osproblemas de sua escola. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    13. 13. Megalomania eStand for a Causedespretensão?Pode ser inspirador indagar na relação entre este quadro tão atual e aquelasintensidades “patológicas” que inflamavam a voz nietzschiana no final doséculo XIX, quando o filósofo alemão incitava seus leitores a abandonaremsua humana pequenez para ir além. Inclusive além do próprio “mestre”, quenão queria ser nem santo, nem profeta e nem estátua, propondo a seusseguidores que se arriscassem, que o perdessem para se encontrarem, e,desse modo, que eles também fossem alguém capaz de se tornar “o que é”.Qual a relação deste eu e deste você, tão venerados hoje em dia, comaquele alguém de Nietzsche? Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    14. 14. EVOLUÇÃO DIGITALAlessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    15. 15. A revoluçãoCause Stand for a tecnológica da comunicaçãoO século passado assistiu ao No início do século XXI, temos ossurgimento de um fenômeno computadores interconectadosdesconcertante: os meios de através das redes digitais decomunicação de massa baseados abrangência global se converteramem tecnologias eletrônicas. É muito em inesperados meios derica, embora não tão longa, a comunicação... Quando as redeshistória dos sistemas fundados no digitais de comunicação teceramprincípio de broadcasting, tais como seus fios ao redor do planeta, tudoo rádio e a televisão, tipos de mídia começou a mudar radicalmente.cuja estrutura comporta uma fonteemissora para muitos receptores. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    16. 16. O diário Éxtimo Stand for a CauseOs “diários íntimos” publicados na web, nos quais os usuários contam seu dia-a-diausando tanto palavras como fotografias e vídeos. Trata-se dos famosos weblogs ,fotologs e videologs. É enorme a variedade dos estilos e assuntos tratados nos blogsde hoje em dia, embora sejam maioria os que seguem o modelo “confessional” do diárioíntimo. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    17. 17. A vida íntima não tão íntima Blogosfera Atualmente, acolhe cerca de cem milhões de diários, mais do que o dobro dos hospedados um ano atrás. Essa quantidade tende a dobrar a cada seis meses, pois são criados três novos blogs a cada dois segundos. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    18. 18. A vida íntima não tão íntima Blogosfera Atualmente, acolhe cerca de cem milhões de diários, mais do que o dobro dos hospedados um ano atrás. Essa quantidade tende a dobrar a cada seis meses, pois são criados três novos blogs a cada dois segundos. Webcams Permitem transmitir ao vivo tudo o que acontece nas casas dos usuários. Agora são vários os portais que oferecem links para milhares de webcams de todo o planeta, tais como o Camville e o Earthcam. O YouTube veicula filmes caseiros gratuitamente. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    19. 19. A vida íntima não tão íntima Blogosfera Atualmente, acolhe cerca de cem milhões de diários, mais do que o dobro dos hospedados um ano atrás. Essa quantidade tende a dobrar a cada seis meses, pois são criados três novos blogs a cada dois segundos. Webcams Permitem transmitir ao vivo tudo o que acontece nas casas dos usuários. Agora são vários os portais que oferecem links para milhares de webcams de todo o planeta, tais como o Camville e o Earthcam. O YouTube veicula filmes caseiros gratuitamente. Games Games de simulação da vida real como o FarmVille onde o gamer passa horas do dia construindo sua fazenda e depois compartilha na rede social o status da evolução Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    20. 20. Transição socialNão se trata apenas da internet e seus universos virtuais para a interaçãomultimídia. São inúmeros os indícios de que estamos vivenciando uma épocalimítrofe, um corte na história; uma passagem de certo “regime de poder” paraum outro projeto político, sociocultural e econômico. Uma transição de ummundo para outro: daquela formação histórica ancorada no capitalismoindustrial, que vigorou do final do século XVIII até meados do XX — e que foianalisada por Michel Foucault sob o rótulo de “sociedade disciplinar” —, paraoutro tipo de organização social, que começou a se delinear nas últimasdécadas.Nesse movimento, transformam-se as formas de ser e estar no mundo que são“compatíveis” com cada um desses universos. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    21. 21. Transição socialComo influem todas essas mutações na criação de “modos de ser”?De que maneira elas acabam nutrindo a construção de si?De que modo essas transformações contextuais afetam os processospelos quais alguém se torna o que é?Não há dúvidas de que tais forças históricas imprimem sua influência naconformação dos corpos e das subjetividades: todos esses vetoressocioculturais, econômicos e políticos exercem uma pressão sobre os sujeitosdos diversos tempos e espaços, estimulando a configuração de certas formasde ser e inibindo outras modalidades. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    22. 22. A subjetividadeAssim como toda subjetividade énecessariamente encarnada em um corpo, elatambém é sempre embebida em uma culturaintersubjetiva. Certas características biológicastraçam e delimitam o horizonte de possibilidadesna vida de cada um, mas muito é o que essasforças deixam em aberto e indeterminado. E éinegável que nossa experiência também sejamodulada pela interação com os outros ecom o mundo. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    23. 23. O marketing incentivando aprodução individualUm sistema articulado pelo marketing e pela publicidade, mas também pelacriatividade alegremente estimulada, “democratizada” e recompensada emtermos monetários. Alguns exemplos devem ajudar a detectar os principaisingredientes desse novo regime de poder. Um dos fundadores do YouTubedeclarou que a empresa pretendia “partilhar suas receitas” com os autores dosvídeos exibidos no site. Assim, o usuário da internet que disponibilizar um filmede sua autoria no famoso portal “passará a receberparte das receitas publicitárias conseguidas com aexibição do seu trabalho”. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    24. 24. O marketing incentivando aprodução individualUm sistema articulado pelo marketing e pela publicidade, mas também pelacriatividade alegremente estimulada, “democratizada” e recompensada emtermos monetários. Alguns exemplos devem ajudar a detectar os principaisingredientes desse novo regime de poder. Um dos fundadores do YouTubedeclarou que a empresa pretendia “partilhar suas receitas” com os autores dosvídeos exibidos no site. Assim, o usuário da internet que disponibilizar um filmede sua autoria no famoso portal “passará a receber parte das receitaspublicitárias conseguidas com a exibição do seu trabalho”. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    25. 25. O marketing incentivando aprodução individualO Facebook, também resolveu compensar monetariamente aqueles usuáriosque desenvolverem recursos “inovadores e surpreendentes” para incorporar aosistema. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    26. 26. O marketing incentivando aprodução individualBlogueiros que são “descobertos” pela mídia devido a sua relevância nainternet, sendo contratados para publicar livros impressos ou colunas emrevistas e jornais. Escritores que recebem dinheiro por suas obras.São muito astuciosos os dispositivos de poder que entram em jogo, ávidos porcapturar todo e qualquer vestígio de “criatividade bem-sucedida”, a fim detransformá-lo em mercadoria. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    27. 27. O marketing incentivando aprodução individualO Petiscos é o blog da Julia Petit, que já foi publicitária, produtora musical,modelo, e hoje pode ser considerada uma It girl brasileira. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    28. 28. O BBB digitalEmpresas como o Myspace, Facebbok e Google não recorrem apenas aosdados pessoais que compõem os perfis de seus usuários, mas também ainformações garimpadas em seus blogs sobre gostos e hábitos de consumo.Atualmente todo o comportamento do usuário na internet é gravado,monitorado e utilizado por empresas para ações de marketing mais acertivas.Um exemplo disso é o Behavior Targeting, ou seja, envio de publicidade emfunção do comportamento. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    29. 29. O BBB digitalSão os famosos anúncios que te “perseguem”. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    30. 30. Você como instrumento demarketingO Facebook tornou cada usuário da rede em um eficaz instrumento demarketing para dezenas de companhias que vendem produtos e serviços nainternet. Ele monitora as transações comerciais realizadas pelos usuários darede virtual, a fim de alertar seus amigos e conhecidos sobre o tipo de produtosque estes compraram ou comentaram. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    31. 31. Quanto você vale?Levantamento daComscore, Appdata eAlexia mostra que osusuários do Google são osmais valiosos da internet,pois representam maisdinheiro para a empresa =R$ 450,00 cada. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    32. 32. Como você se torna o que é? NietzcheAlessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    33. 33. Em resumoAo longo da última década, a rede mundial de computadores tem dado à luzum amplo leque de práticas que poderíamos denominar “confessionais”.Milhões de usuários de todo o planeta — gente “comum”, precisamente comoeu ou você — têm se apropriado das diversas ferramentas disponíveis on-linee as utilizam para expor publicamente a sua intimidade.Gerou-se, assim, um verdadeiro festival de “vidas privadas”, que se oferecemdespudoradamente aos olhares do mundo inteiro. As confissões diárias devocê, eu e todos nós estão aí, em palavras e imagens, à disposição de quemquiser bisbilhotá-las; basta apenas um clique do mouse. E, de fato, tanto vocêcomo eu e todos nós costumamos dar esse clique. Alessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar
    34. 34. ObrigadaAlessandra Barros COS PUC-SP Prof. Dr Luiz Aidar

    ×