SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
facebook/aitproeg




                    Por Clarice Ferreira
Inspeção




Melhoria              Adaptação
   Avaliar o processo e a equipe de
    desenvolvimento.
   Otimizar cada parte do processo.
   Os resultados do processo como um todo
    serão otimizados também.
   Goldratt diz :
   Que as pessoas se comportam de acordo com
    a forma com que estão sendo medidas:
    “Diga-me como serei avaliado e eu lhe
      direi como me comportarei” .
   Segundo o IEEE, uma medida é uma
    avaliação em relação a um padrão.
   O número de linhas de código.
   É um método para determinar se um sistema,
    componente ou processo possui um certo
    atributo .
   Número de defeitos encontrados após a
    implantação.
   Medidas:
   O número de defeitos.
   E a fase (ou data) onde o defeito foi
    identificado.
   Segundo IEEE, um indicador é algo que chama
    a atenção para uma situação particular.
   Um aumento substancial no número de
    defeitos encontrados na última versão pode
    ser um indicador de que a Qualidade do
    software piorou.
   Número de commits no repositório.
   Qualidade do código, numa escala de 0% a
    100%
   Número de linhas de código ou o número de
    defeitos encontrados
   Humor da equipe ou a satisfação do cliente.
   Medem a quantidade de valor de negócio
    entregue ao cliente.
   Informações que       ajudam o time no
    entendimento e Melhoria do processo que
    produz valor de negócio.
   Dinamismo: A quantidade de mudanças de
    requisitos por mês;
   Cultura: A porcentagem da equipe capaz de
    aceitar mudanças durante o projeto;
   Moral da Equipe: mede o humor e a
    motivação de cada membro da equipe.
   Satisfação do Cliente: mede o nível de
    satisfação do cliente com o produto
    desenvolvido.
   Quantitativa e objetiva;
   Quanto software a equipe consegue entregar
    por iteração?
   Pontos (story-points) ou “horas ideais”
    entregues por iteração.
   A equipe está entregando software
    funcionando a cada iteração;
A velocidade pode ser afetada por diversos
  fatores:
   Mudança na equipe.
   Impedimentos.
   Conhecimento das ferramentas e tecnologias
    utilizadas, etc.
   Velocidade não representa valor agregado.
   Comparar a velocidade de equipes diferentes
    também pode ser um problema.
   Medir a velocidade por membro da equipe
    também pode gerar conflitos e atrapalhar.
   Ela deve sempre ser medida no nível da
    equipe.
Obrigada!
   SATO, Danilo. Métricas de Acompanhamento para
    Metodologias Ágeis. Disponível em:
    <http://www.devmedia.com.br/artigo-engenharia-
    de-software-12-metricas-de-acompanhamento-
    para-metodologias-ageis/12562>. Acesso em: 25
    out. 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville minastestingconference
 
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizações
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizaçõesCertificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizações
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizaçõesRafael Pires
 
Qualidade de Software
Qualidade de SoftwareQualidade de Software
Qualidade de SoftwareRafael Silva
 
Papéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de SoftwarePapéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de SoftwareCamilo Ribeiro
 
Testes Contínuos na metodologia DEVOps
Testes Contínuos na metodologia DEVOpsTestes Contínuos na metodologia DEVOps
Testes Contínuos na metodologia DEVOpsQaladies
 
Automacao testes automatizados
Automacao testes automatizadosAutomacao testes automatizados
Automacao testes automatizadosCristiano Caetano
 
Semana da informática - Qualidade e Teste de Software
Semana da informática - Qualidade e Teste de SoftwareSemana da informática - Qualidade e Teste de Software
Semana da informática - Qualidade e Teste de SoftwareDouglas Coutinho, CTFL
 
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfilCenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfilJoão Clineu - CTFL, CSM, CSD
 
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPS
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPSQATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPS
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPSWelington Monteiro
 
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATS
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATSTeste de Performance - 3º Encontro da ALATS
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATSFabrício Campos
 
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018 Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018 Gustavo Bernardes
 
Integração Continua e Build de Testes Automatizados
Integração Continua e Build de Testes AutomatizadosIntegração Continua e Build de Testes Automatizados
Integração Continua e Build de Testes AutomatizadosReinaldo Rossetti
 
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...Rafael Kanaoka
 
Jornada de maturidade de entrega contínua
Jornada de maturidade de entrega contínuaJornada de maturidade de entrega contínua
Jornada de maturidade de entrega contínuaArthur Santos
 
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem práticaIntrodução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem práticaFabrício Campos
 
Revisao inspecao artefatos testes estaticos
Revisao inspecao artefatos testes estaticosRevisao inspecao artefatos testes estaticos
Revisao inspecao artefatos testes estaticosCristiano Caetano
 
Introdução ao teste de software
 Introdução ao teste de software Introdução ao teste de software
Introdução ao teste de softwareAna Ludmila
 
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Software
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de SoftwareQÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Software
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Softwarem Peixoto
 
pensando em qualidade de software
pensando em qualidade de softwarepensando em qualidade de software
pensando em qualidade de softwaremarthahuback
 

Mais procurados (20)

Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2
 
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
 
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizações
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizaçõesCertificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizações
Certificação de processos e gestão da qualidade de software nas organizações
 
Qualidade de Software
Qualidade de SoftwareQualidade de Software
Qualidade de Software
 
Papéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de SoftwarePapéis em Teste e Qualidade de Software
Papéis em Teste e Qualidade de Software
 
Testes Contínuos na metodologia DEVOps
Testes Contínuos na metodologia DEVOpsTestes Contínuos na metodologia DEVOps
Testes Contínuos na metodologia DEVOps
 
Automacao testes automatizados
Automacao testes automatizadosAutomacao testes automatizados
Automacao testes automatizados
 
Semana da informática - Qualidade e Teste de Software
Semana da informática - Qualidade e Teste de SoftwareSemana da informática - Qualidade e Teste de Software
Semana da informática - Qualidade e Teste de Software
 
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfilCenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
 
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPS
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPSQATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPS
QATEST - TDC Floripa 2015 - Como estimar o ROI do DEVOPS
 
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATS
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATSTeste de Performance - 3º Encontro da ALATS
Teste de Performance - 3º Encontro da ALATS
 
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018 Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018
Qualidade de software, muito além dos testes - RP Tec Com - 2018
 
Integração Continua e Build de Testes Automatizados
Integração Continua e Build de Testes AutomatizadosIntegração Continua e Build de Testes Automatizados
Integração Continua e Build de Testes Automatizados
 
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Mapas de navegação, lista de tarefas e fluxograma...
 
Jornada de maturidade de entrega contínua
Jornada de maturidade de entrega contínuaJornada de maturidade de entrega contínua
Jornada de maturidade de entrega contínua
 
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem práticaIntrodução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
Introdução ao Teste de Software - Uma abordagem prática
 
Revisao inspecao artefatos testes estaticos
Revisao inspecao artefatos testes estaticosRevisao inspecao artefatos testes estaticos
Revisao inspecao artefatos testes estaticos
 
Introdução ao teste de software
 Introdução ao teste de software Introdução ao teste de software
Introdução ao teste de software
 
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Software
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de SoftwareQÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Software
QÃ?! – Uma Jornada em Qualidade de Software
 
pensando em qualidade de software
pensando em qualidade de softwarepensando em qualidade de software
pensando em qualidade de software
 

Destaque

Presentacion
PresentacionPresentacion
Presentacioninma_27
 
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN Mỹ Hoàng
 
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017Aydın Köşüş
 
Mi experiencia en la educación a distancia
Mi experiencia en la educación a distanciaMi experiencia en la educación a distancia
Mi experiencia en la educación a distanciaEstefy Villacís Ponce
 
Bcp _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afrique
Bcp  _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afriqueBcp  _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afrique
Bcp _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afriquewww.bourse-maroc.org
 
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho FinanceiroKPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho FinanceiroLuciano Morato
 
Katie Panlener Sidebar
Katie Panlener SidebarKatie Panlener Sidebar
Katie Panlener Sidebarkatiepanmsu
 
El amor y la vida
El amor y la vidaEl amor y la vida
El amor y la vidaJorge Llosa
 
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yenifer
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yeniferSudafrica. andrea natalia cecilia diego y yenifer
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yeniferYudith Pereira Pereyra
 
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...vandeborre
 

Destaque (20)

Presentacion
PresentacionPresentacion
Presentacion
 
Jan Noah Moncayo Resume
Jan Noah Moncayo ResumeJan Noah Moncayo Resume
Jan Noah Moncayo Resume
 
Chistes de mayo
Chistes de mayoChistes de mayo
Chistes de mayo
 
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN
MÔI TRƯỜNG QUẢNG BÁ CỦA BẠN ĐÃ THẬT SỰ TỐT CHO SẢN PHẨM CỦA BẠN
 
Mi carrera
Mi carreraMi carrera
Mi carrera
 
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017
Muayenehane açılmasında gerekli şartlar 2017
 
Cabin Safety
Cabin SafetyCabin Safety
Cabin Safety
 
Mi experiencia en la educación a distancia
Mi experiencia en la educación a distanciaMi experiencia en la educación a distancia
Mi experiencia en la educación a distancia
 
Bcp _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afrique
Bcp  _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afriqueBcp  _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afrique
Bcp _a_la_recherche_de_la_croissance_en_afrique
 
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho FinanceiroKPI Indicadores de Desempenho Financeiro
KPI Indicadores de Desempenho Financeiro
 
Katie Panlener Sidebar
Katie Panlener SidebarKatie Panlener Sidebar
Katie Panlener Sidebar
 
Viva el perú
Viva el perúViva el perú
Viva el perú
 
El amor y la vida
El amor y la vidaEl amor y la vida
El amor y la vida
 
Cuestionario de satisfación final
Cuestionario de satisfación finalCuestionario de satisfación final
Cuestionario de satisfación final
 
Presentación FAD
Presentación FAD Presentación FAD
Presentación FAD
 
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yenifer
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yeniferSudafrica. andrea natalia cecilia diego y yenifer
Sudafrica. andrea natalia cecilia diego y yenifer
 
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...
Conférence RMIT – 29 mars 2010 – « Economie et marché du logiciel libre en Fr...
 
BIZBIZBIZ
BIZBIZBIZBIZBIZBIZ
BIZBIZBIZ
 
Paola acevedo
Paola acevedoPaola acevedo
Paola acevedo
 
Unidad didáctica rita
Unidad didáctica ritaUnidad didáctica rita
Unidad didáctica rita
 

Semelhante a melhoria-processo-desenvolvimento-facebook-40

Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Clavius Tales
 
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloIndicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloRoberto de Pinho
 
A Arte dos Testes de Performance Aplicacional
A Arte dos Testes de Performance AplicacionalA Arte dos Testes de Performance Aplicacional
A Arte dos Testes de Performance AplicacionalNuno Baptista Rodrigues
 
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...Maurício Aniche
 
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
Trabalho qualidade de software   sistemas de informaçãoTrabalho qualidade de software   sistemas de informação
Trabalho qualidade de software sistemas de informaçãoFernando Gomes Chaves
 
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro Grezeli
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro GrezeliFalando de Testes de Desempenho - por Evandro Grezeli
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro GrezeliJoao Galdino Mello de Souza
 
Cmg falando de testes de desempenho
Cmg falando de testes de desempenhoCmg falando de testes de desempenho
Cmg falando de testes de desempenhoEvandro Grezeli
 
Lean software development (2)
Lean software development (2)Lean software development (2)
Lean software development (2)juarezlustosa
 
Banco de questões qualidade de software
Banco de questões qualidade de softwareBanco de questões qualidade de software
Banco de questões qualidade de softwareBruno Nascimento
 
Rejuvenescimento Software
Rejuvenescimento SoftwareRejuvenescimento Software
Rejuvenescimento SoftwareMarcus Oliveira
 
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André Balparda
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André BalpardaQualimetria e gestão de qualidade em TI por André Balparda
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André BalpardaJoao Galdino Mello de Souza
 
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidaderzauza
 
Teste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoTeste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoJoeldson Costa Damasceno
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraTaís Dall'Oca
 
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de SoftwareX-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de SoftwareAlexandreBartie
 
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptxAula 5 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptxAlexandreLisboadaSil
 
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptxAula 3 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptxALEXANDRELISBADASILV
 

Semelhante a melhoria-processo-desenvolvimento-facebook-40 (20)

Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009
 
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paraleloIndicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
Indicadores de políticas públicas e métricas de software: uma visão em paralelo
 
A Arte dos Testes de Performance Aplicacional
A Arte dos Testes de Performance AplicacionalA Arte dos Testes de Performance Aplicacional
A Arte dos Testes de Performance Aplicacional
 
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...
Efeitos da Prática de Revisão de Código na Caelum: Um Estudo Preliminar em Du...
 
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
Trabalho qualidade de software   sistemas de informaçãoTrabalho qualidade de software   sistemas de informação
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
 
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro Grezeli
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro GrezeliFalando de Testes de Desempenho - por Evandro Grezeli
Falando de Testes de Desempenho - por Evandro Grezeli
 
Qualidade de Software
Qualidade de SoftwareQualidade de Software
Qualidade de Software
 
Cmg falando de testes de desempenho
Cmg falando de testes de desempenhoCmg falando de testes de desempenho
Cmg falando de testes de desempenho
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Lean software development (2)
Lean software development (2)Lean software development (2)
Lean software development (2)
 
Banco de questões qualidade de software
Banco de questões qualidade de softwareBanco de questões qualidade de software
Banco de questões qualidade de software
 
Rejuvenescimento Software
Rejuvenescimento SoftwareRejuvenescimento Software
Rejuvenescimento Software
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
 
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André Balparda
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André BalpardaQualimetria e gestão de qualidade em TI por André Balparda
Qualimetria e gestão de qualidade em TI por André Balparda
 
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
 
Teste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e ValidaçãoTeste de software - Processo de Verificação e Validação
Teste de software - Processo de Verificação e Validação
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
 
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de SoftwareX-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
 
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptxAula 5 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 5 - Introdução ao Teste.pptx
 
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptxAula 3 - Introdução ao Teste.pptx
Aula 3 - Introdução ao Teste.pptx
 

Mais de COTIC-PROEG (UFPA) (20)

LT - Redis
LT - RedisLT - Redis
LT - Redis
 
LT Ansible
LT AnsibleLT Ansible
LT Ansible
 
Testes automatizados com Cypress
Testes automatizados com CypressTestes automatizados com Cypress
Testes automatizados com Cypress
 
Loop back
Loop backLoop back
Loop back
 
METEOR
METEORMETEOR
METEOR
 
Desenvolvimento de software tradicional vs ágil
Desenvolvimento de software tradicional vs ágilDesenvolvimento de software tradicional vs ágil
Desenvolvimento de software tradicional vs ágil
 
Canva
CanvaCanva
Canva
 
Git v2
Git v2Git v2
Git v2
 
Atitudes que levam ao Fracasso profissional
Atitudes que levam ao Fracasso profissionalAtitudes que levam ao Fracasso profissional
Atitudes que levam ao Fracasso profissional
 
Os 5 Sensos da Qualidade
Os 5 Sensos da QualidadeOs 5 Sensos da Qualidade
Os 5 Sensos da Qualidade
 
WATSON - O Fascinante Computador da IBM
WATSON - O Fascinante Computador da IBMWATSON - O Fascinante Computador da IBM
WATSON - O Fascinante Computador da IBM
 
Produtividade sem enrrolação
Produtividade sem enrrolaçãoProdutividade sem enrrolação
Produtividade sem enrrolação
 
LAB JavaScript
LAB JavaScriptLAB JavaScript
LAB JavaScript
 
Principios e Valores Ágeis
Principios e Valores ÁgeisPrincipios e Valores Ágeis
Principios e Valores Ágeis
 
Big data
Big dataBig data
Big data
 
Metricas para Times Ágeis
Metricas para Times ÁgeisMetricas para Times Ágeis
Metricas para Times Ágeis
 
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPAAplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
Aplicação de Abordagens Ágeis: Estudo de Caso de utlização do SCRUM – PROEG/UFPA
 
Técnicas para Programação em Par
Técnicas para Programação em ParTécnicas para Programação em Par
Técnicas para Programação em Par
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
 
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
5 Doenças do Gerenciamento de Projetos
 

melhoria-processo-desenvolvimento-facebook-40

  • 1. facebook/aitproeg Por Clarice Ferreira
  • 2. Inspeção Melhoria Adaptação
  • 3. Avaliar o processo e a equipe de desenvolvimento.  Otimizar cada parte do processo.  Os resultados do processo como um todo serão otimizados também.
  • 4. Goldratt diz :  Que as pessoas se comportam de acordo com a forma com que estão sendo medidas: “Diga-me como serei avaliado e eu lhe direi como me comportarei” .
  • 5. Segundo o IEEE, uma medida é uma avaliação em relação a um padrão.
  • 6. O número de linhas de código.
  • 7. É um método para determinar se um sistema, componente ou processo possui um certo atributo .
  • 8. Número de defeitos encontrados após a implantação.  Medidas:  O número de defeitos.  E a fase (ou data) onde o defeito foi identificado.
  • 9. Segundo IEEE, um indicador é algo que chama a atenção para uma situação particular.
  • 10. Um aumento substancial no número de defeitos encontrados na última versão pode ser um indicador de que a Qualidade do software piorou.
  • 11. Número de commits no repositório.  Qualidade do código, numa escala de 0% a 100%
  • 12. Número de linhas de código ou o número de defeitos encontrados  Humor da equipe ou a satisfação do cliente.
  • 13. Medem a quantidade de valor de negócio entregue ao cliente.  Informações que ajudam o time no entendimento e Melhoria do processo que produz valor de negócio.
  • 14. Dinamismo: A quantidade de mudanças de requisitos por mês;  Cultura: A porcentagem da equipe capaz de aceitar mudanças durante o projeto;
  • 15. Moral da Equipe: mede o humor e a motivação de cada membro da equipe.  Satisfação do Cliente: mede o nível de satisfação do cliente com o produto desenvolvido.
  • 16. Quantitativa e objetiva;  Quanto software a equipe consegue entregar por iteração?  Pontos (story-points) ou “horas ideais” entregues por iteração.  A equipe está entregando software funcionando a cada iteração;
  • 17. A velocidade pode ser afetada por diversos fatores:  Mudança na equipe.  Impedimentos.  Conhecimento das ferramentas e tecnologias utilizadas, etc.
  • 18. Velocidade não representa valor agregado.  Comparar a velocidade de equipes diferentes também pode ser um problema.  Medir a velocidade por membro da equipe também pode gerar conflitos e atrapalhar.  Ela deve sempre ser medida no nível da equipe.
  • 20. SATO, Danilo. Métricas de Acompanhamento para Metodologias Ágeis. Disponível em: <http://www.devmedia.com.br/artigo-engenharia- de-software-12-metricas-de-acompanhamento- para-metodologias-ageis/12562>. Acesso em: 25 out. 2012.