Classes sociais 
O Brasil é um país composto por milhões de habitantes. 
Logicamente, nem todos vivem a mesma vida. Sendo ...
BAIXA 
Possuem um baixo poder aquisitivo e uma baixa qualidade de vida. Suas 
necessidades básicas, como saúde e alimentaç...
ALTA 
Indivíduos com alto poder aquisitivo. É composta por 
pessoas que não tem nenhuma dificuldade para suprir as 
suas n...
Classes sociais da Grécia 
Eram divididas em 3 partes: 
Cidadãos, ou eupátridas: Só eles possuíam direitos políticos para ...
A sociedade romana era dividida em cinco grupos sociais distintos: 
 Patrícios: descendentes das primeiras famílias que p...
Classes Sociais A, B, C, D 
O Critério de Classificação Econômica no Brasil é um 
instrumento usado para diferenciar a pop...
Sociedade Feudal 
A Sociedade Feudal era dividida em duas partes: 
 Senhores Feudais 
 Servos (Geralmente camponeses e a...
Servos 
Os servos estavam presos a uma série de obrigações aos senhores 
feudais, e, sendo praticamente escravos, só adqui...
Capitalismo Atual 
Uma das dificuldades na discussão sobre o desenvolvimento econômico 
e social brasileiro, tendo por bas...
Apresentação de sociologia 05112014
Apresentação de sociologia 05112014
Apresentação de sociologia 05112014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação de sociologia 05112014

419 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação de sociologia 05112014

  1. 1. Classes sociais O Brasil é um país composto por milhões de habitantes. Logicamente, nem todos vivem a mesma vida. Sendo o maior país da América Latina e tendo passado por várias mudanças políticas e econômicas ao longo dos anos, não podemos esperar que todos possuam a mesma condição social, pois são muitas as desigualdades. No Brasil as classes sociais são divididas em três níveis: baixa, média e alta.
  2. 2. BAIXA Possuem um baixo poder aquisitivo e uma baixa qualidade de vida. Suas necessidades básicas, como saúde e alimentação, são supridas com muita dificuldade, e muitas vezes são impossibilitados de ter lazer e entretenimento. MÉDIA Ao longo dos anos, aprendemos a tratar a classe média como detentora de um poder aquisitivo e um padrão de vida e consumo razoáveis. Assim, podemos concluir que a classe média, tanto consegue se manter suprindo as suas necessidades básicas de sobrevivência, quanto as necessidades não tão básicas, como lazer e cultura. A noção de classe média varia de país para país, de acordo com o desenvolvimento econômico, logo existem muitas classes médias diferentes.
  3. 3. ALTA Indivíduos com alto poder aquisitivo. É composta por pessoas que não tem nenhuma dificuldade para suprir as suas necessidades. Podem ser enquadrados nesta classe os autônomos de renda alta, empresários e industriais, descendentes de famílias tradicionais e ricas.
  4. 4. Classes sociais da Grécia Eram divididas em 3 partes: Cidadãos, ou eupátridas: Só eles possuíam direitos políticos para participar da democracia. As mulheres e as crianças não faziam parte do grupo dos cidadãos. Metecos: Eram os estrangeiros que habitavam Atenas. Não tinham direitos políticos e estavam proibidos de comprar terras, mas podiam dedicar-se ao comércio e ao artesanato. Em geral, pagavam impostos para viver em Atenas e estavam obrigados á prestar serviço militar. Escravos: Formavam a grande maioria da população ateniense, pois para cada cidadão adulto chegou a existir cerca de dezoito escravos. Os escravos eram considerados propriedade do seu senhor, embora houvessem leis que os protegiam contra excessos de maus tratos. Atenas era um Estado que garantia a democracia da minoria às custas da escravidão da maioria.
  5. 5. A sociedade romana era dividida em cinco grupos sociais distintos:  Patrícios: descendentes das primeiras famílias que povoaram Roma, os patrícios eram proprietários de terras e ocupavam importantes cargos públicos. Considerados cidadãos romanos, possuíam muita riqueza e escravos. No topo da pirâmide social romana, compunham a minoria da população.  Plebeus: formavam a maioria da sociedade romana. A Plebe era composta basicamente por pequenos comerciantes, artesãos e outros trabalhadores livres. Possuíam poucos direitos políticos e de participação na vida religiosa.  Clientes: embora livres, os clientes viviam "presos" aos patrícios, pois possuíam uma forte relação de dependência. Esta classe era formada basicamente por estrangeiros e refugiados pobres. Tinham apoio econômico e jurídico dos patrícios, porém lhes deviam ajuda em trabalhos e questões militares.  Escravos: camada sem nenhum direito social em Roma. Os escravos eram, em sua grande maioria, presos de guerra. Eram vendidos como mercadorias para patrícios e plebeus e não recebiam pagamentos pelo trabalho, mas apenas comida e roupas.  Libertos: ex-escravos que obtinham a liberdade por concessão de seus proprietários, por abandono ou até mesmo pela compra própria da liberdade.
  6. 6. Classes Sociais A, B, C, D O Critério de Classificação Econômica no Brasil é um instrumento usado para diferenciar a população e classificá-la em classes que vai de A1 a E. Sendo A1 a classe mais alta e E a classe mais baixa. Na verdade a classificação completa é: A1, A2, B1, B2, C1, C2, D. Esse instrumento considera basicamente duas coisas: o grau de escolaridade do chefe da família e a quantidade de certos itens domiciliares, como aparelho de televisão, rádio, banheiro, automóvel, máquina de lavar, empregada mensalista e outros.
  7. 7. Sociedade Feudal A Sociedade Feudal era dividida em duas partes:  Senhores Feudais  Servos (Geralmente camponeses e artesãos) SENHORES FEUDAIS (quando era um padre, bispo ou abade). Os Senhores tinham a posse legal da terra, poder político, militar, jurídico e religioso (Rei, Duques, Condes, clero). Alta nobreza (Barões e Simples Cavaleiros). Pequena Nobreza.
  8. 8. Servos Os servos estavam presos a uma série de obrigações aos senhores feudais, e, sendo praticamente escravos, só adquiriam a liberdade mediante a um pagamento, mas isso era muito difícil. Havia também outros dois tipos de trabalhadores: Vilões – Viviam nas vilas e aldeias e não estavam presos a terra. Trabalhavam para os Senhores Feudais com liberdade, em troca de proteção e recebiam um tratamento menos duro que os servos. Ministeriais – Funcionários dos Senhores Feudais encarregados de cobrar impostos.
  9. 9. Capitalismo Atual Uma das dificuldades na discussão sobre o desenvolvimento econômico e social brasileiro, tendo por base uma indústria de cadeias produtivas adensadas, consiste em entender as contradições do capitalismo atual. Alguns supõem que o bloqueio à industrialização teria se acentuado. As economias nacionais teriam perdido força e os mercados teriam deixado de ser nacionais, passando a ser globais, e crescentemente liberalizados. Com a fragmentação ou segmentação das cadeias produtivas, o padrão de concorrência teria mudado radicalmente. O núcleo tecnológico da produção teria permanecido nas empresas e países centrais, enquanto os sistemas produtivos menos relevantes teriam sido transferidos para os países periféricos.

×