2015 ROTARY INTERNATIONAL CONVENTION
Alberto Bittencourt
EGD – 2004/2005
D. 4500
#ricon15
Alberto Bittencourt
RC Recife-Boa Viagem
Class:Engenharia Civil
Governador 2004-05
D 4500
Coordenador Zonal da
Po...
1 - INTRODUÇÃO
2 - DESENVOLVIMENTO
2.1 – Definição do Rotary
2.2 – Objetivo da Av. Serviços Profissionais
2.3 – Declaração...
#ricon15
1 - INTRODUÇÃO
Cada rotariano é um elo de ligação
entre o idealismo do Rotary e seu
negócio ou profissão.
Paul Ha...
#ricon15
2.1 – O QUE É O ROTARY ?
unidos no mundo inteiro,
O Rotary é uma organização de
homens de negócios e profissões,
...
#ricon15
2.2 – Objetivo da Avenida de
Serviços Profissionais
Estimular e promover
o reconhecimento do
mérito de toda a
ocu...
#ricon15
A VOLTA ÀS ORIGENS
#ricon15
2.3 - DECLARAÇÃO PARA
EXECUTIVOS E PROFISSIONAIS
ROTARIANOSARTIGO OITAVO:
• Não procurar obter de um
rotariano, n...
#ricon15
O DAR DE SI ANTES DE PENSAR EM SI
#ricon15
•O QUE POSSO FAZER
NO MEU TRABALHO
PARA MELHOR SERVIR
AOS OUTROS ?
O DAR DE SI ANTES DE PENSAR EM SI
#ricon15
VOLUNTÁRIOS DO ROTARY
#ricon15
RECUPEREMOS O NEPAL
Shelter Box e Rotary
Parceiros no servir.
#ricon15
SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO
ASPECTO SUBJETIVO
REFLEXÃO:
1 - Qual a importância
deste meu trabalho
para a comunida...
#ricon15
• O que distingue o
rotariano é a
preocupação de
servir às pessoas,
individualmente
consideradas.
SERVIR ATRAVÉS ...
#ricon15
MORAL
Conjunto de valores
que regulam o
comportamento
humano para não
prejudicar, nem
interferir nos
direitos e i...
#ricon15
A PROVA QUÁDRUPLA ROTÁRIA
#ricon15
CONCLUSÃO
De todas as mil e uma
maneiras que o homem
pode escolher para ser
útil à sociedade, sem
dúvida, as mais...
#ricon15
OBRIGADO !!!
abitt9@gmail.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO

1.968 visualizações

Publicada em

Palestra proferida na Convenção Internacional do Rotary, dia 09 de junho de 2015, no workshopp sobre "Serviços Profissionais na Prática"

Publicada em: Serviços
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Não pude assistir ao workshop, por isso agradeço o compartilhamento.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.968
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 1 – INTRODUÇÃO:
    O tema SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO é extremamente importante para o movimento rotário, porquanto, é através da profissão que se constrói o progresso de uma nação. Porém, através da profissão, também pode se originar a corrupção e desvios de conduta que vemos estampados diariamente nos jornais e noticiários televisivos.
    Todos os rotarianos, sem exceção, já ingressam na instituição como profissionais, mas muito poucos encaram a profissão como forma de servir ao próximo, de modo livre e consciente.
    Paul Harris já dizia em sua autobiografia – “Meu Caminho para o Rotary”:
    Cada rotariano é um elo de ligação entre o idealismo do Rotary e seu negócio ou profissão.
  • 2.1 – DEFINIÇÃO DO ROTARY
    O mandamento “servir através da profissão” está inserido no próprio conceito do Rotary:
    “O Rotary é uma organização de homens de negócios e profissões, unidos no mundo inteiro, que prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a boa vontade e a paz no mundo”.
    Diz-se que “é uma organização de homens de negócio e profissões”.
    Este é um pressuposto básico para sermos rotarianos, tanto que a classificação do rotariano, dada pela profissão, é um dos componentes imprescindíveis para a sua identificação no seio da instituição. Para que cada Rotary Club seja um extrato da sociedade, a diversidade de profissões é outro ponto importante, que vem desde a fundação, quando Paul Harris chamou seus três amigos, e fundou o Rotary, sendo cada um de uma categoria profissional.
    O segundo elemento do conceito – “Unidos no mundo inteiro” – concede o caráter universal do movimento, o congregar de forças em todo planeta para se atingir um objetivo comum, mediante a obediência às mesmas regras de procedimento. São mais de 1.200.000 profissionais de todo o mundo unidos numa engrenagem de serviço representada pelo símbolo da roda rotária.
    Prossegue o conceito proclamando os objetivos básicos da instituição: “que prestam serviços humanitários”. Este é o móvel central do Rotary.
    Organização de homens de negócios ou profissionais existem várias; de caráter universal, existem algumas. Entretanto, com o objetivo precípuo de prestar serviços humanitários, existem pouquíssimas organizações, as quais irão se distinguir uma das outras pela forma de servir.
    O servir através da profissão, contudo, está condicionado pelo conceito do Rotary, posto que, deve o rotariano “fomentar um elevado padrão de ética em todas as profissões”.
    Assim, a ação, por si só, será desprovida de valor, se o seu agente não preservar, e mais, fomentar, os princípios éticos profissionais, o que será visto mais adiante.
    Por fim, o rotariano deverá visar, ainda, ao estabelecimento da boa vontade e da paz mundial sendo essa a alavanca da Avenida de Serviços Internacionais.

  • 2.2 – OBJETIVO DA AVENIDA DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS
    A Avenida de Serviços Profissionais do Rotary, antes comemorada no mês de outubro de cada ano e que, a partir de 2015-16 passa a ser comemorada no mês de janeiro, visa:
    Estimular e promover o reconhecimento do mérito de toda a ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional.
    Estimular e promover o reconhecimento não significa uma simples postura subjetiva, passiva. Implica antes numa atitude objetiva, pragmática, altruística, em suma, em servir.
    A regra reconhecer o mérito de toda ocupação útil.
    Para nós a ocupação útil, aqui entendida como atividade profissional, a ser reconhecida e valorizada, pressupõe um conteúdo ético. Assim, o serviço do varredor de rua, o gari, enquanto preserva a saúde da população e a estética das cidades, constitui uma ocupação útil que deve ser estimulada; também o serviço de um cientista que pesquisa novos caminhos para a saúde e o bem da humanidade, constitui para o Rotary mais um exemplo de ocupação útil que deve ser estimulada.
    Em contrapartida o tráfico de drogas, apesar de ser uma ocupação, não será útil para a humanidade, pelo que deve ser desestimulada; um advogado que se dedica ao serviço de proteger e acobertar quadrilhas de delinquentes, apesar de ser uma ocupação, não é útil do ponto de vista moral, e, por conseguinte rotário.

  • 2.3 – DECLARAÇÃO PARA EXECUTIVOS E PROFISSIONAIS ROTARIANOS
    A VOLTA ÀS ORIGENS:
    No dia 23 de fevereiro de 1905, quando o Rotary foi criado, aqueles quatro profissionais e homens de negócios reuniram-se com dois objetivos principais: companheirismo e mútua ajuda profissional. A Volta às Origens, que hoje se preconiza, é exatamente no sentido de que prevaleça uma relação de confiança nos negócios entre rotarianos que, em igualdade de condições, passariam a ter preferência nos contratos, reconhecendo a condição de solidários no serviço ao próximo.
    Entretanto, algumas pessoas ingressam no Rotary com a intenção de tirar vantagem ou proveito dos relacionamentos e pensando em obter lucros profissionais.
  • O item 8 da Declaração procura evitar essa prática. Entretanto, é preciso analisar cada caso individualmente , antes de se fazer um juízo de valor que pode ser equivocado.
    Não procurar obter de um rotariano, nem lhe outorgar, privilégios ou vantagens que não sejam normalmente concedidos em um relacionamento comercial ou profissional.
    Cito como exemplo um caso verídico, ocorrido em minha cidade.
    Um companheiro, presidente de um Rotary Club, foi à Caixa Econômica solicitar empréstimo. O gerente, que era também companheiro do mesmo clube, verificou que o cadastro do cliente não permitia. O presidente apelou para a condição de rotariano e conseguiu que o gerente se responsabilizasse pessoalmente pela concessão do empréstimo. Resultado: quem teve que pagar foi o gerente, para não ser demitido da Caixa. Em consequência ambos deixaram o Rotary: um por falta de princípios e outro por desilusão.
  • 2.4 – O DAR DE SI ANTES DE PENSAR EM SI.
    Servir através da profissão, não poderá ser um ato egoísta, visando a recompensas. É antes, um servir altruísta, pois sendo voluntário, o rotariano pratica o lema do Rotary: Dar de si antes de pensar em si.
    Por outro lado, servir sem pensar no aspecto profissional, decerto levará a pensar que Rotary é, apenas, mais um clube de filantropia, uma associação de benemerência voltada para amparar creches, asilos e orfanatos. Decerto que essas são atividades nobres que devem ser estimuladas e aplaudidas e que constituem modos de atuação da Avenida de Serviços à Comunidade. Contudo, inúmeras instituições já se propõem a isso.
    Rotary faz tudo isso, mas faz muito mais. Para praticar a caridade não precisamos estar no Rotary. Para enfiar a mão no bolso e dar uma esmola, quase sempre tirada do supérfluo, não precisamos ser rotarianos.



  • O Dar de si, antes de pensar em si é antes, a doação de algo tirado do coração, é um esforço contínuo, uma renúncia, e, principalmente, a eterna vigilância de servir no dia a dia, através da profissão.
    Podemos, assim, dizer, sem medo de afrontar os princípios rotários, que o servir através da profissão é a mais difícil forma de servir, mas é a que distingue o rotariano do filantropo.
    Cabe-nos, neste momento, indagar:
    O que posso fazer no meu trabalho para melhor servir aos outros?
    O Dar de si, antes de pensar em si é antes, a doação de algo tirado do coração, é um esforço contínuo, uma renúncia, e, principalmente, a eterna vigilância de servir no dia a dia, através da profissão.
    Podemos, assim, dizer, sem medo de afrontar os princípios rotários, que o servir através da profissão é a mais difícil forma de servir, mas é a que distingue o rotariano do filantropo.
    Cabe-nos, neste momento, indagar:
    O que posso fazer no meu trabalho para melhor servir aos outros?
  • 2.5 – VOLUNTÁRIOS DE ROTARY E OUTROS PROGRAMAS
    Com tantos cataclismos naturais ocorrendo no mundo, terremotos, enchentes, deslizamentos, tornados, tsunamis, uma maneira de servir através da profissão é como Voluntário do Rotary. Engenheiros, arquitetos, médicos, enfermeiros, jornalistas, nunca foram tão necessários. Anos depois as cidades e vilas, continuam arrasadas, com vias de acesso precárias, sem suprimento de água ou energia. Trabalhar como voluntário na reconstrução de casas, escolas, ou hospitais, ou em campanhas de vacinação, é uma das mais nobres maneiras de servir à humanidade através da profissão.
     
  • Além deste, o Rotary oferece inúmeras outros programas de serviços profissionais: RYLAs, Grupos de Companheirismo, Rotarianos em Ação, Intercâmbios da Amizade, Equipes de Formação Profissional, Programas Vocacionais para Jovens entre outros, oferecem oportunidades de Servir Através da Profissão.
  • 3 – ASPECTOS DO SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO
    3.1 - ASPECTO SUBJETIVO.
    Sabemos todos que o exercício profissional é encarado precipuamente como a única forma de sobrevivência do homem.
    O açodamento cada vez maior, principalmente nas grandes cidades, as dificuldades econômicas, as complexidades crescentes decorrentes do desenvolvimento, tudo isso tende a materializar cada vez mais os objetivos do trabalho.
    A simples consciência da importância de cada atividade para os outros e para a comunidade constitui o primeiro passo para o servir. A consciência de que outras pessoas vão se beneficiar daquilo que estamos fazendo é imprescindível para que o homem valorize mais a si próprio, valorize mais a sua profissão e, em consequência, seja compelido a fazer melhor aquilo que lhe é proposto.
    Esse despertar da consciência, irá, decerto, transformar nossa profissão de uma maneira de ganhar a vida em uma maneira de viver a vida.
    É importante, pois, periodicamente, fazermos uma introspecção, frente à nossa mesa de trabalho e refletir:
    - Qual a importância deste meu trabalho para a comunidade?
    - Como os outros irão se beneficiar desta minha atividade?
    - Será que, dentro dessa importância do meu trabalho para os outros, estou fazendo bem o meu mister?
     
  • 3.2 – ASPECTO ECONÔMICO–SOCIAL.
    Esse é um aspecto objetivo do servir, de inquestionável importância, mas que não constitui o núcleo de preocupação do rotariano.
    Do ponto de vista econômico-social, os homens, através de suas atividades profissionais são responsáveis pela produção de riqueza e, em consequência promovem o atendimento das necessidades básicas da sociedade.
    O rotariano deverá ter a consciência de que exerce uma atividade produtiva e que essa atividade é importante e imprescindível para o desenvolvimento social. Entretanto, o mais importante, é a forma como se exerce essa profissão. O que distingue o rotariano é a preocupação de servir às pessoas, individualmente consideradas, ou mais precisamente, àquelas pessoas com as quais se convive, a exemplo de subordinados, chefes, colegas, clientes, fornecedores, órgãos de classe, concorrentes e outros.
  • 3.3 – ASPECTO ÉTICO E MORAL.
    Esse é o aspecto de maior relevância do tema ora abordado, e a viga mestra dos serviços profissionais.
    Ressalta-se, em primeiro lugar, que a sociedade aprende o que venha a ser Rotary mediante a análise comportamental do rotariano. Daí asseverar-se que o rotariano é a vitrine do Rotary.
    A mensagem do servir e da divulgação dos princípios morais só terá ressonância através do exemplo, seja nas ações cotidianas, seja nas ações profissionais.
    O rotariano deve ser um elemento de transformação da sociedade e para tanto deve ser um exemplo vivo daquilo a que se propõe.
    Enquanto a ética é um conceito filosófico que busca fundamentar o comportamento humano, a moral é um conjunto de regras que regulam esse mesmo comportamento.
    A evolução e a diversidade da natureza humana fez coexistirem duas morais: a moral permanente e a moral mutável.
    A moral mutável depende não só dos costumes, das tradições, da cultura de povos e nações, mas também dos interesses de grupos, classes e categorias sociais.
    São conflitantes a moral do empresário, que visa o lucro, e a moral do sindicalista, que procura o aumento de salário.
    Existem as morais das várias profissões: dos médicos, dos advogados, dos comerciantes, dos catadores de lixo, entre outras.
    Existem sistemas morais que permanecem inalterados por séculos como a poligamia entre os árabes e a monogamia das culturas ocidentais.
    Existem outros que evoluem como as que se referem ao meio ambiente, onde a moral dos conservacionistas passou a sobrepujar a dos progressistas.
    As maiores mudanças, nos últimos 50 anos, ocorreram no campo sexual. A homo afetividade, antes considerada imoral, passou a ser normal para uns, e o fim do mundo para outros.
    Todas essas morais têm de estar a serviço da ética.
    Essa moral mutável no tempo e no espaço não impediu a eclosão dos conflitos, das divergências, das guerras.
    Surgiu um novo conceito de moral. Um conceito de moral permanente, sem a qual nenhuma grande civilização teria sido construída, sem a qual o desenvolvimento da vida em sociedade não teria sido possível.
    O novo conceito de moral, permanente, não é apenas um conjunto de regras e proibições, mas a consideração em primeiro lugar, dos direitos e interesses do outro.
    A moral não existe para nos impedir de agir, mas para nos impedir de fazer o mal, de fazer sofrer, de humilhar, de oprimir, de explorar, de subjugar.
    A moral não é contra o prazer, que é um bem, mas contra o egoísmo, que é um mal.
    Em resumo, a moral permanente é um conjunto de valores que regulam o comportamento humano, a fim de que este não prejudique nem interfira nos direitos e interesses do outro.
  • 3.4 – A PROVA QUÁDRUPLA
    Com relação à ética profissional, Herbert Taylor em 1932 legou a todos nós a PROVA QUÁDRUPLA, a qual não podemos chamar de um código de ética, mas sim, de uma reflexão, de uma auto-avaliação.
    A “Prova Quádrupla” é de uma simplicidade enorme no seu enunciado, facilitando o seu entendimento. Não é um código complicado, cheio de artigos, parágrafos e itens, com palavras difíceis. É de uma objetividade singular. Devemos aplicá-la, em nosso dia a dia, em tudo o que pensamos, dizemos ou fazemos:
    1 – É Verdade?
    2 – É justo para todos os interessados?
    3 – Criará Boa Vontade e Melhores Amizades?
    4 – Será Benéfico para todos os Interessados?
     
    O rotariano não precisa de Conselhos de Ética para julgar os seus passos. Não há necessidade de ninguém apontar-lhe erros, pois, ele mesmo, pela aplicação da “Prova Quádrupla” em sua vida, se autoanalisa. E jamais o homem poderá fugir de si mesmo.
     
  • 3 - CONCLUSÃO:
    Companheiros, devemos nos preocupar, hoje, com a apatia, com a descrença, com a fadiga e com a acomodação que estão imobilizando os homens.
    É terrível ouvirmos de pessoas que nos são queridas e próximas a assertiva:
    O que adianta sermos bons, espalhar a boa vontade e a Justiça, servir, se a sociedade continua egoísta, hipócrita e má, se os governantes continuarão insensíveis, incompetentes e locupletando-se do Poder?
    Essa postura somente contribui para o agravamento da crise econômica, moral e social.
    Deverá haver, sobretudo na vida profissional e na vida econômica, um conjunto de reações sadias, de movimentos saudáveis. O Rotary nos compele a isso.
    Transportando esse pensamento para servir através da profissão, temos a consciência de que, mesmo sem a expectativa de solucionar todos os problemas, deveremos fazer a nossa parte, na certeza de que minoraremos, ao menos, o sentimento coletivo negativo e colaboraremos para o resgate parcial dos valores sociais positivos.
    Para concluir, vale repetir a frase de Paul Harris, dita em 1912:
    De todas as mil e uma maneiras que o homem pode escolher para ser útil à sociedade, sem dúvida, as mais viáveis e, na maioria dos casos as mais eficientes, serão aquelas no âmbito de suas próprias ocupações.
  • O SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO

    1. 1. 2015 ROTARY INTERNATIONAL CONVENTION Alberto Bittencourt EGD – 2004/2005 D. 4500
    2. 2. #ricon15 Alberto Bittencourt RC Recife-Boa Viagem Class:Engenharia Civil Governador 2004-05 D 4500 Coordenador Zonal da Polio Plus, Zona 22-B
    3. 3. 1 - INTRODUÇÃO 2 - DESENVOLVIMENTO 2.1 – Definição do Rotary 2.2 – Objetivo da Av. Serviços Profissionais 2.3 – Declaração p Executivos e Prof. do Rotary 2.4 – O Dar de Si Antes de Pensar em Si 2.5 – Voluntários do Rotary e outros programas. 3 – ASPECTOS: SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO 3.1 – Aspecto Subjetivo 3.2 – Aspecto Econômico Social 3.3 – Aspecto Ético e Moral 3.4 – A Prova Quádrupla 4 - CONCLUSÃO SUMÁRIO
    4. 4. #ricon15 1 - INTRODUÇÃO Cada rotariano é um elo de ligação entre o idealismo do Rotary e seu negócio ou profissão. Paul Harris em “Meu Caminho para o Rotary”
    5. 5. #ricon15 2.1 – O QUE É O ROTARY ? unidos no mundo inteiro, O Rotary é uma organização de homens de negócios e profissões, que prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões, e ajudam a estabelecer a boa vontade e a paz no mundo.
    6. 6. #ricon15 2.2 – Objetivo da Avenida de Serviços Profissionais Estimular e promover o reconhecimento do mérito de toda a ocupação útil e a difusão das normas de Ética profissional.
    7. 7. #ricon15 A VOLTA ÀS ORIGENS
    8. 8. #ricon15 2.3 - DECLARAÇÃO PARA EXECUTIVOS E PROFISSIONAIS ROTARIANOSARTIGO OITAVO: • Não procurar obter de um rotariano, nem lhe outorgar, privilégios ou vantagens que não lhe sejam normalmente concedidos em um relacionamento comercial ou profissional.
    9. 9. #ricon15 O DAR DE SI ANTES DE PENSAR EM SI
    10. 10. #ricon15 •O QUE POSSO FAZER NO MEU TRABALHO PARA MELHOR SERVIR AOS OUTROS ? O DAR DE SI ANTES DE PENSAR EM SI
    11. 11. #ricon15 VOLUNTÁRIOS DO ROTARY
    12. 12. #ricon15 RECUPEREMOS O NEPAL Shelter Box e Rotary Parceiros no servir.
    13. 13. #ricon15 SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO ASPECTO SUBJETIVO REFLEXÃO: 1 - Qual a importância deste meu trabalho para a comunidade ? 2 - Como os outros irão se beneficiar desta minha atividade ? 3 – Será que estou fazendo bem o meu mister ?
    14. 14. #ricon15 • O que distingue o rotariano é a preocupação de servir às pessoas, individualmente consideradas. SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO ASPECTO ECONÔMICO SOCIAL
    15. 15. #ricon15 MORAL Conjunto de valores que regulam o comportamento humano para não prejudicar, nem interferir nos direitos e interesses do outro. SERVIR ATRAVÉS DA PROFISSÃO ASPECTO ÉTICO E MORAL ÉTICA Um Princípio que não pode ter fim.
    16. 16. #ricon15 A PROVA QUÁDRUPLA ROTÁRIA
    17. 17. #ricon15 CONCLUSÃO De todas as mil e uma maneiras que o homem pode escolher para ser útil à sociedade, sem dúvida, as mais viáveis e, na maioria dos casos as mais eficientes, serão aquelas no âmbito de suas proprias ocupações. Paul Harris
    18. 18. #ricon15 OBRIGADO !!! abitt9@gmail.com

    ×