Video aula -Sociologia

4.741 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.741
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
287
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Video aula -Sociologia

  1. 1. Clássicos da SociologiaA sociologia surgiu em meio a grandestransformações socias (Revolução Industrial eRevolução Francesa) com o objetivo de explicarque sociedade era essa que surgia.
  2. 2. Revolução Industrial (ANTES)
  3. 3. Revolução Industrial (DEPOIS)
  4. 4. Revolução Francesa (ANTES)
  5. 5. Revolução Francesa (DEPOIS)
  6. 6. KARL MARXKarl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818— Londres, 14 de março de 1883) foi umintelectual e revolucionário alemão, fundador dadoutrina comunista moderna, que atuou comoeconomista, filósofo, historiador, teórico políticoe jornalista.
  7. 7. EMILE DURKHEIMÉmile Durkheim (Épinal, 15 de abril de 1858 —Paris, 15 de novembro de 1917) é consideradoum dos pais da Sociologia moderna, tendo sidoo fundador da escola francesa, posterior aMarx, que combinava a pesquisa empírica coma teoria sociológica. É amplamente reconhecidocomo um dos melhores teóricos do conceito dacoesão social.
  8. 8. MAX WEBERMaximilian Karl Emil Weber (Erfurt, 21 de Abril de1864 — Munique, 14 de Junho de 1920) foi umintelectual alemão, jurista, economista econsiderado um dos fundadores da Sociologia.Seu irmão foi o também famoso sociólogo eeconomista Alfred Weber. A esposa de MaxWeber, Marianne Weber, biógrafa do marido, foiuma das alunas pioneiras na universidadealemã e integrava grupos feministas de seutempo.
  9. 9. PARA MARX SOCIEDADE É:Para Karl Marx, a sociedade sendoheterogênea, é constituída por classes sociaisque se mantêm por meio de ideologias dos quepossuem o controle dos meios de produção, ouseja, as elites. Numa sociedade capitalista, oacúmulo de bens materiais é valorizado,enquanto que o bem-estar coletivo ésecundário
  10. 10. SOCIEDADE IDEAL (MARX)Para Marx, a sociedade não é harmônica e nemequilibrada, antes é demarcada pelo constanteconflito de forças opostas que provocammudanças constantes.
  11. 11. PARA DURKHEIM SOCIEDADE É:Para Émile Durkheim, o homem é coagido a seguirdeterminadas regras em cada sociedade, o qual chamou defatos sociais, que são regras exteriores e anteriores ao indivíduoe que controlam sua ação perante aos outros membros dasociedade. Fato social é a coerção do indivíduo, constrangido aseguir normas sociais que lhe são impostas desde seunascimento e que não tem poder para modificar.Em outras palavras, a sociedade é que controla as açõesindividuais, o individuo aprende a seguir normas que lhe sãoexteriores (não foram criadas por ele), apesar de ser autônomoem suas escolhas; porém essas escolhas estão dentro doslimites que a sociedade impõe, pois caso o indivíduo ultrapasseas fronteiras impostas será punido socialmente
  12. 12. SOCIEDADE IDEAL (DURKHEIM)Durkheim tem como sociedade ideal ou sadiaaquela em que os indivíduos fossem incapazesde efetuar mudanças e se adequassem aosistema estável, organizado e imposto pelaEducação e por outras formas de coerçãosocial.
  13. 13. PARA WEBER SOCIEDADE É:Max Weber não tem uma teoria geral da sociedadeconcebida, sendo que está mais preocupado com o estudodas situações sociais concretas quanto à suassingularidades. Além da ação social, que é a expressão docomportamento externo do indivíduo, trabalha também oconceito de poder. A sociedade, para Weber, constitui umsistema de poder, que perpassa todos os níveis dasociedade, desde as relações de classe a governados egovernantes, como nas relações cotidianas na família ouna empresa. O poder não decorre somente da riqueza e doprestígio, mas também de outras fontes, tais como: atradição, o carisma ou o conhecimento técnico-racional.
  14. 14. SOCIEDADE IDEAL (WEBER)Como o encontro entre os homens e os valores aos quais elesse vinculam e os quais articulam de modos distintos no planosubjetivo.As ciências sociais, que Weber chama de ciências da cultura,são vistas como a possibilidade de captação da interação entrehomens e valores no seio da vida cultural (captação da açãosocial)Para Weber, como a realidade é infinita, apenas um fragmentode cada vez pode ser objeto do conhecimento. O “todo” (asociedade) que supostamente pesaria sobre as partes (osindivíduos) é incompreensível se for tratado como um todo,como uma coisa. Este todo reside na interação entre as partese não é possível conhecer todas elas ao mesmo tempo, porquesão muitas e porque se renovam a cada dia.A sociedade, em Weber, não é um bloco, mas uma teia.
  15. 15. SÍNTESE:Para Durkheim a educação é o mecanismo pelo qual oindivíduo torna-se membro da sociedade.Para Marx a sociedade é um mecanismo que, conforme oconteúdo de classe, pode ser utilizado para oprimir ou paraemancipar o homem.A sociologia de Max Weber aponta para outra compreensão:A sociedade não é apenas uma “coisa” exterior e coercitivaque determina o comportamento dos indivíduos, mas oresultado de inúmeras interações interindividuais. Asociedade não é aquilo que pesa sobre os indivíduos, masaquilo que se veicula entre eles.
  16. 16. Fontes de Pesquisa:http://www.brasilescola.com/sociologia/sociedade-1.htmhttp://www.recantodasletras.com.br/artigos/3562125http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=4_Rqjt5QYsk&NR=1http://atelierdeducadores.blogspot.com.br/2010/05/sociedade-educacao-e-desencantamento-em.html

×