facebook/aitproeg                    Por Clarice Ferreira
InspeçãoMelhoria              Adaptação
   Avaliar o processo e a equipe de    desenvolvimento.   Otimizar cada parte do processo.   Os resultados do processo ...
   Goldratt diz :   Que as pessoas se comportam de acordo com    a forma com que estão sendo medidas:    “Diga-me como s...
   Segundo o IEEE, uma medida é uma    avaliação em relação a um padrão.
   O número de linhas de código.
   É um método para determinar se um sistema,    componente ou processo possui um certo    atributo .
   Número de defeitos encontrados após a    implantação.   Medidas:   O número de defeitos.   E a fase (ou data) onde ...
   Segundo IEEE, um indicador é algo que chama    a atenção para uma situação particular.
   Um aumento substancial no número de    defeitos encontrados na última versão pode    ser um indicador de que a Qualida...
   Número de commits no repositório.   Qualidade do código, numa escala de 0% a    100%
   Número de linhas de código ou o número de    defeitos encontrados   Humor da equipe ou a satisfação do cliente.
   Medem a quantidade de valor de negócio    entregue ao cliente.   Informações que       ajudam o time no    entendimen...
   Dinamismo: A quantidade de mudanças de    requisitos por mês;   Cultura: A porcentagem da equipe capaz de    aceitar ...
   Moral da Equipe: mede o humor e a    motivação de cada membro da equipe.   Satisfação do Cliente: mede o nível de    ...
   Quantitativa e objetiva;   Quanto software a equipe consegue entregar    por iteração?   Pontos (story-points) ou “h...
A velocidade pode ser afetada por diversos  fatores:   Mudança na equipe.   Impedimentos.   Conhecimento das ferramenta...
   Velocidade não representa valor agregado.   Comparar a velocidade de equipes diferentes    também pode ser um problem...
Obrigada!
   SATO, Danilo. Métricas de Acompanhamento para    Metodologias Ágeis. Disponível em:    <http://www.devmedia.com.br/art...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Métricas de Acompanhamento

741 visualizações

Publicada em

Métricas de acompanhamento para Times Àgeis.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
741
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métricas de Acompanhamento

  1. 1. facebook/aitproeg Por Clarice Ferreira
  2. 2. InspeçãoMelhoria Adaptação
  3. 3.  Avaliar o processo e a equipe de desenvolvimento. Otimizar cada parte do processo. Os resultados do processo como um todo serão otimizados também.
  4. 4.  Goldratt diz : Que as pessoas se comportam de acordo com a forma com que estão sendo medidas: “Diga-me como serei avaliado e eu lhe direi como me comportarei” .
  5. 5.  Segundo o IEEE, uma medida é uma avaliação em relação a um padrão.
  6. 6.  O número de linhas de código.
  7. 7.  É um método para determinar se um sistema, componente ou processo possui um certo atributo .
  8. 8.  Número de defeitos encontrados após a implantação. Medidas: O número de defeitos. E a fase (ou data) onde o defeito foi identificado.
  9. 9.  Segundo IEEE, um indicador é algo que chama a atenção para uma situação particular.
  10. 10.  Um aumento substancial no número de defeitos encontrados na última versão pode ser um indicador de que a Qualidade do software piorou.
  11. 11.  Número de commits no repositório. Qualidade do código, numa escala de 0% a 100%
  12. 12.  Número de linhas de código ou o número de defeitos encontrados Humor da equipe ou a satisfação do cliente.
  13. 13.  Medem a quantidade de valor de negócio entregue ao cliente. Informações que ajudam o time no entendimento e Melhoria do processo que produz valor de negócio.
  14. 14.  Dinamismo: A quantidade de mudanças de requisitos por mês; Cultura: A porcentagem da equipe capaz de aceitar mudanças durante o projeto;
  15. 15.  Moral da Equipe: mede o humor e a motivação de cada membro da equipe. Satisfação do Cliente: mede o nível de satisfação do cliente com o produto desenvolvido.
  16. 16.  Quantitativa e objetiva; Quanto software a equipe consegue entregar por iteração? Pontos (story-points) ou “horas ideais” entregues por iteração. A equipe está entregando software funcionando a cada iteração;
  17. 17. A velocidade pode ser afetada por diversos fatores: Mudança na equipe. Impedimentos. Conhecimento das ferramentas e tecnologias utilizadas, etc.
  18. 18.  Velocidade não representa valor agregado. Comparar a velocidade de equipes diferentes também pode ser um problema. Medir a velocidade por membro da equipe também pode gerar conflitos e atrapalhar. Ela deve sempre ser medida no nível da equipe.
  19. 19. Obrigada!
  20. 20.  SATO, Danilo. Métricas de Acompanhamento para Metodologias Ágeis. Disponível em: <http://www.devmedia.com.br/artigo-engenharia- de-software-12-metricas-de-acompanhamento- para-metodologias-ageis/12562>. Acesso em: 25 out. 2012.

×