Pós modernidade michele 32 mp

429 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
114
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pós modernidade michele 32 mp

  1. 1. Michele Galvagni Géssica Vitter, 32M PÓS- MODERNIDADE
  2. 2. • Os pensadores das últimas décadas foram chamados de ”pós-modernistas”, pois criticavam a descrença ao projeto de modernidade que coincidia com as ideias da Escola de Frankfurt. Os pensadores que mais se destacam são: Foucault e Derrida, além de Jean Baudrillard e Jean François.
  3. 3. Características da pós modernidade: • Deixar-se dominar pela imaginação das mídias eletrônicas; • Colonização do seu universo pelos mercados (econômico, político, cultural e social); • Consumismo como expressão pessoal; • Pluralidade cultural; • Polarização social devido aos distanciamentos acrescidos pelos rendimentos; • Falências das meganarrativas emancipadoras como aquelas propostas pela Revolução Francesa: liberdade, igualdade e fraternidade.
  4. 4. • A pós-modernidade valoriza o relativismo e a (in)diferença, a um conjunto de processos intelectuais flutuantes e indeterminados, mudanças dos sistemas produtivos e crise do trabalho, eclipse da historicidade, crise do individualismo e onipresença da cultura narcisista de massa. • Ela gera a ideia de que o mundo está cada vez menor através do avanço da tecnologia. Estamos diante de um mundo virtual, imagem, som e texto em uma velocidade instantânea.
  5. 5. Michel Foucault • Foi um dos principais filósofos da pós-modernidade. • Concentrava sua investigação em certas instituições sociais, a sexualidade e o poder. • Para ele a sociedade moderna apresentou uma nova organização do poder a partir XVIII fragmentada em micro poderes.
  6. 6. • Foucault analisa estes micros poderes exercidos por uma rede imensa de pessoas que cumprem normas estabelecidas pela disciplina social, como pais, porteiros, enfermeiros, entre outros e afirma que o poder está concentrado por toda a parte, pois provém de todos os lugares. • Seu objetivo era colocar á mostra estruturas veladas de poder, inspirado por Nietzsche.
  7. 7. Genealogia do Poder • Michel também desenvolveu um método de pesquisa á maneira de uma genealogia. • Adotou como ponto de partida a noção entre o bem e o mal, o verdadeiro e o falso, o certo e o errado, o sadio e o doente, e adotou como definição que o que é bom, verdadeiro ou sadio depende das instâncias nas quais o poder se concentra. • Na visão dele, este seria um poder criador, pois produz a realidade e seus conceitos.
  8. 8. • Nesta mesma obra, Foucault acompanha a evolução dos mecanismos de controle social e punição que estão cada vez menos visíveis e caracteriza a sociedade como disciplinar, que prevalece a produção de práticas disciplinares de vigilância. • Discursos e práticas científicas neutras e racionais normatizam o comportamento dos indivíduos. Um exemplo disso é o tratamento científico dado à sexualidade, no qual o comportamento sexual é normatizado por meio de discursos que convencem os indivíduos sobre os cuidados á sua vida nesse âmbito.

×