SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
1
UNIVERSIDADE PAULISTA
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA
GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA
PIM III e IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR
SOFTWARE DEVELOPER.
Belém – Pará
2015
2
CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA
PIM III e PIM IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR
SOFTWARE DEVELOPER.
Trabalho do Projeto Integrado Multidisciplinar –
PIM III e PIM IV, apresentado como exigência para conclusão.
Do 2º Semestre do Curso Superior de Tecnologia Gestão em
Tecnologia da Informação, da Universidade Paulista – UNIP,
Campus Nazaré.
Monitora: Adriana Rego.
Belém – Pará
2015
3
RESUMO
O Banco de Dados é importante e fundamental numa empresa a fim de gerar informações onde resulta
numa boa gestão e organização. Por meio dos sistemas gerenciadores, surge a administração de banco de dados.
Esses administradores concedem ou revogam uma autorização de acesso, garantindo segurança. A matemática
aplicada pode proporcionar uma visão, garantindo as direções a serem seguidas. Assim sendo, o objetivo desta
pesquisa é identificar e descrever qual a importância e utilização dos bancos de dados, sistemas de informação e
matemática aplicada para a Consultoria Consulting (fictício), localizada em São Paulo – Capital, que foi
contratada por uma empresa desenvolvedora de software chamada Software Developer, também localizada em
São Paulo/SP, para entregar um estudo contendo análise de impacto, planejamento, desenvolvimento e como
programar melhoras nos processos de TI do Software Developer. Este projeto apresentará um estudo sobre a
importância e aplicação para os sistemas de informação, avaliando as tecnologias e arquiteturas de Banco de
Dados disponíveis no mercado, definindo a mais atualizada e inovadora, identificando os aspectos que impactam
no desempenho e segurança dos dados da empresa.A evolução tecnológica permite, ainda, que computadores
armazenem e manipulem não apenas dados, no sentido tradicional do termo, mas também informações textuais
(não estruturadas na forma de campos e registros), gráficos, alémde sons e imagens digitais. Banco de dados (ou
base de dados) é um conjunto de registros dispostos em estrutura regular que possibilita a reorganização dos
mesmos e produção de informação. Um banco de dados normalmente agrupa registros utilizáveis para um
mesmo fim. Um banco de dados é usualmente mantido e acessado por meio de um software conhecido como
Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD). Os Bancos de Dados Distribuídos dão as corporações mais
flexibilidade na forma como os bancos de dados são organizados e usados. Dar aos escritórios locais meios mais
diretos de acessar dados altamente usados pode fornecer eficiência e eficácia organizacionais significativas. Em
relação à Ética, quando o funcionário entra na empresa já recebe um manual de Normas de Condutas internas,
como deve se relacionar com os colegas de trabalhos, clientes, fornecedores e parceiros. É regras
preestabelecidas de relacionamento que deve ser cumprida pelo funcionário, caso contrário , o mesmo poderá
sofrer pena pelo não cumprimento.
Palavras-chave: Banco de dados; sistemas de informação; matemática aplicada; solução atual.
4
ABSTRACT
The database is important and crucial in a company in order to generate information which results in
good management and organization. Through management systems, there is the administration database. These
administrators grant or revoke an authorization to access, ensuring security. The applied mathematics can
provide a vision, ensuring the directions to be followed. Therefore, the objective of this research is to identify
and describe what the importance and use of databases, information systems and applied mathematics for
Consulting (fictitious), located in São Paulo - SP, who was hired by a company that develops software called
Software Developer, also located in São Paulo / SP, to deliver a study containing impact analysis, planning,
program development and how improvements in IT processes of Software Developer. This project will present a
study on the importance and application to information systems, evaluating technologies and architect ures
Database available on the market, setting the most current and innovative, identifying aspects that impact the
performance and security of enterprise data. Technological developments also allows computers to store and
manipulate data not only in the traditional sense, but also textual information (not structured in the formof fields
and records), graphics, and sounds, and digital images. A database (or databases) is a set of records arranged in
regular structure that enables reorganization of the same and production information. A database typically groups
usable records for the same purpose.A database is usually maintained and accessed through a software known as
System Manager Database (DBMS).The Distributed Databases give corporations more flexibility in how
databases are organized and used. Give local offices more direct means of accessing data highly used can
provide significant organizational efficiency and effectiveness. Regarding Ethics, when the employee joins the
company now receives a manual Standards Conducts internal, how to relate to co-workers, customers, suppliers
and partners. It established rules of relationships that must be met by the employee, otherwise it may suffer
penalty for non-compliance.
Keywords: Databases, information systems, applied mathematics, current solutions current
5
Sumário
1. INTRODUÇÃO...................................................................................................................6
2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ......................................................................................7,8
3- HISTÓRICO DA EMPRESA ........................................................................................8,9,10
4- ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS .............................................................10,11
5 - MATEMÁTICA APLICADA........................................................................................12,13
6- ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ..................................................................13,14
7. – CONCLUSÃO ..................................................................................................................15
8. –REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ...............................................................................16
6
1. INTRODUÇÃO
A Tecnologia da Informação possuiu um papel importantíssimo no processo gerencial de uma
organização. A Consultoria Consulting, localizada em São Paulo, foi à empresa escolhida como base para o
desenvolvimento deste Projeto Integrado Multidisciplinar. A partir de conceitos adquiridos durante o Bimestre, o
projeto abrangerá os principais aspectos na utilização de gerenciadores de bancos de dados como agentes
facilitadores. Além disso, mostra a importância dos conceitos nas disciplinas Administração de Banco de Dados,
Ética e Legislação Profissional e Matemática Aplicada, apresentando assim uma solução para os problemas que
a Consultoria Consulting enfrenta relacionados ao servidor de Banco de Dados. Identificaremos os sistemas de
informação adotados e indagaremos sobre o motivo da implantação. Compreender o que a empresa faz a fim de
obter êxito, e não fracasso, em tecnologia da informação.
A respeito dos recursos, como, por exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de
software, recursos de dados e recursos de rede, entender seus conceitos, ou seja, se ela acredita que os
profissionais devem ser treinados continuamente, se o desempenho individual e em conjunto deve ser
mensurado, se aqueles que são considerados excelentes devemter uma remuneração diferenciada etc.
Descobrir como é feita a coleta e ingresso dos dados nos sistemas. Após isso, averiguar os processos
de conversão dos dados brutos em informação. Analisar se a empresa desenvolveu alguma solução WEB,
internamente ou externamente, e qual é sua concepção com relação às transações comerciais, ou seja, se é
possível sobreviver no mercado sem fazer uso desses recursos. Verificar como a empresa faz para julgar se um
sistema é viável ou não, qual o custo de manutenção de todos os sistemas e se o custo é repassado ao produto
final.
O administrador de bancos de dados gerenciar o sistema de bancos de dados podendo revogaro acesso
do usuário em relação ao ingresso e visualização por meio do sistema de informação. O sistema de informação
contam com a matemática aplicada que faz o uso de fórmulas nos procedimentos de processamento de dado s
gerando relatórios e gráficos
7
2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
As organizações têm, cada vez mais, presenciado a introdução de diversas tecnologias
baseadas em computador, constituindo-se em poderosos recursos de inovação. Inovar implica em mudanças no
escopo da organização que, de um modo ou de outro, possam trazer resultados positivos aos cenários e atores
que a compõem. No entanto, mesmo que, intuitivamente, perceba-se o significado da inovação para estruturas
organizacionais, há certa dificuldade em defini-la.
A inovação tecnológica é vista, assim, pelos autores referidos como sendo, tanto: a) o
processo de introduzir novas ferramentas num dado ambiente social; ou b) as próprias ferramentas. Inovações
tecnológicas tornaram-se, portanto, necessárias, visto que representam um meio eficaz das empresas adaptarem-
se ao atual clima competitivo e turbulento do mundo dos negócios. Neste contexto, a informática tem provado
que possui potencial suficiente para que a organização possa reagir com rapidez às mudanças do ambiente,
proporcionando-lhe novas alternativas para umrelacionamento competitivo com suas concorrentes.
A dependência da organização em relação à informática se dá, basicamente, em virtude
deum fator: a importância que a informação, tanto interna quanto externa, tem para o sucesso da empresa.
A grande questão, ou o ponto crítico, para o bom desempenho das atividades da organização
passa a ser, desse modo, o uso eficaz dos dados disponíveis transformados em informação. Diante dessa
realidade, a grande função da informática é possibilitar o tratamento dos dados usados por uma organização para
que se tornem úteis à tomada de decisão. Assim, resultante da reunião da informática comas telecomunicações e
à automação de escritórios, a tecnologia de informação (ou da informática) tem despertado atenção nos vários
setores da sociedade, oferecendo, tanto para indivíduos, como para organizações, as mais diversas ferramentas
para o auxílio e a otimização de atividades, destacando-se os sistemas de informação.
De modo geral, pode-se dizer que, a partir do surgimento do computador e com as novas
tecnologias de informação, intensificaram-se as diferenças entre as formas tradicionais de realizar o trabalho e as
novas formas. Verifica-se, assim, que a utilização das tecnologias de informação já está bastante disseminada no
dia-a-dia das organizações, tendo os impactos provocados por estas ferramentas tambémampla abrangência.
A grande questão, ou o ponto crítico, para o bom desempenho das atividades da organização
passa a ser, desse modo, o uso eficaz dos dados disponíveis transformados em informação. Diante dessa
realidade, a grande função da informática é possibilitar o tratamento dos dados usados por uma organização para
que se tornem úteis à tomada de decisão. Assim, resultante da reunião da informática comas telecomunicações e
à automação de escritórios, a tecnologia de informação (ou da informática) tem despertado atenção nos vários
setores da sociedade, oferecendo, tanto para indivíduos, como para organizações, as mais diversas ferramentas
para o auxílio e a otimização de atividades, destacando-se os sistemas de informação.
De modo geral, pode-se dizer que, a partir do surgimento do computador e com as novas
tecnologias de informação, intensificaram-se as diferenças entre as formas tradicionais de realizar o trabalho e as
8
novas formas. Verifica-se, assim, que a utilização das tecnologias de informação já está bastante disseminada no
dia-a-dia das organizações, tendo os impactos provocados por estas ferramentas tambémampla abrangência.
Simplesmente, aos fluxos de informações, tão relevantes à tomada de decisão, que se
estabelecem dentro e entre as atividades de uma organização. Constata-se, assim, que a qualidade do sistema
(seja ele qual for, de apoio à operação ou à gestão), determina, na grande maioria das vezes, a qualidade da
informação resultante.
Vale lembrar, portanto, que qualquer atividade, ou fluxo de informação que ocorra dentro de
uma organização, pode muito bem existir sem a interferência de qualquer tecnologia de informação, muito
embora quando se fala na palavra sistema de informação, geralmente, vêm à mente sistemas em que a
informação está armazenada em computador, podendo ser manipulada por meio de programas (software). Antes
do advento da informática e dos computadores, raramente se pensava nas atividades e/ou na organização como
sistemas de informação. Hoje, porém, com o aparecimento e proliferação dos computadores e de toda a
tecnologia de informação, além da necessidade de manipular grande quantidade de dados, não é mais possível
abster-se da noção de sistemas e nem, tampouco, conceber sistemas de informação que não sejam
informatizados, o que implica em dizer que a área de sistemas de informação encontra-se em plena consonância
com a área de informática, embora se reconheça que a informática é somente o meio de facilitar a organização da
informação e o acesso e ela, acesso este que é, propriamente dito, o fim de todo o processo. A evolução
tecnológica permite, ainda, que computadores armazenem e manipulem não apenas dados, no sentido tradicional
do termo, mas também informações textuais (não estruturadas na forma de campos e registros ), gráficos, alémde
sons e imagens digitais.
Diante dessa realidade, Campos Filho (1994) propõe, em seu trabalho, uma definição mais
abrangente de sistema de informação, mostrando as correlações existentes entre os objetivos organizacionais e os
componentes informação, práticas de trabalho, pessoas e tecnologia de informação. De acordo com o autor, o
foco de atenção para o entendimento do sistema de informação não são as tecnologias de informação, como a
maioria pensa, mas sim a forma através da qual os componentes interagem para criar práticas de trabalho que
atendam convenientemente aos objetivos da organização, conforme mostra o esquema de representação a seguir.
Assim, os sistemas de informação podem ser conceituados como uma combinação estruturada
de informação, pessoas, tecnologias de informação e práticas de trabalho.
3- HISTÓRICO DA EMPRESA
A administração dos sistemas gerenciadores de banco de dados é feita pelo administrador do banco de
dados, também conhecido pelo acrônimo DBA. É ele o responsável em outorgar ou revogar o acesso de um
usuário. O ingresso dos dados e visualização das informações acontece por meio dos sistemas de informação. Os
sistemas de informação contam com a matemática aplicada, fazendo uso de fórmulas, procedimentos e rotinas,
para processarem os dados convertendo-os em informações acuradas, sólidas e consistentes, com a geração de
9
relatórios e gráficos. A matemática aplicada também é usada para ajudar a projetar a empresa ao futuro e definir
o custo de umproduto.
Banco de dados (ou base de dados) é um conjunto de registros dispostos em estrutura regular que
possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação. Um banco de dados normalmente agrupa
registros utilizáveis para um mesmo fim. Um banco de dados é usualmente mantido e acessado po r meio de um
software conhecido como Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD). Normalmente um SGBD adota um
modelo de dados, de forma pura, reduzida ou estendida. Muitas vezes o termo banco de dados é usado, de forma
errônea, como sinônimo de SGBD. O modelo de dados mais adotado hoje em dia é o modelo relacional, onde as
estruturas têm a forma de tabelas, compostas por tuplas (linhas) e colunas. Um Sistema de Gestão de Bases de
Dados, (SGBD) não é nada mais do que um conjunto de programas que permitem armazenar, modificar e extrair
informação de um banco de dados. Há muitos tipos diferentes de SGBD. Desde pequenos sistemas que
funcionam em computadores pessoais a sistemas enormes que estão associados a mainframes. Um Sistema de
Gestão de Base de Dados implica a criação e manutenção de bases de dados, elimina a necessidade de
especificação de definição de dados, age como interface entre os programas de aplicação e os ficheiros de dados
físicos e separa as visões lógicas e de concepção dos dados. Assimsendo, são basicamente três as componentes
de um SGBD:
 Linguagem de definição de dados (especifica conteúdos, estrutura a base de dados e
define os elementos de dados);
 Linguagem de manipulação de dados (para poder alterar os dados na base);
 Dicionário de dados (guarda definições de elementos de dados e respectivas
características – descreve os dados, quemos acede, etc. [questões de informação]). (Gouveia; 2004).

Os bancos de dados são utilizados para armazenar diversos tipos de informações, desde dados
sobre uma conta de e-mail até dados importantes da Receita Federal. A segurança do banco de dados
herda as mesmas dificuldades que a segurança da informação enfrenta que é garantir a integridade, a
disponibilidade e a confidencialidade. Um Sistema gerenciador de banco de dados deve fornecer
mecanismos que auxiliem nesta tarefa.
Uma forma comum de ataque à segurança do banco de dados é a injeção de SQL, embancos de
dados que façam uso desta linguagem, mas bancos de dados NoSQL também podem ser vítimas. Para evitar
estes ataques, o desenvolvedor de aplicações deve garantir que nenhuma entrada possa alterar a estrutura da
consulta enviada ao sistema.
Os bancos de dados SQL implementam mecanismos que restringem ou permitem acessos aos dados de
acordo com papeis ou roles fornecidos pelo administrador. O comando GRANT concede privilégios específicos
para um objeto (tabela, visão, seqüência, banco de dados, função, linguagemprocedural, esquema ou espaço de
10
tabelas) para um ou mais usuários ou grupos de usuários. Foi realizada uma análise dos últimos dois anos da
empresa SOFTWARE DEVELOPER S/A sobre a sua situação atual e verificamos alguns pontos críticos que
necessitamde maior atenção.
4- ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS
O SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) é um grupo de programas usado como interface
entre um Banco de Dados e os programas aplicativos ou entre um Banco de Dados e o usuário. As funções do
SGBD são: cuidar dos mecanismos de armazenamento físico e recuperar dados em umBanco de Dados, fornecer
uma visão ao usuário, permitindo modificações no BD, manipulação de dados e geração de relatórios. Em
relação às visões fornecidas aos usuários, o SGBD cria subesquemas que são arquivos que contémuma descrição
de um subconjunto do BD. Os dados contidos nos BD´s das empresas são geralmente vitais para o
funcionamento básico da firma. Eles são freqüentemente de natureza proprietária, confidencial e de importância
estratégica.
Como muitos usuários querem ter acesso à maior parte dos dados armazenados, a empresa deve estabelecer
políticas para especificar quais dados que podem ser recuperados por cada usuário. Felizmente, muitos SGBD´s
tem excelentes procedimentos para proteção da privacidade individual e a manutenção da segurança dos dados.
Os Bancos de Dados Distribuídos dão as corporações mais flexibilidade na forma como os bancos de dados
são organizados e usados. Dar aos escritórios locais meios mais diretos de acessar dados altamente usados pode
fornecer eficiência e eficácia organizacionais significativas.
O servidor de banco de dados da empresa SOFTWARE DEVELOPER S/A também necessita de atualização
de hardware. Não existe um ambiente de teste para auxiliar na criação, melhoria e desempenho dos produtos,
para verificar os pontos mais críticos dos processos. Neste cenário, implica dizer que o servidor de banco de
dados necessita de uma atenção especial para que não ocorra a interrupção de suas transações impactando
diretamente no desenvolvimento dos produtos da empresa.
Podemos implantar as seguintes soluções: Criar um ambiente de testes, a fim de prever danos nos
processos mais críticos e auxiliar na criação, melhoria e desempenho dos produtos e serviços: servidor principal;
Então um Banco de Dados é uma coleção de dados organizados de modo a satisfazer as necessidades dos
usuários. Você provavelmente acessará esses Bancos de Dados usando um software chamado Sistema de
Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD). Um SGBD consiste em um grupo de programas que executa a
manipulação real do Banco de Dados e fornece uma interface entre o Banco de Dados e o usuário ou entre o
Banco de Dados e os programas aplicativos. Sem os dados e a capacidade de processá-lo, uma organização não
teria condições de completar com sucesso a maioria de suas atividades empresariais (pagar empregados, enviar
faturas, fazer pedidos). Os dados consistem em fatos brutos, como o número de empregados e cifras de vendas.
Para que os dados sejam transformados em informação útil, eles devem ser primeiramente organizados de forma
11
significativa. As entidades, atributos e chaves também são importantes conceitos dos Bancos de Dados. Uma
entidade é uma classe generalizada de pessoas, lugares ou coisas para as quais os dados são coletados,
armazenados e mantidos (empregados, estoque, clientes). Um atributo é uma característica de uma entidade. Por
exemplo, o número de matrícula, nome, data de nascimento são atributos de um empregado. Os atributos são
geralmente selecionados de modo a captar as características relevantes das entidades. O valor específico de um
atributo pode ser encontrado nos campos do registro descrevendo uma entidade. Devido aos problemas
associados com a abordagem tradicional do gerenciamento de dados, havia um desejo de desenvolver meios
mais eficientes e eficazes de organização de dados. O resultado foi à abordagem de Banco de Dados do
gerenciamento de dados.A abordagemde Banco de Dados é aquela em que um conjunto de dados relacionados é
compartilhado por múltiplos programas aplicativos. Em vez de utilizarem arquivos de dados separados, cada
aplicativo usa uma coleção de arquivos de dados que se juntaram ou se inter-relacionaram no Banco de Dados.
Esta abordagem oferece vantagens significativas em relação ao enfoque tradicional baseado em arquivos,
principalmente no que diz respeito à redundância dos dados.
Podemos perceber a importância dos dados para uma empresa, pois sem eles as organizações não
sobreviveriam. Da mesma forma que a manipulação, ordenação e seleção desses dados requer um tempo de
resposta quase instantâneo. Unindo as duas considerações, vimos à necessidade e importância da utilização de
um Banco de Dados, para o sucesso da empresa. Oracle é um SGBD (sistema gerenciador de banco de dados)
que surgiu no fim dos anos 70, quando Larry Ellison vislumbrou uma oportunidade que outras companhias não
haviam percebido, quando encontrou uma descrição de um protótipo funcional de umbanco de dados relacional
e descobriu que nenhuma empresa tinha se empenhado em comercializar essa tecnologia.
Postgres ou PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados open-source que foi iniciado em
1986 na universidade de Berkeley. Hoje, o PostgreSQL é um dos SGBDs (Sistema Gerenciador de Bancos de
Dados) de código aberto mais avançados.Adabas é um gerenciador de banco de dados de alta disponibilidade e
performance é reconhecido por ter rápido tempo de resposta , atendendo aos requisitos críticos de sistemas de
produção de grande volume de dados. O Adabas aceita qualquer modelo de dados e as estruturas necessárias
para gerenciá-los, desde o hierárquico, em rede, relacional, garantindo a integridade dos dados e transações
lógicas e segurança dos dados. È um produto desenhado para trabalhar no regime 24 horas por dia, sete dias por
semana (24 x 7), sendo umgerenciador de fácil administração e baixo custo operacional.
Uma instalação elétrica de alta qualidade evita as oscilações de energia diminuindo a Probabilidade de
corromper do banco de dados. O uso de equipamentos e ferramentas adequadas nas instalações elétricas de uma
rede é fundamental e garantia de evitar desastres não só com os dados, mas com os equipamentos. Tão
importante quanto às opções já mencionadas é o uso de No-Break, pelo menos no servidor. Se houver uma falha
de energia no servidor enquanto o serviço banco de dados tentava gravar informações no disco há uma grande
possibilidade de que seu banco seja corrompido e não poder ser corrigido. Portanto, usar No-Break de ótima
qualidade para que as oscilações e quedas de energia sejam eliminadas protegendo assim seus dados e
equipamentos. Esses são os principais requisitos para não causar nenhum impacto ou prejuízo referente a
funcionamento de sistemas que são totalmente dependentes do banco de dados.
12
5 - MATEMÁTICA APLICADA
Partindo para um ponto de vista tático, antes de comprar um sistema é feito uma análise de custo x
benefício. Essa análise é conseguida graças à matemática aplicada. A empresa não quis comentar quais são os
cálculos e quesitos levados emconsideração para a aquisição. O custo de manutenção de todos os sistemas não
foi revelado, mas são basicamente licenças anuais de software, contratos de manutenção e SLA dos servidores,
contratos de links para as filiais, salários da equipe interna de TI e do help-desk. Esse custo não é repassado
diretamente ao produto final, ele faz parte dos custos operacionais. Entretanto, todo custo acaba de certa forma
compondo os preços finais dos produtos. Atualmente a empresa não possui um sistema específico para se
projetar ao futuro, mas isso é conseguido por meio de relatórios e análises gerados comos demais sistemas. Com
a matemática aplicada nos sistemas de informação, utilizando estatísticas, a empresa consegue prever a
necessidade de troca e o crescimento da base, utilização de links, processadores dos servidores etc.
Pode-se notar a utilização de funções, percentuais nos sistemas de Gestão de Recursos
Humanos, folha de pagamento, pagamento de comissões de vendas, pagamento de direitos autorais, calculo de
fretes, sistema de transportes.
O BI (Business Inteligence) e o módulo PAC (ERP-Oracle) utilizam funções, ajustes de curvas em
suas aplicações para chegar aos custos dos produtos e assim montar as tabelas de preços.
O sistema de Distribuição utiliza o conceito de curva ABC classificando o estoque de acordo comsua
rotatividade, apurando total de vendas nos último 12 meses:
Item A – São os produtos que possuemgrande rotatividade
Item B – São os produtos que possuemmédia rotatividade
Item C – São os produtos que possuembaixas ou nenhuma rotatividade
Ainda, pode-se notar a utilização da matemática financeira (taxas, juros compostos) no sistema de
vendas e fluxo de caixa. A teoria da matemática preocupa-se em construir modelos matemáticos capazes de
similar situação reais na empresa. Criação de modelos matemáticos volta-se principalmente para a resolução de
problemas de tomada de decisão. É através do modelo que se fazem representações da realidade. Na Teoria
Matemática, o modelo é usado geralmente como simulação de situações futuras e avaliação da probabilidade de
sua ocorrência. Em síntese os modelos servem para representar simplificações da realidade. Sua vantagemreside
nisto; manipular simuladamente as complexas e difíceis situações reais por meio da simplificação da realidade.
Permitem o entendimento dos fatos de uma forma melhor que a descrição verbal. Descobrem relações existentes
entre vários aspectos do problema, não percebidas na descrição verbal. Permitem tratar o problema em seu
conjunto e com todas as variáveis simultaneamente.
Podem ser aplicados por etapas e considerar outros fatores não descritos verbalmente. Utilizam
técnicas matemáticas e lógicas. Conduzem a soluções quantitativas. Permitem uso de computadores para
processar grandes volumes de dados.
13
6- ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL
Em relação à Ética, quando o funcionário entra na empresa já recebe um manual de Normas de Condutas
internas, como deve se relacionar com os colegas de trabalhos, clientes, fornecedores e parceiros. É regras
preestabelecidas de relacionamento que deve ser cumprida pelo funcionário, caso contrário , o mesmo poderá
sofrer pena pelo não cumprimento. Apesar de este manual estabelecer questões éticas e legislação profissional
relacionada à Área de TI, a área de Segurança da Informação de TI elaborou umtermo a ser lido e as sinado pelo
funcionário ao tomar posse de Senha de acesso a Rede, Aplicativos, Internet e e_mail ao qual podemos
denominar de “Políticas de TI” que contemplam regras orientando a conduta do funcionário frente à utilização
dos recursos de TI disponibilizados, a saber: Acesso a Internet, acesso a rede corporativa, uso de redes Wi-Fi nas
dependências do Grupo Delta, uso de sistemas Web conferência, uso de correio eletrônico, utilização de
Estações de trabalho no ambiente. Todas estas regras também está disponibilizadas na intranet para todos os
funcionários, bem como orientações sobre os principais serviços de TI para ajudar o usuário no dia-a-dia. A
empresa Delta é formada por um grupo de empresas em diferentes atividades no mercado, uma delas é a edição
de Livros didáticos e não didáticos, e ela leva a sério as questões pertinentes ao direito autoral. Ela possui um
Sistema especifico para pagamento de Direitos autorais aos autores para cada livro vendido, isto mostra a
preocupação como direito de propriedade.
Através de um software da Altiris, consegue certificar que todas as máquinas estão de acordo coma
legislação e não possui nenhum software não licenciado (Pirata) instalado, de maneira alguma viola contrato de
licença de software. Possui um banco de dados com trabalhos literários, vídeos e principalmente de fotografias
ao qual utiliza em seus livros e revistas , procura não violar a propriedade intelectual. A área de TI procura ser
transparente nos contratos promovendo segurança jurídica nas relações , principalmente com recursos
(consultores de TI) que trabalham dentro da empresa, ao qual, se toma cuidado para não se estabelecer vínculo
empregatício. Em relação aos crimes contra a segurança dos sistemas informatizados, a área de TI da Delta
possui um área somente para tratar desta questão, e tem atuado de todas as formas para proteger os sistemas de
informação, o pessoal de segurança tem conversado muito com o pessoal de desenvolvimento de software com
objetivo de fazer uma proteção eficaz , dificultando a violação e impedir os ataques. Tenho presenciado o
funcionário da área de TI eleito da CIPA percorrendo as divisórias do departamento, verificando a higiene e
condições gerais de trabalho, chamando a atenção inclusive da postura dos funcionários na cadeira, distância do
teclado e monitor. Com a evolução do mercado e com a preocupação das empresas em relação ao nível de
serviço oferecido aos seus clientes, procurou-se indicativos de ética para a logística, que são fatores necessários
para a elaboração de novos níveis de serviço como: prazo de execução e respectivo nível de Confiabilidade,
tempo de processamento de tarefas; disponibilidade de pessoal e dos equipamentos solicitados; atitude (serena)
respeitosa, espírito conciliador, pontualidade, cordialidade, facilidade em sanar erros e falhas, agilidade e
precisão em fornecer informações sobre os serviços em processamento, agilidade e precisão no rastreamento de
cargas em processamento ou em trânsito, agilidade no atendimento de reclamações e no encamin hamento de
soluções.
Fatores relacionados à qualidade de vida dos trabalhadores são regidos pelos impactados econômicos
e financeiros inerentes ao sistema adotado chamado Banco de Horas, regulamentado pela CLT (Consolidação
14
das Leis Trabalhistas). A adoção do Banco de Horas é prevista na legislação trabalhista, nasceu como uma
solução, para que as empresas pudessem fazer uso desta lei e se enquadrar dentro de determinados critérios, que
tinha como objetivo justamente tornarem às próprias empresas mais competitivas no âmbito global, ao passo que
gerariam mais empregos. Foi assim chamado “Banco de Horas” por permitir que as empresas dessem folga para
os funcionários em períodos de baixa produtividade, sem precisarem reduzir os seus efetivos, e aos funcionários
permitiu que ficassem com crédito sem terem os salários reduzidos, pelo menos do ponto de vista trabalhista o
banco de horas funcionou como umverdadeiro Subsídio Econômico para as Empresas.
15
7. – CONCLUSÃO
A importância das disciplinas Administração de Banco de Dados, Sistema da Informação, Matemática
Aplicada e Ética e Legislação profissional estudadas nesse Bimestre, sendo todas indispensáveis na Empresa
Consulting. Hoje temos disponíveis no mercado diversas ferramentas, porém precisamos sempre estudar e
priorizar as questões de segurança, desempenho, confiabilidade e fácil manipulação. Por serem primordiais, as
empresas precisam analisar muito bem quais sistemas escolher, pensando em longos prazos, ou seja, olhando
sempre ao futuro e à possibilidade de integração entre suas plataformas. A correta seleção dos sistemas é crucial
para um bom desenvolvimento, ordem e progresso. A segurança dos dados não depende exclusivamente dos
equipamentos e sistemas, mas também do fator humano, como os administradores dos bancos de dados
(DBAs). Conseguimos definir claramente papéis e responsabilidades, dando a devida importância à
colaboração de cada funcionário, existindo assim uma parceria e reconhecimento cada vez maior. Além disso,
concluo que uma empresa precisa sempre prezar uma política social e sustentável, mantendo assimseus valores
éticos e legais, tornando a empresa Consulting referência em seus negócios.
16
8. –REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
http://pt.wikipedia.org/wiki/Scrum
www.ime.usp.br/~jef/apostila.pdf
www.scrumalliance.org
http://www.symantec.com/pt/br/business/products/family. jsp?Familyid=altiris
http://cmdbdiscovery.teclogica.com.br/Default. aspx
http://www.aqueleblogdesoa.com.br/?Utm_source=Easymailing&utm_medium=e-
mail&utm_term=newsletter&utm_content=contatos-set09&utm_campaign=Padr%E3o
http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2009/02/27/desvendando-o-cloud-computing/
http://www.oracle.com/global/br/database/index.html
17
UNIVERSIDADE PAULISTA
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA
GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA
PIM III E IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR
SOFTWARE DEVELOPER.
Belém – Pará
2015
18
CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA
PIM III E IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR
SOFTWARE DEVELOPER.
Trabalho do Projeto Integrado Multidisciplinar –
PIM III e PIM IV, apresentado como exigência para conclusão.
Do 2º Semestre do Curso Superior de Tecnologia Gestão em
Tecnologia da Informação, da Universidade Paulista – UNIP,
Campus Nazaré.
Monitora: Ramon Pantoja
Belém – PA
2015
19
Resumo
O sistema de informação está baseado nos dados que auxiliam a empresa a abrir novas
oportunidades de mercado. Os recursos de um sistema de informação envolvem vários aspectos, como, por
exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de software, recursos de dados e recursos de rede,
para a organização os recursos estão inter-relacionados e evoluem constantemente. Contudo, os recursos
humanos precisam ser treinados e reciclados, assim como os softwares passampor adaptações, customizações e
atualizações de versão e o hardware recebe upgrades e, de tempos em tempos, precisam de troca. Todo sistema
precisa de dados para gerar suas informações .O ERP é a base da informação onde está todo o fluxo de
informações. Este sistema integra todas as áreas, elimina redundância de informações e serviços, verifica e
garante a integridade entre os departamentos e setores. Software Developer se conectada aos computadores e
seus componentes através da topologia de rede, a estrutura da topologia pode ser descrita fisicamente ou
logicamente. Que representam o layout, meios de conexões de dispositivos e as maneiras como os sinais agem
sobre os meios. As redes LAN, WAN e sem fio refere-se aos dispositivos são conectados para processaro acesso
disponibilizando serviços, arquivos ou aplicações por meio de servidores. A modelagem de Processos colabora
par ao planejamento dos recursos empresariais na abordagem da informação para dar suporte aos objetivos
traçados e aos lucros almejados pela empresa estabelecendo vinculações no processo decisório da empresa.
Palavras-Chaves: Sistema de Informação, ERP, LAN, WAN.
20
Abstract
The database is important and crucial in a company in order to generate information system information
is based on data that help companies to open up new market opportunities. The features of an information system
involving various aspects such as, for example, people resources, hardware resources, software resources, data
resources, and network resources, to organize the resources are interrelated and evolve constantly. However,
human resources need to be trained and recycled, as well as the software undergo adaptations, customizations
and version upgrades and hardware upgrades and receives, fromtime to time, need to return. Every systemneeds
data to generate your information. The ERP is based on the information which is the entire flow of information.
This system integrates all areas, eliminates redundant information and services, checks and ensures the integrity
between departments and sectors. Software Developer is connected to computers and their components via the
network topology,the structure of the topology can be described physically or logically. Representing the layout,
media device connections and the ways signals act on the means. The LAN, WAN and wireless refers to
processing devices are connected to access available services, files or applications through servers. Modeling
Processes pair collaborates to enterprise resource planning in addressing information to support the goals set and
the profits sought by the company establishing linkages in business decision-making. A database (or databases)
is a set of records arranged in regular structure that enables reorganization of the same and production
information. A database typically groups usable records for the same purpose. A database is usually maintained
and accessed through a software known as System Manager Database (DBMS).The Distributed Databases give
corporations more flexibility in how databases are organized and used. Give local offices more direct means of
accessing data highly used can provide significant organizational efficiency and effectiveness. Regarding Ethics,
when the employee joins the company now receives a manual Standards Conducts internal, how to relate to co -
workers, customers, suppliers and partners. It established rules of relationships that must be met by the
employee, otherwise it may suffer penalty for non-compliance.
21
SUMÁRIO
1- INTRODUÇÃO...................................................................................................................... 22
2- REDE DE COMPUTADORES E A TELECOMUNICAÇÕES.................................................. 23
3- REDE LAN ............................................................................................................................ 24
3.1- COMPONENTES DE UMA LAN......................................................................................... 24
3.1.1- SERVIDORES.................................................................................................................. 24
3.1.2- ESTAÇÕES...................................................................................................................... 25
3.2- TOPOLOGIAS DE REDE DE UMA LAN............................................................................. 25
3.2.1-BARRAMENTO................................................................................................................ 25
3.2.2- ANEL............................................................................................................................... 26
4- REDES WAN.................................................................................................................. 26 a 34
5- REDES SEM FIO................................................................................................................... 30
6- MODELAGEM DE PROCESSOS......................................................................................30, 37
7- CONCLUSÃO........................................................................................................................ 38
8- BIBLIOGRAFIA..................................................................................................................... 39
GLOSSÁRIO.............................................................................................................................. 34
22
1- INTRODUÇÃO
Um Sistema de Informação eficaz é fornecer aos tomadores de decisão informação imediata,
precisa e relevante baseado em dados. Uma das fontes mais importantes para qualquer organização é a sua
coleção de dados. Os Bancos de Dados também ajudam as empresas a gerar informação que pode auxiliar a
reduzir custos, aumentar lucros e abrir novas oportunidades de mercado.
Para evitar a perda do conhecimento gerado, o sistema de informação desenvolve vários meios,
como o recurso de hardware. A topologia de rede é o padrão no qual a software Developer se manter conectada
aos computadores por meio de dispositivos. Os servidores com alta capacidade armazenam e disponibilizam
informações.
A topologia de rede processam, enviam as informações e comunicamos diversos computadores.
A rede LAN auxilia na conexão de equipamentos que são processados para troca de informações.
A topologia WAN gerencia a rede de computadores para aumentar o trafego na rede utilizando
companhias telefônicas, empresas de Tv a cabo, entre outros. O meio de rede sem fio utiliza a rede local semfio
com uma infraestrutura de cabeamento convencional.
A modelagem de processos gerenciarem como alcançar resoluções para o conjunto de
procedimentos preestabelecidos de acordo com as constantes mudanças de mercado gerando um processo de
amadurecimento da empresa.
23
2- REDE DE COMPUTADORES E A TELECOMUNICAÇÕES
A Internet é o maior conglomerado de redes de comunicações em escala mundial, ou seja, vários
computadores e dispositivos conectados em uma rede mundial1 e dispõe milhões de dispositivos interligados
pelo protocolo de comunicação TCP/IP que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de
dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio
de hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance Mundial), e a infraestrutura para suportar correio
eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos.
2.2-SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
Uma das metas de um Sistema de Informação eficaz é fornecer aos tomadores de decisão informação
imediata, precisa e relevante – informação que está baseada em dados. Uma das fontes mais importantes para
qualquer organização é a sua coleção de dados. Os Bancos de Dados também ajudam as empresas a gerar
informação que pode auxiliar a reduzir custos, aumentar lucros e abrir novas oportunidades de mercado.
O ERP é entendido, pela empresa, como o alicerce, a base da informação, pois nele está todo o fluxo vital da
organização. Tudo o que entra e sai através das notas fiscais de entrada e saída, respectivamente, estoques, ativo
- fixo, contas a receber e pagar, transações financeiras e, por consequência, a contabilidade. Este sistema
integra todas as áreas, elimina a redundância de informações e serviços, verifica e garante a integridade entre os
departamentos e setores.
Devido a essa visão, o ERP Oracle JDEdwards Enterprise One está sendo implantado, e deverá
atender as maiores necessidades. Após a implantação do novo sistema de ERP, será a vez de implantar as
ferramentas de BI, CRM e outros softwares, para atenderem as necessidades específicas do negócio, porém,
sempre com o raciocínio de integração. O usuário é sempre ouvido, expressando suas necessidades e interagindo
nos setups e testes de usabilidade.
A fim de se evitar a perda do conhecimento gerado, a empresa investe em de processos e
treinamento. Sabendo que os recursos de um sistema de informação envolvem vários aspectos, como, por
exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de software, recursos de dados e recursos de rede,
para a organização os recursos estão inter-relacionados e evoluem constantemente. Contudo, os recursos
humanos precisam ser treinados e reciclados, assim como os softwares passampor adaptações, customizações e
atualizações de versão e o hardware recebe upgrades e, de tempos em tempos, precisam de troca. Todo sistema
precisa de dados para gerar suas informações. Esses dados são captados por meio de digitação e carga de
arquivos – como folha de pagamento, vindos da folha de pagamento gerada pelo departamento de recursos
humano (RH), e arquivos de movimentação bancária, vindo dos bancos. Os dados precisam ser transformados
em informação, para serem úteis, principalmente, ao usuário final. Essa transformação é feita através do
cruzamento de dados, extraindo dos sistemas relatórios ou gráficos, conforme a necessidade apresentada. Os
relatórios podem ser analíticos (detalhados) ou sintéticos (sumarizados). Com base neles, por exemplo, pode-se
concluir que um equipamento tem componentes defeituosos, por apresentar constantes falhas. Tambémpode ser
gerado um gráfico de vendas por região, entre outros.
Através de Software de Sistemas voltados para gerenciamento de Sistemas como o CMDB
(configuration Management Database) da Symantec e possível criarem repositório de informações relacionadas a
todos os componentes de um sistema de informação ao qual denominamos de CI (Configuration Item), combase
neste repositório e possível ter umportfólio atualizado dos sistemas não apenas para contabilização, mas também
para obter dados para tomada de decisões sobre plataformas tecnológicas, para gestão de incidentes, gerencia de
mudança, uso racional de infraestrutura, eliminando o que não e mais utilizado.
24
2.3- A TOPOLOGIA DE REDE IMPLEMENTADA NA SOFTWARE
DEVELOPER
A topologia de rede é o padrão no qual a software Developer está conectada a aos computadores
por meio da rede e seus componentes. Essencialmente, a estrutura tipológica da rede pode ser descrita
fisicamente ou logicamente. Há várias formas nas quais se pode interligar entre cada umdos nós (computadores)
da rede.
2.3.1- A TOPOLOGIA FÍSICA
É a aparência ou layout da rede que representa como as redes estão conectadas (layout físico) e
o meio de conexão dos dispositivos de redes (nós o nodos). A forma como que os dados estão conectados, e que
genericamente chamamos de topologia da rede (física), influencia em diversos pontos considerados críticos,
como a flexibilidade, velocidade e segurança.
2.3.2- TOPOLOGIA LÓGICA
A topologia lógica refere-se à maneira como os sinais agem sobre os meios de rede, ou a maneira
como os dados são transmitidos através da rede a partir de um dispositivo para o outro sem ter em conta a
interligação física dos dispositivos. Topologias lógicas são frequentemente associadas a Media Access Control
métodos e protocolos. Topologias lógicas são capazes de seremreconfiguradas dinamicamente por tipos
especiais de equipamentos como roteadores e switches.
3- REDE LAN
É uma rede de computadores utilizada na interconexão de equipamentos processadores coma
finalidade de troca dados.
As LANs são utilizadas para conectar periféricos, estações, servidores e outros dispositivos que
possuamcapacidade de processamento emuma casam escritório, escola e edifícios próximos.
Figura 1: Estrutura de uma Rede LAN
3.1- COMPONENTES DE UMA LAN
3.1.1- SERVIDORES
Servidores são computadores com alta capacidade de processamento e
armazenagem que tem por função disponibilizar serviços, arquivos ou aplicações a uma rede.
25
Figura 2: Servidor em uma Rede LAN
3.1.2- ESTAÇÕES
As estações de trabalho, também chamadas de clientes, são geralmente computadores
de mesa, portáteis ou PDAs, os quais são usados para acesso aos serviços disponibilizados pelo
servidor, ou para executar tarefas locais.
Figura 3: Estações de trabalho em uma Rede LAN
3.2- TOPOLOGIAS DE REDE DE UMA LAN
3.2.1-BARRAMENTO
A topologia de barramento que utiliza o padrão IEEE 802.3 (Ethernet) tem um controle
descentralizado, onde cada máquina transmite quando quiser e até ao mesmo tempo. Se os pacotes colidirem,
cada computador aguardará um tempo aleatório e fará nova tentativa.
26
Figura 4: Topologia Barramento
3.2.2- ANEL
A topologia em anel utiliza bits que se propagam de modo independente, antes mesmo de o
pacote ser transmitido totalmente, percorrendo todo o anel. Quando o padrão IEEE 802.5 (Token Ring) é
adotado, as máquinas realizam "turnos" no envio dos seus bits. Isso evita colisões nos acessos simultâneos.
Figura 5: Topologia Anel
4- REDES WAN
A Wide Área Network (WAN), Rede de área alargada ou Rede de longa distância, também
conhecida como Rede geograficamente distribuída, é uma rede de computadores que abrange uma grande área
geográfica, com frequência um país ou continente.
O tráfego das WAN aumenta continuamente surgindo em função disso mais congestionamento
do que será transportado na rede, definindo as características destes tráfegos (voz, dados, imagens e vídeo),
qualidade de serviço (QoS), protocolos com ultra compreensão. O tráfego da rede temque ser modelado através
de medições com um grau de resolução elevado, incluindo a analise de pacotes a fim de disponibilizar aos
interessados usando técnicas gráficas, estatísticas descritivas, entre outros. Quando ocorre variação na chegada
de pacotes isso indica que a Wan está consistente e seu tráfego pode ser acelerado de acordo com as
necessidades dos serviços.
27
Figura 6: Estrutura de uma Rede WAN.
4.1- AS TRÊS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS WANS:
As WANs normalmente conectam dispositivos separados por uma área
geográfica maior do que a que pode ser atendida por uma rede local.
As WANs utilizam os serviços das operadoras, como companhias telefônicas,
empresas de TV a cabo, sistemas de satélites e provedores de rede.
As WANs utilizam conexões seriais de vários tipos para fornecer acesso à largura
de banda em grandes áreas geográficas.
4.2- Tecnologias WANs
As tecnologias WAN geralmente funcionam nas três primeiras camadas do
modelo OSI: física, enlace e rede.

 REDE – X.25, PLP
 ENLACE – LAPB, FRAME-RELAY, HDLC, PPP, SDLC
 FISICA – X. 21, EIA/TIA 232, EIA/TIA-449, V.24, V.35, HSSI,
G.703, EIA-53
Uma rota de comunicação WAN pré-estabelecida pelas premissas do consumidor através de uma
portadora de rede, como uma empresa de telefonia, para uma rede remota. Linhas ponto-a-ponto são geralmente
alugadas de uma portadora, também chamadas de linhas alugadas ou privadas. Para uma linha ponto-a-ponto a
operadora fornece um par de fios e fornece o hardware para sua linha somente. Os circuitos são precificados
baseados na largura de banda e distância entre os pontos conectados . Links ponto-a-ponto são mais caros do que
serviços compartilhados como frame-relay.
4.3- COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS
Conexão de dados sob circuitos comutados pode ser iniciada quando necessário e terminada quando a
comunicação estiver concluída. Semelhante a um telefone. ISDN (Integrated Services Digital Network) é um
28
exemplo de comutação de circuitos. Quanto um roteador tem um dado a ser enviado a um local remoto, o
circuito comutado é iniciado com o número do circuito da rede remota. Quando as duas redes são conectadas e
autenticadas, eles podemtransmitir dados e, quando concluída a transmissão a chamada é encerrada.
4.4- COMUTAÇÃO DE PACOTES
A comutação de pacotes é uma tecnologia WAN em que os usuários compartilham recursos comuns da
operadora. Permite uso mais eficiente da infraestrutura, o custo para o consumidor é mais baixo do que nas
linhas ponto-a-ponto. Numa configuração de comutação de pacotes, as redes têm conexões para a rede da
operadora, e muitos consumidores podem compartilhar a mesma conexão. A portadora pode criar circuitos
virtuais entre localidades dos consumidores pelos quais os pacotes de dados serão entregues umao outro através
da rede da operadora. A rede da operadora que é compartilhada é geralmente chamada de nuvem.
As conexões virtuais entre as localidades dos clientes são chamadas de circuitos
virtuais.
Como exemplo tem:
ATM (Asynchronous Transfer Mode), Frame Relay, SMDS (Switched Multimegabit Data
Services), X.25.
4.5- Circuitos virtuais de WAN
Um circuito virtual é um circuito lógico criado numa rede compartilhada entre dois
dispositivos de
rede. Temos dois tipos de circuitos virtuais:
SVC (Switched Virtual Circuit)
PVC (Permanent Virtual Circuit)
SVC
São circuitos virtuais que são dinamicamente estabelecidos sob demanda e encerrados
quando a transmissão for concluída. A comunicação sob um circuito virtual é composta por
três fases:
Estabelecimento do circuito – cria o circuito virtual entre os dispositivos de origem e
destino;
Transferência de dados – transmissão de dados sobre o circuito virtual
Encerramento do circuito – encerra o circuito entre os dispositivos de origem e destino.
São usados nos casos em que a transferência de dados entre os dispositivos é esporádica, largamente porque
circuitos virtuais aumentam a largura de banda usada devida para as fases de estabelecimento e encerramento do
circuito, mas diminuem seu custo associado coma disponibilidade de circuito virtual constante.
29
PVC
É um circuito virtual estabelecido permanentemente que consiste em um modo: transferência de dados.
São usados em situações onde a transferência de dados entre circuitos é constante. Diminuema largura de banda
associada às fases de estabelecimento e encerramento dos circuitos virtuais, aumentando o seu consumo devido à
disponibilidade de um circuito virtual constante. Os PVCs são configurados pela operadora sob necessidades dos
clientes.
4.6- WAN DIALUP SERVICES – Serviços de discagem WAN
Serviços de discagem oferecem métodos de custo efetivo para conectividade através de WANs. As mais
comuns implementações são DDR (Dial on Demand Routing) e dial backup.
DDR é uma tecnica segundo a qual um roteador pode dinamicamente iniciar uma ch amada quando
necessita enviar dados. Numa configuração DDR, o roteador é configurado para iniciar uma chamada quando
certos critérios são definidos, tais como um tipo particular de tráfego de rede que necessite ser transmitido.
Quando a conexão é feita, o tráfego passa pela linha. A configuração do roteador especifica um tempo de
inatividade para descartar ou desconectar o circuito.
Dial backup é um tipo de DDR. O circuito comutado é usado para prover backup (cópia) a umoutro tipo de
circuito, como ponto-a-ponto ou comutação de pacotes. O roteador é configurado para que quando uma falha for
detectada no circuito primário, a linha de dial backup é iniciada. A linha de backup mantém o circuito até que o
circuito primário seja reestabelecido e então o circuito de backup é encerrado.
4.7- DISPOSITIVOS WAN
Como dispositivos usados em conexões WAN temos:
Switch, servidores de acesso, modem, CSU/DSU, ISDN terminal adapters, switch
ATM, multiplexadores.
Switch WAN É um desportivo multiporta inter-redes usado em redes das
operadoras. Comutam tráfego como Frame Relay, X. 25, SMDS, operam na camada de enlace
do modelo OSI.
Servidor de acesso
Age como um ponto de concentração para recebimento de chamadas (dial-in) e
discagem de retorno (dial-out) também.
Modem
O modem é um dispositivo que interpreta sinais analógicos e digitais, possibilitando a transferência de
dados sobre a linha telefônica. Na origem, sinais digitais são convertidos numa forma adequada para tran smissão
analógica, no destino os sinais analógicos são recompostos à sua forma digital.
CSU/DSU
Channel Service Unit/Digital Service Unit é um dispositivo de interface digital usado para conectar um
30
roteador ao circuito digital como uma linha T1. O CSU/DSU provê temporização de sinal ou clock para a
comunicação entre estes dispositivos.
ISDN Terminal Adapter
Dispositivo usado para conectar ISDN BRI (Basic Rate Interface) a outras interfaces, como EIA/TIA -232
a um roteador. Um adaptador terminal é essencialmente um modem, embora seja chamado de adaptador terminal
porque atualmente não converte sinais digitais em analógicos.
5- REDES SEM FIO
Uma rede sem fio (Wireless) é um sistema que interliga vários equipamentos fixos ou móveis
utilizando o ar como meio de transmissão. É semelhante a uma rede local com fio convencional (que segue o
padrão IEEE 802.3), com exceção de que a rede sem fio usa ondas de rádio, em vez de cabos. O que significa
que é possível uma transmissão de dados via ondas de rádio, sem a necessidade de conexão física por meio de
cabos entre computadores.
As redes wireless (redes sem fio) são soluções normalmente aplicadas onde uma infraestrutura
de cabeamento convencional (cobre ou fibra óptica) não pode ser utilizada.
Embora ainda persistam algumas dúvidas e discussões sobre a confiabilidade e eficiência das redes
sem fio no que diz respeito à segurança na transmissão da informação, existe um consenso sobre sua fácil
configuração, eficiente controle e gerenciamento de dispositivos e simplicidade para alterações do layout.
Atualmente a grande maioria das redes wireless permite plena conectividade e atende aos
padrões e normas dos organismos internacionais. Isto significa que, uma vez utilizando equipamentos
padronizados, redes wireless podem ser interconectadas com as redes de cabeamento convencional semmaiores
problemas e computadores utilizando dispositivo wireless interagem com computadores da rede cabeada e vice-
versa sem qualquer restrição. Por esse motivo, podem ser utilizadas em WANs ou LAN’s, seja para a conexão de
pontos distantes, seja simplesmente para diminuir ou eliminar o cabeamento existe na rede local, por exemplo.
Figura 7: Dispositivos de Rede semfio
6- MODELAGEM DE PROCESSOS
Uma metodologia de desenvolvimento forma-se de um meio organizado para se alcançar uma
resolução por via de um conjunto de procedimentos preestabelecidos. Desta forma o produto se torna o
componente mais importante de todo o processo de desenvolvimento.
31
A constante mutação dos mercados, os aumentos da concorrência e das exigências dos clientes
continuam impondo, dentro do processo de amadurecimento das organizações, uma atenção maior ao
planejamento dos recursos empresariais e a uma abordagem sistêmica do tratamento de informações. Faz-se
necessário o investimento na engenharia ou reengenharia de Sistemas de Informação, para que os mesmos
possamdar um suporte eficaz ao alcance dos objetivos traçados e aos lucros almejados pela empresa.
Para que um Sistema de Informação possa realmente espelhar os fluxos de informações do
negócio e, por exemplo, estabelecer vinculações do processo decisório da organização, é imprescindível uma
etapa básica, simples de ser entendida na sua necessidade e muitas vezes considerada banal: “É preciso conhecer
o negócio”.
Parece óbvio, contudo, o que se observa muitas vezes em grandes empresas é o pouco
conhecimento por parte de gerentes e colaboradores, nos diversos níveis de decisão, de como o negócio
funciona. Façamos algumas perguntas: “Como gerenciar bem o que não se conhece bem?”; “Como verificar a
eficácia e eficiência das atividades, se não existe um padrão para execução das mesmas?”; “Será que estamos
automatizando os processos corretamente ou estamos informatizando o caos?”; “Como identificar competências,
substituir e treinar recursos, se não há uma definição clara dos papéis de cada colaborador”.
Para que as perguntas supracitadas tenham respostas satisfatórias para a organização,
estudiosos de estruturas organizacionais e, inclusive, estudiosos de engenharia de software, investiram e
continuam investindo em metodologias que permitam o conhecimento e documentação dos processos em uma
empresa, independentemente da existência de sistemas informatizados, ou seja, dentro do contexto da empresa,
os sistemas serão ferramentas utilizadas para automatizar os processos já existentes.
Seja para desenvolversistemas ou obter ganhos revendo os processos existentes, é necessário
que se conheça como funciona a organização.
Documentar esse funcionamento requer uma ação coordenada das atividades e um método de
trabalho bem definido, obtido com a utilização de uma metodologia que estabeleça uma sistematização para a
descrição dos processos da organização, juntamente com as regras de negócio envolvidas. Deve existir uma
previsão de modelos de documentos, nos quais ficam registradas todas as regras de negócio que podem ser
utilizadas tanto pelos sistemas como por funcionários da organização que estão envolvidos na área de negócio.
Aplicar a Modelagem de Processos auxilia na identificação de todas as áreas envolvidas no
negócio, de todos os passos necessários para a execução de um processo, bem como de toda e qualquer
documentação utilizada. Assim, através deste entendimento e documentação pode-se, mais facilmente,
identificar e propor mudanças nos processos atuais, visando atender às novas necessidades.
Dentre alguns dos principais objetivos da Modelagemde Processos podemos citar:
 Entender a estrutura e a dinâmica das áreas da organização;
 Entender os problemas atuais da organização e identificar potenciais melhorias;
 Assegurar que usuários e engenheiros de software tenham entendimento comum da
organização;
 Servir como insumo da área de sistemas para derivar os requisitos de um sistema de
informação necessário à organização;
 Auxiliar a identificação de competências; Etc.
Em textos futuros, discutiremos mais benefícios, cuidados para implantação, metodologias
existentes, primeiros passos, mudanças culturais, aplicações no mundo dos Bancos de Dados e tudo qu e envolve
esta apaixonante área
32
7- CONCLUSÃO
Em virtude do que mencionado o sistema de informação está baseado nos dados e abrir novas
oportunidades de mercado que envolve vários aspectos para a organização dos recursos que envolvem.
Para qualquer organização a principal fonte de dados ajudam as empresas a gerar informações para
auxiliar a reduzir custo e aumentar lucros e abrir novas oportunidades.
A internet é um conglomerado de rede que conecta vários computadores interligados pelo
protocolo de comunicação TCP/IP. O acesso de informação e transferência de dados por meio de uma
rede de alcance mundial.
Os bancos de dados ajudam a empresa a gerar informações e reduzir custos, coma implantação de
softwares que atendemas necessidades especifica do negócio.
A topologia interliga cada um dos componentes dos computadores por meio das relações de rede.
Com a topologia física, os dados são conectados por meio de variados dispositivos enquanto que a
estrutura lógica destaca-se como os dados são transmitindo de umdispositivo a outro.
A rede LAN tema finalidade de trocar dados com, servidores de alta capacidade de processamento
na rédea medida que a WAN abrange a rede de computadores em uma grande área geograficamente
utilizando os serviços de operadoras e companhias telefônicas. A rede sem fio interliga equipamento
físicos com um fio convencional que utiliza ondas de rádio, em vez de cabos, com eficiência na
segurarão de transmissão de dados.
A modelagem e processos auxiliam na identificação de todas as áreas envolvidas no negócio
envolvendo os passos para a execução de umprocesso para identificar as mudanças e atender as novas
necessidades.
33
8- BIBLIOGRAFIA
Charp, S. (Ed.). (1994). Networking & telecommunications. "T.H.E." ("Technical
Horizons in Education"), 21(10). (EJ 483 802-807).
Charp, S. (Ed.). (1995). Networking & telecommunications. "T.H.E." ("Technical
Horizons in Education"), 22(9). (EJ 501 732-735).
Communications, computers, and networks. (1991). [Special Issue.] "Scientific
American," 265(3).
Ellis, T. I. (1984). "Microcomputers in the school office. ERIC Digest." Syracuse, NY:
ERIC Clearinghouse on Education Management. (ED 259 451).
Klausmeier, J. (1984). "Networking and microcomputers. ERIC Digest." Syracuse,
NY: ERIC Clearinghouse on Information Resources. (ED 253 256).
Neubarth, M. (Ed.). (1995, October). The Internet in education. [Special issue].
"Internet World," 6(10). (ERIC ED pending, IR 531 431-438).
Rienhold, F. (1989). "Use of local area networks in schools. ERIC Digest." Syracuse,
NY: ERIC Clearinghouse on Information Resources. (ED 316 249).
Cyclade. "Guia Internet de Conectividade". Editora Senac. (ED 6).
NORTON, Peter. Introducao a Informatica. Ed. Makron Books, Sao Paulo. 5000.
Tanenbaum, Andrew. Computer Network. Ed. Campus, São Paulo.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_de_longa_dist%C3%A2ncia
http://www.viavida.com.br/redes/index.php?option=com_content&view=article&id=6:we-are-
volunteers&catid=1:latest-news
http://fatosdigitais.wordpress.com/2007/07/24/redes-wan-basico/
http://semfio.ufla.br/index. php?Option=com_content&view=article&id=63
http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet
34
9- GLOSSÁRIO
Figura 1: Estrutura de uma Rede LAN ------------------------------------------------------------------- 26
Figura 2: Servidor em uma Rede LAN -------------------------------------------------------- 27
Figura 3: Estações de trabalho em uma Rede LAN----------------------------------------------------- 27
Figura 4: Topologia Barramento---------------------------------------------------------------- 28
Figura 5: Topologia Anel------------------------------------------------------------------------------------29
Figura 6: Estrutura de uma Rede WAN.------------------------------------------------------------------------------ 30
Figura 7: Dispositivos de Rede semFio--------------------------------------------------------------------------------- 35
35

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Leandro Rezende
 
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
Sérgio FePro
 
Sistemas de informações gerenciais kenneth c. laudon - jane p
Sistemas de informações gerenciais   kenneth c. laudon - jane pSistemas de informações gerenciais   kenneth c. laudon - jane p
Sistemas de informações gerenciais kenneth c. laudon - jane p
Tarciso Ferreira
 
Agsinf resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
Agsinf   resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)Agsinf   resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
Agsinf resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
Tarciso Ferreira
 
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
Adilson Mereth
 

Mais procurados (20)

Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
Sistemas de Informações Gerenciais - Aula 01
 
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da InformaçãoPim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
 
A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: NA GESTÃO DE PROJETOS DE DESENVOLV...
A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: NA GESTÃO DE PROJETOS DE DESENVOLV...A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: NA GESTÃO DE PROJETOS DE DESENVOLV...
A IMPORTÂNCIA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: NA GESTÃO DE PROJETOS DE DESENVOLV...
 
Monografia aplicacoes internet_marcos andre
Monografia aplicacoes internet_marcos andreMonografia aplicacoes internet_marcos andre
Monografia aplicacoes internet_marcos andre
 
Importância da consultoria da implementação de Sistemas ERP
Importância da consultoria da implementação de Sistemas ERPImportância da consultoria da implementação de Sistemas ERP
Importância da consultoria da implementação de Sistemas ERP
 
GD ou GICC ?
GD ou GICC ?GD ou GICC ?
GD ou GICC ?
 
Artigo erp
Artigo erpArtigo erp
Artigo erp
 
Banco de dados_i-ok
Banco de dados_i-okBanco de dados_i-ok
Banco de dados_i-ok
 
Aula 2.1. Minicurso ECM
Aula 2.1. Minicurso ECMAula 2.1. Minicurso ECM
Aula 2.1. Minicurso ECM
 
Gestão de serviços em ti
Gestão de serviços em tiGestão de serviços em ti
Gestão de serviços em ti
 
Importância de tecnologia da informação na gestão das empresas
Importância de tecnologia da informação na gestão das empresasImportância de tecnologia da informação na gestão das empresas
Importância de tecnologia da informação na gestão das empresas
 
Sistemas de Informação e Recursos Tecnológicos
Sistemas de Informação e Recursos TecnológicosSistemas de Informação e Recursos Tecnológicos
Sistemas de Informação e Recursos Tecnológicos
 
Tcc conrado e geni 2009
Tcc conrado e geni 2009Tcc conrado e geni 2009
Tcc conrado e geni 2009
 
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
Resumo alinhamento%20 estrat%c9gico%20da%20tecnologia%20da%20informa%c7%c3o%2...
 
Taking - Business Intelligence
Taking - Business IntelligenceTaking - Business Intelligence
Taking - Business Intelligence
 
Material governança de ti pelo professor luis claudio
Material governança de ti pelo professor luis claudioMaterial governança de ti pelo professor luis claudio
Material governança de ti pelo professor luis claudio
 
Sistemas de informações gerenciais kenneth c. laudon - jane p
Sistemas de informações gerenciais   kenneth c. laudon - jane pSistemas de informações gerenciais   kenneth c. laudon - jane p
Sistemas de informações gerenciais kenneth c. laudon - jane p
 
Agsinf resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
Agsinf   resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)Agsinf   resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
Agsinf resumo do livro (sistemas de informações gerenciais - cap. 1 e 2)
 
Aula 1.1. Minicurso de ECM
Aula 1.1. Minicurso de ECMAula 1.1. Minicurso de ECM
Aula 1.1. Minicurso de ECM
 
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
97d0 a interatividade_do_sap_no_processo_tpm_nas_organizacoes_um_estudo_de_ca...
 

Destaque (7)

VAMOSYS - GPS Server Software
VAMOSYS - GPS Server SoftwareVAMOSYS - GPS Server Software
VAMOSYS - GPS Server Software
 
Ley natural
Ley naturalLey natural
Ley natural
 
VAMOSYS - GPS Server Software
VAMOSYS - GPS Server SoftwareVAMOSYS - GPS Server Software
VAMOSYS - GPS Server Software
 
Carbonitriding
CarbonitridingCarbonitriding
Carbonitriding
 
17.virtual tallerpractico10clavesnellymalagóncivc
17.virtual tallerpractico10clavesnellymalagóncivc17.virtual tallerpractico10clavesnellymalagóncivc
17.virtual tallerpractico10clavesnellymalagóncivc
 
Composting on Campus
Composting on CampusComposting on Campus
Composting on Campus
 
Fleet Management System & Gps Vehicle Tracking system
Fleet Management System & Gps Vehicle Tracking systemFleet Management System & Gps Vehicle Tracking system
Fleet Management System & Gps Vehicle Tracking system
 

Semelhante a 0000000

Pim iii unip interativa
Pim iii unip interativa Pim iii unip interativa
Pim iii unip interativa
thiroman
 
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
Marcelo Weihmayr
 

Semelhante a 0000000 (12)

Pim iii unip interativa
Pim iii unip interativa Pim iii unip interativa
Pim iii unip interativa
 
Business intelligence systems
Business intelligence systemsBusiness intelligence systems
Business intelligence systems
 
Erp welton
Erp weltonErp welton
Erp welton
 
Business intelligence
Business intelligenceBusiness intelligence
Business intelligence
 
Trabalho Business Intelligence
Trabalho Business IntelligenceTrabalho Business Intelligence
Trabalho Business Intelligence
 
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E BpmWeb SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
Web SemâNtica, Erp, Crm, Bi E Bpm
 
Monografia fgv final
Monografia fgv finalMonografia fgv final
Monografia fgv final
 
Trabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação ITrabalho de diplomação I
Trabalho de diplomação I
 
Pim vi
Pim viPim vi
Pim vi
 
Business Intelligence, a evolução e o futuro.
Business Intelligence, a evolução e o futuro.Business Intelligence, a evolução e o futuro.
Business Intelligence, a evolução e o futuro.
 
Dayana222
Dayana222Dayana222
Dayana222
 
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
PARANÁ CENTRO ON-LINE: UM SISTEMA INFORMATIZADO NO AUXÍLIO DE GESTÃO DE NOTÍC...
 

0000000

  • 1. 1 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA PIM III e IV PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR SOFTWARE DEVELOPER. Belém – Pará 2015
  • 2. 2 CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA PIM III e PIM IV PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR SOFTWARE DEVELOPER. Trabalho do Projeto Integrado Multidisciplinar – PIM III e PIM IV, apresentado como exigência para conclusão. Do 2º Semestre do Curso Superior de Tecnologia Gestão em Tecnologia da Informação, da Universidade Paulista – UNIP, Campus Nazaré. Monitora: Adriana Rego. Belém – Pará 2015
  • 3. 3 RESUMO O Banco de Dados é importante e fundamental numa empresa a fim de gerar informações onde resulta numa boa gestão e organização. Por meio dos sistemas gerenciadores, surge a administração de banco de dados. Esses administradores concedem ou revogam uma autorização de acesso, garantindo segurança. A matemática aplicada pode proporcionar uma visão, garantindo as direções a serem seguidas. Assim sendo, o objetivo desta pesquisa é identificar e descrever qual a importância e utilização dos bancos de dados, sistemas de informação e matemática aplicada para a Consultoria Consulting (fictício), localizada em São Paulo – Capital, que foi contratada por uma empresa desenvolvedora de software chamada Software Developer, também localizada em São Paulo/SP, para entregar um estudo contendo análise de impacto, planejamento, desenvolvimento e como programar melhoras nos processos de TI do Software Developer. Este projeto apresentará um estudo sobre a importância e aplicação para os sistemas de informação, avaliando as tecnologias e arquiteturas de Banco de Dados disponíveis no mercado, definindo a mais atualizada e inovadora, identificando os aspectos que impactam no desempenho e segurança dos dados da empresa.A evolução tecnológica permite, ainda, que computadores armazenem e manipulem não apenas dados, no sentido tradicional do termo, mas também informações textuais (não estruturadas na forma de campos e registros), gráficos, alémde sons e imagens digitais. Banco de dados (ou base de dados) é um conjunto de registros dispostos em estrutura regular que possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação. Um banco de dados normalmente agrupa registros utilizáveis para um mesmo fim. Um banco de dados é usualmente mantido e acessado por meio de um software conhecido como Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD). Os Bancos de Dados Distribuídos dão as corporações mais flexibilidade na forma como os bancos de dados são organizados e usados. Dar aos escritórios locais meios mais diretos de acessar dados altamente usados pode fornecer eficiência e eficácia organizacionais significativas. Em relação à Ética, quando o funcionário entra na empresa já recebe um manual de Normas de Condutas internas, como deve se relacionar com os colegas de trabalhos, clientes, fornecedores e parceiros. É regras preestabelecidas de relacionamento que deve ser cumprida pelo funcionário, caso contrário , o mesmo poderá sofrer pena pelo não cumprimento. Palavras-chave: Banco de dados; sistemas de informação; matemática aplicada; solução atual.
  • 4. 4 ABSTRACT The database is important and crucial in a company in order to generate information which results in good management and organization. Through management systems, there is the administration database. These administrators grant or revoke an authorization to access, ensuring security. The applied mathematics can provide a vision, ensuring the directions to be followed. Therefore, the objective of this research is to identify and describe what the importance and use of databases, information systems and applied mathematics for Consulting (fictitious), located in São Paulo - SP, who was hired by a company that develops software called Software Developer, also located in São Paulo / SP, to deliver a study containing impact analysis, planning, program development and how improvements in IT processes of Software Developer. This project will present a study on the importance and application to information systems, evaluating technologies and architect ures Database available on the market, setting the most current and innovative, identifying aspects that impact the performance and security of enterprise data. Technological developments also allows computers to store and manipulate data not only in the traditional sense, but also textual information (not structured in the formof fields and records), graphics, and sounds, and digital images. A database (or databases) is a set of records arranged in regular structure that enables reorganization of the same and production information. A database typically groups usable records for the same purpose.A database is usually maintained and accessed through a software known as System Manager Database (DBMS).The Distributed Databases give corporations more flexibility in how databases are organized and used. Give local offices more direct means of accessing data highly used can provide significant organizational efficiency and effectiveness. Regarding Ethics, when the employee joins the company now receives a manual Standards Conducts internal, how to relate to co-workers, customers, suppliers and partners. It established rules of relationships that must be met by the employee, otherwise it may suffer penalty for non-compliance. Keywords: Databases, information systems, applied mathematics, current solutions current
  • 5. 5 Sumário 1. INTRODUÇÃO...................................................................................................................6 2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ......................................................................................7,8 3- HISTÓRICO DA EMPRESA ........................................................................................8,9,10 4- ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS .............................................................10,11 5 - MATEMÁTICA APLICADA........................................................................................12,13 6- ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ..................................................................13,14 7. – CONCLUSÃO ..................................................................................................................15 8. –REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ...............................................................................16
  • 6. 6 1. INTRODUÇÃO A Tecnologia da Informação possuiu um papel importantíssimo no processo gerencial de uma organização. A Consultoria Consulting, localizada em São Paulo, foi à empresa escolhida como base para o desenvolvimento deste Projeto Integrado Multidisciplinar. A partir de conceitos adquiridos durante o Bimestre, o projeto abrangerá os principais aspectos na utilização de gerenciadores de bancos de dados como agentes facilitadores. Além disso, mostra a importância dos conceitos nas disciplinas Administração de Banco de Dados, Ética e Legislação Profissional e Matemática Aplicada, apresentando assim uma solução para os problemas que a Consultoria Consulting enfrenta relacionados ao servidor de Banco de Dados. Identificaremos os sistemas de informação adotados e indagaremos sobre o motivo da implantação. Compreender o que a empresa faz a fim de obter êxito, e não fracasso, em tecnologia da informação. A respeito dos recursos, como, por exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de software, recursos de dados e recursos de rede, entender seus conceitos, ou seja, se ela acredita que os profissionais devem ser treinados continuamente, se o desempenho individual e em conjunto deve ser mensurado, se aqueles que são considerados excelentes devemter uma remuneração diferenciada etc. Descobrir como é feita a coleta e ingresso dos dados nos sistemas. Após isso, averiguar os processos de conversão dos dados brutos em informação. Analisar se a empresa desenvolveu alguma solução WEB, internamente ou externamente, e qual é sua concepção com relação às transações comerciais, ou seja, se é possível sobreviver no mercado sem fazer uso desses recursos. Verificar como a empresa faz para julgar se um sistema é viável ou não, qual o custo de manutenção de todos os sistemas e se o custo é repassado ao produto final. O administrador de bancos de dados gerenciar o sistema de bancos de dados podendo revogaro acesso do usuário em relação ao ingresso e visualização por meio do sistema de informação. O sistema de informação contam com a matemática aplicada que faz o uso de fórmulas nos procedimentos de processamento de dado s gerando relatórios e gráficos
  • 7. 7 2- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA As organizações têm, cada vez mais, presenciado a introdução de diversas tecnologias baseadas em computador, constituindo-se em poderosos recursos de inovação. Inovar implica em mudanças no escopo da organização que, de um modo ou de outro, possam trazer resultados positivos aos cenários e atores que a compõem. No entanto, mesmo que, intuitivamente, perceba-se o significado da inovação para estruturas organizacionais, há certa dificuldade em defini-la. A inovação tecnológica é vista, assim, pelos autores referidos como sendo, tanto: a) o processo de introduzir novas ferramentas num dado ambiente social; ou b) as próprias ferramentas. Inovações tecnológicas tornaram-se, portanto, necessárias, visto que representam um meio eficaz das empresas adaptarem- se ao atual clima competitivo e turbulento do mundo dos negócios. Neste contexto, a informática tem provado que possui potencial suficiente para que a organização possa reagir com rapidez às mudanças do ambiente, proporcionando-lhe novas alternativas para umrelacionamento competitivo com suas concorrentes. A dependência da organização em relação à informática se dá, basicamente, em virtude deum fator: a importância que a informação, tanto interna quanto externa, tem para o sucesso da empresa. A grande questão, ou o ponto crítico, para o bom desempenho das atividades da organização passa a ser, desse modo, o uso eficaz dos dados disponíveis transformados em informação. Diante dessa realidade, a grande função da informática é possibilitar o tratamento dos dados usados por uma organização para que se tornem úteis à tomada de decisão. Assim, resultante da reunião da informática comas telecomunicações e à automação de escritórios, a tecnologia de informação (ou da informática) tem despertado atenção nos vários setores da sociedade, oferecendo, tanto para indivíduos, como para organizações, as mais diversas ferramentas para o auxílio e a otimização de atividades, destacando-se os sistemas de informação. De modo geral, pode-se dizer que, a partir do surgimento do computador e com as novas tecnologias de informação, intensificaram-se as diferenças entre as formas tradicionais de realizar o trabalho e as novas formas. Verifica-se, assim, que a utilização das tecnologias de informação já está bastante disseminada no dia-a-dia das organizações, tendo os impactos provocados por estas ferramentas tambémampla abrangência. A grande questão, ou o ponto crítico, para o bom desempenho das atividades da organização passa a ser, desse modo, o uso eficaz dos dados disponíveis transformados em informação. Diante dessa realidade, a grande função da informática é possibilitar o tratamento dos dados usados por uma organização para que se tornem úteis à tomada de decisão. Assim, resultante da reunião da informática comas telecomunicações e à automação de escritórios, a tecnologia de informação (ou da informática) tem despertado atenção nos vários setores da sociedade, oferecendo, tanto para indivíduos, como para organizações, as mais diversas ferramentas para o auxílio e a otimização de atividades, destacando-se os sistemas de informação. De modo geral, pode-se dizer que, a partir do surgimento do computador e com as novas tecnologias de informação, intensificaram-se as diferenças entre as formas tradicionais de realizar o trabalho e as
  • 8. 8 novas formas. Verifica-se, assim, que a utilização das tecnologias de informação já está bastante disseminada no dia-a-dia das organizações, tendo os impactos provocados por estas ferramentas tambémampla abrangência. Simplesmente, aos fluxos de informações, tão relevantes à tomada de decisão, que se estabelecem dentro e entre as atividades de uma organização. Constata-se, assim, que a qualidade do sistema (seja ele qual for, de apoio à operação ou à gestão), determina, na grande maioria das vezes, a qualidade da informação resultante. Vale lembrar, portanto, que qualquer atividade, ou fluxo de informação que ocorra dentro de uma organização, pode muito bem existir sem a interferência de qualquer tecnologia de informação, muito embora quando se fala na palavra sistema de informação, geralmente, vêm à mente sistemas em que a informação está armazenada em computador, podendo ser manipulada por meio de programas (software). Antes do advento da informática e dos computadores, raramente se pensava nas atividades e/ou na organização como sistemas de informação. Hoje, porém, com o aparecimento e proliferação dos computadores e de toda a tecnologia de informação, além da necessidade de manipular grande quantidade de dados, não é mais possível abster-se da noção de sistemas e nem, tampouco, conceber sistemas de informação que não sejam informatizados, o que implica em dizer que a área de sistemas de informação encontra-se em plena consonância com a área de informática, embora se reconheça que a informática é somente o meio de facilitar a organização da informação e o acesso e ela, acesso este que é, propriamente dito, o fim de todo o processo. A evolução tecnológica permite, ainda, que computadores armazenem e manipulem não apenas dados, no sentido tradicional do termo, mas também informações textuais (não estruturadas na forma de campos e registros ), gráficos, alémde sons e imagens digitais. Diante dessa realidade, Campos Filho (1994) propõe, em seu trabalho, uma definição mais abrangente de sistema de informação, mostrando as correlações existentes entre os objetivos organizacionais e os componentes informação, práticas de trabalho, pessoas e tecnologia de informação. De acordo com o autor, o foco de atenção para o entendimento do sistema de informação não são as tecnologias de informação, como a maioria pensa, mas sim a forma através da qual os componentes interagem para criar práticas de trabalho que atendam convenientemente aos objetivos da organização, conforme mostra o esquema de representação a seguir. Assim, os sistemas de informação podem ser conceituados como uma combinação estruturada de informação, pessoas, tecnologias de informação e práticas de trabalho. 3- HISTÓRICO DA EMPRESA A administração dos sistemas gerenciadores de banco de dados é feita pelo administrador do banco de dados, também conhecido pelo acrônimo DBA. É ele o responsável em outorgar ou revogar o acesso de um usuário. O ingresso dos dados e visualização das informações acontece por meio dos sistemas de informação. Os sistemas de informação contam com a matemática aplicada, fazendo uso de fórmulas, procedimentos e rotinas, para processarem os dados convertendo-os em informações acuradas, sólidas e consistentes, com a geração de
  • 9. 9 relatórios e gráficos. A matemática aplicada também é usada para ajudar a projetar a empresa ao futuro e definir o custo de umproduto. Banco de dados (ou base de dados) é um conjunto de registros dispostos em estrutura regular que possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação. Um banco de dados normalmente agrupa registros utilizáveis para um mesmo fim. Um banco de dados é usualmente mantido e acessado po r meio de um software conhecido como Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD). Normalmente um SGBD adota um modelo de dados, de forma pura, reduzida ou estendida. Muitas vezes o termo banco de dados é usado, de forma errônea, como sinônimo de SGBD. O modelo de dados mais adotado hoje em dia é o modelo relacional, onde as estruturas têm a forma de tabelas, compostas por tuplas (linhas) e colunas. Um Sistema de Gestão de Bases de Dados, (SGBD) não é nada mais do que um conjunto de programas que permitem armazenar, modificar e extrair informação de um banco de dados. Há muitos tipos diferentes de SGBD. Desde pequenos sistemas que funcionam em computadores pessoais a sistemas enormes que estão associados a mainframes. Um Sistema de Gestão de Base de Dados implica a criação e manutenção de bases de dados, elimina a necessidade de especificação de definição de dados, age como interface entre os programas de aplicação e os ficheiros de dados físicos e separa as visões lógicas e de concepção dos dados. Assimsendo, são basicamente três as componentes de um SGBD:  Linguagem de definição de dados (especifica conteúdos, estrutura a base de dados e define os elementos de dados);  Linguagem de manipulação de dados (para poder alterar os dados na base);  Dicionário de dados (guarda definições de elementos de dados e respectivas características – descreve os dados, quemos acede, etc. [questões de informação]). (Gouveia; 2004).  Os bancos de dados são utilizados para armazenar diversos tipos de informações, desde dados sobre uma conta de e-mail até dados importantes da Receita Federal. A segurança do banco de dados herda as mesmas dificuldades que a segurança da informação enfrenta que é garantir a integridade, a disponibilidade e a confidencialidade. Um Sistema gerenciador de banco de dados deve fornecer mecanismos que auxiliem nesta tarefa. Uma forma comum de ataque à segurança do banco de dados é a injeção de SQL, embancos de dados que façam uso desta linguagem, mas bancos de dados NoSQL também podem ser vítimas. Para evitar estes ataques, o desenvolvedor de aplicações deve garantir que nenhuma entrada possa alterar a estrutura da consulta enviada ao sistema. Os bancos de dados SQL implementam mecanismos que restringem ou permitem acessos aos dados de acordo com papeis ou roles fornecidos pelo administrador. O comando GRANT concede privilégios específicos para um objeto (tabela, visão, seqüência, banco de dados, função, linguagemprocedural, esquema ou espaço de
  • 10. 10 tabelas) para um ou mais usuários ou grupos de usuários. Foi realizada uma análise dos últimos dois anos da empresa SOFTWARE DEVELOPER S/A sobre a sua situação atual e verificamos alguns pontos críticos que necessitamde maior atenção. 4- ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS O SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) é um grupo de programas usado como interface entre um Banco de Dados e os programas aplicativos ou entre um Banco de Dados e o usuário. As funções do SGBD são: cuidar dos mecanismos de armazenamento físico e recuperar dados em umBanco de Dados, fornecer uma visão ao usuário, permitindo modificações no BD, manipulação de dados e geração de relatórios. Em relação às visões fornecidas aos usuários, o SGBD cria subesquemas que são arquivos que contémuma descrição de um subconjunto do BD. Os dados contidos nos BD´s das empresas são geralmente vitais para o funcionamento básico da firma. Eles são freqüentemente de natureza proprietária, confidencial e de importância estratégica. Como muitos usuários querem ter acesso à maior parte dos dados armazenados, a empresa deve estabelecer políticas para especificar quais dados que podem ser recuperados por cada usuário. Felizmente, muitos SGBD´s tem excelentes procedimentos para proteção da privacidade individual e a manutenção da segurança dos dados. Os Bancos de Dados Distribuídos dão as corporações mais flexibilidade na forma como os bancos de dados são organizados e usados. Dar aos escritórios locais meios mais diretos de acessar dados altamente usados pode fornecer eficiência e eficácia organizacionais significativas. O servidor de banco de dados da empresa SOFTWARE DEVELOPER S/A também necessita de atualização de hardware. Não existe um ambiente de teste para auxiliar na criação, melhoria e desempenho dos produtos, para verificar os pontos mais críticos dos processos. Neste cenário, implica dizer que o servidor de banco de dados necessita de uma atenção especial para que não ocorra a interrupção de suas transações impactando diretamente no desenvolvimento dos produtos da empresa. Podemos implantar as seguintes soluções: Criar um ambiente de testes, a fim de prever danos nos processos mais críticos e auxiliar na criação, melhoria e desempenho dos produtos e serviços: servidor principal; Então um Banco de Dados é uma coleção de dados organizados de modo a satisfazer as necessidades dos usuários. Você provavelmente acessará esses Bancos de Dados usando um software chamado Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD). Um SGBD consiste em um grupo de programas que executa a manipulação real do Banco de Dados e fornece uma interface entre o Banco de Dados e o usuário ou entre o Banco de Dados e os programas aplicativos. Sem os dados e a capacidade de processá-lo, uma organização não teria condições de completar com sucesso a maioria de suas atividades empresariais (pagar empregados, enviar faturas, fazer pedidos). Os dados consistem em fatos brutos, como o número de empregados e cifras de vendas. Para que os dados sejam transformados em informação útil, eles devem ser primeiramente organizados de forma
  • 11. 11 significativa. As entidades, atributos e chaves também são importantes conceitos dos Bancos de Dados. Uma entidade é uma classe generalizada de pessoas, lugares ou coisas para as quais os dados são coletados, armazenados e mantidos (empregados, estoque, clientes). Um atributo é uma característica de uma entidade. Por exemplo, o número de matrícula, nome, data de nascimento são atributos de um empregado. Os atributos são geralmente selecionados de modo a captar as características relevantes das entidades. O valor específico de um atributo pode ser encontrado nos campos do registro descrevendo uma entidade. Devido aos problemas associados com a abordagem tradicional do gerenciamento de dados, havia um desejo de desenvolver meios mais eficientes e eficazes de organização de dados. O resultado foi à abordagem de Banco de Dados do gerenciamento de dados.A abordagemde Banco de Dados é aquela em que um conjunto de dados relacionados é compartilhado por múltiplos programas aplicativos. Em vez de utilizarem arquivos de dados separados, cada aplicativo usa uma coleção de arquivos de dados que se juntaram ou se inter-relacionaram no Banco de Dados. Esta abordagem oferece vantagens significativas em relação ao enfoque tradicional baseado em arquivos, principalmente no que diz respeito à redundância dos dados. Podemos perceber a importância dos dados para uma empresa, pois sem eles as organizações não sobreviveriam. Da mesma forma que a manipulação, ordenação e seleção desses dados requer um tempo de resposta quase instantâneo. Unindo as duas considerações, vimos à necessidade e importância da utilização de um Banco de Dados, para o sucesso da empresa. Oracle é um SGBD (sistema gerenciador de banco de dados) que surgiu no fim dos anos 70, quando Larry Ellison vislumbrou uma oportunidade que outras companhias não haviam percebido, quando encontrou uma descrição de um protótipo funcional de umbanco de dados relacional e descobriu que nenhuma empresa tinha se empenhado em comercializar essa tecnologia. Postgres ou PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados open-source que foi iniciado em 1986 na universidade de Berkeley. Hoje, o PostgreSQL é um dos SGBDs (Sistema Gerenciador de Bancos de Dados) de código aberto mais avançados.Adabas é um gerenciador de banco de dados de alta disponibilidade e performance é reconhecido por ter rápido tempo de resposta , atendendo aos requisitos críticos de sistemas de produção de grande volume de dados. O Adabas aceita qualquer modelo de dados e as estruturas necessárias para gerenciá-los, desde o hierárquico, em rede, relacional, garantindo a integridade dos dados e transações lógicas e segurança dos dados. È um produto desenhado para trabalhar no regime 24 horas por dia, sete dias por semana (24 x 7), sendo umgerenciador de fácil administração e baixo custo operacional. Uma instalação elétrica de alta qualidade evita as oscilações de energia diminuindo a Probabilidade de corromper do banco de dados. O uso de equipamentos e ferramentas adequadas nas instalações elétricas de uma rede é fundamental e garantia de evitar desastres não só com os dados, mas com os equipamentos. Tão importante quanto às opções já mencionadas é o uso de No-Break, pelo menos no servidor. Se houver uma falha de energia no servidor enquanto o serviço banco de dados tentava gravar informações no disco há uma grande possibilidade de que seu banco seja corrompido e não poder ser corrigido. Portanto, usar No-Break de ótima qualidade para que as oscilações e quedas de energia sejam eliminadas protegendo assim seus dados e equipamentos. Esses são os principais requisitos para não causar nenhum impacto ou prejuízo referente a funcionamento de sistemas que são totalmente dependentes do banco de dados.
  • 12. 12 5 - MATEMÁTICA APLICADA Partindo para um ponto de vista tático, antes de comprar um sistema é feito uma análise de custo x benefício. Essa análise é conseguida graças à matemática aplicada. A empresa não quis comentar quais são os cálculos e quesitos levados emconsideração para a aquisição. O custo de manutenção de todos os sistemas não foi revelado, mas são basicamente licenças anuais de software, contratos de manutenção e SLA dos servidores, contratos de links para as filiais, salários da equipe interna de TI e do help-desk. Esse custo não é repassado diretamente ao produto final, ele faz parte dos custos operacionais. Entretanto, todo custo acaba de certa forma compondo os preços finais dos produtos. Atualmente a empresa não possui um sistema específico para se projetar ao futuro, mas isso é conseguido por meio de relatórios e análises gerados comos demais sistemas. Com a matemática aplicada nos sistemas de informação, utilizando estatísticas, a empresa consegue prever a necessidade de troca e o crescimento da base, utilização de links, processadores dos servidores etc. Pode-se notar a utilização de funções, percentuais nos sistemas de Gestão de Recursos Humanos, folha de pagamento, pagamento de comissões de vendas, pagamento de direitos autorais, calculo de fretes, sistema de transportes. O BI (Business Inteligence) e o módulo PAC (ERP-Oracle) utilizam funções, ajustes de curvas em suas aplicações para chegar aos custos dos produtos e assim montar as tabelas de preços. O sistema de Distribuição utiliza o conceito de curva ABC classificando o estoque de acordo comsua rotatividade, apurando total de vendas nos último 12 meses: Item A – São os produtos que possuemgrande rotatividade Item B – São os produtos que possuemmédia rotatividade Item C – São os produtos que possuembaixas ou nenhuma rotatividade Ainda, pode-se notar a utilização da matemática financeira (taxas, juros compostos) no sistema de vendas e fluxo de caixa. A teoria da matemática preocupa-se em construir modelos matemáticos capazes de similar situação reais na empresa. Criação de modelos matemáticos volta-se principalmente para a resolução de problemas de tomada de decisão. É através do modelo que se fazem representações da realidade. Na Teoria Matemática, o modelo é usado geralmente como simulação de situações futuras e avaliação da probabilidade de sua ocorrência. Em síntese os modelos servem para representar simplificações da realidade. Sua vantagemreside nisto; manipular simuladamente as complexas e difíceis situações reais por meio da simplificação da realidade. Permitem o entendimento dos fatos de uma forma melhor que a descrição verbal. Descobrem relações existentes entre vários aspectos do problema, não percebidas na descrição verbal. Permitem tratar o problema em seu conjunto e com todas as variáveis simultaneamente. Podem ser aplicados por etapas e considerar outros fatores não descritos verbalmente. Utilizam técnicas matemáticas e lógicas. Conduzem a soluções quantitativas. Permitem uso de computadores para processar grandes volumes de dados.
  • 13. 13 6- ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL Em relação à Ética, quando o funcionário entra na empresa já recebe um manual de Normas de Condutas internas, como deve se relacionar com os colegas de trabalhos, clientes, fornecedores e parceiros. É regras preestabelecidas de relacionamento que deve ser cumprida pelo funcionário, caso contrário , o mesmo poderá sofrer pena pelo não cumprimento. Apesar de este manual estabelecer questões éticas e legislação profissional relacionada à Área de TI, a área de Segurança da Informação de TI elaborou umtermo a ser lido e as sinado pelo funcionário ao tomar posse de Senha de acesso a Rede, Aplicativos, Internet e e_mail ao qual podemos denominar de “Políticas de TI” que contemplam regras orientando a conduta do funcionário frente à utilização dos recursos de TI disponibilizados, a saber: Acesso a Internet, acesso a rede corporativa, uso de redes Wi-Fi nas dependências do Grupo Delta, uso de sistemas Web conferência, uso de correio eletrônico, utilização de Estações de trabalho no ambiente. Todas estas regras também está disponibilizadas na intranet para todos os funcionários, bem como orientações sobre os principais serviços de TI para ajudar o usuário no dia-a-dia. A empresa Delta é formada por um grupo de empresas em diferentes atividades no mercado, uma delas é a edição de Livros didáticos e não didáticos, e ela leva a sério as questões pertinentes ao direito autoral. Ela possui um Sistema especifico para pagamento de Direitos autorais aos autores para cada livro vendido, isto mostra a preocupação como direito de propriedade. Através de um software da Altiris, consegue certificar que todas as máquinas estão de acordo coma legislação e não possui nenhum software não licenciado (Pirata) instalado, de maneira alguma viola contrato de licença de software. Possui um banco de dados com trabalhos literários, vídeos e principalmente de fotografias ao qual utiliza em seus livros e revistas , procura não violar a propriedade intelectual. A área de TI procura ser transparente nos contratos promovendo segurança jurídica nas relações , principalmente com recursos (consultores de TI) que trabalham dentro da empresa, ao qual, se toma cuidado para não se estabelecer vínculo empregatício. Em relação aos crimes contra a segurança dos sistemas informatizados, a área de TI da Delta possui um área somente para tratar desta questão, e tem atuado de todas as formas para proteger os sistemas de informação, o pessoal de segurança tem conversado muito com o pessoal de desenvolvimento de software com objetivo de fazer uma proteção eficaz , dificultando a violação e impedir os ataques. Tenho presenciado o funcionário da área de TI eleito da CIPA percorrendo as divisórias do departamento, verificando a higiene e condições gerais de trabalho, chamando a atenção inclusive da postura dos funcionários na cadeira, distância do teclado e monitor. Com a evolução do mercado e com a preocupação das empresas em relação ao nível de serviço oferecido aos seus clientes, procurou-se indicativos de ética para a logística, que são fatores necessários para a elaboração de novos níveis de serviço como: prazo de execução e respectivo nível de Confiabilidade, tempo de processamento de tarefas; disponibilidade de pessoal e dos equipamentos solicitados; atitude (serena) respeitosa, espírito conciliador, pontualidade, cordialidade, facilidade em sanar erros e falhas, agilidade e precisão em fornecer informações sobre os serviços em processamento, agilidade e precisão no rastreamento de cargas em processamento ou em trânsito, agilidade no atendimento de reclamações e no encamin hamento de soluções. Fatores relacionados à qualidade de vida dos trabalhadores são regidos pelos impactados econômicos e financeiros inerentes ao sistema adotado chamado Banco de Horas, regulamentado pela CLT (Consolidação
  • 14. 14 das Leis Trabalhistas). A adoção do Banco de Horas é prevista na legislação trabalhista, nasceu como uma solução, para que as empresas pudessem fazer uso desta lei e se enquadrar dentro de determinados critérios, que tinha como objetivo justamente tornarem às próprias empresas mais competitivas no âmbito global, ao passo que gerariam mais empregos. Foi assim chamado “Banco de Horas” por permitir que as empresas dessem folga para os funcionários em períodos de baixa produtividade, sem precisarem reduzir os seus efetivos, e aos funcionários permitiu que ficassem com crédito sem terem os salários reduzidos, pelo menos do ponto de vista trabalhista o banco de horas funcionou como umverdadeiro Subsídio Econômico para as Empresas.
  • 15. 15 7. – CONCLUSÃO A importância das disciplinas Administração de Banco de Dados, Sistema da Informação, Matemática Aplicada e Ética e Legislação profissional estudadas nesse Bimestre, sendo todas indispensáveis na Empresa Consulting. Hoje temos disponíveis no mercado diversas ferramentas, porém precisamos sempre estudar e priorizar as questões de segurança, desempenho, confiabilidade e fácil manipulação. Por serem primordiais, as empresas precisam analisar muito bem quais sistemas escolher, pensando em longos prazos, ou seja, olhando sempre ao futuro e à possibilidade de integração entre suas plataformas. A correta seleção dos sistemas é crucial para um bom desenvolvimento, ordem e progresso. A segurança dos dados não depende exclusivamente dos equipamentos e sistemas, mas também do fator humano, como os administradores dos bancos de dados (DBAs). Conseguimos definir claramente papéis e responsabilidades, dando a devida importância à colaboração de cada funcionário, existindo assim uma parceria e reconhecimento cada vez maior. Além disso, concluo que uma empresa precisa sempre prezar uma política social e sustentável, mantendo assimseus valores éticos e legais, tornando a empresa Consulting referência em seus negócios.
  • 16. 16 8. –REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS http://pt.wikipedia.org/wiki/Scrum www.ime.usp.br/~jef/apostila.pdf www.scrumalliance.org http://www.symantec.com/pt/br/business/products/family. jsp?Familyid=altiris http://cmdbdiscovery.teclogica.com.br/Default. aspx http://www.aqueleblogdesoa.com.br/?Utm_source=Easymailing&utm_medium=e- mail&utm_term=newsletter&utm_content=contatos-set09&utm_campaign=Padr%E3o http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2009/02/27/desvendando-o-cloud-computing/ http://www.oracle.com/global/br/database/index.html
  • 17. 17 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA PIM III E IV PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR SOFTWARE DEVELOPER. Belém – Pará 2015
  • 18. 18 CLAUDIO ROBERTO JUNIOR DOS SANTOS OLIVEIRA PIM III E IV PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR SOFTWARE DEVELOPER. Trabalho do Projeto Integrado Multidisciplinar – PIM III e PIM IV, apresentado como exigência para conclusão. Do 2º Semestre do Curso Superior de Tecnologia Gestão em Tecnologia da Informação, da Universidade Paulista – UNIP, Campus Nazaré. Monitora: Ramon Pantoja Belém – PA 2015
  • 19. 19 Resumo O sistema de informação está baseado nos dados que auxiliam a empresa a abrir novas oportunidades de mercado. Os recursos de um sistema de informação envolvem vários aspectos, como, por exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de software, recursos de dados e recursos de rede, para a organização os recursos estão inter-relacionados e evoluem constantemente. Contudo, os recursos humanos precisam ser treinados e reciclados, assim como os softwares passampor adaptações, customizações e atualizações de versão e o hardware recebe upgrades e, de tempos em tempos, precisam de troca. Todo sistema precisa de dados para gerar suas informações .O ERP é a base da informação onde está todo o fluxo de informações. Este sistema integra todas as áreas, elimina redundância de informações e serviços, verifica e garante a integridade entre os departamentos e setores. Software Developer se conectada aos computadores e seus componentes através da topologia de rede, a estrutura da topologia pode ser descrita fisicamente ou logicamente. Que representam o layout, meios de conexões de dispositivos e as maneiras como os sinais agem sobre os meios. As redes LAN, WAN e sem fio refere-se aos dispositivos são conectados para processaro acesso disponibilizando serviços, arquivos ou aplicações por meio de servidores. A modelagem de Processos colabora par ao planejamento dos recursos empresariais na abordagem da informação para dar suporte aos objetivos traçados e aos lucros almejados pela empresa estabelecendo vinculações no processo decisório da empresa. Palavras-Chaves: Sistema de Informação, ERP, LAN, WAN.
  • 20. 20 Abstract The database is important and crucial in a company in order to generate information system information is based on data that help companies to open up new market opportunities. The features of an information system involving various aspects such as, for example, people resources, hardware resources, software resources, data resources, and network resources, to organize the resources are interrelated and evolve constantly. However, human resources need to be trained and recycled, as well as the software undergo adaptations, customizations and version upgrades and hardware upgrades and receives, fromtime to time, need to return. Every systemneeds data to generate your information. The ERP is based on the information which is the entire flow of information. This system integrates all areas, eliminates redundant information and services, checks and ensures the integrity between departments and sectors. Software Developer is connected to computers and their components via the network topology,the structure of the topology can be described physically or logically. Representing the layout, media device connections and the ways signals act on the means. The LAN, WAN and wireless refers to processing devices are connected to access available services, files or applications through servers. Modeling Processes pair collaborates to enterprise resource planning in addressing information to support the goals set and the profits sought by the company establishing linkages in business decision-making. A database (or databases) is a set of records arranged in regular structure that enables reorganization of the same and production information. A database typically groups usable records for the same purpose. A database is usually maintained and accessed through a software known as System Manager Database (DBMS).The Distributed Databases give corporations more flexibility in how databases are organized and used. Give local offices more direct means of accessing data highly used can provide significant organizational efficiency and effectiveness. Regarding Ethics, when the employee joins the company now receives a manual Standards Conducts internal, how to relate to co - workers, customers, suppliers and partners. It established rules of relationships that must be met by the employee, otherwise it may suffer penalty for non-compliance.
  • 21. 21 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO...................................................................................................................... 22 2- REDE DE COMPUTADORES E A TELECOMUNICAÇÕES.................................................. 23 3- REDE LAN ............................................................................................................................ 24 3.1- COMPONENTES DE UMA LAN......................................................................................... 24 3.1.1- SERVIDORES.................................................................................................................. 24 3.1.2- ESTAÇÕES...................................................................................................................... 25 3.2- TOPOLOGIAS DE REDE DE UMA LAN............................................................................. 25 3.2.1-BARRAMENTO................................................................................................................ 25 3.2.2- ANEL............................................................................................................................... 26 4- REDES WAN.................................................................................................................. 26 a 34 5- REDES SEM FIO................................................................................................................... 30 6- MODELAGEM DE PROCESSOS......................................................................................30, 37 7- CONCLUSÃO........................................................................................................................ 38 8- BIBLIOGRAFIA..................................................................................................................... 39 GLOSSÁRIO.............................................................................................................................. 34
  • 22. 22 1- INTRODUÇÃO Um Sistema de Informação eficaz é fornecer aos tomadores de decisão informação imediata, precisa e relevante baseado em dados. Uma das fontes mais importantes para qualquer organização é a sua coleção de dados. Os Bancos de Dados também ajudam as empresas a gerar informação que pode auxiliar a reduzir custos, aumentar lucros e abrir novas oportunidades de mercado. Para evitar a perda do conhecimento gerado, o sistema de informação desenvolve vários meios, como o recurso de hardware. A topologia de rede é o padrão no qual a software Developer se manter conectada aos computadores por meio de dispositivos. Os servidores com alta capacidade armazenam e disponibilizam informações. A topologia de rede processam, enviam as informações e comunicamos diversos computadores. A rede LAN auxilia na conexão de equipamentos que são processados para troca de informações. A topologia WAN gerencia a rede de computadores para aumentar o trafego na rede utilizando companhias telefônicas, empresas de Tv a cabo, entre outros. O meio de rede sem fio utiliza a rede local semfio com uma infraestrutura de cabeamento convencional. A modelagem de processos gerenciarem como alcançar resoluções para o conjunto de procedimentos preestabelecidos de acordo com as constantes mudanças de mercado gerando um processo de amadurecimento da empresa.
  • 23. 23 2- REDE DE COMPUTADORES E A TELECOMUNICAÇÕES A Internet é o maior conglomerado de redes de comunicações em escala mundial, ou seja, vários computadores e dispositivos conectados em uma rede mundial1 e dispõe milhões de dispositivos interligados pelo protocolo de comunicação TCP/IP que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance Mundial), e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. 2.2-SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Uma das metas de um Sistema de Informação eficaz é fornecer aos tomadores de decisão informação imediata, precisa e relevante – informação que está baseada em dados. Uma das fontes mais importantes para qualquer organização é a sua coleção de dados. Os Bancos de Dados também ajudam as empresas a gerar informação que pode auxiliar a reduzir custos, aumentar lucros e abrir novas oportunidades de mercado. O ERP é entendido, pela empresa, como o alicerce, a base da informação, pois nele está todo o fluxo vital da organização. Tudo o que entra e sai através das notas fiscais de entrada e saída, respectivamente, estoques, ativo - fixo, contas a receber e pagar, transações financeiras e, por consequência, a contabilidade. Este sistema integra todas as áreas, elimina a redundância de informações e serviços, verifica e garante a integridade entre os departamentos e setores. Devido a essa visão, o ERP Oracle JDEdwards Enterprise One está sendo implantado, e deverá atender as maiores necessidades. Após a implantação do novo sistema de ERP, será a vez de implantar as ferramentas de BI, CRM e outros softwares, para atenderem as necessidades específicas do negócio, porém, sempre com o raciocínio de integração. O usuário é sempre ouvido, expressando suas necessidades e interagindo nos setups e testes de usabilidade. A fim de se evitar a perda do conhecimento gerado, a empresa investe em de processos e treinamento. Sabendo que os recursos de um sistema de informação envolvem vários aspectos, como, por exemplo, recursos de pessoas, recursos de hardware, recursos de software, recursos de dados e recursos de rede, para a organização os recursos estão inter-relacionados e evoluem constantemente. Contudo, os recursos humanos precisam ser treinados e reciclados, assim como os softwares passampor adaptações, customizações e atualizações de versão e o hardware recebe upgrades e, de tempos em tempos, precisam de troca. Todo sistema precisa de dados para gerar suas informações. Esses dados são captados por meio de digitação e carga de arquivos – como folha de pagamento, vindos da folha de pagamento gerada pelo departamento de recursos humano (RH), e arquivos de movimentação bancária, vindo dos bancos. Os dados precisam ser transformados em informação, para serem úteis, principalmente, ao usuário final. Essa transformação é feita através do cruzamento de dados, extraindo dos sistemas relatórios ou gráficos, conforme a necessidade apresentada. Os relatórios podem ser analíticos (detalhados) ou sintéticos (sumarizados). Com base neles, por exemplo, pode-se concluir que um equipamento tem componentes defeituosos, por apresentar constantes falhas. Tambémpode ser gerado um gráfico de vendas por região, entre outros. Através de Software de Sistemas voltados para gerenciamento de Sistemas como o CMDB (configuration Management Database) da Symantec e possível criarem repositório de informações relacionadas a todos os componentes de um sistema de informação ao qual denominamos de CI (Configuration Item), combase neste repositório e possível ter umportfólio atualizado dos sistemas não apenas para contabilização, mas também para obter dados para tomada de decisões sobre plataformas tecnológicas, para gestão de incidentes, gerencia de mudança, uso racional de infraestrutura, eliminando o que não e mais utilizado.
  • 24. 24 2.3- A TOPOLOGIA DE REDE IMPLEMENTADA NA SOFTWARE DEVELOPER A topologia de rede é o padrão no qual a software Developer está conectada a aos computadores por meio da rede e seus componentes. Essencialmente, a estrutura tipológica da rede pode ser descrita fisicamente ou logicamente. Há várias formas nas quais se pode interligar entre cada umdos nós (computadores) da rede. 2.3.1- A TOPOLOGIA FÍSICA É a aparência ou layout da rede que representa como as redes estão conectadas (layout físico) e o meio de conexão dos dispositivos de redes (nós o nodos). A forma como que os dados estão conectados, e que genericamente chamamos de topologia da rede (física), influencia em diversos pontos considerados críticos, como a flexibilidade, velocidade e segurança. 2.3.2- TOPOLOGIA LÓGICA A topologia lógica refere-se à maneira como os sinais agem sobre os meios de rede, ou a maneira como os dados são transmitidos através da rede a partir de um dispositivo para o outro sem ter em conta a interligação física dos dispositivos. Topologias lógicas são frequentemente associadas a Media Access Control métodos e protocolos. Topologias lógicas são capazes de seremreconfiguradas dinamicamente por tipos especiais de equipamentos como roteadores e switches. 3- REDE LAN É uma rede de computadores utilizada na interconexão de equipamentos processadores coma finalidade de troca dados. As LANs são utilizadas para conectar periféricos, estações, servidores e outros dispositivos que possuamcapacidade de processamento emuma casam escritório, escola e edifícios próximos. Figura 1: Estrutura de uma Rede LAN 3.1- COMPONENTES DE UMA LAN 3.1.1- SERVIDORES Servidores são computadores com alta capacidade de processamento e armazenagem que tem por função disponibilizar serviços, arquivos ou aplicações a uma rede.
  • 25. 25 Figura 2: Servidor em uma Rede LAN 3.1.2- ESTAÇÕES As estações de trabalho, também chamadas de clientes, são geralmente computadores de mesa, portáteis ou PDAs, os quais são usados para acesso aos serviços disponibilizados pelo servidor, ou para executar tarefas locais. Figura 3: Estações de trabalho em uma Rede LAN 3.2- TOPOLOGIAS DE REDE DE UMA LAN 3.2.1-BARRAMENTO A topologia de barramento que utiliza o padrão IEEE 802.3 (Ethernet) tem um controle descentralizado, onde cada máquina transmite quando quiser e até ao mesmo tempo. Se os pacotes colidirem, cada computador aguardará um tempo aleatório e fará nova tentativa.
  • 26. 26 Figura 4: Topologia Barramento 3.2.2- ANEL A topologia em anel utiliza bits que se propagam de modo independente, antes mesmo de o pacote ser transmitido totalmente, percorrendo todo o anel. Quando o padrão IEEE 802.5 (Token Ring) é adotado, as máquinas realizam "turnos" no envio dos seus bits. Isso evita colisões nos acessos simultâneos. Figura 5: Topologia Anel 4- REDES WAN A Wide Área Network (WAN), Rede de área alargada ou Rede de longa distância, também conhecida como Rede geograficamente distribuída, é uma rede de computadores que abrange uma grande área geográfica, com frequência um país ou continente. O tráfego das WAN aumenta continuamente surgindo em função disso mais congestionamento do que será transportado na rede, definindo as características destes tráfegos (voz, dados, imagens e vídeo), qualidade de serviço (QoS), protocolos com ultra compreensão. O tráfego da rede temque ser modelado através de medições com um grau de resolução elevado, incluindo a analise de pacotes a fim de disponibilizar aos interessados usando técnicas gráficas, estatísticas descritivas, entre outros. Quando ocorre variação na chegada de pacotes isso indica que a Wan está consistente e seu tráfego pode ser acelerado de acordo com as necessidades dos serviços.
  • 27. 27 Figura 6: Estrutura de uma Rede WAN. 4.1- AS TRÊS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS WANS: As WANs normalmente conectam dispositivos separados por uma área geográfica maior do que a que pode ser atendida por uma rede local. As WANs utilizam os serviços das operadoras, como companhias telefônicas, empresas de TV a cabo, sistemas de satélites e provedores de rede. As WANs utilizam conexões seriais de vários tipos para fornecer acesso à largura de banda em grandes áreas geográficas. 4.2- Tecnologias WANs As tecnologias WAN geralmente funcionam nas três primeiras camadas do modelo OSI: física, enlace e rede.   REDE – X.25, PLP  ENLACE – LAPB, FRAME-RELAY, HDLC, PPP, SDLC  FISICA – X. 21, EIA/TIA 232, EIA/TIA-449, V.24, V.35, HSSI, G.703, EIA-53 Uma rota de comunicação WAN pré-estabelecida pelas premissas do consumidor através de uma portadora de rede, como uma empresa de telefonia, para uma rede remota. Linhas ponto-a-ponto são geralmente alugadas de uma portadora, também chamadas de linhas alugadas ou privadas. Para uma linha ponto-a-ponto a operadora fornece um par de fios e fornece o hardware para sua linha somente. Os circuitos são precificados baseados na largura de banda e distância entre os pontos conectados . Links ponto-a-ponto são mais caros do que serviços compartilhados como frame-relay. 4.3- COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS Conexão de dados sob circuitos comutados pode ser iniciada quando necessário e terminada quando a comunicação estiver concluída. Semelhante a um telefone. ISDN (Integrated Services Digital Network) é um
  • 28. 28 exemplo de comutação de circuitos. Quanto um roteador tem um dado a ser enviado a um local remoto, o circuito comutado é iniciado com o número do circuito da rede remota. Quando as duas redes são conectadas e autenticadas, eles podemtransmitir dados e, quando concluída a transmissão a chamada é encerrada. 4.4- COMUTAÇÃO DE PACOTES A comutação de pacotes é uma tecnologia WAN em que os usuários compartilham recursos comuns da operadora. Permite uso mais eficiente da infraestrutura, o custo para o consumidor é mais baixo do que nas linhas ponto-a-ponto. Numa configuração de comutação de pacotes, as redes têm conexões para a rede da operadora, e muitos consumidores podem compartilhar a mesma conexão. A portadora pode criar circuitos virtuais entre localidades dos consumidores pelos quais os pacotes de dados serão entregues umao outro através da rede da operadora. A rede da operadora que é compartilhada é geralmente chamada de nuvem. As conexões virtuais entre as localidades dos clientes são chamadas de circuitos virtuais. Como exemplo tem: ATM (Asynchronous Transfer Mode), Frame Relay, SMDS (Switched Multimegabit Data Services), X.25. 4.5- Circuitos virtuais de WAN Um circuito virtual é um circuito lógico criado numa rede compartilhada entre dois dispositivos de rede. Temos dois tipos de circuitos virtuais: SVC (Switched Virtual Circuit) PVC (Permanent Virtual Circuit) SVC São circuitos virtuais que são dinamicamente estabelecidos sob demanda e encerrados quando a transmissão for concluída. A comunicação sob um circuito virtual é composta por três fases: Estabelecimento do circuito – cria o circuito virtual entre os dispositivos de origem e destino; Transferência de dados – transmissão de dados sobre o circuito virtual Encerramento do circuito – encerra o circuito entre os dispositivos de origem e destino. São usados nos casos em que a transferência de dados entre os dispositivos é esporádica, largamente porque circuitos virtuais aumentam a largura de banda usada devida para as fases de estabelecimento e encerramento do circuito, mas diminuem seu custo associado coma disponibilidade de circuito virtual constante.
  • 29. 29 PVC É um circuito virtual estabelecido permanentemente que consiste em um modo: transferência de dados. São usados em situações onde a transferência de dados entre circuitos é constante. Diminuema largura de banda associada às fases de estabelecimento e encerramento dos circuitos virtuais, aumentando o seu consumo devido à disponibilidade de um circuito virtual constante. Os PVCs são configurados pela operadora sob necessidades dos clientes. 4.6- WAN DIALUP SERVICES – Serviços de discagem WAN Serviços de discagem oferecem métodos de custo efetivo para conectividade através de WANs. As mais comuns implementações são DDR (Dial on Demand Routing) e dial backup. DDR é uma tecnica segundo a qual um roteador pode dinamicamente iniciar uma ch amada quando necessita enviar dados. Numa configuração DDR, o roteador é configurado para iniciar uma chamada quando certos critérios são definidos, tais como um tipo particular de tráfego de rede que necessite ser transmitido. Quando a conexão é feita, o tráfego passa pela linha. A configuração do roteador especifica um tempo de inatividade para descartar ou desconectar o circuito. Dial backup é um tipo de DDR. O circuito comutado é usado para prover backup (cópia) a umoutro tipo de circuito, como ponto-a-ponto ou comutação de pacotes. O roteador é configurado para que quando uma falha for detectada no circuito primário, a linha de dial backup é iniciada. A linha de backup mantém o circuito até que o circuito primário seja reestabelecido e então o circuito de backup é encerrado. 4.7- DISPOSITIVOS WAN Como dispositivos usados em conexões WAN temos: Switch, servidores de acesso, modem, CSU/DSU, ISDN terminal adapters, switch ATM, multiplexadores. Switch WAN É um desportivo multiporta inter-redes usado em redes das operadoras. Comutam tráfego como Frame Relay, X. 25, SMDS, operam na camada de enlace do modelo OSI. Servidor de acesso Age como um ponto de concentração para recebimento de chamadas (dial-in) e discagem de retorno (dial-out) também. Modem O modem é um dispositivo que interpreta sinais analógicos e digitais, possibilitando a transferência de dados sobre a linha telefônica. Na origem, sinais digitais são convertidos numa forma adequada para tran smissão analógica, no destino os sinais analógicos são recompostos à sua forma digital. CSU/DSU Channel Service Unit/Digital Service Unit é um dispositivo de interface digital usado para conectar um
  • 30. 30 roteador ao circuito digital como uma linha T1. O CSU/DSU provê temporização de sinal ou clock para a comunicação entre estes dispositivos. ISDN Terminal Adapter Dispositivo usado para conectar ISDN BRI (Basic Rate Interface) a outras interfaces, como EIA/TIA -232 a um roteador. Um adaptador terminal é essencialmente um modem, embora seja chamado de adaptador terminal porque atualmente não converte sinais digitais em analógicos. 5- REDES SEM FIO Uma rede sem fio (Wireless) é um sistema que interliga vários equipamentos fixos ou móveis utilizando o ar como meio de transmissão. É semelhante a uma rede local com fio convencional (que segue o padrão IEEE 802.3), com exceção de que a rede sem fio usa ondas de rádio, em vez de cabos. O que significa que é possível uma transmissão de dados via ondas de rádio, sem a necessidade de conexão física por meio de cabos entre computadores. As redes wireless (redes sem fio) são soluções normalmente aplicadas onde uma infraestrutura de cabeamento convencional (cobre ou fibra óptica) não pode ser utilizada. Embora ainda persistam algumas dúvidas e discussões sobre a confiabilidade e eficiência das redes sem fio no que diz respeito à segurança na transmissão da informação, existe um consenso sobre sua fácil configuração, eficiente controle e gerenciamento de dispositivos e simplicidade para alterações do layout. Atualmente a grande maioria das redes wireless permite plena conectividade e atende aos padrões e normas dos organismos internacionais. Isto significa que, uma vez utilizando equipamentos padronizados, redes wireless podem ser interconectadas com as redes de cabeamento convencional semmaiores problemas e computadores utilizando dispositivo wireless interagem com computadores da rede cabeada e vice- versa sem qualquer restrição. Por esse motivo, podem ser utilizadas em WANs ou LAN’s, seja para a conexão de pontos distantes, seja simplesmente para diminuir ou eliminar o cabeamento existe na rede local, por exemplo. Figura 7: Dispositivos de Rede semfio 6- MODELAGEM DE PROCESSOS Uma metodologia de desenvolvimento forma-se de um meio organizado para se alcançar uma resolução por via de um conjunto de procedimentos preestabelecidos. Desta forma o produto se torna o componente mais importante de todo o processo de desenvolvimento.
  • 31. 31 A constante mutação dos mercados, os aumentos da concorrência e das exigências dos clientes continuam impondo, dentro do processo de amadurecimento das organizações, uma atenção maior ao planejamento dos recursos empresariais e a uma abordagem sistêmica do tratamento de informações. Faz-se necessário o investimento na engenharia ou reengenharia de Sistemas de Informação, para que os mesmos possamdar um suporte eficaz ao alcance dos objetivos traçados e aos lucros almejados pela empresa. Para que um Sistema de Informação possa realmente espelhar os fluxos de informações do negócio e, por exemplo, estabelecer vinculações do processo decisório da organização, é imprescindível uma etapa básica, simples de ser entendida na sua necessidade e muitas vezes considerada banal: “É preciso conhecer o negócio”. Parece óbvio, contudo, o que se observa muitas vezes em grandes empresas é o pouco conhecimento por parte de gerentes e colaboradores, nos diversos níveis de decisão, de como o negócio funciona. Façamos algumas perguntas: “Como gerenciar bem o que não se conhece bem?”; “Como verificar a eficácia e eficiência das atividades, se não existe um padrão para execução das mesmas?”; “Será que estamos automatizando os processos corretamente ou estamos informatizando o caos?”; “Como identificar competências, substituir e treinar recursos, se não há uma definição clara dos papéis de cada colaborador”. Para que as perguntas supracitadas tenham respostas satisfatórias para a organização, estudiosos de estruturas organizacionais e, inclusive, estudiosos de engenharia de software, investiram e continuam investindo em metodologias que permitam o conhecimento e documentação dos processos em uma empresa, independentemente da existência de sistemas informatizados, ou seja, dentro do contexto da empresa, os sistemas serão ferramentas utilizadas para automatizar os processos já existentes. Seja para desenvolversistemas ou obter ganhos revendo os processos existentes, é necessário que se conheça como funciona a organização. Documentar esse funcionamento requer uma ação coordenada das atividades e um método de trabalho bem definido, obtido com a utilização de uma metodologia que estabeleça uma sistematização para a descrição dos processos da organização, juntamente com as regras de negócio envolvidas. Deve existir uma previsão de modelos de documentos, nos quais ficam registradas todas as regras de negócio que podem ser utilizadas tanto pelos sistemas como por funcionários da organização que estão envolvidos na área de negócio. Aplicar a Modelagem de Processos auxilia na identificação de todas as áreas envolvidas no negócio, de todos os passos necessários para a execução de um processo, bem como de toda e qualquer documentação utilizada. Assim, através deste entendimento e documentação pode-se, mais facilmente, identificar e propor mudanças nos processos atuais, visando atender às novas necessidades. Dentre alguns dos principais objetivos da Modelagemde Processos podemos citar:  Entender a estrutura e a dinâmica das áreas da organização;  Entender os problemas atuais da organização e identificar potenciais melhorias;  Assegurar que usuários e engenheiros de software tenham entendimento comum da organização;  Servir como insumo da área de sistemas para derivar os requisitos de um sistema de informação necessário à organização;  Auxiliar a identificação de competências; Etc. Em textos futuros, discutiremos mais benefícios, cuidados para implantação, metodologias existentes, primeiros passos, mudanças culturais, aplicações no mundo dos Bancos de Dados e tudo qu e envolve esta apaixonante área
  • 32. 32 7- CONCLUSÃO Em virtude do que mencionado o sistema de informação está baseado nos dados e abrir novas oportunidades de mercado que envolve vários aspectos para a organização dos recursos que envolvem. Para qualquer organização a principal fonte de dados ajudam as empresas a gerar informações para auxiliar a reduzir custo e aumentar lucros e abrir novas oportunidades. A internet é um conglomerado de rede que conecta vários computadores interligados pelo protocolo de comunicação TCP/IP. O acesso de informação e transferência de dados por meio de uma rede de alcance mundial. Os bancos de dados ajudam a empresa a gerar informações e reduzir custos, coma implantação de softwares que atendemas necessidades especifica do negócio. A topologia interliga cada um dos componentes dos computadores por meio das relações de rede. Com a topologia física, os dados são conectados por meio de variados dispositivos enquanto que a estrutura lógica destaca-se como os dados são transmitindo de umdispositivo a outro. A rede LAN tema finalidade de trocar dados com, servidores de alta capacidade de processamento na rédea medida que a WAN abrange a rede de computadores em uma grande área geograficamente utilizando os serviços de operadoras e companhias telefônicas. A rede sem fio interliga equipamento físicos com um fio convencional que utiliza ondas de rádio, em vez de cabos, com eficiência na segurarão de transmissão de dados. A modelagem e processos auxiliam na identificação de todas as áreas envolvidas no negócio envolvendo os passos para a execução de umprocesso para identificar as mudanças e atender as novas necessidades.
  • 33. 33 8- BIBLIOGRAFIA Charp, S. (Ed.). (1994). Networking & telecommunications. "T.H.E." ("Technical Horizons in Education"), 21(10). (EJ 483 802-807). Charp, S. (Ed.). (1995). Networking & telecommunications. "T.H.E." ("Technical Horizons in Education"), 22(9). (EJ 501 732-735). Communications, computers, and networks. (1991). [Special Issue.] "Scientific American," 265(3). Ellis, T. I. (1984). "Microcomputers in the school office. ERIC Digest." Syracuse, NY: ERIC Clearinghouse on Education Management. (ED 259 451). Klausmeier, J. (1984). "Networking and microcomputers. ERIC Digest." Syracuse, NY: ERIC Clearinghouse on Information Resources. (ED 253 256). Neubarth, M. (Ed.). (1995, October). The Internet in education. [Special issue]. "Internet World," 6(10). (ERIC ED pending, IR 531 431-438). Rienhold, F. (1989). "Use of local area networks in schools. ERIC Digest." Syracuse, NY: ERIC Clearinghouse on Information Resources. (ED 316 249). Cyclade. "Guia Internet de Conectividade". Editora Senac. (ED 6). NORTON, Peter. Introducao a Informatica. Ed. Makron Books, Sao Paulo. 5000. Tanenbaum, Andrew. Computer Network. Ed. Campus, São Paulo. http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_de_longa_dist%C3%A2ncia http://www.viavida.com.br/redes/index.php?option=com_content&view=article&id=6:we-are- volunteers&catid=1:latest-news http://fatosdigitais.wordpress.com/2007/07/24/redes-wan-basico/ http://semfio.ufla.br/index. php?Option=com_content&view=article&id=63 http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet
  • 34. 34 9- GLOSSÁRIO Figura 1: Estrutura de uma Rede LAN ------------------------------------------------------------------- 26 Figura 2: Servidor em uma Rede LAN -------------------------------------------------------- 27 Figura 3: Estações de trabalho em uma Rede LAN----------------------------------------------------- 27 Figura 4: Topologia Barramento---------------------------------------------------------------- 28 Figura 5: Topologia Anel------------------------------------------------------------------------------------29 Figura 6: Estrutura de uma Rede WAN.------------------------------------------------------------------------------ 30 Figura 7: Dispositivos de Rede semFio--------------------------------------------------------------------------------- 35
  • 35. 35