Trabalho de filosofia 24 tp 555

446 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
446
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
219
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de filosofia 24 tp 555

  1. 1. Firabalho De Filosofia c Componente: Talia Silveira e Oelinion Araujo. c Turma:24TP / c Professor: Alexandre Iviisiurin¡ c Bento Gonçalves, ló de junho de 2015. I
  2. 2. ,e Os Sotistas: r Quem eram? r A palavra sofista, em grego, significa sabia. /Portanto os sofista eram grandes sabias na sua época. «a Acredítavam que era impossível conhecer a V verdade sobre as coisas e o mundo. j r Por isso podemos dizer que eram rivais de I Sócrates.
  3. 3. > Protagoras de Abdera (490-421 A. C) Protagoras foi um dos mais importantes sofistas; O mais antigo e o mais destacado sofista, criador do método da antilogia; Protagoras alegou que o homem é a medida de todas as coisas;
  4. 4. > Gorgios de Leôncio (485 - 380 o. C) Górgios desenvolve três orgumentos em torno dos seguintes ofirmoções: Nodo existe; Mesmo que olgo existisse, não poderíomos conhecê4o: Mesmo que olgo fosse conhecido (ou pensóvel) Ã nõo poderio ser comunicodo. “
  5. 5. > Sócrotes e os sofistds: - O sofisto é um professor ombulonte. Sócrotes é olguém Iigddo dos destinos de suo cidode; i - O sofisto cobro poro ensinor. Sócrotes vive suo vido e essd confunde- se com o vido filosófico: "Filosofor não é profissão, é otividode do homem livre. " - O ofisto "sobe tudo” e tronsmite um sober pronto. Sócrotes diz nddo sobe; ofisto foz retórico (discurso de formo primoroso, porém vozio de conteúdo). Sócrotes foz diolético (bons orgumentos); O sofisto refutd por refutor, poro gonhor o disputo verbol. Sócrotes refutd poro purificor o olmd de suo ignorância;
  6. 6. > Dudlismo Pldtônico: - Existe dois mundos: O mundo reol: O mundos dos ideios. - Poro Plotõo existe dois tipos de conhecimento: O mundo dos ideios, que é o mois verdodeiro porque se montem iguoI; mundo reol, que se olterd-se, se tronsformo, nõo se montem igudI. No mundo dos ideios: Vemos umo órvore, podemos fechor os olhos ou possor muito tempo, mos, oindo nos Iembromos do órvore exotomente como o vimos um dio: No ideio o árvore se mdntém sempre igudI. - No mundo reol: Quondo vemos umo órvore, elo pode ser queimodo ou orroncodo, ou sejo, o que vimos desoporece; No reolidode tudo mudo, pode deixor de existir, pode nõo ser mois umo verdode dmdnhõ.
  7. 7. > Epicurismo: O Epicurismo foi umo doutrind filosófico criodo pelo filósofo grego Epicuro(34l- 271 o. C.), o "Profeto do Prozer e do omizodef' - No físico, o principol corocterístico do Epicurismo é o otomismo, e no morol o identificdçõo do bem soberono como prozer, que concretomente, hó de ser encontrodo no prático do virtude e no culturo do espirito; - A doutrind de Epicuro substitui o bem pelo prdzer e o mol pelo dor, de formo que o fe 'cidode consiste em ossegurdr-se com o máximo de prozer e o mínimo de dores, por meio dd sdúde do corpo e do espírito; se conceito difundido por Epicuro está enroizodo no Hedonismo, ou sejo, umo doutrind filosófico e morol; - Em controste com o Estoicismo, nõio insistiom no virtude como um fim em si mesmo, mos ensinovom que o homem devio ser bom unicdmente poro oumentor o suo próprio felicidode; - Negovom umo existência de umo justiço obsoluto e ocreditovom que os instituições seriom justos no medido em que contribuíssem poro o felicidode do indivíduo.
  8. 8. F Cinismo: - O Cinismo foi uma escola filosófica grega criada por Antistenes; w- Estes filósofos menosprezavam os pactos sociais, defendiam o desprendimento dos bens materiais e a existência nômade que levavam; - Seu estilo de vida opõe-se tanto ao dos nao filósofos quanto ao dos filósofos; - O cínico rejeita o modo de vida que se baseia na investigação científica, bem como também aauilo que os homens em geral consideram indispensóvel: as regras, a vida em sociedade, a propriedade, o governo, a politica; - A pr tica de vida dos cínicos baseia-se no impudor deliberado: fazem sexo em dis públicos, comem sem utensílios e sem preparar os alimentos, nao usam vestimentas; - Nao se adaptam as conveniências sociais e a opiniao; Outro grande expoente da escola cinica foi Pirro. Este, contra toda prudência, frontava todos os tipos de riscos e perigos, comportamento de Pirro corresponde a ma escolha de vida que se resume perfeitamente em uma palavra: a indiferença; ara adquirir tal indiferença é preciso desvencilhar-se, desligar-se completamente da debilidade humana, dos bens materiais, da luxúria, dos prazeres e etc.
  9. 9. F Pirronismo: - Tudo é relativo; - É a atitude cética ou efectícia (aue consiste em suspender o juízo). Recusa-se a fazer uso de um entendimento cuja validade nao lhe parece comprovada e cujos produtos nao sao garantidos; - Contenta-se como o imediato e vive em paz; Para Pirro, tudo o que podemos fazer e tomar as coisas pelo que nos parecem, mas as aparências sao notoriamente frustrantes, por isso nunca devemos assumir a verdade de uma; - Para ele, toda prova repousa em premissas nao provadas; e isso é tao verdadeiro em lógica, matematica e ciência quanto na vida diaria;
  10. 10. F Conhecimento Cientifico: - O conhecimento científico apresenta-se estruturado de uma forma lógica, e portanto isento de contradições, construido com base no estudo dos fenómenos através do método das inferências. - A construção das proposições e enunciados ê elaborado de acordo com um sistema conceptual e teórico. Os procedimentos e as operações lógicas da ciência permitem: - A observação racional e controlada dos fenómenos; - A interpretação e explicação adequada dos fenómenos; - A verificação dos fenómenos, positivados pela experimentação e observação; - A fundamentação dos princípios de generalização ou o estabelecimento dos princípios e das leis; - A ciência apresenta-se, nesta dimensão, como um conjunto de proposições ou enunciados, que podem ser organizados de forma hierórquica, dos mais elementares para os mais gerais e vice-versa. Em sentido ascendente, a conexão é estabelecida por induções e a descendente por deduções;
  11. 11. F Conhecimento Lógico: - Conhecimento lógico é todo raciocínio que possuímos desde o nascimento, é baseado nas reações naturais do ser humano, ditados pelo instinto de sobrevivência, não hó necessidade de cursarmos uma escola para aprendermos a nos defender , a este tipo de pensamento Emmanuel Kant em Critica da Razão Pura denominou "a priori. "

×