Cerejeiras em flor - Quinta do Bairro

294 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
294
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cerejeiras em flor - Quinta do Bairro

  1. 1. CEREJEIRAS EM FLOR CONCELHO: RESENDE FREGUESIA: S.JOÃO DE FONTOURA LOCALIDADE: QUINTA DO BAIRRO
  2. 2. «O Douro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhares contemplam: É um excesso da natureza. Socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico, podem traduzir horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis da visão. Um universo virginal como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro». Miguel Torga A BELEZA ABSOLUTA
  3. 3. São muito doces e saborosas tem muita vitamina C, e ajuda bastante o sistema imunitário. São ricas em ferro assim previne a anemia a ajuda a transportar nutrientes para o cérebro. Assim como as framboesas este fruto também possui propriedades anti-espásmicas, indicado para combater as cãibras e aliviar as dores de estômago. CEREJA
  4. 4. Quinta do Bairro - Resende
  5. 5. Quinta do Bairro - Resende
  6. 6. Quinta do Bairro - Resende
  7. 7. Quinta do Bairro - Resende
  8. 8. Quinta do Bairro - Resende
  9. 9. Quinta do Bairro - Resende
  10. 10. Quinta do Bairro - Resende
  11. 11. Quinta do Bairro - Resende
  12. 12. Quinta do Bairro - Resende
  13. 13. Quinta do Bairro - Resende
  14. 14. Acordar, ser na manhã de Abril a brancura desta cerejeira; arder das folhas à raiz, dar versos ou florir desta maneira . Abrir os braços, acolher nos ramos O vento, a luz ou o que quer que seja; Sentir o tempo, fibra a fibra, A tecer o coração duma cereja A UMA CEREJEIRA EM FLOR Eugénio de Andrade
  15. 15. AUTOR: Alberto de Jesus Almeida 2014 - LAMEGO

×