SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
Métricas
para times ágeis
Débora Lima
● Medida, Métrica e Indicador
O quê?
● O principal objetivo da medição de software é permitir aos
envolvidos conhecer o processo e melhorá-lo de forma
contínua.
Para quê?
Embora seja sempre uma má idéia, eu
nunca vi isso feito literalmente antes ...
Por quê?
Scrum. Transparência, Inspeção e Adaptação
Ex.: Velocidade média da equipe, estimativa da história, tamanho da sprint,
número de pontos aprovados em uma Sprint, número de Bugs, tarefas não
planejadas, andamento da Sprint
Quais?
● Reunião de Retrospectiva
Quando?
escorregadio em condições de gelo..
Sinal de trânsito da Retrospectiva.
● Escolher as métricas é uma
responsabilidade do time.
● Devemos pensar no nosso objetivo.
● Usar métricas para responder uma
pergunta. Depois disso, elas pode e
deve ser descartada.
● Mudar as métricas de tempos em
tempos.
● Métricas devem ser utilizadas para
prevenir.
Medir o que importa!
● Medição de software e Scrum, uma dupla de sucesso? http://blog.
myscrumhalf.com/2012/05/medicao-de-software-e-scrum-uma-dupla-de-
sucesso/#sthash.01NZvVjU.dpuf
● Uso eficaz de métricas em métodos ágeis no desenvolvimento de software
http://ccsl.ime.usp.br/agilcoop/files/defesa.pdf
● Que métricas deveríamos ter? http://www.procergs.rs.gov.br/index.php?
action=destaque&cod=64
Fontes
Obrigada.
facebook.com/ait-proeg
slideshare.com/aitproeg

Mais conteúdo relacionado

Destaque (10)

METEOR
METEORMETEOR
METEOR
 
Git v2
Git v2Git v2
Git v2
 
Big data
Big dataBig data
Big data
 
Loop back
Loop backLoop back
Loop back
 
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPAAplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
 
LAB JavaScript
LAB JavaScriptLAB JavaScript
LAB JavaScript
 
WATSON - O Fascinante Computador da IBM
WATSON - O Fascinante Computador da IBMWATSON - O Fascinante Computador da IBM
WATSON - O Fascinante Computador da IBM
 
Principios e Valores Ágeis
Principios e Valores ÁgeisPrincipios e Valores Ágeis
Principios e Valores Ágeis
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
 
Os 5 Sensos da Qualidade
Os 5 Sensos da QualidadeOs 5 Sensos da Qualidade
Os 5 Sensos da Qualidade
 

Semelhante a Metricas para Times Ágeis

Colocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em práticaColocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em práticaAragon Vieira
 
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Rosa Sampaio
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...Rosa Sampaio
 
5 dicas para estruturar seu teste de performance
5 dicas para estruturar seu teste de performance5 dicas para estruturar seu teste de performance
5 dicas para estruturar seu teste de performanceAriane Izac
 
Palestra sobre Métricas para Performance
Palestra sobre Métricas para PerformancePalestra sobre Métricas para Performance
Palestra sobre Métricas para PerformanceRicardo T. Dias
 
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SWLecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SWRogerio P C do Nascimento
 
Atributos Essencias de Métricas
Atributos Essencias de MétricasAtributos Essencias de Métricas
Atributos Essencias de MétricasFlavio Nazario
 
Produtividade em Desenvolvimento de Software
Produtividade em Desenvolvimento de SoftwareProdutividade em Desenvolvimento de Software
Produtividade em Desenvolvimento de SoftwareRildo (@rildosan) Santos
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMatheus Costa
 
Growth - Da estratégia à execução
Growth - Da estratégia à execuçãoGrowth - Da estratégia à execução
Growth - Da estratégia à execuçãoFilipi Assis
 
Real user monitoring, aquisição e retenção
Real user monitoring, aquisição e retençãoReal user monitoring, aquisição e retenção
Real user monitoring, aquisição e retençãoE-Commerce Brasil
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Libia Boss
 
O que eu deveria saber antes de testar performance?
O que eu deveria saber antes de testar performance?O que eu deveria saber antes de testar performance?
O que eu deveria saber antes de testar performance?Ariane Izac
 
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloIndicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloRoberto de Pinho
 

Semelhante a Metricas para Times Ágeis (20)

Slideshow - Metodologias ágeis
Slideshow - Metodologias ágeisSlideshow - Metodologias ágeis
Slideshow - Metodologias ágeis
 
Colocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em práticaColocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em prática
 
Gestao agil de projetos
Gestao agil de projetosGestao agil de projetos
Gestao agil de projetos
 
Agile testing
Agile testing Agile testing
Agile testing
 
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
 
5 dicas para estruturar seu teste de performance
5 dicas para estruturar seu teste de performance5 dicas para estruturar seu teste de performance
5 dicas para estruturar seu teste de performance
 
Palestra sobre Métricas para Performance
Palestra sobre Métricas para PerformancePalestra sobre Métricas para Performance
Palestra sobre Métricas para Performance
 
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SWLecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
 
Atributos Essencias de Métricas
Atributos Essencias de MétricasAtributos Essencias de Métricas
Atributos Essencias de Métricas
 
Produtividade em Desenvolvimento de Software
Produtividade em Desenvolvimento de SoftwareProdutividade em Desenvolvimento de Software
Produtividade em Desenvolvimento de Software
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
 
Growth - Da estratégia à execução
Growth - Da estratégia à execuçãoGrowth - Da estratégia à execução
Growth - Da estratégia à execução
 
Real user monitoring, aquisição e retenção
Real user monitoring, aquisição e retençãoReal user monitoring, aquisição e retenção
Real user monitoring, aquisição e retenção
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012
 
O que eu deveria saber antes de testar performance?
O que eu deveria saber antes de testar performance?O que eu deveria saber antes de testar performance?
O que eu deveria saber antes de testar performance?
 
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloIndicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
 
Treinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptxTreinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptx
 
Scrum Sprint Planning
Scrum Sprint PlanningScrum Sprint Planning
Scrum Sprint Planning
 
DDD + BDD + TDD + Scrum
DDD + BDD + TDD + ScrumDDD + BDD + TDD + Scrum
DDD + BDD + TDD + Scrum
 

Mais de COTIC-PROEG (UFPA) (15)

LT - Redis
LT - RedisLT - Redis
LT - Redis
 
LT Ansible
LT AnsibleLT Ansible
LT Ansible
 
Testes automatizados com Cypress
Testes automatizados com CypressTestes automatizados com Cypress
Testes automatizados com Cypress
 
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
 
Restrospectiva ágil
Restrospectiva ágilRestrospectiva ágil
Restrospectiva ágil
 
Ponta pé inicial para uma melhoria
Ponta pé inicial para uma melhoriaPonta pé inicial para uma melhoria
Ponta pé inicial para uma melhoria
 
Gestão Ágil de Riscos
Gestão Ágil de Riscos Gestão Ágil de Riscos
Gestão Ágil de Riscos
 
Boas Práticas de Programação
Boas Práticas de ProgramaçãoBoas Práticas de Programação
Boas Práticas de Programação
 
Lab metodologia
Lab metodologiaLab metodologia
Lab metodologia
 
Ait agile
Ait agileAit agile
Ait agile
 
Ur ls amigáveis (friendly urls)
 Ur ls amigáveis (friendly urls) Ur ls amigáveis (friendly urls)
Ur ls amigáveis (friendly urls)
 
Web form
Web formWeb form
Web form
 
Multitarefas
MultitarefasMultitarefas
Multitarefas
 
Metas
MetasMetas
Metas
 
Poder do hábito
Poder do hábitoPoder do hábito
Poder do hábito
 

Último

Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoMarcio Venturelli
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 

Último (9)

Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 

Metricas para Times Ágeis

  • 2. ● Medida, Métrica e Indicador O quê?
  • 3. ● O principal objetivo da medição de software é permitir aos envolvidos conhecer o processo e melhorá-lo de forma contínua. Para quê? Embora seja sempre uma má idéia, eu nunca vi isso feito literalmente antes ...
  • 4. Por quê? Scrum. Transparência, Inspeção e Adaptação
  • 5. Ex.: Velocidade média da equipe, estimativa da história, tamanho da sprint, número de pontos aprovados em uma Sprint, número de Bugs, tarefas não planejadas, andamento da Sprint Quais?
  • 6. ● Reunião de Retrospectiva Quando? escorregadio em condições de gelo.. Sinal de trânsito da Retrospectiva.
  • 7. ● Escolher as métricas é uma responsabilidade do time. ● Devemos pensar no nosso objetivo. ● Usar métricas para responder uma pergunta. Depois disso, elas pode e deve ser descartada. ● Mudar as métricas de tempos em tempos. ● Métricas devem ser utilizadas para prevenir. Medir o que importa!
  • 8. ● Medição de software e Scrum, uma dupla de sucesso? http://blog. myscrumhalf.com/2012/05/medicao-de-software-e-scrum-uma-dupla-de- sucesso/#sthash.01NZvVjU.dpuf ● Uso eficaz de métricas em métodos ágeis no desenvolvimento de software http://ccsl.ime.usp.br/agilcoop/files/defesa.pdf ● Que métricas deveríamos ter? http://www.procergs.rs.gov.br/index.php? action=destaque&cod=64 Fontes